Análise Gigabyte Anvil (HDD 2,5" enclosure)

JPgod

Moderador
Staff
Autores: João Godinho (JPgod)
Produto: Gigabyte Anvil
Data : 18-07-2009



ZWAME Análise

logo.jpg


Especificações

  • Fabricante: : Gigabyte
  • Modelo: Anvil GZ-PEBX1(S0R/B0R)
  • Discos suportados: SATA 2,5" form factor (até 9 mm de altura)
  • Material de construção: Alumínio anodizado escovado
  • Cores disponíveis: Preto (modelo testado) e prateado (alumínio natural)
  • Interface de dados: SATA e USB 2.0
  • Refrigeração auxiliar: Não, dissipação passiva pela carcaça
  • Alimentação auxiliar: Sim, jack 5V e SATA power
  • Acessórios incluídos: Cabo USB (data + power), Cabo USB (power), Cabo SATA-SATA, bolsa de transporte, gaveta hot swap,adaptador 3,5" para 5,25", parafusos de montagem
  • Suporte hot swap da gaveta: Sim
  • Interface de dados (gaveta) SATA
  • Alimentação (gaveta) Standart molex
  • Dimensões: 136,5 mm comprimento, 79,4 mm largura, 16 mm altura
  • Peso (sem disco): 122 gramas.
  • Preço estimado: cerca de 38 €.

Links

Site Oficial

Fotografias

1 - Começando pela embalagem deste produto. Um grafismo bastante bom e agradável, com 2 fotos da caixa, em ambas as cores (prateado e preto), embora o sample testado é preto. O que destaca logo a partida é o enorme tamanho, para uma caixa de discos de 2,5", mas devido ao grande conjunto de acessórios incluído.

2 - Do verso, podemos ver alem das habituais especificações técnicas, pequenas fotos da caixa, da gaveta hot swap e o adaptador incluída e como que a caixa é montada na gaveta.



3 - Abrindo a embalagem, remove-se uma 2ª caixa em cartão branco a acomodar a caixa e os seus acessórios. O disco está logo na frente, protegido por um plástico transparente. Por baixo estão os acessórios, descrito abaixo

4 - Aqui está o disco e os seus acessórios. Talvez das caixas externas mais completas actualmente. Podemos contar então com um cabo USB de dados e power (mini USB), um cabo USB apenas para energia (ficha redonda), que é uma mais valia, porque há muita caixa no mercado que embora tenham conector auxiliar, não tráz este cabo. Assim com os 2 cabos, o disco é alimentado com até 1 ampere nos 5V, ou seja 5 watts, necessário para alguns modelos 2,5" mais "gulosos", especialmente os discos 7200 RPM. Para alguns modelos mais lentos e/ou energy efficient, basta a ficha de dados para trabalhar.

Também podemos contar com uma sempre útil bolsa de transporte, num material semelhante à cabedal. A bolsa tem espaço para o disco e os 2 cabos USB.

Podemos contar com uma gaveta hot swap em formato 3,5", que sem dúvida é bem vindo. A vantagem que sendo SATA, podemos eliminar a limitação da porta USB e ter performance máxima. Excelente para combinar com um SSD ou um disco de 7200 RPM e poder ligar/desligar o disco sem desligar o computador. É incluído também um adaptador para baia de 5,25" caso a vossa caixa não tenha baias 3,5" externas (como a HAF 932, foto mais abaixo).

Por fim, um cabo SATA-SATA e vários parafusos de montagem. Estes últimos é quase certo que vão ficar encostados, se forem como eu que tem uma gaveta cheia de parafusos e cabos SATA a sobrar, mas são sempre bem vindos, não vá algum interessado neste produto não terem os ditos cujos. De notar que não veio cabo SATA -> e-SATA, que com a gaveta hot swap é dispensável.

Entretanto, dado o potencial da gaveta hot swap, a gigabyte podia comercializar um "kit upgrade" para quem comprar este produto. Tal seria composto apenas pela caixa externa e a bolsa de transporte (já que cabos e parafusos não seriam necessários) A ideia por traz e aproveitar as capacidades hot swap e ter assim uma interessantíssima solução de backup/armazenamento, composto por 1 gaveta e vários discos externos. Seria como disquetes de enorme capacidade! Fica aqui esta sugestão para a gigabyte!

Outra proposta seria comercializar esta caixa externa sem o "kit hot swap", virado para os utilizadores de portáteis. Como a gigabyte está a introduzir placas mãe com powered e-SATA, bem como portáteis com o mesmo tipo de ficha, um cabo destes podia ser incluído.



5 - Aqui temos a caixa em vista frontal. O departamento de design esmerou-se aqui, resultando num excelente design em alumínio escovado preto. De notar que esta caixa está disponível em alumínio escovado natural.

6 - Vista de perfil. Podemos ver os rails utilizados para montar o disco na gaveta fornecida, bem como as letras "GC" em branco, que no modelo prateado são pretas. Um design simples, mas sem dúvida excelente.



7 - Vista do lado das ligações.

8 - Vista do verso, sem nenhuma inscrição ou adesivo. As fotografias, apesar de terem sido tiradas com uma SLR e uma lente macro com qualidade excelente, nem de perto fazem jus à qualidade desta caixa, que só visto ao vivo para apreciar.



9 - Pormenor dos dois leds do disco. Ambos são de cor azul, sendo que o pequeno onde está "HDD" é a luz de actividade e o outro é de power e está sempre aceso. Completa bem o design quando em funcionamento.

10 - Pormenor das ligações. Temos então ligação standart SATA de energia e dados, logo a caixa pode ser usada ligada directo ao computador sem estar ligada à gaveta hot swap. Também uma ficha mini-USB e um jack 5V auxiliar, via cabo fornecido. Podemos ver os 2 parafusos para abrir a caixa e montar o disco.



11 - Passamos então à montagem. Depois de remover os 2 parafusos mencionados acima. remove-se o PCB, sempre pelas bordas, que como podemos ver, não tem pistas, de modo a ser manuseado! A carcaça é assim uma única peça. Junto aquele adesivo amarelo, está as ligações SATA onde se liga o disco rígido.

12 - Verso do PCB, onde podemos ver a controladora (jmicron) utilizada por esta caixa. Há uns pontos de solda, que dá a parecer para um chip DRAM para buffer. Não sabemos se tal daria alguma performance adicional.



13 - Aqui temos o disco instalado , no caso um disco de 5400 RPM 160 GB toshiba MK1637GSK. Basta deslizar para a ficha levantando um pouco, verificando sempre se ficou bem encaixado.

14 - Para fixar o disco no sitio, utiliza-se 4 parafusos fornecidos. Não façam muita pressão, para não forçar o PCB, desde que fique bem firme. Depois de montado é só deslizar o PCB com o disco de volta para a carcaça com cuidado, montar a protecção traseira, aparafusar e está pronto para usar!



15 - Aqui podemos ver como se encaixa o disco na gaveta hot swap. Ou seja a saliência com a luz de energia virado para o botão de ejecção. Basta empurrar com força até ouvir um "click", movendo o botão para a frente.

16 - Por fim, montagem da gaveta com a caixa já completamente encaixada. com o adaptador 5,25" numa coolermaster HAF 932. Combina perfeitamente com a caixa em questão.



 
Última edição:

JPgod

Moderador
Staff
Testes

Info

Os testes serão simples, visto que o disco utilizado não pode ser formatado e também como o objectivo e testar a caixa e não o disco, não é preciso fazer uma bateria de testes.

Test Bed

  • CPU: Phenon II X4 805 @ 3125 mhz
  • Motherboard: ASUS M4A79T Deluxe (790FX + SB750)
  • Memória: 2x 2048 Gskill Trident DDR3 + 2x 2048 OCZ @ 1333 7-7-7-21 1T mhz
  • Graficas: ASUS GTX 285
  • Disco utilizado nos testes: toshiba MK1637GSK 160 GB 5400 RPM SATA
  • SSD utilizado para comparar: OCZ core 60 gb
  • Sistema Operativo: Windows Vista Business x64 SP1

HDtach HDD USB

hdtach-usb.png


HDtach HDD SATA

hdtach-sata.png


Por USB naturalmente está limitado, mas a performance mesmo assim um pouco abaixo da média (30 a 35 MB/s). Por SATA o disco dá o seu máximo.

HDtach SSD SATA

hdtach-sata-ssd.png


Já os SSD mostra valores bem superiores ao HDD, mas abaixo do que o SSD é capaz. Abaixo fica o resultado do mesmo SSD ligado directamente à placa-mãe. De notar que até a latência passo de 0,2 par 0,4.

hdtach-ssd.png


HDtune HDD SB

hdtune-usb.png


HDtune HDD SATA

hdtune-sata.png


No HDtune, resultados equivalentes ao HDtach.

HDtune SSD SATA

hdtune-sata-ssd.png


hdtune-ssd.png


Pelo HDtune também podemos ver o SSD limitado. A conclusão a tirar que a controladora desta caixa suporta apenas SATA 1, o que não faz muito sentido hoje em dia. Mas não é grave, porque dado o seu propósito e os discos 2,5" mecânicos ainda não saturam o bus SATA1 (tirando o busrt), nem mesmo os 7200 RPM (tirando obviamente o velociraptor).

 
Última edição:

JPgod

Moderador
Staff
File Copy

Aqui temos testes com ficheiros, efectuados directamente no windows explorer, portanto um teste mais prático para o dia-a-dia. É sempre utilizado o mesmo conjunto de ficheiros.
ao contrário das anteriores reviews de SSD, não foi utilizado nem o teste do RAR, nem os ficheiros de 8,5 GB. estes testes já dão uma boa ideia da performance.

Método dos testes
Escrita: Copiar ficheiros do disco rígido interno para o disco externo
Leitura: Copiar ficheiros do disco externo para o disco rígido
Cópia: Duplicar ficheiros dentro do disco externo
Os números entre parênteses indica o nº de ficheiros envolvidos.
software utilizado: Teracopy (embora seja um pouco mais lento que o windows explorer, por não fazer uso do superfetch, mas evita algumas situações estranhas, como copiar 1100 mb em 4-5 segundos por ter os ficheiros na cache devido a um teste imediatamente anterior.

Resumo - HDD USB

ficheiros-usb-hdd.png


Resumo - HDD SATA

ficheiros-sata-hdd.png


Resumo - SSD SATA

ficheiros-sata-ssd.png


Aqui o resumo dos testes. Como podemos logo reparar, por SATA a performance quase que duplica. Com um SSD ainda temos melhores resultados

Comparação HDD USB vs SATA

Abaixo a comparação em modo USB e modo SATA nos 3 tipos de testes:

leitura-hdd.png


escrita-hdd.png


copia-hdd.png


Apesar do disco rígido utilizado já ser um modelo antigo, podemos ver que por SATA tem praticamente o dobro da performance que em USB.

Comparação HDD SATA vs SSD SATA

Abaixo a comparação entre o Toshiba e o OCZ core e modo SATA nos 3 tipos de testes:

leitura-ssd.png


escrita-ssd.png


copia-ssd.png


Em leitura a performance foi substancialmente superior, já escrita e cópia não teve grande diferença. Este SSD está claramente limitado nesta caixa.

 
Última edição:

JPgod

Moderador
Staff
Conclusões

Destaco pela Positiva:

  • - Boa performance, embora algo aquém do esperado, mas suficiente para uma caixa externa.
  • - Muito boa qualidade de construção e design excelente, em alumínio anodizado preto
  • - Uma interessante e muito útil gaveta hot swap, permitindo assim o disco trabalhar na sua performance máxima e permitir o desligamento com o computador em funcionamento. Ao religar, o windows detecta a drive e fica pronto a usar (implica entretanto pré configuração, como por exemplo a controladora SATA tem que trabalhar em AHCI e o windows instalar os drivers)
  • - Conjunto completo de acessórios, incluindo bolsa de transporte, o cabo USB de energia auxiliar e cabo SATA de dados extra.
  • - Caixa do produto agradável e simples, protegendo bem o conteúdo e sem ser demasiado grande dado o seu conteúdo
  • - Por cerca de 37,50 € no mercado português e embora seja mais caro que a maioria das caixas externas 2,5", é um bom preço dado aos acessórios e especialmente a gaveta hot swap. Tais gavetas para discos de 3,5" podem custar mais que este conjunto.
Destaco pela Negativa:

  • - Controladora suporta apenas SATA 1, que é limitante para SSD's. Mas dado que os discos de 7200 rpm ainda mal conseguem saturar o bus SATA 1 e o propósito é discos mecânicos e não SSD's, não considero um factor muito limitante.
  • - A trabalhar dentro da gaveta hot swap, tende a aquecer bastante. O Toshiba atingiu cerca de 50ºc após algumas horas de operação, acima dos 27-30º registado pelos discos de 3,5" (que levam com corrente de ar de uma ventoinha frontal). Mesmo o SSD estava muito quente. O problema deve-se que a gaveta não tem arrefecimento, seja activo ou passivo. Tal podia ser evitado com a carcaça da caixa ser perfurada para circulação de ar e/ou construção de alumínio com fins para dissipação passiva e podendo ser incluído uma ventoinha silenciosa amovível.
Conclusão

Estamos perante a caixa para discos 2,5" mais original e completa do mercado. A gigabyte marcou pontos ao incluir uma gaveta hot swap com suporte SATA, que contorna assim a limitação do USB 2.0 presente na maioria das caixas 2,5" do mercado. Entretanto dado o enorme aquecimento do disco em uso na gaveta hot swap, recomenda-se não utilizarem o disco em regime "24/7", mas apenas o necessário. Se for mesmo preciso trabalhar muitas horas, recomendo uma ventoinha apontada directamente para a carcaça da gaveta para o arrefecimento do conjunto. Apesar disso, é um excelente produto para quem precisa de ter um disco 2,5" portátil, mas rápido, pelo o que a nossa recomendação é máxima!

Classificação

zwame200.png


Agradecimentos

A ZWAME agradece à Gigabyte pela disponibilidade do material para teste.

Copyright © Zwame, Lda 2009. Reprodução proibida sem autorização prévia.

 
Última edição:

BlitZ

Power Member
Boa Review ;)

JPgod podes adicionar um preço como referençia = 37,50 €

Já existe a possibilidade de encomendar na XXXXXXXXXX


[[]]
 
Última edição pelo moderador:

JPgod

Moderador
Staff
Não percebi o que é isto?
É um suporte?
Podiam explicar.

Acho que não é difícil de descobrir pelas imagens e tudo :p

É uma caixa de 2,5" para disco SATA, com interface USB e SATA, alem de uma gaveta hot swap onde encaixas o bixo para ter a performance maxima e mão estar limitado ao USB.
 

The WolfMan

1st Folding then Sex
Isso trás transformador? É que o disco da minha antiga playstation 3 tinha potência a mais para o bus USB...

Assim talvez seja uma boa caixa :)
 

JPgod

Moderador
Staff
Tráz cabo USB 5V adicional, portanto tens 5w disponível para o disco, que penso que chega para quase todos senão todos os discos de 2,5" de portátil (excepto obviamente velociraptor e SAS 15k rpm :D)

O meu toshiba é rated 1.0v e trabalhou na perfeição.
 

FastBoy

Power Member
Bom bom era o sistema hot swap ser vendida tambem em separado para uma pessoa ter uma em cada maquina.

Por acaso não sabes se se pode comprar mais gavetas a parte?

Boa review, parabens
 
Topo