1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  1. Autor: Vítor Antunes ([email protected])
    Produto: Gigabyte ODIN 1200 Pro
    Data : 07-06-09


    [​IMG]
    [​IMG]
    ZWAME Análise



    [​IMG]


    Voltagens

    [​IMG]

    FOTOS

    Caixa

    [​IMG]

    [​IMG][​IMG][​IMG]

    Fonte

    [​IMG]

    [​IMG] [​IMG][​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]


    [​IMG]
    Particularidades
    [​IMG]

    Conectores
    [​IMG]

    Hardware utilizado

    Motherboard: ASUS P6T Dlx OC Palm
    Placa Gráfica: ASUS ENGTX295
    CPU:Core i7 920
    Disco Rígido: SAMSUNG SPINPOINT F1 1TB SATA2 32MB CACHE HD103UJ
    Memórias: CORSAIR Dominator GT TR3X6G1866C7GTF
    Fonte de alimentação: Gigabyte ODIN 1200 Pro
    Cooler: Noctua NH-U12P
    Caixa: Gigabyte 3DMars


    TESTES

    Idle

    [​IMG]
    3.3v

    [​IMG]
    5.0v

    [​IMG]
    12.0v


    Load

    [​IMG]
    3.3 v


    [​IMG]
    5.0v


    [​IMG]
    12.0v

    A Fonte de alimentação Gigabyte ODIN 1200 Pro é mais um dos muitos sucessos da
    Gigabyte enquanto fabricante de vário material para computadores.
    No seu vasto leque de produtos podemos encontrar: Placas gráficas, Motherboards, Fontes de alimentação,
    Ratos, Teclados, Caixas, Monitores LCD, usb flash drives, entre muitos outros produtos.

    Este exemplar foi testado no sistema acima referenciado, para testes usámos
    duas consolas de folding, uma dedicada ao CPU e a outra à placa gráfica,
    usámos ainda o OCCT a correr em looping.

    Podemos constatar que todas voltagens
    estavam acima das respectivas referencias, em idle:

    3.3v - 3.3188v
    5.0v - 5.0451v
    12.0v - 12.0630v

    Em load, os resultados foram os seguintes:

    3.3v - 3.3106v
    5.0v - 5.0349v
    12.0v - 12.0660v

    Daqui podemos concluir que as diferenças são muito poucas
    estando em load ou em idle.

    Esta Fonte tens as seguintes características:

    Destaco pela Positiva:
    Alto Desempenho.
    Qualidade de construção e acabamentos
    Design.
    A relação Qualidade/Preço.
    Ventoinha de 140mm
    Silêncio da ventoinha.


    Destaco pela Negativa:
    Nada a assinalar


    [​IMG]


    Agradecimento

    A ZWAME agradece à ***** pela disponibilidade do material para teste.

    Se gostou desta análise pode ver mais aqui.

    Copyright © Zwame, Lda 2009. Reprodução proibida sem autorização prévia.​
     
  2. canano

    canano Power Member

    Ja está no mercado?
    Silenciosa e com consumos em load e idle pouco diferentes é muito bom!
     
  3. vascobailao

    vascobailao To fold or to FOLD?

    para que preços é que vai? é que o preço devia tar nos contras :P
     
  4. dacosta89

    dacosta89 Banido

    está à venda na casa dos 250€
     
    Última edição pelo moderador: 7 de Junho de 2009
  5. Blaster

    Blaster Power Member

    Não é consumo que te estas a referir mas sim estabilidade de voltagens, que é muito importante numa fonte de alimentação.

    O consumo não depende da fonte mas sim dos componentes.
     
  6. vso

    vso Power Member

    Podias aumentar as voltagens e OC na gráfica para puxar mais pela fonte, porque isso nem metade do Power usa:D
     
  7. SuperLuis

    SuperLuis Power Member

    250€ por uma fonte é bem puxado, pelo menos para mim, a minha fonte aqui parece não estar a conseguir "dar" os valores da linha dos +12V e dos +3.3V porque na linha dos +12V só está a dar 10V e tal! e na dos +3.3V 1 e tal!!!! :rolleyes: Isso a alaviar por dois softwares diferentes, Speedfan é um deles, mas na bios "diz" que está correcto mas com o pc na bios os componenetes devem estar a consumir bem menos.

    Já agora como foram recolhidos os valores das linhas de tensão durante os testes?
     
  8. Ra7or

    Ra7or Mestre BOINC

    Nos meus tempos de reviews a fontes para o Lilireviews, também usava um multímetro fluke de 270€ calibrado pelo IEP, e mais um wattímetro também ele calibrado. ;)

    Gostei da Review, só penso que falharam alguns pontos.

    Analisar uma fonte de alimentação tal como podemos analisar um motherboard é muito difícil, porque só o sistema para lhes criar carga e medir ripples representa um investimento enorme, mas dentro do possível podemos testar as fontes e ir aprendendo.

    Ora aqui nesta review podias ter tentado medir as potências (idle/full) e em cada potência a tensão de cada linha, por exemplo, e também medir a temperatura dentro da fonte, sendo esta mais difícil de medir se não tiveres um termómetro a laser.

    Para stressar mais a fonte eu aconselhava o IBT+furmark, isto para tentares criar mais carga caso os componentes não cheguem para pelo menos criar 60/70% de carga, mas é só uma opinião.

    Penso que foi a primeira review feita pela Zwame a uma fonte, estão num bom caminho, agora é ir melhorado a cada review!:x2:
     
  9. SuperLuis

    SuperLuis Power Member

    multímetro tenho também mas não percebo nada de electrónica por isso pergunto: Os valores foram recolhidos com o pc a trabalhar certo? Agora saber recolher os valores colocando as pontas do multímetro nos sitios correctos da ficha ATX que é ligada à board já é outra história. :rolleyes: Tenho aqui uma fonte da Be Quiet Daerk power de 600W que parece estar a ficar passada e a não conseguir "dar" toda a energia que o pc precisa. Essa ai da Review é mesmo brutal mas o seu preço não a coloca ao alcançe de todos.

    Mas com o pc que tenho e o seu preço não me vou arriscar numa OEM barata para depois queimar tudo o pc por causa de auma avaria da OEM..... Essa fonte da review termm garantia que se avaria não vai levar com ela a board, cpu e gráfica como tem acontecido com fontes OEM e não só?
     

  10. Boas, obrigado pela tua opinião, mas com certeza lês-te a review na diagonal ;) pelo menos no que diz respeito a:
    Porque se reparares bem foi exactamente o que fiz.

    Sim, um sistema para medir cargas e ripples é para cima de um dinheirão, para já não vale a pena investir.
    Quanto ao software que sugeres, acho que duas consolas de folding, uma para CPU e outra para a Gráfica e ainda o OCCT, é mais do que suficiente para stressar qualquer sistema.

    Foi a segunda review feita pela ZWAME e dentro dos mesmos moldes.



    Esta fonte e as fontes desta gama por norma trazem maneiras de se protegerem de picos de corrente e são mais difíceis de avariar do que as fontes OEM, não há garantia nenhuma de que se avariarem não poderão levar um ou outro componente, mas é extremamente dificil de isso acontecer.

    Para não dispender uma verba tão elevada posso-lhe aconselhar a Gigabyte ODIN de 800w que é mais barata e chega e sobra perfeitamente para o sistema que tem, neste momento é a que eu uso no meu PC.

    [​IMG]

    Para fazer as medições correctas veja nessa imagem.
    Introduza uma ponta do multímetro num dos fios pretos (Ground) e a outra nos outros fios conforme quiser medir, amarelo - +12v, vermelho - +5v ou laranja - +3.3v.
     
  11. SuperLuis

    SuperLuis Power Member

    Já não tenho dúvidas: A minha fonte não está a aguentar com a tralha toda :P Ainda por cima não é de 600W mas sim de 550W.....
    Reparei numa coisa acerca dessas fontes da Gigabyte: Não são nada fáceis de encontrar em Lisboa: As principais lojas como a GlobalData e ***** não as tem!

    Mas pronto: Devo optar por LC Power de 700W que já deve mesmo aguentar com essa "tralha" toda sem andar a oscilar tanto na tensão dos +12V e dos +3.3V, já agora porque é que a linha de +3.3V é de 30A enquanto as de +12V constumam ser só de 18A?
     
  12. SuperLuis

    SuperLuis Power Member

    Analisando mais a fundo a review desta fonte: 80% de eficiência? Mas já existem fontes com 85% de eficiência. mas seja como for com esta eficiência o despercio de energia é bastante menor do que nas fontes comuns que só tem uns 60% de eficiência deitando para o lixo energia.

    Esta fonte da review é Dual Rail com 30A no rail dos +12V e 30A nos de +3.3V? A da lc power tem a grande desvantagem de ser Quad rail com 18A nos 4 rail......a não ser que a da LC power tenha pots reguláveis caso contrário vale bem menos que uma Dual rail.
     
    Última edição pelo moderador: 7 de Junho de 2009
  13. RSC

    RSC Power Member

  14. Ra7or

    Ra7or Mestre BOINC

    Quanto a ter dito que foi a primeira, enganei-me. :p

    É assim, a review não tem assim tanto para ler, e mesmo que tivesse nunca fui gajo de ler textos na diagonal, seja em inglês seja em português, agora diz-me porque posso estar a ver mal, onde tens a potência do sistema medida em WATTS? Só se me está a escapar alguma coisa, e se está peço desculpa pelo erro:confused:
     
  15. SuperLuis

    SuperLuis Power Member

    os Watts não interessam: interessam os Amperes. Mas aqui os volts são o que interessa mais porque é preciso saber se a fonte "dá" voltagem suficiente para todos os componentes do sistema sem variações. Um pc todo pode gastam à volta de 250-300 Watss mas não mais do que isso.
     
  16. norim_13

    norim_13 I quit My Job for Folding

    estás um bocado confundida...

    Os watts interessam sim. Neste caso para saber a que carga a fonte está a ser submetida e comparar com os valores medidos com o voltimetro (que penso que era o que o Ra7or estava a sugerir).

    Quanto ao valor de consumo dos PCs... há pcs a gastar muito mais que 300w ;)

    Cumps
     

Partilhar esta Página