1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Globalfoundries 7nm (2018)

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por Dark Kaeser, 16 de Setembro de 2016. (Respostas: 19; Visualizações: 3012)

  1. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    Oficialmente confirmado o que se suspeitava desde o início do ano, a GF vai "saltar" os 10nm indo directamente para os 7nm.

    http://www.eetimes.com/document.asp?doc_id=1330467&page_number=1

    http://www.eetimes.com/document.asp?doc_id=1330467&page_number=2


    Já tinham sido publicados artigos para tentar fazer um resumo dos roadmaps e compará-los entre si

    Artigo publicado a 13.09

    [​IMG]
    https://www.semiwiki.com/forum/content/6192-tsmc-16nm-10nm-7nm-5nm-update.html

    o artigo anterior baseia-se no seguinte

    Artigo publicado a 03.09

    neste caso o autor do artigo deve ter-se equivocado, apesar de ter editado uma tabela ontem, para reflectir o anúncio dos 7nm a 2018 (ele inicialmente tinha lá 2017 como diz a imagem do artigo anterior)

    [​IMG]
    https://www.semiwiki.com/forum/content/6160-2016-leading-edge-semiconductor-landscape.html
     
  2. Gaugamela

    Gaugamela Power Member

    A Intel perdeu um pouco do fosso que escavou para as outras foundries...
    Mas estava á espera que a Samsung e GF a partir de agora partilhassem os processos de fabrico como fizeram para os 14nm.
     
  3. senso

    senso Banido

    Eles nem 16nm a sério fazem..
    A metalização é maior que 16nm..
    E a Samsung gosta de chamar 10nm class ao processo deles..
     
  4. miguelbazil

    miguelbazil Moderador Ninja
    Staff Member

    A questão é saber se conseguem mesmo os 7nm estáveis, e se os ganhos são tão bons como anunciados. É um salto grande, veremos se têm "dedos para tocar esta guitarra".
     
  5. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    Afinal além deste 7nm por litografia de imersão, a GF terá outro 7nm já com EUV, resultado da cooperação com IBM e Samsung:

    http://www.eetimes.com/document.asp?doc_id=1330657&page_number=1
     
  6. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    7nm process is essential for semi industry: Q&A with Globalfoundries CTO Gary Patton

    http://www.digitimes.com/news/a20161102PD203.html
     
  7. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

  8. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    [​IMG]

    http://www.zdnet.com/article/iedm-2017-globalfoundries-announces-7nm-chipmaking-process/
     
  9. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    IEDM 2017 - Intel Versus GLOBALFOUNDRIES at the Leading Edge

    https://www.semiwiki.com/forum/content/7191-iedm-2017-intel-versus-globalfoundries-leading-edge.html
     
  10. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    - GlobalFoundries Halts 7nm Work
    https://www.eetimes.com/document.asp?doc_id=1333637&page_number=1


    - GLOBALFOUNDRIES Pivoting away from Bleeding Edge Technologies
    https://www.semiwiki.com/forum/cont...pivoting-away-bleeding-edge-technologies.html

    - GloFo dropping out of 7NM race?
    https://www.semiwiki.com/forum/content/7694-glofo-dropping-out-7nm-race-q.html
     
  11. blaster_00

    blaster_00 Power Member

    Lá está a GF a falhar como de costume, ainda bem que a AMD se livrou das fábricas.
     
  12. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    A decisão parece-me estúpida, o grosso do £€$ já terá sido gasto em R&D e no equipamento que já deve estar (ou devia pelo roadmap) a ser instalado e afinado.
    Isto quando há coisa de um mês a própria GF anunciou que já teria assegurado o fabrico de vários "produtos" no seu processo de fabrico 22nm FDSOI, no valor de $2B.
    O que torna o comunicado e a razão nele invocado, investimento adicional de $2B a $4B para o ramp up e a ausência de interessados (para além da AMD) nos 7nm, uma desculpa esfarrapada.
    Até porque as foundries tem vários processos antigos que perdendo os clientes de grande volume são preenchidos por outros inúmeros clientes/produtos que não necessitam de processos xpto e que garantem que estes processos mais antigos continuem a gerar receitas.

    É que este anúncio não deixa a AMD apeada pois estes já tinham tomado a decisão de também usar a TSMC, o EPYC2/Rome, mas a IBM que lhes entreguou a sua divisão Micro (instalações e pessoal) que fabricava os seus chips e que aliás são eles que de facto estão à frente do R&D da GF, vão ter que arranjar solução para 2020 quando os seus Power eram suposto ser fabricados a 7nm na GF.

    Os gajos da Mubadala já não devem passar cheques...
     
  13. Neural

    Neural Power Member

    Os cheques da Mubadala agora são empregues em ilhas artificiais e arranha céus de 1km de altura...
     
  14. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    Pá eles ainda têm a opção de aquisição, de 75M de acções da AMD, até perfazerem um máximo de 20% negociado aquando da última alteração do WSA, em compensação para não se pagar cash, bom pagaram apenas $100µ

    [​IMG]
    https://www.anandtech.com/show/10631/amd-amends-globalfoundries-wafer-supply-agreement-through-2020

    o que explica a venda massiva de acções da Mubadala no últimos tempos

    Abu Dhabi’s Mubadala sells second stake in U.S. chipmaker AMD
    https://www.reuters.com/article/us-emirates-mubadala-amd-idUSKBN1AK0NA

    o que dado o preço acordado, creio que à volta de $5 e o preço actual das acções quase que dava para pagar o investimento ;)
     
  15. miguelbazil

    miguelbazil Moderador Ninja
    Staff Member

    Se bem percebi, o que suporta este R&D tem sido as vendas nos processos anteriores, que têm gerado interesse. Com os investidores a quererem fazer dinheiro, provavelmente chegaram ao ponto de não quererem gastar mais agora, e tentar obter o máximo dos lucros dos outros processos de fabrico. Não será isso?
     
  16. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    Mas a questão que se põe é: e quanto já gastaram nos 7nm até agora?

    É que os 2-4$B referem-se apenas ao "ramp up", que na prática significa passar para o fabrico em volume, deixar as coisas como estão também não recuperam o que já gastaram. Quem lidera o R&D é a mesma equipa que veio da IBM, e têm acesso ao que já vinha de lá.

    Quanto à situação financeira é um gigantesco buraco negro: a GF é uma empresa detida a 100% por um único accionista, logo não precisa de apresentar relatórios de contas. Mas os rumores de a Mubadala querer colocar a empresa em bolsa já não são novas, mas também não me parece ser assim que lá vão.

    O que agora deixa um outro problema aos US, que já se tinha levantado aquando da absorção da IBM Micro pela GF, e o que acontece à unidade custom "specialty" da IBM que fabricava os chips sob encomenda para terceiros, incluindo os chips usados pelo DoD, para as áreas da aeronáutica/defesa? A solução para permitir o Ok do regulador americano foi estabelecer uma divisão autonóma dentro da GF, mas assim não sei.

    ____
    As foundries é que pagam o todos os custos de desenvolvimento, mas as foundries apenas produzem para terceiros, e é cobrando uma % sobre o custo de fabrico de uma wafer que recuperam esse investimento, isso é calculado em função do nºo de wafers estimado e de um determinado tempo, quanto mais wafers fabricares menor o tempo em que recuperas o investimento.
    Após x tempo e recuperado uma fatia do investimento os custos vão baixando, e quando tiveres um novo processo, os chamados "early adopters" migram para o mesmo e libertam capacidade para o resto que agora tem disponível um "não tão novo" processo, mas a custos comportáveis. E enquanto tiveres clientes os processos são mantidos, chega a um ponto em que são mais rentáveis que os novos, pois apenas implicam custos de manutenção.

    EX para o Q2 da UMC, quando apesentou os primeiros resultados para os 14nm

    [​IMG]
    https://www.eetimes.com/document.asp?doc_id=1332073

    e TSMC quando apresentaram os primeiros resultados para os 10nm

    [​IMG]
    https://www.eetimes.com/document.asp?doc_id=1332009

    :offtopic:
    E o que não faltam são foundries e investimento em capacidade de fabrico.
    A malta aqui só quer saber invariavelmente de GHz e FPS, ainda este ano a Infineon anunciou uma FAB de 1.8€B em Vallach (Áustria) e já o ano passado a Bosch, acho que a divisão Bosch Sensortec, tinha também anunciado uma para Dresden no valor de 1.1€B. Pelo investimento não será nada revolucionário, até porque no caso da Infineon alguns produtos têm de suportar correntes elevadas, mas permite a estas empresas garantir o seu próprio fabrico e não estar dependentes de 3º ;)
     
  17. Slider

    Slider Colaborador
    Staff Member

  18. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    Durante a GF Technical Conference
    https://www.eetimes.com/document.asp?doc_id=1333792&page_number=1
     
  19. Rafx

    Rafx Power Member

    Faz lembrar a afirmação dos 640kb é mais do qualquer pessoa vai necessitar um dia. Que falta de noção.

    Claro que para a maioria dos clientes, senão quase todos mesmo, actualmente 7nm não faz sentido, poucos produtos compensam estarem no 'bleeding edge', mas daqui a meia dúzia de anos para alguns desses clientes os 7nm vão começar a fazer sentido e daqui a uns 15-20 anos a maioria dos clientes que não migraram para os 7nm [ou mais evoluido] é porque estão para fechar portas, se não fecharam já.


    Que não produzam já, porque não compensa, é lógico que suceda.
    Tal como é lógico que daqui a uns anos a GF licencie os 7nm de alguém e/ou compre equipamento 7nm quando tiver barato, também.

    Na tecnologia parar é morrer. Seja os que estão na frente/mais avançados, seja os que vêm atrás.
    A não ser que o futuro da GF daqui a um par de dezenas de anos seja fazer chips vintage.
     

Partilhar esta Página