1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Guias de transporte

Discussão em 'Programação' iniciada por PiPo, 13 de Dezembro de 2007. (Respostas: 2; Visualizações: 3917)

  1. PiPo

    PiPo Power Member

    Bom dia,

    Estou e desenvolver um software para uma empresa textil, onde o objectivo essencial desse software passa por registar as encomendas e todos os detalhes do modelo (peça de roupa) que cada encomenda produz. Controla tambem os movimentos de modelos para as confecções e gere o stock de malhas e tecidos da empresa. No entanto, gostava que este software fosse tambem responsável pela impressão de guias de transporte, mas isto já poderá trazer alguns problemas ao nivel da fiscalidade. Pedia ajuda aqui no forum a alguem que já tivesse alguma experiência neste assunto, que me ajudasse a perceber quais os problemas fiscais que podem resultar de um mau desenvolvimento de uma base de dados que guarde guias de transporte. E que características têm que ter este tipo de base de dados (não podem ser editáveis?) de forma a que não tenha nenhum problema fiscal.

    Qualquer tipo de ajuda sobre este tipo de aplicações agradecia porque não estou muito dentro sobre este tipo de problemas.

    Se conhecerem algum site sobre este assunto postem aqui para eu investigar.

    Obrigado
     
  2. mOrSa

    mOrSa Power Member

    Acho que tal como eu, precisas de alguém que perceba de fiscalidade. Eu, entre o boss e o pessoal que conheço vou sempre desenrascando qualquer coisa :)
    Do que me recordo (pouco das aulas de Organização e Gestão de Empresas), uma guia de transporte só tem valor para "transportar" (desculpem a redundância) mercadorias, isto é, é como se fosse um documento que é passível de conferência, quer por quem recebe quer pelas autoridade competentes.
    Uma guia de transporte é uma implicação directa de que, no caso de uma fiscalização ao inventário da empresa em que haja mercadoria fora da porta/armazém, a mesma seja contabilizável e válida.

    De forma análoga, a Guia de Remessa tem o mesmo valor mas, neste caso concreto, substitui a Factura "oficial" até à entrega da mesma!

    Para uma guia de transporte não creio que seja necessário alterar Stock a menos que, queiras, também, processar tu mesmo as Facturas. No caso de ser um processo à parte podes controlar o "teu" próprio stock, impedindo inclusivamente que sejam processados documentos com quantidades negativas.

    Já não é a primeira vez que procuro alguém que me ajude nestes aspectos mas o único pseudo-amigo contabilista que tenho está a uns Kms valentes :P e perdi o n.º :(

    Espero ter ajudado! 1Abraço
     
  3. xlouiex

    xlouiex Power Member

    Eu também estou a começar um projecto como o do 1 post. (nao vai ser preciso imprimir guias)
    Gostaria de saber o que ter em conta e os principais passos.
    Ou umas linhas gerais, vai ser o meu primeiro, e como é para apresentar a chefe..
    Tem outra importancia.

    Obrigado
     

Partilhar esta Página