1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. A secção Microsoft/Windows encontra-se actualmente em processo de reestruturação.
    Remover anúncio
  3. Está disponível o Comparador ZWAME em versão beta.
    Mais informações.
    Remover anúncio

Hackers finalizam versão Linux para o Xbox

Discussão em 'Windows Desktop e Surface' iniciada por Caspanatola, 9 de Outubro de 2002. (Respostas: 0; Visualizações: 772)

  1. Caspanatola

    Caspanatola Power Member

    Um grupo de hackers especializados em software para Xbox, da Microsoft, anunciou que a primeira versão completa do Linux para o console está pronta. O Xbox Linux Project utilizou a versão 9 do sistema operacional de código aberto da francesa mandrake.

    A nova versão para o Xbox traz todas as características presentes na versão do Mandrake Linux 9 para PC --incluindo a interface Gnome, o navegador Mozilla e o software OpenOffice, que substitui o popular Office. Tudo adaptado para rodar no Xbox. O software já está disponível para download.

    "Com o Xbox Linux Mandrake, o videogame Xbox é tão poderoso como qualquer PC rodando o Mandrake Linux 9", disseram os organizadores do projeto em um comunicado. "Pode ser usado para aplicações em escritórios, internet, e-mail, jogos Linux e até como um servidor de internet."

    O Xbox Linux Project é uma das diversas iniciativas que visam a produção de softwares alternativos para o Xbox. O videogame da Microsoft inspirou hackers desde o dia em que foi lançado, graças a sua estrutura, que utiliza componentes comuns ao PC, como o processador Pentium e a biblioteca de gráficos DirectX, da Microsoft.

    Para rodar o novo sistema é preciso que o Xbox traga um "mod chip" --dispositivo acoplado à placa-mãe do console que destrava o sistema de segurança do videogame, permitindo que ele rode com outros softwares, além de jogos piratas. A versão Linux para o Xbox também requer teclado e mouse USB, conectados por meio de um adaptador USB.

    Fonte: Folha de S. Paulo
     

Partilhar esta Página