Xbox Halo Infinite (343 Industries)

lpmacedo

Power Member
Eu estou muito curioso para que saia o novo para experimentar halo pela primeira vez, logo o argumento de não atrair novos jogadores para mim não faz sentido.
Acredito que a mudança para infinite deverá significar constantes updates e também é uma forma de novos jogadores não se sentirem retraído de entrar no jogo como se sentiriam se fosse o Halo 6.
 

YoungGrumpyMan

Power Member
E ainda ninguém referiu o facto de o multijogador do Infinite ser gratuito. Parece-me muito significativo e positivo uma franquia que até agora sempre foi paga abrir as portas e reduzir completamente os custos de entrada da sua componente online a novos jogadores, atraindo muito público que não compraria o jogo. Somando isto à campanha estar disponível no Game Pass day one, e acho que vai fazer muitos bons números nos primeiros dias de lançamento, a longevidade dos mesmos dependente de quão bom o jogo efetivamente vai ser.

Importa também referir que o Infinite se vai estabelecer como uma plataforma que irá evoluir e melhorar ao longo dos anos. Receberá novas expansões de campanha e modos de multijogador.
 
Última edição:

d1sturb3d

Power Member
Isto só lá vai se meterem o jogo na terceira pessoa, com uma carrada de side quests genéricas e um Grunt, renagado dos Covenant, como sidekick.
 

Raen

Power Member
Não sou expert nenhum em halo mas noto que o 5 tem muita coisa que o MCC não tem.
Melhor movimento, por exemplo. Há halos mais antigos que nem sprint têm e faz me confusão.
No que foste tocar... A questão do sprint não é nada consensual na comunidade Halo. Os puristas são anti-sprint, vá-se lá perceber porquê.

Isto só lá vai se meterem o jogo na terceira pessoa, com uma carrada de side quests genéricas e um Grunt, renagado dos Covenant, como sidekick.

Presumo que estejas a ser sarcástico.
 

RuiBK

Power Member
No que foste tocar... A questão do sprint não é nada consensual na comunidade Halo. Os puristas são anti-sprint, vá-se lá perceber porquê.



Presumo que estejas a ser sarcástico.

E o ADS não foi recebido de braços abertos por essa malta no 5 também.
 

sharingan

Power Member
No que foste tocar... A questão do sprint não é nada consensual na comunidade Halo. Os puristas são anti-sprint, vá-se lá perceber porquê.



Presumo que estejas a ser sarcástico.
Bem me parecia que seria algo controverso lol
Posso dizer que a questão de não ter sprint me incomoda mais do que os gráficos datados dos halo mais antigos.

O 5 preenche-me as medidas no sentido que tem um feel de halo com um sentido mais moderno. Gosto muito da fluidez de movimentos. Até dos thrusters e de podermos dar um pequeno desvio pro lado, por exemplo.
Se calhar digo isto e o pessoal odiou todo o 5, não faço ideia. Mas a verdade é que, como noob, foi a melhor experiência que tive até agora xD
 

RuiBK

Power Member
Bem me parecia que seria algo controverso lol
Posso dizer que a questão de não ter sprint me incomoda mais do que os gráficos datados dos halo mais antigos.

O 5 preenche-me as medidas no sentido que tem um feel de halo com um sentido mais moderno. Gosto muito da fluidez de movimentos. Até dos thrusters e de podermos dar um pequeno desvio pro lado, por exemplo.
Se calhar digo isto e o pessoal odiou todo o 5, não faço ideia. Mas a verdade é que, como noob, foi a melhor experiência que tive até agora xD

Multiplayer do 5 foi bem recebido. Single player,nem por isso.
 

Xistel

Power Member
Eu joguei todos os Halos e as críticas do 5 passam-me bastante ao lado. Diverti-me com o gsmeplay e gostei qb da história.
 

sergiopinho70

Power Member
Também joguei todos os Halos, da Xbox original à One, e posso dizer que é uma excelente experiência. Mas para mim, à exceção do 5, foram sempre as campanhas que seduziram. Gráficos, história e jogabilidade top.
 

kinkaid

Power Member
Qualquer halo vale pela história, pelo impacto que teve na altura devida que saiu.. lembro-me bem quando saiu o halo 3, o mundo "parou", filas para comprar o jogo, vídeos "vidoc" e o jogo correspondeu a 300% tudo que se esperava.
O problema é que hoje em dia, existem promessas, e nós consumidores finais criamos hype a conta dessas promessas, antigamente não haviam ou eram mais moderadas... e também o grau de exigência não era tão elevado, a malta penso que preferia um bom jogo em vez de bons gráficos.
Na minha opinião, embora não desgoste do 4 e 5, prefiro os primeiros... embora claro está, existe uma diferença brutal na jogabilidade, mas isso chama-se evolução e teria de existir sempre essa diferença.
Mal posso esperar que saia o novo, veremos o que ai vem, mas o meu hype está a 0!! prefiro assim!!
 

Raen

Power Member
Promessas sempre houveram, e por vezes eram cumpridas, outras vezes não, tal como hoje.

A diferença entre o passado e o presente está no facto dos consumidores estarem cada vez mais em contacto próximo com os desenvolvedores. Antigamente o jogador acompanhava a indústria à distância, ficava a saber das notícias pelas revistas e outros tipos de media e apenas assim. Vias um trailer, uns screenshots, tinhas um demo de um nível ou dois pouco antes do lançamento, e só punhas a "mão na massa" no dia de lançamento.

Hoje em dia, um dev ou editora "tweeta" directamente para o consumidor e há interacção directa, podes discutir e perguntar sobre desenvolvimentos quase que abertamente e directamente com quem desenvolve e publica jogos. Tens kickstarters, alphas, betas, early accesses, updates informativos sobre o desenvolvimento, programas insider para testar futuros updates antecipadamente e dar feedback sobre os mesmos, etc.

Até a E3, maior mostra mundial de videojogos, e que antigamente era de acesso exclusivo à imprensa e meios especializados, abriu ao público em geral há uns anos, o que motivou críticas de alguns, pois isso também alterou a forma de como a E3 passou a ser montada.

O facto de haver uma interacção e uma comunicação mais directa entre a fonte e o consumidor, leva a que o consumidor acabe por ser mais exigente, quando tem razões para o ser, e quando não tem também, já agora, e que levam a situações como casos de ameaças de morte...

Era impensável há uns anos acontecer o que se passou com o Halo Infinite. Exigência e pressão por parte do público de alguma mostra de gameplay, e quando a mesma é mostrada, haver críticas acérrimas a tudo o que foi visto menos ao gameplay. Críticas essas que levam ao adiamento por um ano de um jogo flagship e que seria launch title de uma nova consola/geração. Algo inédito.
 
Última edição:

Ansatsu

Power Member
A principal diferença é que antigamente não havia as Redes Sociais, não havia os Youtubers, não havia o Twitch, etc etc.

Hoje em dia tudo é empolado a multiplicar por mil. Essa é a principal diferença.
 

Dissectory

Power Member
O facto de haver uma interacção e uma comunicação mais directa entre a fonte e o consumidor, leva a que o consumidor acabe por ser mais exigente, quando tem razões para o ser, e quando não tem também, já agora, e que levam a situações como casos de ameaças de morte...

Era impensável há uns anos acontecer o que se passou com o Halo Infinite. Exigência e pressão por parte do público de alguma mostra de gameplay, e quando a mesma é mostrada, haver críticas acérrimas a tudo o que foi visto menos ao gameplay. Críticas essas que levam ao adiamento por um ano de um jogo flagship e que seria launch title de uma nova consola/geração. Algo inédito.

Sim, são sempre os dois lados da moeda. Eu acho bem que haja uma certa proximidade, mas desde que se mantenha um certo nível de respeito de ambas as partes. Quando não há a empresa tem de ter punho firme e confiar em si própria em vez de andar aí a tentar agradar todos.

Não sei se adiar o Halo foi bom ou mau mas veremos quando sair. Pelo menos vai beneficiar de haver ainda bem mais consolas no mercado e de já ter passado aquele momento tóxico da apresentação.
 
Última edição:

Raen

Power Member
Não sei se adiar o Halo foi bom ou mau mas veremos quando sair. Pelo menos vai beneficiar de haver ainda bem mais consolas no mercado e de já ter passado aquele momento tóxico da apresentação.
Pelo que disseram no ano passado, iam lançar o jogo "às pinguinhas" - equacionaram lançar a campanha SP e o MP separadamente para conseguirem lançar alguma coisa com a consola, e o ray tracing também seria implementado num update à posteriori, pelo que se o adiamento tiver resultado no lançamento do jogo o mais completo possível, já é positivo.
 

Ansatsu

Power Member
Parece que já anda ai alguém a brincar com a pré release:

q9mNnTM.jpg
 
Topo