1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Intel admite...

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por Horus-Anhur, 20 de Agosto de 2005. (Respostas: 11; Visualizações: 1363)

  1. Horus-Anhur

    Horus-Anhur I folded Myself

    A Intel admitiu que os seus Dual Core foram um projecto apressado para competir com os X2 da AMD.


    http://pcworld.com/news/article/0,aid,122236,00.asp
     
  2. sKuM

    sKuM What is folding?

    Andam a dormir à sombra da bananeira à espera que as coisas se façam sozinhas. Aconteceu o mesmo com a nVidia há uns anos.

    Se calhar se houvesse mais empresas equivalentes à Intel e AMD a competir, nenhuma dessas se deixava dormir.
     
  3. Koncaman

    Koncaman Utilizador Saloio

    ate que ponto é que não se pode tirar daqui que o P4 esta a morrer?
    a solução natural vai ser apostar no(s) core(s) pentium M.
     
  4. [TI]

    [TI] Banido

    Também penso que sim. Há 2 anos neste mesmo fórum alguém disse exactamente isso.
    Dois anos são suficientes para as pessoas se convencerem.
     
  5. [knap]

    [knap] Power Member

    O Pentium M é bom em certas coisas mas muito fraco em outras, não consegue competir com o A64 teria de ter muitas alterações...

    Enquanto continuar com boas vendas acho que a Intel não se vai mexer e vai manter a mesma arquitectura (NetBurst).

    Fiquem bem :)
     
  6. _freelancer_

    _freelancer_ Power Member

    Claro que não se está a falar do CPU na íntegra mas sim no core, o Pentium-M consegue-se mandar com 1MB de cache sem grandes temperaturas e basta eles quererem que conseguem lançar CPU's baseados no P-M com grandes clocks ou pensam que só o end-user é que faz overclock? :p

    Um CPU com dual core de CPUs Pentium-M com suporte a instruções SSE3 e bem espremidinho iria certamente bater o que façam com o P4 ... se o fizerem com prescotts preparem-se é para passarem a ter "dual torradeiras" e não dual core :D já estou a imaginar as novas caixas dos CPUs Intel ...:
    Pentium D *NEW*
    Phase Change Kit Included!
    :lol:
     
  7. I_Eat_All

    I_Eat_All Plasma Beam!

    O pentium M tem "tectos baixos" para limitar o consumo é um processador para portateis.

    A Intel não vai seguir o caminho do pentium M, mas duvido muito que fiquem pelo netburst, já foi falado noutra thread qualquer, que os futuros cores da intel não teriam hyperthreading, ora hyperthreading é algo que tira partido do "tecto alto" dos pentium 4, muito desperdiçado, tanto em energia como em dados, hyperthreading rentabiliza esse espaço extra raramente usado mas um pentium M não tem nem pode ter hyperthreading e aparentemente nem os novos intel, mas isso não faz que venhamos a ter um pentium M caseiro, que aliás não é mais que uma evolução dos Pentium 3.

    Se se basearem em alguma coisa será na base da arquitectura original e não numa variação de raiz para portáteis.

    Os desenhos novos devem ir mais de encontro aos pentium 3, AMD Athlon, mais trabalho por MHz = mais eficiencia, também devem ser muito menos dependentes do fsb que estes.
     
  8. DJ_PAPA

    DJ_PAPA Power Member

    Enquanto as vendas da Intel continuarem como têm andado, os P4 a 3.x Ghz ainda vao ser vendidos por muito tempo.
     
  9. da Fohz

    da Fohz Power Member

    AMD rullez :P
    O david acertou mm com a pedra funda na cara do golias...
    Ainda bem :D
     
  10. Rudzer

    Rudzer Power Member

    O P-M não é o futuro dada à performance não estável e equivalente em todos os usos, acredito que passa sim por algo novo baseado no conceito aplicado nos p-m ;)
     
  11. [TI]

    [TI] Banido

    o Pentium M é para laptops. O futuro passaria sempre por algo semelhante mas nunca igual.

    É o mesmo que dizer que um descapotável não será uma carrinha mas poderá ser nele baseado.
     
  12. Koncaman

    Koncaman Utilizador Saloio

    I_Eat_All pelo que sei tudo aponta para que a intel siga pela arquitectura do pentium M, que ja de si veio do PIII.
    é claro que para o mercado dos desktops eles não se vão preocupar com a dissipação energetica, e isso vai fazer subir os clocks, também é natural que o fsb seja acelerado, e seja adaptado aos 64bits.
    aliaz, este cpu ja esta na mira dos portateis: o Yonah.
    e tambem ja li que a intel so esta à espera de ver como é que o mercado reage ao Pentium D, e caso este se revele em perda para a AMD, então o yonah segue para o desktop.
    claro que isto pode ser balela, mas eu acho que tem algum fundamento.
     

Partilhar esta Página