1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Intel doesn’t want dual Atoms in netbooks

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por DJ_PAPA, 10 de Janeiro de 2009. (Respostas: 20; Visualizações: 3386)

Estado do Tópico:
Fechado a novas mensagens.
  1. DJ_PAPA

    DJ_PAPA Power Member

    http://www.fudzilla.com/index.php?option=com_content&task=view&id=11352&Itemid=1
     
  2. The Golden Eagle

    The Golden Eagle I quit My Job for Folding

    Já se esperava isso. Por dual-core nos netbooks era o "fim" da galinha dos ovos de ouro da Intel.
     
  3. Jv.Batista

    Jv.Batista I fold therefore I AM

    n gostei... eu que tava a pensar em arranjar um eee e uma eeebox com um atom dual core.... parece que afinal vou-me só ficar pelo eeebox com dual atom(mas aqui talvez aposte num média center mais potente)...
     
  4. Bad_Cop

    Bad_Cop Power Member

    fudzilla?

    quando isso aparecer num site fiável, acredito.
     
  5. blastarr

    blastarr Power Member

    Notícia ridícula, a ser desmentida em breve pela Gigabyte e pela MSI...
     
  6. Vassago

    Vassago Power Member

    Sendo o unico Atom Dual-core o 330 tambem não percebo para que é que alguem o pode querer no seu portátil a não ser para dizer que é dual-core...

    O Atom 330 gasta 8w e a diferença de performance em comparação com o N270 é ridículamente baixa.
    Alem disso o N270 atinge os 2.1ghz com o SetFSB 100% estável e com pouco acréscimo de temperatura, enquanto que o 330 é garantidamente mais dificil de OC uma vez que tem 2 cores. Assim sendo é mais que natural que um N270 OC'ed seja bem mais performante que um 330 e com um consumo quase 4 vezes inferior.

    Tenho um Asus N10J com um N270 e estou muito contente com a performance e consumo deste Atom. Se fosse um Atom 330 lá dentro provavelmente já teria vacilado na compra desta máquina.

    A menos que a Intel lance um Atom dual-core muito melhor que a porcaria do 330 acho que estamos todos bem melhor servidos com single-core Atoms :p
     
  7. V3ctor

    V3ctor Moderador
    Staff Member

    Ainda bem que estas feliz com o teu N270... Mas 99% das pessoas neste mundo não vão overclocar um Atom... Apenas compram um netbook e usam... se vier com dual-core... melhor... Mais multi-tasking...

    OC é para alguns, a generalidade apenas quer 1 produto que funcione sem chatices, quanto mais fazer OC's...

    Eu por mim considero o Atom dual-core bem vindo...
     
  8. Vassago

    Vassago Power Member

    Pois, estás é a esquecer-te que o acréscimo de performance do Atom 330 face ao N270 é mesmo muito baixo e o aumento de consumo é de quase 4x, isso so por si condena o 330 à extinção!

    Quem adquire um netbook não está à espera de grandes capacidades de processamento, mas está garantidamente à espera de bastante autonomia, e sinceramente duvido que os tais 99% a que te referes estejam dispostos a perder autonomia a fim de ter um aumento de performace tao isignificante.

    Certamente não é a Intel que não quer vender o Atom 330, a verdade é que é um processador mal concebido e totalmente ineficiente, e por isso nenhuma marca o quis intregrar.

    É claro que se a Intel criar um Atom dual-core eficiente em termos de consumo e que realmente apresente um acréscimo de performance significativo, aí todos estaríamos interessados, mas o actual 330 não é opção.
    ... E sinceramente não me cheira que a Intel alguma vez crie um Atom dual-core interessante, porque se o fizesse estava a dar um diro nos pés a atacar directamente os seus lucrativos C2D.

    PS: nem em termos de multi-tasking o Atom 330 se safa, pois segundo os testes aparentemente os 2 cores lógicos (HT) do N270 funcionam tão bem no Windows que a vantagem de ter os 2 cores físicos do 330 não é significativa. E convem não esquecer que o 330 tem 2 cores fisicos mas não tem HT.
    Btw, no meu N10J no trabalho tenho frequentemente 2 a 6 files de word com 1 a 4mb cada, alem de um grande standard em .pdf e folhas grandes de métricas em excel. Isto para já não falar de Firefox, MSN, Subversion, Avast, etc... Aliás, até VM aberta com KDE consigo ter... e isso sem OC. Não estou a ver esses 99% que falas dar um uso tão ou mais intensivo que isto ao processador...
     
    Última edição: 12 de Janeiro de 2009
  9. blastarr

    blastarr Power Member

    Tens de colocar as coisas em perspectiva.
    Um Atom ( mesmo dual-core) continua a ser bastante mais lento até do que um Celeron single-core actual...

    Lembra-te que o Atom single-core a 1.6GHz tem o mesmo nível de performance do Celeron 900MHz (baseado nos antigos Pentium M de 90nm, não na arquitectura Core 2, muito mais potente), e aqui já estou a ser generoso.
    Esse Celeron tinha a mesma performance dos Atom, mas estava em underclock nos EeePC mais antigos para apenas 630MHz.
    Caso estivesse mesmo a 900MHz, é possível que ainda hoje passasse o Atom.

    Este estado de coisas só se vai alterar com a "verdadeira" nova geração, o "Lincroft"/"Moorestown" (que além do segundo core, inclui um controlador de memória e um IGP integrados na própria die).
    Esta só chega mais para o final deste ano.
     
    Última edição: 12 de Janeiro de 2009
  10. Vassago

    Vassago Power Member

    Claro, é a posição dele no mercado, baixo consumo e preço em detrimento de performance.
    Convem é salientar que esse "bastante mais lento" não é correcto. A performance está ao nível desses Celerons, está é natuaralmente mais abaixo dos C2D mais fracos e mesmo um pouco abaixo do antigo Centrino 1.6.
    Por isso mesmo é que dificilmente haverá um Atom Dual-core decente, pois um aumento significativo da performance já mandava esse Atom para o sector dos C2D, e como é lógico a Intel não tem nenhum interesse nisso :p

    Mas como já foi dito, na practica são diferenças marginais:
    Para uso corrente tem muito mais impacto a ram, para jogos a gráfica, e para processamentos desmultiplicados ou complexos tambem ninguem compra uma máquina destas.
     
  11. Jedi

    Jedi Power Member

    A diferença não é assim tão pouca em termos de performance entre single e dual Atom
    [​IMG]
     
  12. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Os atom dual core ter 4 threads...
     
  13. NINJA1200

    NINJA1200 [email protected] Member

    Então e os Medfield com 32nm como é que ficam?
     
  14. blastarr

    blastarr Power Member

    Desse ainda pouco se sabe, apenas lá para fins de 2010 será algo mais concreto.
    O "Lincroft" ainda será fabricado em 45nm, tal como o actual "Silverthorne"/"Diamondville".
     
  15. Vassago

    Vassago Power Member

    Se em vez de uma tabela sem fonte, procurasses uma análise, tinhas visto que em média o Atom 330 tem uma performance 16% superior e embora em 2D atinja os 40% de diferenca a verdade é que em Office conseguiu ser mais lento que o N270 :wow:
    Fonte: http://www.pcpro.co.uk/blogs/2008/11/12/dual-core-atom-330-benchmarked/
    E essa "brilhante" :rolleyes: performance ás custas de um aumento de 2.5w para 8w de consumo... fantástico! :rolleyes:

    Ora, para quem compra um Netbook penso que o uso normal será internet e Office e a autonomia é palavra chave, sinceramente continuo sem perceber quem no seu perfeito juízo é que preferiria o 330 ao N270 no seu Netbook...

    Para ajudar ainda mais a vermos a ordem de grandeza de performance que falamos, fica aqui um gráfico que inclui um "fabuloso" Celeron E1200:
    [​IMG]

    Epah, o N270 tem no Cinebench 1/3 da perfomance dum Celeron E1200 e o 330 já é so 2/3 mais lento, espantoso!
    Com um Atom 330 já me sinto capaz de fazer muito mais coisas que nao consigo com o Atom N270... ou talvez nao, uma vez que a performance de todos eles é uma trampa :x2:

    A verdade é que as migalhas de acrescimo de performance nestes CPUs embora entre comparacoes de forma relativa parecam aumentos significativos, a verdade é que todos eles estao acima do mínimo para tarefas simples como office work e internet surfing, e todos eles estao tambem abaixo do limite minimo para tarefas mais exigentes que isso.
    Resumindo, dadas as limitacoes destes CPUs até o mais lento deles basta, o que interessa é claramente o consumo, e nisso o 330 já nasceu obsoleto.
    Acho que a falta de Netbooks com o 330 é mais do que prova evidente disso.

    Já para Nettops a escolha podera ser diferente, mas o topico é sobre netbooks e nao nettops.


    Penso que tenhas razao e tambem é essa a ideia que me dá pelas reviews que vejo, mas o site da Intel diz o contrario:
    http://ark.intel.com/cpu.aspx?groupId=35641
     
  16. anjo2

    anjo2 Power Member

    Um aumento de 50% em 10 é 5, em 100 é 50, logo é normal que não se note um muito maior desempenho quando o aumento é feito em algo fraco, no entanto é sempre mais rápido e pessoas que passam do single core para o dual core vão notar isso, quem for logo para o dual core secalhar vai dizer que é fraco, é normal, apesar de ter mais performance, o dual core não deixa de ser um processador fraco... No entanto não quer dizer que não compense para muitos.
     
  17. WinstonSmith

    WinstonSmith Power Member

    Pois... parece-me que o pessoal esquece-se do que se fala.

    Netbook = Net + book
    Este é um termo novo que é muito claro: um computador para internet e nada mais (ao contrário de notebook, livro de notas?!).

    A Intel foi muito esperta, começou a ver a estagnação no mercado de desktops e começou também a prever a estagnação no mercado de notebooks. O que é que fez? Inventou mais um mercado!

    Como é lógico, não quer canibalizar as vendas dos outros com este menos rentável! Quer é que nós tenhamos três computadores: um desktop, um notebook e um netbook.

    Por isso, mesmo que tecnologicamente seja possível pôr um Quad num netbook, nunca o farão por razões puramente comerciais.

    A Intel fala em dollars e não em nanómetros... ;)
     
  18. Vassago

    Vassago Power Member

    @anjo2, Por favor não deturpes a informação. Não estamos a falar de acréscimos de 50%, estamos a falar de acréscimo de apenas 16%, é bem diferente!

    E se quiseres entrar pelos casos particulares então aí tens a maior disparidade no tratamento de grafismos 2D com 40% de diferença (e não 50%), mas por seu lado tambem temos uma performance inferior do 330 no uso de Office, que para o cliente padrão é um uso bem mais frequente!
    (Fonte no link do meu post anterior).

    @WinstonSmith, Totalmente de acordo ;)
     
  19. anjo2

    anjo2 Power Member

    Não sei onde vais buscar essa percentagem, a percentagem que dei foi apenas um mero exemplo.

    As reviews nem sempre dizem a verdade, muitas vezes só vão buscar os pontos fracos... Só se pode analisar uma coisa depois de muito uso e de muitas reviews, apanhar a primeira e lançar logo como verdadeiro é mau. (Infelizmente ainda há muita gente que para eles tudo o que está na wikipedia é verdadeiro)... Ainda nem deu para perceber se o 330 também tem HT...

    WinstonSmith, não é bem assim, não é bem uma questão de ganhar menos, é uma questão de gestão, para quê lançar algo melhor quando não há concorrencia?
    Os atoms são indicados para media-centers e netbooks, os media-centers estavam a nascer com os celerons, os netbooks foi a cereja no topo do bolo, este 330 poderá ser mais indicado para media-centers com mais funções, mas como já tinha dito, não há grande concorrência, as pessoas procuram o mais barato, o 330 acaba por não compensar, mas os dual core, quad-core etc estão para vir.
     
  20. WinstonSmith

    WinstonSmith Power Member

    Parece-me que estás a confundir netbooks com processadores.
    A notícia fala de dual Atom em netbooks, não noutras plataformas.

    Os dual ou quad ou whatever Atom podem eventualmente aparecer em n plataformas, media centers, eee keyboard, mas quando disse aquilo, falei nos netbooks.

    Mas do que dizes algo também é verdade. Enquanto não houver concorrência é o monopolizador que dita as regras, depois logo se vê.
     
Estado do Tópico:
Fechado a novas mensagens.

Partilhar esta Página