1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Processador Intel Xeon Phi Knights Landing

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por Nemesis11, 26 de Novembro de 2013. (Respostas: 18; Visualizações: 3269)

  1. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    http://vr-zone.com/articles/xeon-phi-knights-series-continues-landing-2015/64112.html

    Então, o que temos aqui no Futuro Xeon Phi:
    - Um processador completo que pode bootar um sistema operativo. Pode não funcionar como um coprocessador.
    - 72 cores Atom/4 Threads por core. Parece-me que em vez de ser um ring a nível de disposição, é um mesh.
    - Parece ter 1 MB L2 por cada 2 cores.
    - 14 nm
    - 2 unidades AVX-512 por core, compatíveis com outros cpus Intel com estas instruções, menos Transactional memory.
    - 16 GB de stacked 3D Memory a 500 GB/s que podem funcionar de várias formas, como Ram ou cache.
    - 6 controladores de memória que podem levar 384 GB de Ram por cpu, além da stacked Ram. DDR4-2400.
    - 36 lanes Pci-Ex 3.0
    - Integrated Fabric para comunicação a 100 Gbits, que ocupam 32 lanes Pci-Ex.
    - Entre 160 a 215 W
    - Previsão de 6 TFlops SP e 3 TFlops DP.

    Parece-me interessante no mínimo. Não é nada que vá estar disponível para o consumidor, mas é uma montra de tecnologia.
    Claro que visto o caminho que está a seguir a Intel, a nVidia não tem outra hipotese se não criar Teslas com processadores Arm integrados, para não precisarem de um cpu x86 agregado.
    São tempos interessantes que aí vêm.
     
    Última edição: 26 de Novembro de 2013
  2. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Mais um artigo sobre este processador:

    http://www.realworldtech.com/knights-landing-details/

    [​IMG]

     
  3. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Gostei desta eDRAM. Será que tem potencial para isso vir em consumer cpus? Ter 2 GB on package a 500 GB/s deve ser muito interessante.

    Resta saber se é melhor ficar como RAM endereçavel ou funcionar como Cache L4
     
  4. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Já tens eDRAM no mercado consumidor com os Haswell que têm a gráfica GT3e que têm 128 MB de eDRAM.
    Apesar de o objectivo ser o de melhorar a performance da gráfica, a eDRAM nestes processadores funciona como cache L4.
    Não têm é a mesma performance desta eDRAM.

    Funcionar como Ram ou cache, parece-me que depende do workload.
    O que me parece é que se o workload for muito maior a 16 GB de Ram, será melhor funcionar como cache L4. Se couber dentro dos 16 GB de Ram, parece-me melhor funcionar como Ram, sendo os primeiros 16 GB endereçáveis do sistema.
    O objectivo será sempre usar o mais possível de eDRAM em vez de DDR4.
    Reparar que eles neste processador não usam GDDR como é actualmente usado no Xeon Phi.
     
  5. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Mas lá está é usado como cache e de forma a colmatar a ausência de memoria dedicada pro GPU. E este "sabor" do Haswell não existe para socket 1150, apenas BGA. (i7-4770R)

    daí o que dava jeito era mesmo algo com mais espaço e com esta rapidez. Claro que valores de 16 GB era possivel num desktop ordinário nem ter memória ram (até que ponto a Intel podia explorar tal opção e ter sistemas embebidos e muito mais compactos/baratos por não ter o bus externo de memória?)
     
    Última edição: 4 de Janeiro de 2014
  6. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    A questão do socket é algo que não seja problema a nível de tecnologia. O problema é mais se um produto com a GT3e é "viável" no mercado desktop.
    Melhor dizendo, a Intel está com olhos postos no mercado mobile e também penso que seja aí que a GT3e faça mais sentido.

    Dito isto, se olharmos para a evolução dos cpus, com o aumento da sua complexidade, foram sendo adicionadas níveis de cache. Na board, depois integrado, L1, depois L2, L3.
    Com a diminuição do custo, é bem possível que eDRAM passe a ser algo comum nestes produtos.


    Há vários motivos porque acho interessante este Knigths Landing.
    É cpu que está fora do alcance da maioria dos mortais e por isso mesmo quem gosta de informática, não lhe liga muito, no entanto é um processador que me parece que mostra algumas opções tomadas pela Intel que se vão reflectir noutros produtos mais "baixo de gama", sejam eles Xeons para servidores, sejam eles cpus para consumidores.

    Um exemplo é o uso de eDRAM, mas há outros, como o AVX-512 e para mim a cereja no topo do bolo, a comunicação entre os cores numa rede ao contrario de ser em ring, algo que já tinha sido mostrado em dois processadores de teste. O Terasclale e o SCCC.
     
  7. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Desculpem por este desenterranço desta thread, mas decorreu a apresentação do Knights Landing.

    Algumas fotos:
    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Um htop em linux:
    [​IMG]

    http://www.theplatform.net/2015/03/25/more-knights-landing-xeon-phi-secrets-unveiled/
    http://www.tweaktown.com/news/44225/details-intels-next-gen-knights-landing-platform/index.html
    http://www.eetimes.com/document.asp?doc_id=1326121

    Confirmam-se os detalhes dos rumores. Entre 60 a 72 cores, AVX 512 bits, MCDRAM, etc.
    Uma besta de processador.
     
  8. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

  9. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Tem 16GB no mesmo módulo do cpu??? MCM do tipo HBM?
     
  10. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Sim. Uma variante de HMC (Hybrid Memory Cube), feita pela Micron.
    Pode funcionar de 3 formas:

    [​IMG]
     
  11. miguelbazil

    miguelbazil Moderador Ninja
    Staff Member

    Bem, isso deve ser um belo monstro de processamento :D
     
  12. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    É um monstro a nível de processamento e o que é mais interessante é que é um computador completo em si mesmo. Tem cores x86, com DMI para ligar a um chipset, etc etc.
    Está tudo integrado, ou quase tudo. É interessante também porque coloca a nVidia numa posição complicada. A nVidia aposta agora nas suas gráficas com Power da IBM. Não sei se vai fazer sentido para muitos clientes, tendo sistemas completos no Xeon Phi, x86.
     
  13. miguelbazil

    miguelbazil Moderador Ninja
    Staff Member

    Epá, não estou dentro destes sistemas de processamento, portanto preciso de fazer perguntas de burro :D Ou seja, remove a Nvidia e os seus sistemas de processamento da equação no que toca a simulação/processamento?
     
  14. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Não. O que faz é ter uma vantagem sobre a nVidia a nível de integração e de custos.
    Neste mercado a nVidia parece estar a apostar tudo nos Power. nVlink, etc. O cliente tem à escolha entre um computador que não precisa de acessórios e compatível com código x86 legacy ou entre um sistama Power com o seu ISA diferente de x86 que ainda precisa de placas acessórias e usar Cuda por cima delas.
    A nível de integração e possivelmente custos, a Intel está a ganhar. Há outros pontos importantes nesta integração, como por exemplo integrar a rede no próprio Chip (100 Gb/s em cada uma das duas portas do omni-path), switchs omni-path com 48 portas em vez de 36 de Infiniband, etc.

    Mas não retira a nVidia do caminho. Se é verdade que há muita coisa em x86, também é verdade que para aproveitar a 100% este Xeon Phi, é preciso recompilar e também é verdade que já há muito software escrito em Cuda.

    Neste mercado os próximos tempos serão interessantes. :)
     
  15. miguelbazil

    miguelbazil Moderador Ninja
    Staff Member

    Ah, estou a perceber, é uma guerra de custos vs código já feito, no fundo. Interessante de se ver isto. Danke!
     
  16. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    Optimization Tests Confirm Knights Landing Performance Projections

    http://www.nextplatform.com/2016/07...firm-knights-landing-performance-projections/

    O estudo completo
    https://crd.lbl.gov/assets/Uploads/ixpug16-roofline.pdf


    Um artigo que resume a experiência de várias instituições com o KL
    http://www.nextplatform.com/2016/07/12/knights-landing-will-waterfall-high/
     
    Última edição: 13 de Julho de 2016
  17. muddymind

    muddymind 1st Folding then Sex

  18. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Acho que não tem qualquer relação. É normal que retirem do mercado o "Knights Landing" porque lançaram o "Knights Mill" que é basicamente a mesma coisa + suporte FP16.

    Tendo em conta o roadmap do Aurora (A21), penso que o substituto directo do Phi não será um GPU mas o Cooper Lake AP/Icelake AP/etc.
    Claro que esses não serão os únicos chips da Intel para o mercado de computação. Provavelmente terão também os GPUs, os ASICs da "Nervana", os FPGAs da "Altera", etc etc.
     
  19. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Com a Nvidia a dar forte com a Volta no mercado HPC/deep learning não é caso para dizer que a Intel está em apuros nisso?
     

Partilhar esta Página