1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Já se ganha dinheiro no YouTube

Discussão em 'Digital Life' iniciada por kikofra, 12 de Dezembro de 2007. (Respostas: 0; Visualizações: 1415)

  1. kikofra

    kikofra Power Member

    Reconhecer e estimular a criatividade" dos seus utilizadores é a grande meta do YouTube. O sucesso dos lucros publicitários com vídeos de qualidade profissional foi tão positivo que agora o site quer alargar as recompensas aos vídeos amadores.

    [​IMG]
    O YouTube criou uma página específica com informação sobre o programa de remunerações Os utilizadores do YouTube vão começar a ser pagos pelos vídeos amadores que partilham no site. O lucro, que advém de conteúdos publicitários publicados ao lado dos filmes, é a forma encontrada pelo site para "reconhecer e estimular a criatividade" dos internautas.
    A iniciativa foi anunciada esta semana no blogue do YouTube, convidando todos os utilizadores a espreitarem os requisitos para se poderem inscrever. Quatro regras imperam: publicar vídeos originais, ter os direitos de autor tanto do som como da imagem, publicar com regularidade filmes que tenham milhares de visitas, viver nos Estados-Unidos ou no Canadá.
    Por enquanto, a iniciativa só está disponível nestes dois países, mas a equipa do YouTube garante que "em breve" vai ser expandido para mercados internacionais.
    Há alguns meses, cem utilizadores do site foram convidados a experimentar o serviço de remuneração e o balanço é positivo: "Muitos dos usuários que se juntaram ao programa já viram resultados de sucesso. Aqueles que produzem regularmente conteúdos com mais de um milhão de visionamentos estão a ganhar milhares de dólares por mês", lê-se num comunicado do YouTube.
    [​IMG]
    O canal "Smoosh", criado por dois adolescentes, é um dos exemplos de estrelato amador no YouTube Até agora, apenas eram recompensados os utilizadores que publicavam vídeos com qualidade profissional. Ao juntar agora os filmes amadores à iniciativa, o site pretende "inspirar os utilizadores a desenvolver conteúdos mais inovadores e originais". No que diz respeito às empresas, o YouTube pretende encorajar a criação de anúncios interactivos, que sejam "relevantes e apelativos" aos internautas.
    Entre os canais que já se juntaram ao programa estão nomes conhecidos como a NBA, a Universal Music e a National Geographic. No entanto, há também exemplos de utilizadores, como os adolescentes "Smosh", que começaram no anonimato e que se transformaram em grandes estrelas do YouTube.
     

Partilhar esta Página