1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

KasperSky Versus Avast! Realidades

Discussão em 'Dúvidas e Suporte—Internet, Redes, Segurança' iniciada por SuperLuis, 6 de Dezembro de 2008. (Respostas: 12; Visualizações: 2944)

  1. SuperLuis

    SuperLuis Power Member

    Durante muito tempo usei o free Avast! e testei a versão Pro desse AntiVirus e ele detectava trojan em certos ficheiros mas um amigo meu dizia-me que eram falsos alarmes. Então decidi experimentar a versão Trial de 30 dias do KasperSky e ele já não detectava as tais trojan nesses mesmos ficheiros.
    Mas o Kaspersky considera incompativel a firewall Commodo, free também, e o SpyBoot and destroy :rolleyes:

    Eu cá não sei se isso é para "puxar" as pessoas para a compra da versão Internet Security do Kaspersky mas cheira-me que sim. O Kaspersky é considerado um dos melhores softwares mas é pago. Não sei se vale a pena ou se devo ir para o AVG free mas pode ser que o mesmo também tenha o problema dos falsos alarmes.
     
  2. DarkButterfly

    DarkButterfly Power Member

    Isso das incompatibilidades é puro "marketing". Não há qualquer incompatibilidade. Se formos a ver, até existe uma boa razão para haver as supostas incompatibilidades, e tal como disseste - "puxar" as pessoas para a compra da versão Internet Security do Kaspersky"

    Faz todo o sentido. Se a Kaspersky Lab desenvolve uma suite de segurança que engloba firewall + antivirus (+ antispyware) + outras funcionalidades, então porque hão-de querer que os seus possíveis utilizadores usem outras aplicações, e futuramente verificarem que não existe qualquer necessidade em comprar qualquer dos seus produtos? :)

    Esta é a minha opinião. E baseando-me nela, faço uso de medidas preventivas, e todas elas usando aplicações gratuitas e outros métodos, também eles gratuitos. Sinceramente, para verificações ao sistema, pode-se muito bem usar um antivirus gratuito (AVG, avast!, Avira, Comodo (parte do Comodo Internet Security ou individual, etc.) Depois, é ver caso a caso. Se X antivirus não possuir, por exemplo, antirootkit, então porque não fazer uso, por exemplo, do GMER, para verificações, a pedido, constantes ao sistema? Outra solução passaria pelo uso da Comodo Internet Security (com/sem o antivirus), fazendo uso do componente Defense+.

    É uma questão de combinar a protecção que pretendemos, com as ferramentas disponíveis para o efeito. E não são assim tão poucas quanto isso.

    E se tiveremos uma boa prevenção, então o uso de um antivirus para para nível secundário. E para aquelas situações, caso alguém pretenda uma consciência tranquila, pode muito bem, e é recomendável, efectuar verificações on-line. E para as situações em pretendemos verificar um ou outro ficheiro, fazemos uso de serviços como o VirusTotal.

    Só mais uma coisa. Lá porque o avast! encontrou algo e Kaspersky não, não significa que fosse um falso positivo. Acho que para sabermos se seria ou não falso positivo (e nunca com 100% de certezas, pois poderia ser um malware recente e que apenas o avast!, neste caso, conseguia detectar), era verificar, por exemplo, no VirusTotal.

    O Kaspersky é um bom antivirus. Isso, eu não nego. Mas o que também não se pode negar, é que não seja falível.

    O facto de a Kaspersky Lab ter a posição de marketing que tem, também não me inclina a usar tal AV, caso fosse imperativo tal.

    A lista de incompatibilidades não se fica pela Comodo e Spybot Search & Destroy. Tanto quanto sei, também é, supostamente, incompatível com o Lavasoft Ad-aware. E acredito que a lista seria maior.

    O curioso, é que se primeiro instalarmos o Kaspersky e depois as outras aplicações, então nem sequer vai mostrar um aviso de incompatibilidade. E se, de facto, houvesse tais incompatibilidades não achas que deveria ser mencionado na página oficial do produto? É algo que dá que pensar.
     
  3. SuperLuis

    SuperLuis Power Member

    O Avast! não detectou Malware recente, aquele ficheiro supostamente contaminado por uma trojan, detectada pelo Avast!, já tem cerca de 1 ano de idade, tal tempo é mais do que suficiente para qualquer AV ter uma trojan na sua base de dados.
    Testei com outros software que detectam Malware e nada foi detectado no pc. E olha que antes tive problemas com trojan que me foram removidas por um software free e que o Avast! nem as detectou e essas trojan foram detectadas por mais outros softwares que não as conseguiram remover apenas um as removeu: Malware Byte e as trojan foram confirmadas pelo Hijackthis.

    É evidente que o Avast! falha no caso das trojan: Deixou passar 3 de uma só assentada e detecta falsas trojan em software antigo e largamente usado. Por isso descarto o Avast! e não o recomendo como AV a usar.
     
  4. DarkButterfly

    DarkButterfly Power Member

    É por isso que eu dispenso antivirus como 1ª linha defesa. Quanto muito, na minha opinião, devem ser a 2ª linha de defesa, considerando que como 1ª linha de defesa (Prevenção), devemos sub-dividir esta mesma por várias camadas. Isto faz com que um AV seja para aí a 5ª linha de defesa! :D

    De momento, uso o Eset NOD32 v4.0 (versão teste), e sei que é um excelente antivirus, mas apenas uso, pois ganhei uma licença de 1 ano em passa Julho. :D

    Pessoalmente, também não sou fã do avast!. 1º - Aquela interface gráfica com semelhanças a leitor multimédia. A versão 5 vai ter uma nova, e pelo que percebo vai ter semelhanças com a interface gráfica do avast! antirootkit.

    Quando dizes:

    "O Avast! não detectou Malware recente, aquele ficheiro supostamente contaminado por uma trojan, detectada pelo Avast!, já tem cerca de 1 ano de idade, tal tempo é mais do que suficiente para qualquer AV ter uma trojan na sua base de dados.
    Testei com outros software que detectam Malware e nada foi detectado no pc."

    Há que ter em conta, que não é apenas, o facto de o antivirus/outro ter na sua base dados a assinatura de X ou Y malware, que o antivirus/outro vai detectar. Conta, e em muito o motor de busca. Isto significa que mesmo que todos os antivirus tenham as assinaturas, o mesmo não quer dizer que todos consigam detectar esses mesmo malware.

    Não estou a dizer que é o caso.

    Mas lá está, aconteceu com o avast!, mas poderia ter acontecido com outro. Frequento alguns fóruns de segurança informática e as opiniões andam sempre divididas. Uns são a 100% pelo AVG, outros pelo avast!, outros pelo Avira, enquanto outros pelo antivirus da Comodo.

    E como antivirus gratuito, eu até iria pelo da Comodo, pois também integra o Defense+. Diria que é uma excelente combinação de defesa.

    Mas se eu tivesse que escolher entre AVG, avast! ou Avira, iria pelo AVG, pois dos 3, foi o único que até agora foi o mais leve. O avast! atrasa, por algum tempo, o arranque normal do sistema, sendo que em certas alturas noto mesmo o sistema um pouco mais pesado. O Avira, para o usar e conseguir ligar a internet, preciso de o instalar sem verificador de email e escudo da internet.

    É exactamente como mencionei anteriomente, é uma questão de escolha e funcionalidade. E sinceramente, acho que não é necessário gastar 1 cêntimo que seja para tal.

    Abraços
     
  5. SuperLuis

    SuperLuis Power Member

    Detectei uma coisa no Kaspersky que não estou a gostar: Acontece que certos executáveis que instalam software, Reflexive arcada games é o caso, ficam extremamente lentos a executarem.
    É o primeiro ponto negativo que encontro no Kaspersky. É claro que isso pode não acontecer em todos os PCs mas aqui acontece e o meu pc é uma máquina baseada num AMD x2 4400+ com 4 GB de ram e discos em RAID 0 portanto não é por aqui que a porca torçe o rabo.
     
  6. DarkButterfly

    DarkButterfly Power Member

    Isso acontece, pois julgo, que o Kaspersky AV por defeito, quando instalado, fica definido para verificar todos os ficheiros de uma instalação, antes desta mesma começar.

    Julgo que dá para desactivar.

    Eu já cá não uso mais o Eset NOD32, pois afinal de contas o problema do uso a 100% do CPU não desapareceu. Julgava que sim, mas acontece que me tinha esquecido de seleccionar "Advanced Heuristics" e "Advanced Heuristics on file execution". Nesta última opção, a Eset alerta, quando a seleccionamos, que pode diminuir a performance do sistema. Até aí tudo bem, mas a verdade é que isto é algo que já vem desde a primeira versão 3.0, e simplesmente, nesta versão 4.0 (ainda em fase de testes), limitaram-se a colocar esse aviso, em vez de resolver o problema, pois é algo que não acontece com toda a gente. Logo, digo eu, é de deduzir que alguma coisa se passa com o processo ekrn.exe (do eset av) e que o faz fazer uso descomunal do CPU. Uma solução, passaria, talvez, digo eu, por colocar um método de controlo de uso do CPU no Eset, e caso este começe a disparatar, então esse método de controlo diminuiria o uso do CPU por parte do processo ekrn.exe. Mas isto sou eu para aqui a falar!

    E desculpa lá este testamento!!! :)

    Resumindo e concluindo. Tal como anteriormente havia mencionado, é uma questão de escolhermos as aplicações de segurança com as quais nunca tivemos problemas e sempre nos sentimos bem a manusear.

    Eu agora, como AV, uso o da Comodo, e neste caso mais concreto, a Comodo Internet Security. Também faço uso de outras medidas de segurança, mas como antivirus uso o da Comodo. Sempre o tive instalado desde que havia saído, pois aquando da instalação da CIS, esqueci-me de retirar o visto da opção de o instalar. :D

    Vou ver como ele se porta, mas com a componente Defense+, não será preciso mais nada.

    Já agora, devo dizer, que segundo o que diz o Presidente e CEO da Comodo, em breve está para sair uma nova versão do antivirus com análise heuristica.

    Fica bem!
     
  7. MANAGER

    MANAGER Banido

    Comparar o Avast com O Kaspersky é comparar uma bicicleta com um carro.
    Por amor de Deus nem tem comparação possível.
    Tem também o Nod32 mais barato e com muita qualidade.
    Estou a usar norton em um dos computadores porque é uma versão trial quando acabar leva com Nod32.
    Norton é muito pesado.
    Um bom anti vírus leve e fiável Nod32 .
     
    Última edição: 9 de Dezembro de 2008
  8. SuperLuis

    SuperLuis Power Member

    Experimentei o AVG free e ele também tem o problema dos falsos alarmes de Trjan.
    Estou neste momento a experimentar o ESET Smart Security e estou a gostar dele e a Firewall dele parece ser bastante boa, no principio estava configurada por defeito como Automático e nem sequer me exibia a habitual caixa de dialogo de uma Firewall a apontar a tentativa de acesso á Net de algum ficheiro. Assim nem tinha acesso á net no software que eu queria ter acesso. Bastou mudar a configuração e pronto.

    Outra coisa que notei no uso do Kaspersky: O icone do Steam nem sequer aparecia na barra do relógio do Windows, de principio pensei que o Steam nem estava a correr mas a verdade é que estava! Era obrigado a fechar o Steam.exe pelo Task Manager do Windows e depois a correr o Steam de novo :lol:. Quando tirei o Kaspersky os problemas desapareceram.

    A grande verdade é que o Kaspersky já foi bem melhor na estabilidade e perfomance do pc que esta nova versão. Brevemente vou testar o ESET na detectação de virus e trojan REAIS que eu sei onde os posso arranjar na Net apenas para testar claro :). A firewall do ESET em modo avançado é complexa mas não tira perfomance ao pc ao contrário da Outpost que parece uma bicho pesadão.
     
  9. DarkButterfly

    DarkButterfly Power Member

    Qual versão do Norton? A 2009? É pesada? Desde quando? É o antivirus mais leve, dos que eu já testei até agora.

    É verdade que no passado o Norton era um quanto pesado, mas a Symantec finalmente acordou e resolveu esse problema.

    A Eset pelo contrário, desde Julho passado, salvo erro, ainda não consegui resolver o problema de uso do CPU a 100%.

    Eu tenho uma licença que ainda é válida por cerca de 9 meses, mas não a posso usar. Quer dizer, posso, mas terei que aguentar com a lentidão do sistema.

    Só existe uma forma, e em apenas alguns casos (diria mesmo 1 em cada 100 casos), de contornar o uso a 100% do CPU. Como? Desactivar a análise heuristica e a análise aos pacotes. Ou seja, desactivar as protecções avançadas. Esta foi a solução que a Eset arranjou, desde Julho passado.

    Sempre gostei do Eset, mas desde que a versão 3.0 saíu que começaram os problemas, sendo que no meu caso, começaram a surgir desde que fiz o upgrade para a segunda versão 3.0.

    Se fores ao forum da Eset, vais ver por lá várias reclamações. E apenas são uma pequena amostra. Inclusive, já por lá vi reclamações de pessoas que são revendedores e que recebem queixas dos clientes.

    A Eset está, claramente, a ir pelo cano do esgoto abaixo. Eles que não se ponham finos...

    No caso do Eset e do Norton, falo por experiência própria, pois num outro sistema tenho o Norton 2009. E estou a falar de uma portátil que já tem uns aninhos. Neste portátil quando testei o Eset, foi um arrasto completo, e apenas com as definições que são instaladas por defeito, ou seja, as normais.

    Outra coisa que gosto bastante no Norton, é o facto de este já oferecer uma boa protecção "out of the box". Apenas é necessário modificar uma ou outra definição, e nada mais do que isso.

    A Symantec está de parabéns. A única coisa de que não gostei, e aprendi isso da pior maneira, foi não saber que a protecção que o Norton usa para se proteger a si próprio, impede que o sistema seja restaurado. Para tal, é necessário desactivar essa protecção antes de proceder ao restauro. Somente gostava que a Symantec mencionasse isso no ficheiro de ajuda, na parte que menciona essa protecção. É um erro da Symantec. Fora isso, está de parabéns, pois conseguiu um produto extremamente leve.

    O Kaspersky, enfim, supostas incompatibilidades a torto e a direito, e se alguém quiser usar este AV com essas aplicações, primeiro tem que desinstalar todas e só depois, então, instalar o Kaspersky. Haja paciência para tamanha estupidez por parte da Kaspersky Lab. Ou melhor, haja respeito pelos consumidores. E se então, essas incompatibilidades, existem de facto, então que sejam mencionadas na página oficial do produto.

    Abraços.

    Mas se ninguém reportar os falsos positivos, então nunca hão-de desaparecer.

    Cumprimentos
     
    Última edição pelo moderador: 11 de Dezembro de 2008
  10. SuperLuis

    SuperLuis Power Member

    Ninguém os reporta porque a maioria dos ficheiros onde ocorrem tal problema são ficheiros "ilegais" por assim dizer. ficheiros que vão em rota de colisão com os direitos de autor e nesse caso quem é que vai reportar falhas e admitir que está a usar ficheiros ilegais?
    Curioso é que as suites comerciais já não tem esses falsos alarmes.

    Não sei que versão do ESET tem o problema do uso da cpu a 100 por cento mas ainda não reparei nisso mas a verdade é que não tenho nenhum medidor do uso da cpu á vista por isso não posso garantir que não aconteça o problema.
    Quanto á norton não sei qual a eficácia dela actualmente mas já usei a norton Corporate e essa era bem levezinha ao contrario da norton Antivírus propiamente dita na altura que era pesada.

    Para já fico-me pela ESET.
     
  11. casaco

    casaco Power Member

    a verdade

    Meu, para teres protecção potente e navegares e sacar sem problemas utiliza o seguinte: Primeiro formatar o pc para melhor rendimento, depois proceder a todas as actualizações do windows e office, de seguida instalar todos os programas que desejamos possuir, incluir o ccleaner nesses para optimuzar o pc, depois instalar o programa secunia e fazer scan a procura de programas vulneraveis e desatualizados e proceder as devidas actualizações, neste momento tens 75 % de protecção, agora intalar a firewall sunbelt kerio no modo automatico e no primero reenicio do pc ligar a net e proceder as actualizações, de seguida sem desligar instalar uma chave de registo qualquer para que o mesmo a reconheca como falsa e passe a funcionar no modo free, que chega bem para o k queremos, a seguir instalasse o kaspersky anti virus 2009 e configuras no maximo, não venhas com a treta de ser pago qu custa na vobis 30 euros 1 pc 1 ano, de seguida desactivar a protecção em tem real e instalar o siteadvisor free da mcafee... Voltar a activar a protecção do kspersky apos instalar o siteadvidos.... Bem assim tens 100% protecção a nivel do melhor do mercado com 30 euros gastos... Vai por quem sabe
     
  12. DarkButterfly

    DarkButterfly Power Member

    ???

    Não que eu não tenha percebido o teu comentário (se bem que não o entendi a 100%), mas, a quem te diriges quando mencionas "não venhas com a treta de ser pago qu custa na vobis 30 euros 1 pc 1 ano, de seguida desactivar a protecção em tem real e instalar o siteadvisor free da mcafee... Voltar a activar a protecção do kspersky apos instalar o siteadvidos...."?

    :D

    É que aqui ninguém mencionou palavras como Vobis, McAfee Site Advisor (Que é uma valente porcaria, e digo isto, pois o resultado das análises (baseada em base de dados) difere da versão paga para a gratuita, em alguns casos.)

    E não sei se te referes que não seja necessário desinstalar/desactivar o Kaspersky para instalar outras aplicações de segurança? (Foi o que deduzi pelas tuas palavras.)

    Tens toda a razão! Não é necessário desinstalar/desactivar o Kaspersky para tal. É necessário, isso sim, desinstalar muitas outras aplicações de segurança que já tenhamos instaladas no sistema, caso queiramos instalar o Kaspersky. Ora, isto, é clara evidência de falta de respeito pelo consumidor, pois não há qualquer incompatibilidade, pois se as houvesse, todos os utilizadores que fazem uso do Kaspersky e dessas tais aplicações incompatíveis, então, estariam em "grandes sarilhos". Além do mais, por que razão, não são essas incompatibilidades mencionados no página oficial dos produtos da Kaspersky?

    Tudo o que a Kaspersky Lab está a fazer é puro marketing. Será correcto? Não! Legal? Quem sou eu para o dizer! Mas acredito que seja, infelizmente!

    Não sou eu que vou usar o produto de uma empresa, que segundo ela, todas as outras/quase todas as outras aplicação serão incompatíveis, quando o engraçado, é que se primeiro instalarmos a aplicação desta empresa e depois as outras, então a aplicação desta empresa, nem sequer vai dar um aviso de incompatibilidade, nem o sistema vai ficar mais lento ou lá o que quer que seja.

    Houve uma altura em que o Kasperky foi o melhor! Quando? Quando todos os outros requeriam mais recursos do sistema. Hoje em dia, não é assim, e isso nota-se. Não foi o Kaspersky que ficou mais lento, foram as outras empresas que acordaram e decidiram tornar os seus produtos mais leves. Veja-se o caso da Symantec, que tal como eu já mencionei, está de parabéns.

    O Kaspersky não é o senhor da razão. Já teve o seu tempo. Tempo esse que não é o de agora. Quem sabe, se futuramente, voltará a ser o senhor do seu tempo. Niguém o pode dizer
     
  13. SuperLuis

    SuperLuis Power Member

    Digo só uma coisa: Nunca se deve ter saladas de suites de segurança a correrem em tempo real instaladas! Falo de duas Firewalls ao mesmo tempo, Dois Antivírus! Porque a grande verdade é que existe quem pense que usar isso tudo é muito bom! :wow:

    Falando do Kspersky Antivírus: O Utorrent funciona muito mal com ele a correr! Talvez por configurações por defeito que tem de ser afinadas mas se for esse o caso então muita gente vai andar ás aranhas sem perceberem porque é que o Utorrent não bombeia!

    Com o ESET ele bombeia muito bem e a Firewall desta suite é muito boa e aguenta o elevado fluxo de dados sem se ir abaixo, coisa que tem acontecido em algumas Firewall que se passam e ficamos de repente sem ligação á net.
    Pagar X Euros por esse software não está em causa aqui! Se ele é bom então merece o dinheiro pedido e a grande verdade é que sai mais barato adquirindo pelo ebay.co.uk, por exemplo, e o Kaspersky Antivírus fica mais barato!
    Mas repito: O Kaspersky passou para o lado! Aqui não se dá bem! Cada caso o seu caso! :)
     

Partilhar esta Página