1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

LED Backlighting

Discussão em 'Home Cinema' iniciada por Paulooo_P, 14 de Outubro de 2007. (Respostas: 16; Visualizações: 1707)

  1. Paulooo_P

    Paulooo_P Power Member

    depois de ter confundido um lcd com um plasma devido a qualidade a que o lcd estava a reproduzir os pretos, acho que era o samsumg le52f96 fiquei com algumas duvidas. o lcd que ia adquirir era o philips pfl9632d de 42" mas dpois de ver que varias marcas ja se estao a preparar pa lançar modelos com a msma tecnologia fico na duvida se devo esperar mais algum tempo. portanto a minha duvida era se acham que nao vale a pena esperar por modelos novos com essa tecnologia ou se as novidades ainda vao demorar a vir. ja agora n sei se alguem sabe se o samsumg le40m91b tambem utiliza a mesma tecnologia dado que no site da samsung diz que possui led backlight mas o samsung le52f96 ja é smart backlight.
     
  2. rjtd

    rjtd Power Member

    Não são idênticas as tecnologias.
    No caso da M81, ela usa uma backlight led, que faz a mesma função que as backlights actuais mas com mais tempo de vida e melhores cores. A TV apenas pode controlar a intensidade dos LEDs, mas isso afecta toda a imagem. Por exemplo, se a TV baixar a luminosidade em cenas mais escuras, pedaços da imagem que eram mais claros ficam mais escuros também.
    No caso da F96, a TV usa local dimming. Tem uma matriz de leds que podem acender localmente em partes da imagem, mantendo-se apagada noutras zonas mais escuras. No limite, uma parte preta da imagem pode emitir 0 luz, continuando as outras partes com com mais claridade a mostra-la de forma normal (não diminuem a luminosidade).
    Por isso é que a 40M91 tem um contraste de apenas 10.000, e a 52M96 já vai para os 500.000:1.
     
    Última edição: 14 de Outubro de 2007
  3. Paulooo_P

    Paulooo_P Power Member

    hum agora ja percebi. pelos resultados que vi na demonstraçao é uma tecnologia espetacular so resta saber quando é que vao começar a por isso nos modelos mais acessiveis... obrigado pelo esclarecimento :Winkani:
     
  4. enok

    enok [email protected] Member

    isto é uma espécie de OEL feita pela Samsung?
    até que ponto esses 500.000:1 não são marketing? (marketing é de certeza... mas por quanto se terá que dividir esse valor para chegar ao contraste real?)
     
  5. timber

    timber Zwame Advisor

    Não são totalmente marketing

    A incapacidade dos TFT's desligarem completamente um pixel (e obter um preto como deve ser) é muito reduzida (porque tinham só uma ou duas lâmpadas fluorescentes a fazer a retro-iluminação) controlando os LEDs individualmente ou em grupos pequenos.
     
  6. Balthar

    Balthar Power Member

    "
    Pros
    • [LED SmartLighting] allows for true blacks (0 cd/m2) depending on screen content
    • Exceptional detail from 1080 source with [Just Scan] engaged
    • Accepts 1080p/24 signal from PS3 – telecine judder no longer visible
    • Can achieve near-D65 greyscale via white balance adjustment in the user menu
    • Well-specified colour gamut with respectable decoding
    • Negligible motion blurring (as expected for a high-end LCD TV)
    • Above average speakers with reasonable stereo separation and bass extension
    • Ample connectivity: 3 HDMI 1.3 ports, USB input, etc.
    • USB port can be used to view JPEG slideshows, listen to MP3s, and update firmware
    • Settings can be saved independently per input
    • Swivelling stand already attached out of the box
    • Attractive styling
    • User-friendly EPG and ergonomic remote control
    Cons
    • Flare around bright text/ objects overlaying a black background*
    • Black level fluctuation due to local dimming technology*
    • Shadow detail less defined compared to some other flat panel HDTVs
    • Image can lack depth and undergo subtle hue shifts at times*
    • Mild vertical bands show up during pans across a lightly saturated uniform background
    • Video processing only average
    • Reflective screen necessitate stringent ambient light control
    • Changing channels and navigating the user menu can be sluggish
    * Denotes problems that are caused by [LED SmartLighting] and hence can be removed by turning it off.
    Conclusion

    This is a tough one to call. On the one hand, the local dimming LED backlight on Samsung LE52F96BD has brought blacks on a flat screen television to an entirely new level. In terms of sheer spectacle (or lack thereof) value, nothing beats witnessing a total absence of light output from a 52-inch flat panel during fade-outs between scenes, or on a blank input. For someone like myself who has become accustomed to the residual glow on plasmas and LCDs alike, this is a truly transcendental experience that has to be seen to be believed.
    However, [LED SmartLighting] – which is necessary to achieve this amazing black level of zero cd/m2 – comes at some cost. Because the pixels on the screen far outnumber the dimming zones, black level fluctuation and flare (light bleeding beyond the luminous edges into the black) inevitably take place. Although I personally did not find these artifacts to be overly distracting, owners who have shelled out wads of cash for the Samsung LE52F96BD may be less forgiving. Of course you could disable [LED SmartLighting] to get rid of these artifacts, but you'll have to endure significantly worse blacks... if you are not going to take advantage the local dimming feature why buy the F96?
    At the end of the day I guess I'm a sucker for the true 0 cd/m2 blacks that the Samsung LE52F96BD generates as a scene fades out. I contend that this is the most important moment to attenuate light output, because even the slightest hint of glow would become noticeable when a full black screen comes on in a room with minimal ambient light. Sure, due to limitations of the local dimming technology the measured black level actually rises with the amount of bright content on screen, but because our eyes are naturally drawn to these bright highlights, the black areas appear darker than they really are: you won't even realise they are a shade lighter outside of a side-by-side comparison.
    Although purists may well be put off by the colour shifts and lack of image depth occurring intermittently courtesy of [LED SmartLighting], the Samsung LE52F96BD delivers enough inkiness, detail, blur-free motion, connectivity, picture control, and sound quality to deserve recommendation as a package. "

    http://www.hdtvtest.co.uk/Samsung-LE52F96BD/Conclusion.php

    Quando este painel for para ás mãos da Sony e lhe puserem o Bravia Engine, então sim, provavelmente teremos um LCD que irá quase certamente destronar os melhores plasmas, se bem que a que preço virá.
     
    Última edição: 15 de Outubro de 2007
  7. Neo

    Neo Power Member

    Balthar por acaso já tinha lido essa review e estou completamente de acordo contigo.

    Realmente para aquele preço eu ia definitivamente para o Plasma Pioneer PDP-LX508D Full HD.

    No segmento de 42" ou ia para o novo Plasma TH-42PZ70E Full HD ou LCD Philips 42 PFL 9632/9732 D Full HD.

    Por vários motivos eu gosto mais dos LCD´s e como estou a uma distância entre 2,50 e 2,70 m a minha opção é capaz de racair sobre um modelo de 37" e aí um LCD porta-se muito bem com o SD. A minha escolha em príncipio será o Philips 37 PFL 9632/9732 D Full HD. Sei que os novos modelos de 37" da Panasonic são excelentes, mas prefiro os Philips, ainda por cima com o extra: Ambilight.

    Já agora achas que um modelo de 42 " à distância que estou, iria ter um sinal miserável de SD? Tvcabo? O meu pai tem um Plasma a essa distância e o sinal até é muito jeitoso. Nessa categoria estava a pensar no LCD Philips 42 PFL 9632/9732 D Full HD, que parece ser aquele que dentro da gama dos LCD´s lida melhor com imagem de SD/TV. Que achas sobre este assunto?

    Obrigado.


    Cumps :)
     
    Última edição: 15 de Outubro de 2007
  8. pedrolavos

    pedrolavos Banido

    Estamos a falar da 1ª tv a venda com esta tecnologia (acho eu...) por isso ainda ha muito para optimizar... mas pelo q tive a ler na review bate o melhor plasma em qualidade de imagem em algumas situaçoes. Agora e esperar o q a Sony consegue fazer com esta tecnologia.

    Alguns exemplos:

    "The monochromatic opening chapter – in which James Bond (Daniel Craig) relives his two kills required to attain 007 status – was shot in a slightly grainy (to add some grittiness to that particular scene), high contrast black and white style. [LED SmartLighting] performed wonders here: blacks were unbelievably inky, making even the hitherto unmatched blacks on the Pioneer PDP508XD look a touch greyish under the right condition (little to no bright objects on scene; darkened room)."

    "This is one area where the Samsung LE52F96BD LCD held a definite edge over the Pioneer PDP508XD plasma when I compared them side-by-side after calibration. More often than not, I found my eyes being attracted to the LE52F96BD simply because it looked sharper than the PDP508XD (no excessive edge enhancement applied on both televisions) from a viewing distance of 10 feet away."
     
    Última edição: 15 de Outubro de 2007
  9. Joe-Fagundes

    Joe-Fagundes Banido

    Neo a 2,5 mts a PY70 tem uma imagem brutal e é muito mais barata que as Phlips, além de que tem uma qualidade de imagem em SD e DVD superior, ainda só experimentei HD 720p mas a qualidade é espectacular.
     
  10. Balthar

    Balthar Power Member

    Os Philips serie 9 são dos melhores senão mesmo os melhores a lidarem com sinal SD, os D3000 da sony também são muito bons em SD, mas lá está, um bom painel HDready será sempre melhor a lidar com fontes SD que um bom FullHD, devido ao facto de não necessitar de estar "inventar" tantas linhas.
     
  11. Balthar

    Balthar Power Member

    Bate apenas em pretos puros, mas á custa do nivel de graduações do mesmo, ou seja, com perca de detalhe nas cenas mais escura.

    Seria melhor se uma TV fosse para estar a passar apenas barras pretas e brancas, mas como não é o caso, fica-se por isso mesmo.

    Agora espera-se é uma actualização da tecnologia, e o futuro será OLED, visto estes emitirem luz propria a cada pixel, não havendo teoricamente propagação de claridade para os pixeis adjacentes o que não é o caso destes paineis.

    E depois há o resto, a profundidade de cor, a naturalidade das mesmas, os contrastes subtis, as sombras e as nuances das mesmas, e nisso o Plasma continua a ser melhor, pelo menos por enquanto.
     
  12. pedrolavos

    pedrolavos Banido

    Nao e bem assim como e obvio... Ate digo mais esta nova tecnologia para a maioria das situaçoes vai ser muito benefica ja q raramente temos um sol muito brilhante numa parte do ecra e uma escuridao quase total noutra parte, nestas situaçoes e q esta tecnologia nao resulta ja q nao pode diminuir a intencidade da lampada do lcd... mas como na larga maioria das situaçoes tal nao acontece... por exemplo a transmiçao de um jogo de futebol esta tecnologia pode resultar bem (tou a supor ja q nao li nada nem vi ao vivo) ja q nao existem assim muitas partes muito claras nem muito escuras... Se lermos bem com atençao a review podemos ficar algo entusiasmados e esta passagem diz bem do q falo.

    "This is a tough one to call. On the one hand, the local dimming LED backlight on Samsung LE52F96BD has brought blacks on a flat screen television to an entirely new level. In terms of sheer spectacle (or lack thereof) value, nothing beats witnessing a total absence of light output from a 52-inch flat panel during fade-outs between scenes, or on a blank input. For someone like myself who has become accustomed to the residual glow on plasmas and LCDs alike, this is a truly transcendental experience that has to be seen to be believed."


    "More often than not, I found my eyes being attracted to the LE52F96BD simply because it looked sharper than the PDP508XD (no excessive edge enhancement applied on both televisions) from a viewing distance of 10 feet away."

    Isto tb e o q me acontece qdo vou a um expositor onde se encontram uma carrada de lcds e plasmas quase sempre tb sou atraido para a imagem dos lcds e nao sou o unico ja q acontece com muita gente.
     
    Última edição: 15 de Outubro de 2007
  13. Balthar

    Balthar Power Member

    O problema que pode surgir é do facto de existirem 96 pontos de iluminação, ora se tens um painel de 1920*1080=2.073.600 de pixeis. Fazendo contas dará 21600 pixeis por cada ponto de iluminação, e por arrasto se num dado ponto de iluminação tiveres uma parte preta e uma parte branca vão ocorrer problemas quase certamente, aliás na review da hdtvtest nota-se bem o problema na imagem do ponteiro do rato em que mais parece uma lampada.

    Obvio que com o desenvolver da tecnologia e com o acrescentar de mais pontos de iluminação este problema será cada vez menor, mas na minha opinião esta tecnologia está condenada á partida, os OLED estão ai á porta, e esses sim serão muito provavelmente os melhores paineis do mercado batendo plasmas, lcd's e inclusive crt's nos mais diversos aspectos.

    Além disso o preço que pedem por estes paineis, o 52F96 ronda os 5000€ que é mais ou menos o mesmo do Plasma Fullhd LX508, e a escolha parece obvia.

    E a seguir ao OLED: http://www.universaldisplay.com/pholed.htm
     
    Última edição: 16 de Outubro de 2007
  14. Balthar

    Balthar Power Member

    Parece mas não é.

    Da review que postaste:

    "
    Black areas in most scenes, such as the letterbox bars above and below the picture, the void of space around the spinning Cube during the Transformers intro, and the shadows under the wing of the troop transport plane and in the depths of the cabin, for example, appeared slightly darker on the Pioneer. Don't get us wrong; the difference wasn't night and day (or even 10 p.m. and midnight), but when we paid careful attention to both over the course of the movie, the Pioneer did win in most cases. We could coax a deeper black out of both sets by reducing their brightness controls, of course, but doing that obscured details in shadows. The Sony, for its part, still managed to display a respectable level of black, but it was slightly outpaced by the other two. Those three HDTVs, in turn, produced better black levels than the other sets in the room. To sum it up, while the Samsung definitely produces the deepest shade of black in isolated circumstances including mostly black scenes, the Pioneer still holds the crown for best overall black-level performance with the majority of mixed-brightness program material.
    A quick aside for the geeks: The discrepancy between the Samsung's black levels showing a fully black screen vs. real program material was supported by further testing. For instance, the Samsung's black screen was immeasurable by our KM CS-200. However, when we looked at a standard checkerboard pattern--which includes both white and black, and so better represents actual program material--the Samsung's blacks were not only measurable, but lighter than the Sony's and the Pioneer's. We suspect the main culprit here is blooming (see below), where the bright white squares next to the darker ones spoiled that absolute black. Either way, these objective tests jibe with our subjective experience, which is that the Samsung gets extremely dark on full-black screens, but that performance doesn't translate to the very best black-level performance with most program material"

    Ou seja um painel com 16.000:1 consegue ter pretos melhores que um painel de 500.000:1, isto a ver coisas ditas "normais", porque ninguem compra um painel para mostrar pretos exclusivamente.

    E continua a ter o efeito "blooming", que não deve ser nada agradável.

    O preço que este painel custa, mais vale ir para um Kuro ou esperar pelos OLED. Na Minha opinião claro.
     
  15. pedrolavos

    pedrolavos Banido

    Acho q quanto ao preço nao podia estar mais de acordo quanto ao resto q afirmas nao estou de acordo ja q li a review toda e pelo q dizem esta tecnologia faz mesmo a diferença.
     
  16. Balthar

    Balthar Power Member

    Pode fazer mas não a nivel de pretos, inclusive até o Sony fica á frente nesse aspecto com visualização de conteudos normais

    "However, when we looked at a standard checkerboard pattern--which includes both white and black, and so better represents actual program material--the Samsung's blacks were not only measurable, but lighter than the Sony's and the Pioneer's. We suspect the main culprit here is blooming (see below)"

    Ou seja os 500.000:1 são puro marketing, e mais do que isso Publicidade enganosa, mas como é obvio não retiro as potencialidades que esta tecnologia ofereçe, mas quando esta estiver devidamente consolidada vão muito provavelmente estar a sair os OLED de dimensões normais( 11" é para encher chouriços ).

    Ou seja tal como disse anteriormente ninguem compra um painel deste preço para estar a observar preto total.

    Se fores ao MM vais ver imediatamente o efeito "blooming" no F96 que lá têm, se á pessoas que suportam isso, eu não, prefiro inclusive os pretos acizentados do meu plasma, que por sua vez não poem aura no resto da imagem.

    Este efeito deve ser a resposta ao Aurea da Philips só que vem incluido no proprio Painel.
     

Partilhar esta Página