1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Legalidade de empresas de hosting

Discussão em 'Web Development' iniciada por LuisFilipeLopes, 22 de Maio de 2007. (Respostas: 40; Visualizações: 6413)

  1. LuisFilipeLopes

    LuisFilipeLopes Power Member

    Não sei se alguém me sabe responder correctamente a esta questão. Mas julgo que a maior parte das empresas de hosting, muitas delas com bastante nome, não emitem facturas ao cliente. Isto significa que não estão registadas como empresas e desta forma estão ilegais? Com o aperto do estado actualmente como é possível existirem tantas situações destas ainda?

    Obrigado.
     
  2. God_Lx

    God_Lx Folding Member

    Todas deveriam emitir facturas aos clientes e as decentes realmente emitem-nas... Como é óbvio há sempre gente a tentar fugir a tudo e na internet a regulamentação é do mais simples de não cumprir...
     
  3. avantix

    avantix Power Member

    Atenção o não estarem a passar facturas não implica que não estejam registadas. Se o que queres dizer é, elas não podem passar facturas, então tá bem!

    A Maior parte das empresas em Portugal, infelizmente, não passam facturas caso não se peçam ( não tou a falar exclusivamente de Grandes empresas), e assim podem viver num mundo paralelo!

    Cabe ao estado fiscalizar, e cabe ao consumidor o papel de exigir factura por tudo o que consome! Eu peço facturas até nos cafés .... e tu ?
     
  4. LuisFilipeLopes

    LuisFilipeLopes Power Member

    Mas a regulamentação de uma empresa que funciona através da internet (neste caso de hossting) não é igual à de uma empresa normal?
     
  5. bruncamps

    bruncamps Power Member

    Actualmente existem bastantes services providers da treta mesmo. Compram uns GB de revenda, criam um site com um template pipi e pronto toca a fazer uns trocos.
     
  6. avantix

    avantix Power Member

    Claro que sim!
    Venderem Hosting na Net ou na feira do relógio é igual ... têm de passar factura como qualquer outra, óu então é queixa para a ASAE/outra!
     
  7. Lagaffe

    Lagaffe Power Member

    A maior parte das "empresas" de hosting, não são empresas, mas sim service providers em regime liberal, mas isso não quer dizer que estejam ilegais. É claro que todos devem passar facturas ou recibos da sua actividade. Só se alguem se recusar a passar é que se pode dizer que está ilegal.
    Relativamente ao facto de se tratar de revenda de Host internacionais, isso é muito comum, e é assim que o mercado funciona e todo o lado. Os clientes alvo de uma grande empresa são diferentes dos de um revendedor, e a dimensão nem sempre tem relação com a qualidade do serviço prestado ao cliente final.
     
  8. O grande problema que se coloca nestas situações nem é o número de pessoas que o fazem mas sim a forma como encaram a situação pois muitos não tratam a actividade como um trabalho sério mas sim como um part-time onde se pode ganhar algum e quando estão fartos disso quem acaba por perder são os clientes deles. Como aqui já referiram o facto de passar factura não quer dizer que o estejam a fazer de forma legal pois não sendo uma empresa um cidadão terá que ter actividade independente aberta nas finanças para o poder fazer.
    Um forma de verificarem isto é pediram o numero de contribuinte antes de fazer qualquer adesão e fazer uma consulta ao mesmo número no site www.e-financas.gov.pt pois ai tem uma área para fazer essa verfificação, quem não tiver a categoria B activa não tem actividade aberta por isso está em situação ilegal.
     
  9. ricardomcm

    ricardomcm Power Member

    De facto, conheço muito poucas empresas que passam factura, até porque ha uns tempos pareçe que virou moda "revender" hosting...
    como um colega disse, muitos destes gajos n levam o hosting como um trabalho a serio, daí andarem qs sempre tesos, e n terem guita, nem seker serem contribuintes, para comprar um dominio.pt

    normalmente é sempre coisas do genero servidorespt.com, bla bla blapt.com, etc!
    neste momento, passo a pub, aconselho a amen.pt na verdade é das poucas que n me cheira a fraude.
     
  10. QuickFire

    QuickFire What is folding?

    Eu no meu hosting (é português :) ) pedi que me passassem uma factura, mas argumentaram-me que não se tratava de um produto vendido, mas sim de um serviço prestado, por isso passaram-me um recibo sem problema :)
     
  11. sLiNk

    sLiNk Power Member

    O meu serviço de internet da Clix também não deixa de ser um "serviço prestado" e todos os meses recebo a factura deles...
     
  12. ruimoura

    ruimoura Power Member

    LOL ???

    Essa é a treta mais esfarrapada que ouvi nos últimos tempos. O serviço que eles te prestam ou deixam de pretsar não interessa, interessa sim é que lhes pagas-te um valor (para efeitos legais, pagas-te um serviço), e eles são obrigados a passar factura (chama-lhe factura, chama-lhe recibo, ou como quiseres, é o mesmo) por esse valor. É tão simples quanto isso :)

    Agora se não pedires a factura, é mais que certo que não ta vão dar ... Sempre ficam mais uns trocos no bolso ...
     
  13. anjo2

    anjo2 Power Member

    1º A Amen tem um dos piores serviços de sempre.

    2º Antes de alugarem, enviem mail a perguntar se passam factura.

    3º Procurem empresas de hosting com clientes satisfeitos (principalmente se forem clientes de sites importantes).
     
  14. guxo

    guxo Power Member

    Qualquer empresa de venda de dominios tem de estar registada na ICANN. Caso não esteja registada não é uma empresa credivel.

    A nível de hosting não tenho conhecimento de nenhuma empresa que regule esse serviço.
     
  15. Santo38

    Santo38 Power Member

    Isso não é verdade até porque muitos registrars nem vendem directamente ou tem preferência por canais de representação.

    Isto para não falar que existem muitas extensões de dominios que não tem nada a ver com a ICANN. Para forneceres um dominio .pt como registrar acreditado não tens de estar registado na ICANN. O mesmo se passa para dezenas, senão centenas, de outras extensões. (.eu por exemplo)

    É quase como dizer que a compra de um carro só é legitima se for efectuada no fabricante... Comprar a uma empresa que tenha um stand seria pouco credivel!!

    É incrivel que numa sociedade como a actual em que diáriamente compramos tudo ou quase tudo a representantes e revendedores (desde carro, hi-fi, computadores, e a lista continua ad infinitum) se façam afirmações deste género quando se fala em produtos desta área.

    Saudações
     
    Última edição: 5 de Junho de 2007
  16. Marsupillami

    Marsupillami Power Member

    Sabes que só empresas como GoDaddy, NetworkSolutions, etc.. é que estão registadas no ICANN, certo? Prai 99% das empresas nacionais não estão, pois nem dimensão para isso têm.

    Qualquer empresa, que preste um serviço, tem de passar factura. Sabemos no entanto que na realidade actual, muitas vezes não se passam facturas sem serem solicitadas (é assim em grande parte dos negócios). Se mesmo solicitando... não passarem, aí já diria que é algo MUITO preocupante. Há, no entanto, que compreender que no estado actual, é complicado arrancar com um negócio começando logo colectado. Ou se entra com um investimento sólido, ou então não se consegue resistir aos impostos no primeiro ano.
     
    Última edição: 5 de Junho de 2007
  17. O facto de uma empresa ser legal e de se tomar todas as precauções não evita que estas coisas aconteçam.
    Posso por exemplo dar-vos um exemplo concreto, sem qualquer consternação porque factos são factos.
    A Hosting Portugal, que apesar de ser uma empresa registada, com certificado de identidade e de publicitar no seu site que passa factura electrónica, só a emite se o cliente efectuar um pedido através do seu sistema de Helpdesk.
    Mais, eles ignoram o pedido e empatam o cliente com troca de e-mails o máximo possível na esperança de que o cliente desista da factura.
    Outro caso ainda mais grave é o da Active Domain, uma empresa de registo de domínios estrangeira que tecnicamente é bastante boa, mas que simplesmente não passa facturas. Dizem eles que é politica da empresa não passar factura.

    Perante estes factos só me resta avançar com a denúncia destas empresas junto das entidades competentes. Mas de nada me valerá uma vez que nunca receberei as facturas e nunca poderei justificar estas despesas.
     
  18. vhpv

    vhpv Power Member

    As coisas não são tão lineares como se fala por aqui, há várias questões das quais esses negócios estão pendentes... por exemplo, há países onde não é obrigatório passar factura, porque não tem qualquer implicação no sistema de finanças deles.

    Relativamente à situação da venda de um produto ou prestação de um serviço não é tão indiferente como se disse aqui, a grande diferença está na Entidade (Trabalhador Independente ou Empresa). Um trabalhador independente não passará uma factura da venda de um produto pois o seu CAE não lhe permite isso, então passa um recibo de prestação de serviços (que dá para tudo, desde o empregado de restaurante até aos médicos).
     
  19. ka0sID

    ka0sID Power Member

    Eu estou a passar por um caso semelhante, mas nao é de webhosts.
    Pedi a factura a um senhor e ele disse-me que nao pode passar facturas, quais os passos a tomar para um caso destes? É que o dito senhor não pode mesmo passar facturas visto que se encontra de baixa, o problema é que acho que ele me esta a roubar visto ser uma boa quantia.
    O que poderei fazer?
     
  20. jpsfs

    jpsfs Power Member

    Se ele possuí uma empresa registada é obrigado a passar facturas. (é claro que há associações que recebem por concertos, exposições, etc, e não passam facturas, e até as compreendo, mas aí são casos diferentes.)

    Se ele se negar a passar uma factura pedes-lhe o livro de reclamações, e depois basta contactares o Ministério das Finanças. (Se passares num esquadra da PSP acho que eles tomam conta da ocorrência e reencaminham para as autoridades competentes, mas não posso precisar.)

    Cumpz jpsfs
     

Partilhar esta Página