1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Licenças e software Free

Discussão em 'Novidades GNU/Linux & *nix World' iniciada por RPortela, 15 de Março de 2007. (Respostas: 7; Visualizações: 1189)

  1. RPortela

    RPortela Power Member

    Boas,


    em primeiro lugar, peço desde já desculpas se tou a postar no sitio errado, postei aqui porque se trata de linux e consequentemente de sistemas livres.

    Alguem me pode dizer os tipos de licença freeware que existe (freeware, open source, gnu) sabem mais algumas alem destas?

    se Poderem, queria tambem que me indicassem alguns softwares (free) relativos a Office, Internet, e de desenho.

    Desde já obrigado

    Cumpts.
     
  2. mundano

    mundano Power Member

    As licenças existem aos montes... Cada autor pode escolher a sua licença..

    Agora as mais comuns são a GPL, LGPL, BSD, MPL, ....
     
  3. ruimoura

    ruimoura Power Member

    Só uma rápida opinião. Não confundir software livre, open-source, com software grátis. Sou defensor a 100% de software open soure, mas daí até ser ou não grátis vai uma grande diferença. Não tenho nada contra alguém vender software e ganhar a vida com isso, os compradores ditarão o sucesso ou não ...
     
  4. RPortela

    RPortela Power Member

    boas,

    desde ja obrigado pelas vossas respostas,

    será que me podias "elucidar" um pouco sobre isso de software livre,

    é assim, como devem ter notado, isto é para um trabalho (ATENÇÂO: não tou a pedir que me façam o trabalho, apenas alguma ajuda na pesquisa, i visto que o software incide sobre linux vces devem ter mais experiencia que eu) o titulo do trabalho é software livre...pelo que eu entendi (segundo o que tu disseste mal) que seria sobre freeware.

    Pelo que penso que devo estar "confundido", será que me podias explicar melhor as diferenças entre um e outro?

    Obrigado!

    Cumpts.
     
  5. ruimoura

    ruimoura Power Member

    Para uma explicação mais que detalhada do conceito de software livre (e das diferenças para software grátis, ou freeware), tens o artigo completíssimo da wikipédia - http://pt.wikipedia.org/wiki/Software_livre

    Cheers ;)
     
  6. RPortela

    RPortela Power Member


    Ok, muito obrigado,

    Vou ler esse artigo com o máximo detalhe e atenção (não prometo é que seja a esta hora:002:).

    Uma vez mais, obrigado ;)

    Cumpts.
     
  7. mundano

    mundano Power Member

    A confusão é que livre e grátis em inglês usam o mesmo termo, que é "free"... Por isso convém perceber que free software (software livre) é algo completamente diferente de freeware (software gratuito)..


    Mas para que possas perceber melhor eu vou-te dar umas pequenas luzes das diferenças, depois na Wikipedia poderás aprofundar os teus conhecimentos.



    O modelo de desenvolvimento/distribuição de software divide-se em dois grandes grupos.. O software proprietário e o software livre.

    No software proprietário o autor do mesmo mantém todos os seus direitos sobre o mesmo. Ninguém pode copiar, modificar, ou sequer usar o software sem que haja uma permissão do autor.

    O MSN Messenger por exemplo é um desses casos, porque para o usar temos que concordar com a EULA do produto que nos restringe completamente em algumas liberdades. Não podes vender copias do programa, não podes modifica-lo, etc.. etc..

    Também existe software que não é livre e é open sorce, podem encontrar aqui vários exemplos: http://www.fsf.org/licensing/licenses/index_html#NonFreeSoftwareLicense ...




    Depois existe o software livre, que por definição implica que também é open source. Para ser software livre há 4 liberdades fundamentais que a licença desse software tem que respeitar:

    • A liberdade para executar o programa, para qualquer propósito (liberdade nº 0);
    • A liberdade de estudar como o programa funciona, e adaptá-lo para as suas necessidades (liberdade nº 1). Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade;
    • A liberdade de redistribuir cópias de modo que você possa ajudar ao seu próximo (liberdade nº 2);
    • A liberdade de aperfeiçoar o programa, e liberar os seus aperfeiçoamentos, de modo que toda a comunidade se beneficie (liberdade nº 3). Acesso ao código-fonte é um pré-requisito para esta liberdade;
    Assim, no caso do software livre tens exemplos como o do Firefox, em que o codigo é conhecido, e qualquer um pode contribuir, fazer versões modificadas (como o IceWeasel, Swiftfox, etc..) e só para teres uma ideia apesar de haver imensos programadores a trabalhar para a Mozilla foundation e o Google ter um departamento que apenas programa para o Firefox, mais de 25% do código, dos bug fixes e dos paches da versão 2.0 foi contribuido por programadores independentes.. Ou seja, pessoas que não gostavam de algo, escreveram o código de uma forma melhor e isso beneficiou todos..

    Depois, como é óbvio é preciso uma licença, caso contrario haveria aproveitamentos ilícitos e em pouco tempo o software deixaria de ser livre.. Assim, apesar de em alguns casos libertarem código sob domínio publico, o normal é protegerem a liberdade usando as leis do copyright.. E assim usa-se uma licença como a GPL, MPL, BSD, etc.. etc..
     
  8. LinuxWarrior

    LinuxWarrior Power Member

Partilhar esta Página