1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. COVID-19 Mantenham-se seguros: Pratiquem distanciamento físico de 2 metros. Lavem as mãos. Usem máscara.
    Informação sobre COVID-19. Ajuda a combater o COVID-19 com o [email protected] e com o [email protected].
    Remover anúncio

Linux ou Windows?

Discussão em 'Novidades GNU/Linux & *nix World' iniciada por Luigysantox, 31 de Maio de 2010. (Respostas: 467; Visualizações: 39493)

  1. Jedi Mind Trick

    Jedi Mind Trick Power Member

    Eu diria que se o uso a dar à máquina é tão simples quanto o web browsing então o linux é provavelmente o mais proveitoso. Exemplo disso são os netbooks e smartphones (com o android por exemplo). O Linux torna-se na perfeita simbiose entre funcionalidade, performance, flexibilidade e preço.
    A única coisa que ainda me faz ter um Windows 7 instalado é a questão dos jogos. Porque senão nem o tinha instalado. Para outras pessoas a desvantagem pode ser também algum software desenvolvido exclusivo para o windows... Felizmente ultimamente tem-se visto uma adesão cada vez maior a software open-source e multiplataforma, o que torna as migrações cada vez menos penosas e castradoras.
     
    Última edição: 9 de Junho de 2010
  2. Cabritz

    Cabritz Power Member

    Eu penso que há várias razões para as pessoas não usaram linux.
    Uma delas até pode ser o desconhecimento pelo SO e só conhecem windows.
    Tudo o que se faz no windows, navegar na internet, ver mails e etc as coisas básicas faz-se também no linux sem qualquer problema.
    Penso que o grande problema aqui são os jogos. Existe muitas pessoas que jogam em computadores e querem computadores de alta gama e etc por isso é que não faz sentido nenhum usar linux. Outros trabalham com photoshops e programas parecidos e não se querem chatear em por aquilo a funcionar em linux.
    Agora quem não joga principalmente pode usar linux.
    Agora é o gosto de cada um. Eu posso ter a possibilidade de usar linux e simplesmente não gostar do sistema operativo. Ou da interface grafica ou de aprender comandos. Ou achar uma grande mudança. Eu pessoalmente também jogo, pouco e de vez em quando por isso tenho windows também. Mas passo bastante mais tempo no linux.

    Mas uma coisa que acho importante é ter sempre os dois sistemas operativos no computador. Caso se precise de fazer algo que não se possa num tem-se o outro e vice-versa. Agora o tempo de utilização de cada um depende da pessoa e dos seus objectivos.
     
  3. Aparicio

    Aparicio /dev/mod
    Staff Member

    Para esse caso qualquer um servia, Linux apenas é mais proveitoso que outros por esses aspectos que referiste.
    Aquilo a que me referia era a usos que simplesmente não são possíveis ou são complicados em Windows, como processamento de texto e manipulação de ficheiros, tarefas comuns quando se está por exemplo a programar, que são triviais em qualquer consola unix.
     
  4. armagedalbeebop

    armagedalbeebop Power Member

    e a partir do momento de que se usa linux apenas para isto, é difícil ver vantagens, quem se limita ao uso normal, só lhe interessa o exterior e à primeira vista há poucas diferenças
     
  5. Cabritz

    Cabritz Power Member

    Sim claro, tens razão. Por isso é que depende de cada um e para os seus objectivos. Por exemplo uma pessoa pode apenas fazer isso e não gostar de windows.
    Usar uma coisa não significa tirar todo o proveito dela. Só "investigas" a fundo se assim o quiseres.
    Eu não vejo o problema de usar Linux para o uso normal. Serve tanto como no windows. É uma questão de gosto. Mas penso que mesmo assim o windows é o "default" logo se as pessoas querem fazer apenas isso não vale o trabalho de mudar na opinião deles penso eu...
     
  6. 64kB

    64kB Banido

    Que exagero!!!

    OMG! Todos trazem Windows instalado, mas não é isso que te vai impedir de quem quiser, ir á net, sacar o Ubuntu ou outra distro Linux, meter o CD e dar lume...

    Olha que já há muito gente a usar OpenOffice! Em empresas inclusive (e em especial). Ou outras alternativas, desde o Google Docs (bem menos potente, mas...) ao iWork (esse já comercial).

    Quanto ás aplicações... chama-se economia... o AutoCad já está a preparar a versão para Mac. E os antivirus, por amor da santa, não os queiram no Linux como no Mac OS X, porque já se sabe que no dia a seguir, apareceram umas poucas de hordas de virus para essas plataformas ;)

    Outra coisa que se coloca, fala-se muito bem que esses SW comerciais deviam ter versão para Linux, mas...

    O mercado para sw comercial para Linux é infimo comparado com Mac ou Windows! Logo, se é para fazer multi-plataforma, no máximo, faz-se para Win/Mac, já que para Linux, não compensa na maioria das vezes.

    Segundo, o Linux é muito diferente de distro para distro, e isso causa muitos problemas, especialmente a nível de suporte técnico ás software houses. Logo...

    Terceiro, o Linux não implica código X86, pode correr numa multitude de arquitecturas, e as empresas de sw, precisariam de uma ferramenta automática para resolver isso. Tipo os executáveis do Darwin.



    Outro exagero, o Linux está bem mais publicitado que isso, agora se fores perguntar a uma pessoa que tanto vale, e ainda usa IE6, é claro que deve pensar que o Linux é um computador ou coisa assim... LOL!



    Mias uma verdade, não precebo como é que se ensina Windows e Office nas escolas ás crianaças! E nesses centros de formação! Coisa mais ridicula!
     
  7. jonny__27

    jonny__27 Banido

    Pessoalmente, penso que este será o ponto principal da questão, não tanto pelo fornecimento do sistema operativo x, até porque, como já disseram, pode ser instalado outro à posteriori, mas antes pela assistência que dão ao mesmo. Aconteceu-me exactamente isso, que infelizmente, me obrigou a desistir do Linux e a manter-me pelo Windows. No meu caso, o meu portátil é um Toshiba, e fui afectado pelo famoso problema com os portáteis desta marca e Linux: Ventoinha com funcionamento incorrecto e sobreaquecimento do portátil. Já sabia que ia ser necessário partir pedra para descobri uma solução, mas todas as possíveis soluções que encontrei (Fancontrol, Toshutils, etc.) não me resolveram o problema. Ao fim de 2 meses de tentativas, tive que voltar ao Windows. Tudo isto porque a Toshiba configura os portáteis para que as ventoinhas sejam controladas pelo Windows.
     
  8. Sim.. é verdade.
    No caso da velocidade de arranque, notei diferença considerável sobretudo quando migrei para o ubuntu 10.04 recentemente.

    O apt foi uma ideia genial.
    Mas era imperativo a existencia de algo do género, já que a instalação não estava ao alcance do comum mortal.

    Infelizmente não posso dizer o mesmo...
    Ao longo de vários anos nunca tive um unico pc ou laptop cujo hardware fosse totalmente suportado.

    E apesar de actualmente o panorama estar muito diferente, continuo a ter ocasionalmente guerras com drivers.

    Para não falar da multifunções que está ali na estante, que me obriga a reiniciar e entrar no windows sempre que quero imprimir.
    Mas nestes casos, não responsabilizo o linux, mas sim os fabricantes de hardware.

    Penso que isto é muito relativo...
    Sobretudo quando as próprias distribuições de linux estão mais dependentes da internet que nunca!

    Numa instalação de Windows, a preocupação é sempre colocar a internet a funcionar.
    A partir daí, está garantido o acesso ás mais recentes versões dos drivers, bastanto consultar o site dos fabricantes.
    É um processo arcaico... mas funciona.

    Em algumas distribuições de linux, muita coisa fica imediatamente disponível.
    Mas não dispensa a internet para actualizar, ou mesmo algum trabalho de pesquisa para colocar a funcionar hardware cuja compatibilidade é suspeita.

    Aliás... neste portátil que estou agora a utilizar, tanto a webcam como o sensor de impressões digitais não estão a funcionar.
    Como nunca os utilizo, também nunca me dei ao trabalho de pesquisar forma de resolver.
    No entanto, se reeniciar e entrar em Windows... os mesmos estão operacionais com os drivers genericos do vista.

    A nivel pessoal, em ambos os SO's trabalho sempre com os previlégios maximos por falta de pachorra.
    A nivel profissional com Windows, há muito que existem AD's, roles e profiles...
    Muito sinceramente, não entendo este fetiche pela segurança.



    Curiosamente utilizo o linux sobretudo para "navegar na net, ouvir música e afins."
    Faço algum desenvolvimento no mesmo, mas acaba por ser pouca coisa.

    A nivel profissional, vejo me sempre obrigado a arrancar com as máquinas virtuais em Windows onde tenho os meus ambientes de desenvolvimento e ferramentas de trabalho.


    A questão aqui é que o linux realmente tem vantagens.
    Sobretudo porque é gratuito e oferece um vasto conjunto de ferramentas.
    É estável e seguro.

    Mas até que ponto estas vantagens se podem considerar evidentes face ao windows são discutiveis.
    Mesmo algumas distribuições estando próximas de ser soluções "chave na mão", ainda têm uma curva de aprendizagem consideravelmente mais acentuada.
    Para não falar das aplicações, que ainda são algo sofríveis... mas que acredito que nos proximos anos será aquilo que mais vai evoluir no mundo do linux.
     
  9. dalailama

    dalailama Banido

    Estás a dar-me razão, como sabes, se vem com o Windows, quem vai sacar à net uma distro Linux? Só quem tem conhecimento para tal, gostaria era de ver, o Computador XPTO da Marca HP ou Toshiba, com a etiqueta a dizer, com o Sistema Operativo Windows custa 899€, com Ubuntu 799€

    Pois há muita gente a usar, gente jovem, gente que tem conhecimentos, vai à maior parte de empresas, falo de escritórios de contabilidade por exemplo e até serviços públicos, como bibliotecas, escolas e finanças, e maioria dos utilizadores domésticos,utiliza o Microsoft Office ( infelizmente não tem conhecimento)..
    Falo aqui no meu local de trabalho, onde 3 maquinas vinham com o Microsoft Office profissional 2007, e as outras 4 não tinham nada, e eu instalei o OpenOffice nelas, pois é preciso a folha de calculo, e todas as que utilizam, pensam que estão a utilizar o Microsoft Excel, como vês nem notam a diferença.


    Partindo do principio que a maioria dos utilizadores ( trabalhadores de empresas) tem a faixa etária dos 40 aos 50 anos, casados, cansados, etc, essa informação, não chega a eles, na televisão não se fala em Linux, os jornais diários não falam em linux, ..... onde eles ouvem falar??????



    Verdade, a minha filha tem o Magalhães, e leva-o para a escola, todas as 6ªfeiras, mas só abre no Windows.


    Cumps
     
  10. Mas já várias marcas o têm feito...
    Não acredito que o façam mais, precisamente por este motivo:

    http://www.zdnet.com/blog/hardware/linux-laptops-see-4x-returns-compared-to-windows/2690
     
  11. FuhFuh

    FuhFuh Power Member

    Bem a discussão de qual o melhor é um bocado inútil, porque nunca vai haver um consenso. Mas na minha opinião prefiro linux, porque já me habituei a ele. É um bocado como muitos de vocês que não largam Windows devido a algum programa não ser compatível, comigo é o contrario já estou viciado em linux, porque existe programas que me habituei que já não consigo largar. Existem alternativas em Windows, mas não é a mesma coisa.

    Por isso depende de cada um.
     
  12. Luigysantox

    Luigysantox Banido


    tu tens a tua opinião, mas eu discordo completamente, pois os os programas como photoshop e excel, funcionam perfeitamente no ubuntu.
    se não sabes, não venhas pra aqui dizer isso!!! Tens que ter o wine, e o playonlinux, meu tão ambos no repositório. Se quiseres ver como se faz, está um tutorial, que foi postado neste forum, logo no inicio. vai ver.
     
  13. 64kB

    64kB Banido

    Pois, isso seria bom assim, mas tens que ver que não era "bom" fazer o dobro dos produtos para as fabricantes, imagina em vez de terem (Já muitas) configurações de portátil (e o que isso acarreta a nível de stocks, fábrica e distribuição) ;)

    Ir á net e sacar um ISO? Opá, isso qualquer um faz... acho eu... se não é capaz de fazer isso, mais tarde ou mais cedo, vai-se ver ás aranhas com o Linux...



    Pois, infelizmente... é o país que temos... onde temos incompetentes a desvastar-nos os bolsos e a tornar ainda o MS Office o software de referência...




    Pelos amigos... opá, sim, a mensagem ainda não chegou a todos, mas também, por exemplo, com mais de 50 anos, a parte das pessoas que sequer sabe utilizar um computador, é muito restrita... é daquelas coisas que vai ter que levar tempo...





    Cumprimentos.
     
  14. Mesmo malta mais nova...
    O computador tornou-se nos dias de hoje indispensável.
    Mas não é suposto ser-se guru da informática para uma utilização na óptica do utilizador.

    Uma coisa somos nós que gostamos, somos curiosos e de certa forma vivemos tudo isto profissionalmente ou enquanto hobbie.
    Outra coisa é o vasto mundo de gente que apenas utiliza como ferramenta, e não quer se estar a preocupar a usar consolas, comandos, nem ter que mexer em configurações complexas ..

    E é isto que explica o sucesso do Windows, e de certa forma a redescoberta do OSX nos últimos anos.


    Conheço muita gente, bem inteligente até, que não imagino a ter as guerras de drivers que tenho regularmente com linux.
     
  15. elkaroxo

    elkaroxo Power Member

    Mais uma vez se comprova que estas "guerras" não têm fim.
    Quem está disposto a trocar o windows pelo linux claramente não precisa do windows para nada.
    Eu preciso apenas para usar meia duzia de programas.
    E não me venham cá com cantigas de usar o wine. Sim eu uso o wine mas apenas para alguns programas. Para outros é impensável. E quem diz o contrário é porque nunca se deparou com as limitações existentes, mas isso daria outra guerra.
    E porque razão haveria de usar o wine para total substituição do windows?
    Não tenho problemas com windows e com o soft que uso, e tenho computadores de sobra em casa para poder usar de tudo um pouco.
    Agora ninguém me tira da ideia que o windows está cada vez mais virado para o utilizador menos conhecedor chegando ao ponto de ser ridículo a meu ver. Mas o grosso da malta prefere assim, quem sou eu para opinar em contrário!

    Em 10 pessoas que conheço que me lembro assim de repente 9 usam o msn, iexplorer e outlook. Depois instalam o soft que vinha num cd com a maquina fotografica nova e só instalar aquilo já é um grande feito. Ao fim de 4 semanas já têm 7 barras novas no iexplorer, 4 programas para protecção do pc que viram na net e mais 10 ou 15 tralhas instaladas que nem sabem como la foram parar nem para que servem. E claro estão convencidos que os computadores são todos iguais aos deles. A pessoa que sobra necessita de um computador para um fim especifico e usa um SO que o serve na perfeição. Conhece bem o mundo e tem noções de como as coisas acontecem.

    Para os 9 primeiros qualquer SO serve, mas como não conhecem mais nada e o que usam funciona está-se bem. Mesmo que atrofiado para eles é normal, pois deve ser mesmo assim.

    Actualmente uso por necessidade. Por querer fazer algo especifico e precisar de uma ferramenta capaz. Como faço diversas coisas com um computador uso várias ferramentas e se tenho vários SO`s à escolha é óbvio que uso o melhor para cada tarefa.

    Algumas tarefas prefiro o windows e não o troco. Noutras uso linux. Cada um imbatível a meu ver, em campos diferentes.
    Não uso o wine para tudo pela mesma razão que não corro linux numa maquina virtual em windows.

    Ao longo de todos estes anos tenho saudades acima de tudo de 3 coisas.
    Do 1º computador que tive em casa, um sinclar ligado à tv a preto e branco, com umas teclas de borracha com o qual me maravilhava a programar em basic.
    Do saudoso atari ST com o monitor de 12" salvo erro, que corria o cubase a preto e branco. Mais tarde ainda o windows dava os primeiros passos no áudio quando me lembro de ter ser lançado o megaSTE com gravação de áudio 44khz/16bits em tempo real.
    Maravilhado com a demonstração feita na valentim de carvalho pelo sr. Simon.
    E claro o ainda mais saudoso commodore amiga, que ainda hoje faria muita gente ficar com água na boca com o seu sistema de janelas à semelhança do TOS da atari. Algo de fabuloso para quem apenas via letras e numeros num ecran com ambiente ms-dos. Um máquina claramente antes do seu tempo uns bons anos.

    Incrivel como 10 anos depois a microsoft implementa caracteristicas que já existiam uma década antes, como processamento com chip individual para audio, video etc, detector de colisões na grafica, som stereo massificado nas placas etc etc
    Naquele tempo os computadores eram muito diferentes, hoje só são assim tão diferentes devido ao software que usam.


    Actualmente Linux ou windows?
    A resposta só pode ser ambos, excepto para quem não dá assim tanta importância a estas coisas ou não precisa. É que há muita gente que dá mais importância a ir à pesca, ver a bola, btt, ter uma banda de garagem etc etc etc e para esses qualquer coisa serve, e essa coisa é o windows claro, basta ligar o pc e ta feito. Se atrofiar..é normal. Nunca viram outra coisa, nem estão dispostos a ver algo diferente, porque afinal o que gostam mesmo é da pesca ou dos passeios btt.

    Não nos podemos esquecer que as limitações do SO dependem acima de tudo do utilizador.
    Se para mim o gimp não me serve e é impensável considera-lo como uma proposta credível para fazer o que necessito, para outros será uma ferramenta demasiado potente não havendo necessidade de usar algo tão completo e um simples picasa pode ate ser mais indicado.

    Por outro lado não me consigo imaginar usar o windows para navegar tranquilamente como faço em linux, ou para uma ou outra tarefa em que o linux se destaca claramente. Não falando dos dispositivos aqui em casa que o correm silenciosamente como os routers, o radio do carro o receptor SAT, e o ar condicionado.

    Creio que o microondas deve correr windows pois demora 14 minutos a descongelar um pão. mas logo logo deve sair um update e dentro de 6 meses já devo conseguir descongelar o raio do pão em 5 minutos, mesmo que depois fique duro que nem uma pedra. Mas há que esperar pois só os tipos da bosch é que podem mexer no software do microondas.

    Fiquem bem. Um abraço a todos.
     
  16. Com um overclock até grill faz...
     
  17. flajeen

    flajeen Power Member

    Isto não está a descampar para o offtopic?

    My 2 cents: Usei o Windows 98, o Windows 2000, o Windows XP, o Ubuntu 8.10, o Windows Vista, o Windows 7, o Ubuntu 9.10, o Ubuntu 10.04. Destes todos o que uso actualmente é o Windows 7 em dual-boot com o Ubuntu 10.04. Uso muito mais o Windows. Porquê? É facílimo instalar programas sem ter de instalar pacotes que comigo nunca funcionam (visto que não sou esperto como o raio), os jogos correm lindamente, instalar um driver de som ou de gráficos é só fazer download e instalar sem ter necessidade de ir ao modo texto. Eu não defendo o Windows mas também não defendo o Linux, os dois têm os seus defeitos! O Linux não tem vírus, o Windows pode ter, mas basta ter dois dedos de testa para saber se um programa ou website, wtv, é vírus.
     
  18. Baderous

    Baderous Banido

    Não és esperto como o raio mas tens 2 dedos de testa para saber se um programa ou website é vírus. Claro que sim.
     
  19. Cabritz

    Cabritz Power Member

    modo texto? lol
    Estás a usar ubuntu. modo texto para quê? Com uns cliques tens os programas instalados. repositorio do ubuntu, search, instalar, password de root e já está lol. Onde é que está o modo texto? Ubuntu é feito para isso mesmo para não usares consola ou outro tipo de coisas parecidas.
    Consegues ver se um site ou um programa tem virus? Então deves ser o primeiro que conheço...
    Podes presumir.. agora teres a certeza, não. (By the way depende dos sites que visitas e dos programas que instalas).
     
  20. Jedi Mind Trick

    Jedi Mind Trick Power Member

    No outro dia no emprego estava com problemas a instalar uma impressora multifunções HP num pc com Windows XP: o instalador da impressora, passados longos minutos, estava a dar alguns erros marados... (Claro que descarreguei os drivers mais recentes da página da HP). Podia ter instalado os drivers manualmente, mas não estava com pachorra para tanto porque estava a trabalhar numa outra situação. Resultado: Fartei-me e liguei o PC que tenho com Linux Mint, em 40 segundos estava pronto a utilizar, liguei o cabo USB da impressora e passado 10 segundos - sem exagero - aparecia uma mensagem no ecrã a informar: "O dispositivo está pronto a utilizar" (ou algo semelhante), não precisei de andar com Cd's para aqui ou para acolá, nem precisei de ir ao site da HP. Simplesmente a dirigi-me ao menu, seleccionei o software "Digitalização simples" e em menos de nada estava a digitalizar um documento que prontamente guardei na pen.... Por vezes é a diferença. :)