macOS 12 Monterey

serj_tankian

Power Member

https://www.apple.com/macos/monterey-preview/features/


Modelos que serão compatíveis com o macOS 12 Monterey*​


  • MacBook (início de 2016 e mais recente);
  • Mac mini (final de 2014 e mais recente);
  • MacBook Pro (início de 2015 e mais recente);
  • iMac (final de 2015 e mais recente);
  • MacBook Air (início de 2015 e mais recente);
  • iMac Pro (2017 e mais recente);
  • Mac Pro (final de 2013 e mais recente).

*Features that require a Mac with the M1 chip, including any MacBook Air, 13-inch MacBook Pro, Mac mini, and iMac model released since November 2020:
  • Portrait Mode blurred backgrounds in FaceTime videos
  • Live Text for copying and pasting, looking up, or translating text within photos
  • An interactive 3D globe of Earth in the Maps app
  • More detailed maps in cities like San Francisco, Los Angeles, New York, and London in the Maps app
  • Text-to-speech in more languages, including Swedish, Danish, Norwegian, and Finnish
  • On-device keyboard dictation that performs all processing completely offline
  • Unlimited keyboard dictation (previously limited to 60 seconds per instance)
 
Última edição:

rmoliv

Power Member
Ah pois já começam a cortar nas features disponíveis nos Intel… Típico. Dá vontade de os mandar para um sítio. E ainda assim vão fazer refresh ao Mac Pro ainda com Intel. Vergonha na cara é que não têm…

(Sim estou chateado porque comprei um iMac Intel no princípio do ano e também não me vejo a comprar um M1 ou whatever com o atual design hediondo que lhe meteram, é um aborto).
 

cuiver

Power Member
@rmoliv compreendo a tua apreensão, mas tem em conta que isto não é inédito e não serão os primeiros nem os últimos a fazê-lo. Assim que saiu o M1 não creio que alguém poderia pensar que os Intel iriam receber a mesma atenção feature-wise. O foco agora é outro, tirando o Mac Pro a restante linha Intel é para ir morrendo pouco a pouco, e só os continuam a vender hoje devido ao período de transição a decorrer. A não ser que alguém precise mesmo muito de software/SDKs/APIs que só corram em Intel, M1/ARM representa a compra mais lógica em termos de futuro.

Certamente que em termos de mercado de usados, ainda deves conseguir um bom retorno pelo teu iMac.
 

fakemeta

Colaborador
Staff
*Features that require a Mac with the M1 chip, including any MacBook Air, 13-inch MacBook Pro, Mac mini, and iMac model released since November 2020:
  • Portrait Mode blurred backgrounds in FaceTime videos
  • Live Text for copying and pasting, looking up, or translating text within photos
  • An interactive 3D globe of Earth in the Maps app
  • More detailed maps in cities like San Francisco, Los Angeles, New York, and London in the Maps app
  • Text-to-speech in more languages, including Swedish, Danish, Norwegian, and Finnish
  • On-device keyboard dictation that performs all processing completely offline
  • Unlimited keyboard dictation (previously limited to 60 seconds per instance)

As atenções estão todas viradas para a falta de suporte em macs antigos (ROFL) mas acho que poucos se aperceberam destas limitações que cito. Isto tudo por causa da falta do neural engine.


Para o ano poderá ser pior, com mais funcionalidades que requererão o neural engine.
 

cuiver

Power Member
@fakemeta não sei até que ponto poderiam emular algumas capacidades do neural engine, mesmo que com uma performance mais limitada. Não esqueçamos que ainda hoje vendem vários equipamentos Intel novos, podiam tentar uma forma de os suportar minimamente. No entanto, não encontro grandes razões de funcionalidades como a capacidade de mostrar um globo 3D na app Mapas, bem como mapas mais detalhados nalgumas cidades, não possam ser suportados nos Intel.
 

The WolfMan

1st Folding then Sex
Pelo que li superficialmente sobre o assunto há uns tempos, minar bitcoins só compensa com um ASIC. ASIC significa Application-Specific Integrated Circuit. Um ASIC para minar bitcoins é super-rápido nisso, mas só serve para isso. Qualquer outra aplicação é lixo.

Essas funcionalidades como o desfocar o fundo por de trás de uma pessoa, reconhecimento de texto e companhia são funcionalidades que requerem imenso processamento de imagem e o Neural Engine é o "ASIC" necessário para isso.

Num CPU intel ou mesmo na gráfica integrada dúvido que isto se fizesse em "tempo útil". Se é muito lento o utilizador não vai gostar da experiência.

Criticável é estarem a limitar artificialmente o suporte do sistema operativo. Vejam um Mac Mini de 2014. As versões intermédias (e superiores claro) com um i5 a 2.6 Ghz, mesmo dual-core são computadores mais do que suficientes para utilizar em 2021. Internet, vídeos, processamento de texto. Com um SSD são computadores impecáveis para usar. Como o Mac Mini foi vendido até 2018 recebe suporte (e espero que se mantenha por muitos anos). Um MacBook Pro de 2014 já não o recebe usando os mesmos processadores. Até um MacBook Pro de finais de 2013 já tem a linha Haswell da intel...

Mas ao contrário do iOS, aqui a coisa é mais aberta. Existem montes de ferramentas disponíveis na internet para correr o macOS mais recente em macs não suportados. Eu tenho um MacBook Pro Mid 2009 (oficialmente pode correr até ao El Capitan) com o macOS Catalina e pelo que saiu há umas semanas acho que ainda vou experimentar daqui a uns tempos o Big Sur :D
 

fakemeta

Colaborador
Staff
Os Macs mais antigos com suporte oficial ao Monterey são os que foram vendidos até mais tarde porque têm um ciclo longo e não são atualizados tão frequentemente. Por exemplo o Mac mini de 2014 foi substituído em 2018 e o Mac Pro de 2013 foi substituído em 2019. Ou seja, há 3 anos ou menos. A decisão não foi feita com base na capacidade do hardware. A decisão teve em conta os 6 anos de suporte garantido após lançamento e 3 anos de suporte garantido após descontinuação do produto.

@fakemeta não sei até que ponto poderiam emular algumas capacidades do neural engine, mesmo que com uma performance mais limitada. Não esqueçamos que ainda hoje vendem vários equipamentos Intel novos, podiam tentar uma forma de os suportar minimamente. No entanto, não encontro grandes razões de funcionalidades como a capacidade de mostrar um globo 3D na app Mapas, bem como mapas mais detalhados nalgumas cidades, não possam ser suportados nos Intel.
Eu percebo que eles foquem o desenvolvimento de tarefas mais intensivas para os chips M1 até porque tem unidades dedicadas para o efeito e também percebo que não queiram perder tempo em portar o mesmo para processadores Intel. Mas não deixa de ser cómico que em 2022, se dois consumidores se dirigirem a uma loja, e um comprar um Mac Intel e outro comprar um Mac M1, o comprador do Mac Intel terá funcionalidades de software capadas e à partida não terá possibilidade de usufruir delas. Isto para mim é pior do que a limitação artificial dos Macs antigos, que pelo menos pode ser resolvida com workarounds, para quem souber :002:
 

The WolfMan

1st Folding then Sex
O macOS é diferente de todos os outros sistemas operativos da Apple. Não é difícil encontrar informação sobre como instalar uma versão do macOS num computador não suportado, já dei o meu exemplo. Até tens scripts em python que vão buscar aos servidores da Apple o sistema operativo. A Apple não é parva, sabe disto e não toma nenhuma acção. Pelo que vejo, para protótipos que aparecem no eBay a atitude deles é completamente diferente.

No iOS (e quem diz este diz todos os outros), que eu saiba, isto não é possível. Não podes instalar o iOS 14 num iPhone 6.

Como qualquer sistema operativo deviam existir requisitos mínimos. Cumpre? Pode-se instalar. Não cumpre? Não pode.

Quando a Apple lançou a API Metal no macOS, essa API só corria nas gráficas Intel HD 4000 ou superiores. Isto parece-me um requisito aceitável. Eu falo por mim que utilizar um Core 2 Duo no Catalina é desesperante em alguns momentos devido à falta de aceleração gráfica.

Da maneira como estão a fazer, há certas decisões que não fazem sentido. O Mac Mini é um excelente exemplo porque é um dual core vendido durante 4 anos. Posto isto, qualquer Mac com um CPU Haswell e uma gráfica HD 5000 ou superior devia de ter suporte para o Monterey.
 

c_s_amaral

Power Member
Ah pois já começam a cortar nas features disponíveis nos Intel… Típico. Dá vontade de os mandar para um sítio. E ainda assim vão fazer refresh ao Mac Pro ainda com Intel. Vergonha na cara é que não têm…

(Sim estou chateado porque comprei um iMac Intel no princípio do ano e também não me vejo a comprar um M1 ou whatever com o atual design hediondo que lhe meteram, é um aborto).
Computadores comprados há menos de um ano que já vão ter direito a algumas funcionalidades. Enfim, é o regresso a um passado não muito distante.
Por outro lado ainda tenho em casa um velho MBP13 I7 2.8 Late 2011 que morreu no HighSierra, que tem a ultima versão do Windows 10 a funcionar a 100%.
 

c_s_amaral

Power Member
Os Macs mais antigos com suporte oficial ao Monterey são os que foram vendidos até mais tarde porque têm um ciclo longo e não são atualizados tão frequentemente. Por exemplo o Mac mini de 2014 foi substituído em 2018 e o Mac Pro de 2013 foi substituído em 2019. Ou seja, há 3 anos ou menos. A decisão não foi feita com base na capacidade do hardware. A decisão teve em conta os 6 anos de suporte garantido após lançamento e 3 anos de suporte garantido após descontinuação do produto.


Eu percebo que eles foquem o desenvolvimento de tarefas mais intensivas para os chips M1 até porque tem unidades dedicadas para o efeito e também percebo que não queiram perder tempo em portar o mesmo para processadores Intel. Mas não deixa de ser cómico que em 2022, se dois consumidores se dirigirem a uma loja, e um comprar um Mac Intel e outro comprar um Mac M1, o comprador do Mac Intel terá funcionalidades de software capadas e à partida não terá possibilidade de usufruir delas. Isto para mim é pior do que a limitação artificial dos Macs antigos, que pelo menos pode ser resolvida com workarounds, para quem souber :002:
Penso que o lançamento da nova versão deverá coincidir com o abandono total, dos processadores Intel.
 

The WolfMan

1st Folding then Sex
Computadores comprados há menos de um ano que já vão ter direito a algumas funcionalidades. Enfim, é o regresso a um passado não muito distante.
Por outro lado ainda tenho em casa um velho MBP13 I7 2.8 Late 2011 que morreu no HighSierra, que tem a ultima versão do Windows 10 a funcionar a 100%.
Como já disse, não acho que seja propositado. Os processadores da Intel não possuem o Neural Engine que o M1 tem.

Tenho dúvidas que seja possível meter essas funções num CPU Intel e que as mesmas tarefas sejam feitas em tempo útil.

O macOS não é como o Windows, mas felizmente ainda é bastante aberto em muita coisa. Não tens acesso a muitas coisas como o Handoff por exemplo, mas graças ao esforço de algumas comunidades podes instalar o Mojave, o Catalina ou até o Big Sur no tem MacBook Pro.
 

c_s_amaral

Power Member
Como já disse, não acho que seja propositado. Os processadores da Intel não possuem o Neural Engine que o M1 tem.

Tenho dúvidas que seja possível meter essas funções num CPU Intel e que as mesmas tarefas sejam feitas em tempo útil.

O macOS não é como o Windows, mas felizmente ainda é bastante aberto em muita coisa. Não tens acesso a muitas coisas como o Handoff por exemplo, mas graças ao esforço de algumas comunidades podes instalar o Mojave, o Catalina ou até o Big Sur no tem MacBook Pro.
Aqui em casa tenho um MBP Intel com menos de um ano, um com M1, e dois de 2011.
um dos antigos tem patch bigsur e outro o highsierra e ambos têm uma limitação terrível, que é o facto de não funcionarem com o O 365.
Com o Windows 10 funcionam sem qualquer limitação.
 
Topo