Melhores empresas para trabalhar

ultrauploader

Power Member
Hello, malta!

Quais são as empresas a evitar a todo o custo e porquê?

Sei que a PrimeIT é uma delas, pelos baixos salários e horas extra.
Tudo o que tenha consulting no nome ou a área principal seja outsourcing.

Edit: Acabei de encontrar provavelmente o melhor exemplo de sempre para ti de uma empresa a evitar a todo o custo:

https://www.viatecla.com/careers/senior-software-developer-3#app-form
(carregar em apply)

Nunca vi nada assim. Só falta pedirem os 3 últimos recibos de vencimento e declaração de IRS :-D
 
Última edição:
Há empresas que não têm noção do seu valor. Pensam que são umas Googles desta vida e que exigem imenso logo na parte de uma pessoa se candidatar à vaga. Gostava de saber se empresas como esta conseguem ter muitas candidaturas e contratar.
 

Molenga

Power Member
Há empresas que não têm noção do seu valor. Pensam que são umas Googles desta vida e que exigem imenso logo na parte de uma pessoa se candidatar à vaga. Gostava de saber se empresas como esta conseguem ter muitas candidaturas e contratar.
Recentemente candidatei-me a várias vagas e em algumas delas tive de preencher esse tal "perfil de competências" como chamam. É um formulário/documento word que tens de preencher, onde tens de explicar tudo o que já fizeste na vida e tudo o que sabes fazer :-D É ridículo, dá uma trabalheira enorme. Todas as empresas que me obrigaram a preencher isso eram puro talho de outsourcing: KCS IT, Growin, Fyld e Bee Engineering.
 

YoZ

Power Member
Esse tal dossier de competencias até devia ser o recrutador a preencher. Já recusei preencher isso e nunca foi impedimento de continuar o processo.
 
Recentemente candidatei-me a várias vagas e em algumas delas tive de preencher esse tal "perfil de competências" como chamam. É um formulário/documento word que tens de preencher, onde tens de explicar tudo o que já fizeste na vida e tudo o que sabes fazer :-D É ridículo, dá uma trabalheira enorme. Todas as empresas que me obrigaram a preencher isso eram puro talho de outsourcing: KCS IT, Growin, Fyld e Bee Engineering.

Ui, dossiers de competências...Tantos que eu preenchi no início da minha carreira. De vez em quando, quando faço processos para talhos (e só faço estes processos para treinar as minhas capacidades de entrevista para as empresas que me interessam), lá tenho de voltar a preencher, mas já só faço copy-paste do que tenho no CV e pronto, eles que se desenrasquem com isso lol

P.S.: Também já estive em processos com todas essas empresas que mencionas e aquilo é um bocado degradante. Eles tentam sempre desvalorizar-te para que te consigam pagar o menos possível e só olham para a experiência, nem interessa se depois na entrevista técnica com o cliente tu dás um "show de bola", porque quando lá chegas já eles te "obrigaram" a aceitar uma pré-proposta que só tem em conta os teus anos de experiência e não as tuas capacidades. Simplesmente repugnante estas práticas, na minha opinião.
 
Eu recentemente sou contactado por essas "consultoras" da treta a pedir o meu CV para uma vaga X na tecnologia Y para a empresa Z. Na descrição da vaga diz lá junior-associate level, quando eu pergunto qual a gama salarial para associate level, deixam de me responder. É assim tão descabido uma pessoa com 3 anos de exp não estar interessada em vagas junior ?
 
Eu recentemente sou contactado por essas "consultoras" da treta a pedir o meu CV para uma vaga X na tecnologia Y para a empresa Z. Na descrição da vaga diz lá junior-associate level, quando eu pergunto qual a gama salarial para associate level, deixam de me responder. É assim tão descabido uma pessoa com 3 anos de exp não estar interessada em vagas junior ?

Uma curiosidade: associate é acima de júnior? Para mim só existe júnior, mid e sénior. Associate e derivados não faço ideia.

Mas deixarem de te responder é estranho. Eu quando faço isso recebo respostas como "Podemos discutir isso numa chamada" e coisas assim. Se calhar tens tido azar e só te têm enviado mensagens para cumprir as quotas mensais.
 

ultrauploader

Power Member
Eu recentemente sou contactado por essas "consultoras" da treta a pedir o meu CV para uma vaga X na tecnologia Y para a empresa Z. Na descrição da vaga diz lá junior-associate level, quando eu pergunto qual a gama salarial para associate level, deixam de me responder. É assim tão descabido uma pessoa com 3 anos de exp não estar interessada em vagas junior ?

Achava estranho era se não recebesses 'spam'.

Uma engraçada que me aconteceu há uns tempos: recebo mensagem do costume sem qualquer detalhe e respondo com o template do costume. Diz-me que o salário depende da experiência, valores não são fechados, ect. Volto a frisar que pedi um range salarial de forma a ter estes factores em conta. Ao que recebo uma resposta deste género:

Bom dia X,

Os valores estão entre os 1000€ e 2000€ líquidos.

Obrigada,
Y

:-D
 
Isso é quase uma prova do que aconteceria se as empresas fossem obrigadas a darem valores salariais logo nos anúncios. Metiam "Valor salarial entre 1000€ e 10000€" e estava despachado :lol:
 

Boxxer

Power Member
Isso é quase uma prova do que aconteceria se as empresas fossem obrigadas a darem valores salariais logo nos anúncios. Metiam "Valor salarial entre 1000€ e 10000€" e estava despachado
Quando chega a parte em que nos perguntam sobre as nossas expectativas salariais também podemos oferecer uma gama de valores, de preferência igualmente absurda.
 
Eu recentemente sou contactado por essas "consultoras" da treta a pedir o meu CV para uma vaga X na tecnologia Y para a empresa Z. Na descrição da vaga diz lá junior-associate level, quando eu pergunto qual a gama salarial para associate level, deixam de me responder.
No mercado português também me acontecia o mesmo, sobretudo nos 90% dos talhos que não interessam a ninguém. No mercado internacional é ao contrário, geralmente na primeira entrevista a rate é logo discutida, para perceber se há um fit entre o candidato e a job offer.
É assim tão descabido uma pessoa com 3 anos de exp não estar interessada em vagas junior ?
Anos de experiência é só um dos parametros que classificam alguém como junior/mid/senior, para mim como entrevistador é um dos que menos interessa. Há malta com 3 anos de XP que andou a dormir e é muito junior e malta com 3 anos de XP que produz mais valor para a empresa que alguns "seniores".
 

ric7

Power Member
No mercado português também me acontecia o mesmo, sobretudo nos 90% dos talhos que não interessam a ninguém. No mercado internacional é ao contrário, geralmente na primeira entrevista a rate é logo discutida, para perceber se há um fit entre o candidato e a job offer.

Anos de experiência é só um dos parametros que classificam alguém como junior/mid/senior, para mim como entrevistador é um dos que menos interessa. Há malta com 3 anos de XP que andou a dormir e é muito junior e malta com 3 anos de XP que produz mais valor para a empresa que alguns "seniores".

O problema é que na maior parte das vagas, a entrevista é feita pelos recursos humanos que não percebem nem sabem avaliar os conhecimentos técnicos de uma pessoa, mas muitos fazem isso, por isso fazem uma filtragem com aquilo que sabem, ou seja, anos de experiência.
 
O problema é que na maior parte das vagas, a entrevista é feita pelos recursos humanos que não percebem nem sabem avaliar os conhecimentos técnicos de uma pessoa, mas muitos fazem isso, por isso fazem uma filtragem com aquilo que sabem, ou seja, anos de experiência.

Anos de experiência será sempre um critério para filtrar pessoas. A não ser que o teu CV seja bastante forte e tenhas tido um grande impacto na empresa onde estás então é um critério até aceitável para uma primeira filtragem. Os RH apenas têm é de ser um pouco flexíveis, mas se pedirem 5 anos de experiência e tu só tiveres 2 é pouco provável chamarem-te para uma entrevista, porque a probabilidade de o teu conhecimento técnico estar ao nível que eles querem é baixa.
 

ric7

Power Member
Anos de experiência será sempre um critério para filtrar pessoas. A não ser que o teu CV seja bastante forte e tenhas tido um grande impacto na empresa onde estás então é um critério até aceitável para uma primeira filtragem. Os RH apenas têm é de ser um pouco flexíveis, mas se pedirem 5 anos de experiência e tu só tiveres 2 é pouco provável chamarem-te para uma entrevista, porque a probabilidade de o teu conhecimento técnico estar ao nível que eles querem é baixa.

Verdade, então porque a entrevista se esse tipo de informação está explícita no LinkedIn ou no currículo? Eu não tenho problemas com as empresas terem algum tipo de critérios para contratarem, nem todas as empresas têm recursos para terem uma equipa dedicada para encontrar os melhores talentos, tenho problemas quando temos a tal entrevista e no final não servimos porque não temos formação e/experiência, e por isso não sabemos desempenhar a função, quando eles não estão preparados para assumir tal coisa.
 
Verdade, então porque a entrevista se esse tipo de informação está explícita no LinkedIn ou no currículo? Eu não tenho problemas com as empresas terem algum tipo de critérios para contratarem, nem todas as empresas têm recursos para terem uma equipa dedicada para encontrar os melhores talentos, tenho problemas quando temos a tal entrevista e no final não servimos porque não temos formação e/experiência, e por isso não sabemos desempenhar a função, quando eles não estão preparados para assumir tal coisa.

Porque eles precisam de fazer X entrevistas por mês para cumprir quotas, só isso. Eu já dei a solução (mais ou menos) para evitar isto noutro tópico: peçam a descrição da oportunidade ainda antes de terem qualquer conversa. Se eles não derem então nem façam entrevista nenhuma.

Eu agora faço sempre isso. Mandam mensagem no LinkedIn? Peço a descrição. Fazem uma "cold call"? Peço descrição logo. Assim evito perder muito tempo em entrevistas em que tenho de repetir constantemente o que está no meu currículo porque as pessoas das consultoras ainda não evoluíram na forma de conduzir entrevistas (a sério, é brutal a forma com algumas empresas de produto já fazem as entrevistas de RH vs as consultoras).
 
Topo