1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Microsoft reforça iniciativas de promoção da segurança em Portugal

Discussão em 'Dúvidas e Suporte—Internet, Redes, Segurança' iniciada por RavenMaster, 25 de Novembro de 2004. (Respostas: 0; Visualizações: 451)

  1. RavenMaster

    RavenMaster Power Member

    "No seguimento de várias iniciativas desenvolvidas na área da Segurança, a Microsoft Portugal mantém até ao próximo dia 15 de Dezembro uma campanha de certificação gratuita de técnicos de parceiros e clientes na área de segurança. Esta é uma das várias vertentes alinhadas este ano pela empresa em Portugal que se têm reflectido num aumento global da segurança, sublinha Marcos Santos, responsável pela área de Segurança na Microsoft Portugal.

    Num ponto de situação aos jornalistas, este responsável da Microsoft revelou que desde 28 de Setembro já foram realizados 368.830 downloads da versão portuguesa do Service Pack 2 (SP2) para Windows XP. A empresa distribuiu também 150 mil CD-Roms com o SP2 através de vários meios, sendo que 70 mil foram entregues através deuma parceria com a TV Cabo para inclusão dos CDs nos pacotes Netcabo.

    Outra das vertentes do reforço do conhecimento da área de segurança passa por garantir a certificação dos técnicos, que é gratuita para quem passe nos testes. Esta é já a segunda fase na área da formação, sendo que a primeira se dedicou à oferta na frequência dos cursos que habilitam os técnicos a obter esta certificação.

    Os parceiros da Microsoft gozam da possibilidade de subsidiação do custo total do exame de certificação, enquanto os clientes podem beneficiar de um desconto de 50 por cento. Até agora a Microsoft recebeu 40 inscrições para a promoção da certificação de Segurança, que termina a 15 de Dezembro.

    Ainda no âmbito da mesma campanha de segurança, a Microsoft disponibilizou às empresas uma ferramenta designada Microsoft Security Risk Self-Assessment Tool que depois de instalada nos computadores pode recolher informação e dar recomendações sobre as melhores práticas a adoptar na melhoria das condições de segurança.

    A aplicação dirige-se a empresas de média dimensão, com menos de 1000 funcionários, e segundo a informação na página não invalida uma auditoria mais detalhada que pode ser realizada por um parceiro da empresa.

    Marcos Santos fez ainda o balanço da iniciativa de segurança desenvolvida com o Millennium BCP, afirmando que 200 mil utilizadores têm acesso às newsletters publicadas. Embora sem revelar nomes, o responsável de segurança da Microsoft Portugal confirmou ainda que estão a ser desenvolvidas negociações com dois outros bancos portugueses para iniciativas semelhantes, que deverão avançar no primeiro trimestre de 2005. "

    link
     

Partilhar esta Página