1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. COVID-19 Mantenham-se seguros: Pratiquem distanciamento físico de 2 metros. Lavem as mãos. Usem máscara.
    Informação sobre COVID-19. Ajuda a combater o COVID-19 com o [email protected] e com o [email protected].
    Remover anúncio

Artigo/Análise MoCA v. 2.5 Review

Discussão em 'Suporte e Artigos—Internet, Redes, Segurança' iniciada por hacra, 21 de Outubro de 2020. (Respostas: 20; Visualizações: 1077)

  1. hacra

    hacra Power Member

    Caríssimos, decidi fazer este post para dar feedback de uma tecnologia muito pouco usada em Portugal mas bastante interessante.

    Após inúmeros problemas com atenuação de sinal, devido ao isolamento entre pisos que tenho, e após tentativas de usar Plumes, e outros extenders Wi-Fi, decidi arriscar num sistema MoCA v. 2.5 dado que era muito difícil passar cabos de rede aqui em casa.

    Equipamento testado:


    Kiwee Broadband Moca 2.5 Ethernet, 2 Pack (KB-M3-01L). (Amazon.es)

    O que vem na caixa:

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Ao instalar tive o cuidado de verificar que não tinha splitters 5-1000Mhz, nem amplificadores na minha ligação coaxial (entre os adaptadores porque os MoCA usam uma ampla gama de frequências: Extended D-band 1125MHz~1675MHz; Full Port range: 5MHz~2150MHz.

    caso tenham splitters com gamas inferiores os 1700Mhz convém trocar por um com espectro mais amplo 5-2500Mhz, por exemplo. Caso usem amplificadores de sinal, antes do mesmo, convêm filtrar as frequências altas usando um filtro chamado PoE (Point of entry) para não causar possíveis interferências.

    No meu caso, não tinha splitters dentro de casa, e não tinha amplificadores de sinal, por isso, a implementação foi ainda mais fácil.

    Após conectar consegui verificar que a ligação entre os adaptadores era 3057-3097mbps.

    PHY rates entre os Pods

    [​IMG]

    Nas definições é possível alterar bastantes coisas como a banda a usar para a ligação MoCa. Optei por deixar estar na Banda D extended (que vem por defeito). Antigamente não existia qualquer problema de sobreposição de frequências entre o cabo e as frequências MoCA que eram muito superiores.. razão pela qual a maior parte das instalações ainda têm splitters 5-1000Mhz. Com o DOCSIS 3.1 pode vir a existir uma ligeira sobreposição de frequências e é algo a ter em consideração num futuro caso surjam interferências.

    No meu caso, apesar de já ter o router 5.0 v2 e o cabo estar devidamente intervencionado pela NOS para a nova norma DOCSIS 3.1 confirmo que não tenho qualquer sobreposição de sinal, até porque não poderia porque na entrada da casa existe um splitter 5-1000Mhz. Tenho atualmente 500+/100+mbps em HFC.

    Assim tanto no router do ISP, como no router do andar de cima que está directamente ligado ao adaptador MoCA, consigo ficar com os 500/100mbps contratados e ultrapassei uma grande limitação que tinha em casa.

    Estatísticas da ligação do router 2 (após ligação entre adaptadores MoCA)

    [​IMG]

    Estes adaptadores são MoCA 2.5 e portanto já suportam até 2.5 Gbps de throughput mas vêm com portas ethernet 10/100/1000.

    Não são propriamente baratos (~130€/pack de 2) mas como os powerlines ou pack de extensores nesta gama de velocidades também não o são, acho que são uma excelente alternativa para quem tem velocidades contratadas altas e tem problemas de atenuação de sinal wireless. É possível usar até 16 adaptadores.

    Fica aqui o feedback que pode ajudar alguém que esteja na mesma situação.
     
    Última edição: 21 de Outubro de 2020
  2. At Work

    At Work Power Member

    Apesar de não utilizar e não necessitar ao nível pessoal dessa tecnologia, é uma boa solução para várias situações como referido no post principal.

    Tinha visto uma review a semana passada num vídeo no YouTube e achei interessante.



    Cumps
     
  3. nickie

    nickie Power Member

    Já há algum tempo que estive para comprar esses adaptadores. Seria possível dares uma breve explicação da forma de ligação que usaste, nomeadamente como ligas o router aos adapatadores e depois os adapatadores à rede? Usas o mesmo cabo do router ou as ligações da televisão. Nas tutoriais que andei a ver fiquei na dúvida.
     
  4. hacra

    hacra Power Member

    Boas @nickie , claro que sim.

    Basicamente:

    Piso 0
    Tomada na parede com 2 saídas coaxial.
    Adaptador MoCA ligado (Saída COM) por cabo coaxial à tomada.
    Router ligado por cabo coaxial directamente à tomada.
    Cabo de rede a sair da porta 4 do router (em modo bridge) e a ligar à porta ethernet do adaptador MoCA.
    Box UMA V2 ligada por cabo coaxial à saída CATV do adaptador MoCA.
    Saída de cabo rede do router para box UMA V2.

    Piso 1:

    Cabo coaxial ligado da tomada ao adaptador MoCA (entrada COM).
    Saída de cabo de rede do MoCA -> Router Asus porta WAN.
    Depois ainda ficas com uma saída CATV do adaptador MoCA para ligares a uma box...
    Eu como as minhas tomadas têm 2 saídas de Coaxial tenho a box neste piso ligada directamente à segunda saída de Coaxial mas também a podia ter ligado à porta CATV do adaptador MoCA.


    Se tornar as coisas mais simples, logo posso colocar fotos.
     
    Última edição: 22 de Outubro de 2020
  5. The Showstopper

    The Showstopper Power Member

    Só há pouco tempo é que tomei conhecimento desta tecnologia e fico um pouco impressionado como parece que ninguem vende isto na Europa até encontrar este tópico, sendo que é uma excelente alternativa ao mesh WiFi.

    Só me assusta mesmo as complexidades que falaste no primeiro post, visto que não sou uma pessoa com muitos conhecimentos de redes

     
  6. hacra

    hacra Power Member

    A verdade é que é bem mais simples do que parece, pelo menos na maioria dos casos. Basta o pessoal ver se tem caixa de derivações e como o coaxial é distribuido dentro de casa para os diferentes compartimentos da casa.. O cenário mais simples, é que o cabo entra e vai de ponto a ponto (tomada a tomada) e não existem sequer caixas de derivação. Às vezes existem splitters e esses têm de ser trocados mas é coisa barata.

    Não percebo porque é que os ISPs não investem nisto porque segundo o fabricante eles vendem a menos de 16€ a unidade, se comprados em grande quantidade...

    Para quem não tem cabo em casa, e não consegue, ou não quer passar cabo, isto é uma excelente alternativa porque praticamente todas as casas portuguesas têm saída coaxial em todas as divisões.
     
  7. O'brien

    O'brien Power Member

    Ainda há uns dias estive para criar um post sobre esta tecnologia aqui. Ela é bastante interessante e parece-me até ser superior ao Powerline. A Televés tem uns produtos parecidos que também usam o cabo coaxial para transmitir dados, só o que standard que usam é o HomePlug AV, o mesmo que é usado pelo Powerline.
     
  8. hacra

    hacra Power Member

    A grande vantagem desta é que não depende tanto da qualidade da instalação eléctrica em casa e é menos passível a interferências por outros electrodomésticos. Com estes já se consegue velocidades gigabit reais e não apenas hipotéticas como nos powerlines.
     
  9. O'brien

    O'brien Power Member

    Se conseguir meter fibra em casa, sou capaz de apostar num sistema desses para conseguir velocidades mais altas no PC fixo.
     
  10. At Work

    At Work Power Member

    É uma boa solução mas não é para core de um ISP... Esse tipo de equipamentos funciona bem em "curtas" distâncias, habitações e moradias.
    Tens o caso da NOS que leva fibra até ao prédio e depois liga os clientes por coaxial. HFC - Hybrid Fiber Coax.

    Cumps
     
  11. hacra

    hacra Power Member

    Sim seriam sempre para usar como oferta comercial alternativa, aos powerlines para uso em habitações e isso... Como eu comprei individualmente, compraria ao ISP caso tivessem um preço mais em conta. Acho que resolveria muitos dos problemas que alguns users têm de locais sem sinal wireless. Existem inclusive adaptadores MoCA com extensores wireless também. A NOS lançou os plume, que vêm colmatar a falta de sinal, mas com impacto significativo na performance da rede.... é quase preciso usar um pod por divisão e mesmo assim....

    Em relação a levarem fibra ao prédio e depois ligar por Coaxial é simplesmente preguiça dos técnicos e falta de brio profissional.

    Por outro lado, vi técnicos da MEO a retirar a fibra existente na habitação (colocada por eles dois anos antes) e colocar nova (quando não era necessário) e terminar tudo outra vez, quando já existia um ONT lá e terminal de fibra... simplesmente porque atualizaram para AIO.... mas pronto...
     
  12. At Work

    At Work Power Member

    Visto dessa forma é diferente. Pensei que fosse no sentido de utilizarem algo semelhante para entrega do serviço (Internet) ao cliente.
    É muito complicado para uma operadora "gerir" o Wi-Fi em casa dos cliente. Cada cliente / habitação é diferente e e cada um tem as suas necessidades.
    Há uns anos os routers dos ISP nem Wi-Fi tinham. Vão-se adaptando às necessidades dos clientes mas como disse, cada caso é uma caso, e terá de ser o cliente a encontrar a melhor solução. A operador não é obrigado a cobrir uma habitação com Wi-Fi. Tem a obrigação de entregar um serviço funcional e sem falhas.

    Em que sentido? Estas errado no que dizes... Os técnicos respeitam as ordens. Se no projeto está contemplado que o prédio será "alimentado" por fibra e os apartamentos serão ligados por coaxial, não é preguiça nem falta de brio profissional. Estão a cumprir o que está estipulado. A NOS é assim que funciona. O apartamento ter fibra ou coaxial vai sempre depender do projeto que tinha sito estipulado para a zona.

    Para fazerem tal coisa, terá de haver algum motivo...

    Cumps
     
  13. hacra

    hacra Power Member

    Sei que muitas vezes funciona a lei do menor esforço e se calhar estive mal em culpar os técnicos que fazem o que está estipulado na ordem de trabalhos. Mas por vezes, não custava nada, falarem com o departamento técnico e referir que se no prédio existe fibra, talvez não faça grande sentido servir os clientes por coaxial. As vezes a informação até pode estar errada nos registos NOS. No meu apartamento em Braga mal chegou a fibra, a MEO retirou os cabos coaxiais e passou fibra em todas as novas instalações... não existe grande razão para a NOS não fazer o mesmo, sobretudo nos prédios aonde já têm fibra. A não ser o facto de ficar mais barato usar o coaxial que já está instalado... no fundo a MEO apostou na fibra e servir os clientes com fibra, e a NOS em vez de apostar em fibro optou por melhorar o coaxial para DOCSIS3.1. Mas isso nem se aplica nesses casos... se já existe fibra no prédio tinha lógica servir os clientes com fibra também ou não? São estratégias diferentes.

    Em relação ao segundo ponto, posso-te garantir que não havia nada de mal com a fibra. A MEO tinha retirado o coaxial dois anos antes e passou fibra e colocou ONT + router. Quando acabou a fidelização, renovei contrato e mudei para o Fibergateway. Quando vieram instalar (provavelmente foi outra empresa subcontratada, não sei), retiraram a fibra antiga dentro de casa e colocaram nova... nunca percebi porquê porque a antiga estava mais do que funcional e nunca tinha tido problemas com ela. Era só desligar do ONT e ligar ao FiberGateway... ou no máximo por uma saída maior da caixa de conexão interna. Mas até a caixa de conexão da fibra óptica que tenho dentro de casa trocaram.. ficaram lá duas...a antiga com as respectivas fibras cortadas. A única lógica que vejo é terem sido duas empresas diferentes e esta nova não se responsabilizar pela instalação da equipa anterior e então fizeram tudo de raíz dentro de casa. Sinceramente para mim foi um bocado indiferente.
     
  14. At Work

    At Work Power Member

    As funções do pessoal de field no caso que estamos a falar é instalação do circuito no cliente. Seja por Fibra, xDSL, Coaxial, 4G / LTE ou outra tecnologia.
    Esses técnicos não têm de ter o know-how de um field technician como é no caso das instalações enterprise. Apesar de que em ambos os cenários, a instalação do circuito é feita pelos primeiros.

    As operadoras sabem bem onde terminam as fibras que saem do GPON. Está tudo devidamente registado em plataformas internas para tal.

    A MEO nunca trabalhou com esse tipo de "tecnologia" (coaxial). O que a MEO deverá ter feito foi, migrar os circuitos sobre ADSL para Fibra.
    ADSL é uma coisa, coaxial é outra. E em Portugal, que eu tenha conhecimento, a única operadora que trabalha com coaxial é a NOS.

    São ISPs diferentes. Cada um opta pela estratégia que mais faz sentido ao seu modelo de negócio. Se é correto ou não, cabe aos gestores decidir e, aos clientes reclamar / sugerir.

    Se já existe fibra no prédio, sim, tem lógica e faz todo o sentido que levassem fibra ao cliente... Mas, a NOS funciona de forma diferente. Para 95% dos clientes, terem fibra no apartamento ou terem fibra no prédio é indiferente. E a operadora baseia-se nisso.

    Creio que se quiseres fibra no apartamento, a NOS leva mesmo fibra até ao apartamento mas, só será em caso de ser contrato empresarial (enterprise) e a morada da empresa terá de estar no prédio...

    É por aí, pelo que mencionas... Possivelmente outra empresa subcontratada que não se responsabiliza pela instalação anterior...

    Os ISP investem em fibra (que fica bem mais barato que cobre - xDSL) e, a fibra que foi instalada há 10 anos atrás, hoje está perfeitamente funcional para entregar 1Gbps, 10Gbps, 100Gbps. O core do ISP e equipamentos finais é que têm de ter a capacidade para tal. Mas isto já é outro tema.

    Cumps
     
  15. hacra

    hacra Power Member

    Sim eu sei disso, o que disse foi que quando chegou a fibra, retiraram os cabos coaxiais que iam para os apartamentos dos clientes para poderem passar a fibra. Nunca insinuei que tivessem usado HFC. Que eu saiba, acho que só a NOS usa HFC.

    Cump.
     
  16. migabc

    migabc Power Member

    A Nowo também tem HFC
    A NOS não usa apenas HFC. Isso depende da zona do pais
    A NOS também tem FTTH (fibra até ao ONT do cliente) tal como a VDF e MEO
     
  17. hacra

    hacra Power Member

    Certo quanto a Nowo não sabia mesmo, daí ter dito que eu saiba.... quanto à NOS eu em momento algum referi que a NOS só tinha HFC... Como é obvio têm também FTTH...
     
  18. SVM

    SVM Power Member

    Antes de mais, obrigado pelo tópico.

    Se for possível, coloca fotos das ligações que fizeste.

    No apartamento onde vivo, tenho usado powerline...mas esta solução parece-me bem superior e como tenho uma saída logo na zona onde tenho a secretária do PC (nessa divisão não tenho ligação de cabo LAN), era o ideal.
     
  19. hacra

    hacra Power Member


    Sim claro.

    Mas olhando às fotos não sei se torna as coisas mais claras... :/

    Confesso que os cabos estão completamente desorganizados porque como ficam escondidos ainda não me dei ao trabalho de os organizar melhor.

    Piso 0

    [​IMG]

    Router V2

    Eth1 -> TV
    Eth2 -> Plume
    Eth3 -> UMA v2
    Eth4 (bridge) -> adaptador MoCA
    Coaxial parede -> entrada coaxial router.

    Adaptador MoCA (Piso 0)

    Ethernet -> porta 4 (bridge router)
    Porta COM -> tomada coaxial na parede
    Porta CATV -> coaxial à UMA V2


    Piso 1

    [​IMG]

    Adaptador MoCA (Piso 1)

    tomada coaxial -> ficha COM (adaptador)
    Ethernet adaptador -> Router 2 (Asus porta WAN)

    Ficou mais claro?
     
  20. SVM

    SVM Power Member

    Obrigado pelo post.

    Talvez me consigas ajudar a perceber como posso fazer isto.

    A minha ideia era passar rede da sala, onde tenho a instalação fibra e router, para o quarto.

    Na sala, tenho isto:

    https://imgur.com/fILmD7K

    No quarto, para onde quero passar rede, tenho isto:

    https://imgur.com/JsjzEd6

    Consegues-me indicar que tipo de ligações tenho que fazer? Terei de adquirir algum adaptador para além dos dispositivos MOCA?

    Obrigado desde já!