1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. Consulta o Portal de Jogos da ZWAME. Notícias, Artwork, Vídeos, Análises e muito mais.

    Remover anúncio

Motivações para jogar

Discussão em 'Jogos - Discussão Geral' iniciada por Gepeto, 5 de Março de 2019. (Respostas: 60; Visualizações: 4364)

  1. palac3

    palac3 Power Member

    Eu cá estou a quase a fazer 28, sou programador de CNCs e as minhas semanas costumam ser bem cansativas mas mesmo assim quando chego a casa tenho de jogar computador. Praticamente todos os meus amigos com o trabalho/casamento/etc deixaram completamente de jogar não por falta de tempo mas porque perderam o interesse, eu cá por algum motivo cada vez mais gosto de jogar e espero poder jogar por muitos mais anos.

    A única coisa que mudou foi o gênero de jogos, neste momento só consigo jogar rpgs e estratégia
     
  2. Exabyte

    Exabyte Power Member

    Eu tenho 43, quase 44 e jogo no PC... :003:
     
  3. David.S

    David.S Power Member

    As minhas motivações para jogar é apenas para me distrair um pouco, seja de um dia de trabalho seja por outros motivos.

    É por isso que jogo sempre os jogos em fácil/médio para que o jogo seja uma aventura e não um desafio.
     
  4. fakemeta

    fakemeta Power Member

    Desde que comecei a trabalhar em 2015 que o meu interesse por jogos diminuiu drasticamente, principalmente a componente online. Agora estou mais interessado pela campanha dos jogos.

    Quanto ao tempo de jogo, só ao fim de semana, em média 4 horas... Pode ser menos (na maior parte das vezes até é menos) ou pode ser mais quando tento passar um jogo inteiro apenas num fim de semana.
     
  5. Tecno Nerd

    Tecno Nerd Power Member

    Bem eu tenho mais de 30 e jogo. Teoricamente tenho a mesma vontade de jogar dos 15, mas na prática não.
    Parecendo que não, uma das coisas que contribuiu para tal acontecer, foi ter muito mais dinheiro agora do que com 15. Agora, quero o jogo compro, e na maioria das vezes nem acabei os anteriores.

    Com 15 anos, ter 1 jogo novo era uma "festa", era o culminar de ter juntado o dinheiro do lanche, do almoço o que fosse para comprar o jogo. Muitas vezes comia pão com manteiga e bebia um copo de leite para guardar o dinheiro para jogar.

    E, quando tinha dinheiro para um jogo, era para aqueles de 5 contos, apenas. Aqueles de 12, 13, 14 contos só no Natal (e mesmo assim nem sempre).

    Um jogo novo, nessa altura, era jogado até ao fim, repetido 2, 3 vezes (Final Fantasy say hello...)

    Eu não tinha net, não havia YouTube. Quando empancava, juntava-me eu, o meu irmão e um vizinho a mandar bitaites: experimenta isto, faz aquilo...

    O hype antes das aquisições também era outro porque haviam muito mais revistas, programas de jogos e series como o FF tinham spots publicitários em pt, na televisão quando eram lançados, quando ficavam com o preço reduzido...

    Agora eu penso: Daqui a pouco vou jogar um bocado mas muitas vezes nem jogo.
    Outra coisa que me acontece: Começo a jogar, vou sensivelmente a meio ou mais, por qualquer razão deixo esse jogo por vários dias e depois quando volto, já perdi o fio à meada, já tenho de começar do ínicio.

    A oferta hoje, é muito maior, há mais dificuldade de manter o foco num jogo. Às vezes um gajo, tem o "primeiro" para jogar e já está para sair a sequela.
     
  6. Morais

    Morais Power Member

    Sinto o mesmo, torna-se uma questão de disciplina, o ter que me dedicar a um jogo e acabar o mesmo, por outro lado também é a experiência anterior que prejudica a forma como nos divertidos, um bom exemplo para mim são os RPG, torna-se torna-se complicado apreciar um jogo como o Pillars of Eternity depois de ter jogado algo como o Divinity: Original Sin, o combate do primeiro é tão simples e, ao mesmo tempo, desnecessariamente complicado, e porque dar-me ao trabalho de o voltar a jogar quando tenho o Pillars of Eternity 2 com um modo TBS ou o Divinity: Original Sin 2?

    Como é que vou achar piada ao combate de qualquer FPS que me apareça à frente depois de jogar o Doom 2016? O Borderlands Remastered é um exemplo de um jogo que não consigo mais jogar, não porque o já tinha jogado antes mas sim porque tenho umas 400 horas no Borderlands 2, um jogo que é superior em tudo ao anterior, e é o caso com muitos jogos, porquê perder tempo com um jogo quando existem vários superiores disponíveis?

    Claro que há várias excepções, um jogo antigo ainda pode ter algo que ainda o torna agradável, o primeiro Deus Ex continua a ser um jogo que recomendo a todos, primeiro porque ainda não conseguiram superar o mesmo em termos de complexidade, narrativa, e até diria que o sistema de combate (ultrapassado para alguns) torna-o o único e uma experiência diferente, especialmente em relação ao Deus Ex que se seguiram, isto é, o Deus Ex Invisible War é um desperdício de vida, que ninguém pegue naquilo.

    Por essas razões que tento mudar o género de jogos que procuro, ando a explorar os J-RPGs, cada um é de tal forma único e sempre focado em boas narrativas que é sempre um gosto joga-los até ao fim, e são dos poucos jogos que completei nestes últimos anos, claro que nem todos são bons, o Final Fantasy XIII e o The Last Remnant são o equivalente a uma lobotomia, por exemplo.

    Bons jogos há sempre, e cada vez ainda mais, é só uma questão de aceitar que nem todos os jogos que são mais recentes são os melhores e que talvez não magoe olhar para algo mais antigo ou não deixar que um valor baixo no Metacritic vos dissuada de experimentar um jogo, olhem para o Alpha Protocol, está a uns 72 no Metacritic mas faz parte de uma lista muito curta de "jogos que eu acabei", não consigo mais tocar no World of Warcraft mais recente mas estou mais que ansioso por jogar o Classic, eu joguei a Beta Coreana, a Europeia e joguei a 100% até ao final do Burning Crusade, eu sei bem o que é / era o jogo e é mesmo isso que procuro.


    Resumindo, o truque é primeiro não comprar nada novo a não ser que esteja com uma promoção do Demónio, e mesmo ai pensar "eu quero mesmo jogar isto agora ou ainda tenho mais algo interessante na minha lista de jogos?", eu cá não tenho nenhum jogo que queria mesmo comprar novo, para PC* isto é, tinha o Borderlands 3 mas só o irei comprar quando sair para Steam, e também há a quantidade vergonhosa de J-RPG que queria comprar mas Deus me livre que só o The Legend of Heroes: Trails in the Sly que comprei há uns meses em promoção é jogo para 100 horas e tem não sei quantas sequelas :D

    *Para não falar que, quando, finalmente, comprar uma Playstation por menos de 100 € (a Worten está a vender a consola em segunda mão por 100 € sem comando! Eu sei que os comandos são bons mas, caramba, vou ter que esperar que saia a Playstatio 5 para finalmente arranjar a 3 a um preço honesto?) a quantidade de jogos que irei comprar para a mesma vai aguentar-me por uns bons anos :D
     
  7. JoaoVaz19

    JoaoVaz19 Power Member

    Tentei preencher o questionário mas achei demasiado detalhado nas questões pessoais e longo, portanto não o fiz. Tenho 28 , jogo um pouco de tudo mas bastantes jogos online pois a competitividade motiva-me imenso embora me considere um jogador casual em que o importante para mim é divertir-me. Planeio jogar até morrer xD
     
  8. TpTavares

    TpTavares Power Member

    Por aqui, 31 anos e considero jogar o meu hobby preferido. Bebo os meus copos, saiu com amigos e jogo praticamente todos os dias. Saiu do trabalho estoirado, vou para o ginásio e quando chego a casa a primeira coisa que faço é ligar o PC.

    Jogar é o meu momento Zen. lol

    Eu é que mudei completamente o meu estilo de jogos. Antes era somente MP e agora nem paciência tenho para eles. SP all the way.
     
  9. JAC_TUGA

    JAC_TUGA Power Member

    Eu também jogo todos os dias ou tento jogar. Para mim jogar é "normal", já é um hábito, é perder tempo numa coisa que realmente gosto.
    Sempre fui jogador e sempre serei, um jogador assíduo porque o meu gosto vem desde pequeno.
    Há 5 anos atrás jogava mais agora sou mais moderado. Sobre a preferência do single ou multiplayer, jogo os 2 mas a optar é pelo singleplayer.
    Acima de tudo jogo aos jogos que gosto ou que vão mais ao meu encontro, antes jogava a muitos agora não.
     
  10. Bugu1990

    Bugu1990 Power Member

    É como eu.
    Já estou a caminho dos 40 mas cresci com os videojogos.
    Tive a sorte de desde muito novo ter tido a possibilidade de ter várias consolas e computadores para jogar e o gosto nasceu em mim muito novo e sempre se manteve.
    E é muito giro para mim estar neste mundo dos jogos praticamente desde o início e ter acompanhado toda a evolução e ter jogado praticamente todos os grandes jogos nas suas respectivas alturas.

    Para o meu filho então ainda vai ser diferente.
    Já que eu quando era criança os meus pais não tinham o mínimo interesse em jogos e viam as consolas como brinquedos que eu tinha de andar à pedinchar.
    Já para o meu filho, as consolas e jogos já existem à volta dele desde que ele nasceu e eu vou sempre comprar as novas para mim, por isso ele já tem a pedinchice mais facilitada :)
     
  11. Sacripanta

    Sacripanta SuperModeradorzinho
    Staff Member

    Tales of an aging gamer: Why don’t I pick up a controller as often as I used to?



    Artigo interessante, não sei se já passou por cá.

    Já reparei que já não tenho um terço do entusiasmo que tinha para os videojogos, embora ainda os continue a comprar (basicamente para emagrecer a carteira e engordar o backlog). Nem me posso queixar de falta de tempo, na maior parte das vezes é mesmo falta de vontade.
     
  12. RuiBK

    RuiBK Power Member


    Eh,acho que o entusiasmo e disponibilidade tem razões de ser diferentes. Falo por mim que o entusiasmo esfriou de à uns anos para cá. Quanto mais um tipo seguia e percebia acerca de desenvolvimento de de jogos,menos surpresas se tinham e mais exposto se estava a algumas realidades desagradáveis da indústria.

    Já a disponibilidade,as mudanças para dedicar menos tempo são completamente normais. À medida que envelhecemos temos de dividir o tempo livre entre mais coisas. Adolescência e reforma são se calhar as alturas com mais tempo livre(pelo menos no papel). A malta com 10s e 20s nos anos 80 se calhar vão ser a primeira geração em que jogar na velhice vai se calhar ser mais normal.
     
  13. kri3tian

    kri3tian Power Member

    Sinceramente nos ultimos meses tambem tenho jogado menos.

    Acho, e é a minha opinião, o excesso de oferta faz o interesse baixar. Tenho varios jogos por jogar, nao consigo jogar tudo ao mesmo tempo, e quando comeco um jogo tenho tendencia a demorar a aplicar me no jogo. Para mim tem de ser seguido, começo e depois nao posso parar, com a hipotese de acabar por o encostar.

    Um exemplo foi o Odissey que fiz o tutorial, escolhi o personagem e depois nao volter a pegar.
     
  14. FNvS

    FNvS Power Member

    Concordo e muito interessante esta thread, este ano tenho jogado mas com pouca frequência ás vezes sem vontade de pegar num jogo só para jogar 1hora ou 30m e ás vezes nesse tempo prefiro ir ver uma série. E depois quanto mais envelhecemos mais parece que temos gerir o tempo, se quiseres fazer isto não podes fazer assado.

    Tenho jogos que me duram a terminar 2 meses ou mais o que noutros tempos em semanas já tinha o jogo terminado. Acontece muita vez estar entusiasmado no jogo e depois chegar a meio de um jogo e passarem semanas ou meses sem pegar.

    Tenho um backlog jeitoso em 3 plataformas, próxima geração tenho de pensar bem no assunto em reduzir alguma ou reduzir a quantidade de jogos.
     
  15. kri3tian

    kri3tian Power Member

    Queres falar de backlog? :lol:

    So tenho duas plataformas de momento que ainda jogo, vendi a xbox. A PS Vita ficou encostada e nao lhe pego a meses. Depois arranjei a PS Classic. Liguei e joguei Tekken 3. Ficou por ai. Tenho pi3 com cartao e imagem de 32gb, varias plataformas, joguei Golden Axe e Dinosaurs.

    Ps4, qualquer jogo que tenha saido no Plus no ultimo ano ainda nao consegui jogar. Devo ter uns 6 jogos por terminar.

    Switch... Estive a contar e tenho 36 jogos para jogar... Digitais, fisicos... Enfim... Alguns comecei, outros foram compras por impulso. Malditas campanhas e negocios pela internet.

    Nas ferias vou estar com mais tempo, espero pelo menos nessa altura terminar uns 3 jogos.
     
  16. JoaoVaz19

    JoaoVaz19 Power Member

    Eu costumo ponderar imenso (ver/ler reviews) antes de começar a jogar algo. Se for single player tem que ter boa história e gameplay se não nem pego. Multiplayer é mais do mesmo (Fifa, COD, Rocket League...)
     
  17. Eu atualmente fico-me pelo Fifa e pouco mais, já não há paciência para grandes histórias.
     
  18. Sacripanta

    Sacripanta SuperModeradorzinho
    Staff Member

    Começo a reparar que quase que preciso de me obrigar a pegar num jogo, sobretudo se (como é agora o caso) acabei de vir de outro que me encheu as medidas.
    Tem acontecido sempre, ultimamente (leia-se: sempre que vou acabando outros jogos).
     
  19. temp9300

    temp9300 Power Member

    este tópico está interessante, não pelo estudo mas pelos comentários que tem aparecido por aqui. :)
    Também ja vou nos 40entas e ainda jogo regularmente.
    Não tanto como antes, em parte porque depois de 1 dia de trabalho (que tambem é passado parte em frente ao ecra) as vezes não apetece voltar para o ecrã, e também porque parece que a paciencia já não é a mesma.
    Outra coisa que notei é que passei a ter periodos de tempo em que não apetece jogar nada, posso jogar um bocado esta semana e na próxima não apetece pegar em jogos, depois volta, etc.
     
  20. Jack-O-Lantern

    Jack-O-Lantern Colaborador
    Staff Member

    @Sacripanta

    Isso também me acontece. O problema é maior quando o ultimo jogo foi bastante "viciante" e existe uma fase de adaptação a outro jogo que volte a agarrar. Acho que é algo muito comum e que todos os jogadores já sentiram esse "vazio" entre o momento em que terminam um grande jogo que lhes tenha dado bastante satisfação e querem pegar noutro que dê uma idêntica sensação de satisfação.

    Depois, e aqui falo por mim, mantendo uma enorme motivação para jogar, já não tenho a mínima paciência para jogos multiplayer e apenas procuro uma experiência single player com boa história e jogabilidade, para ir usufruindo aos poucos. Depois, com os compromissos familiares e dia-a-dia, já lá vai o tempo das horas que se esqueciam a passar enquanto jogava, para dar valor aos pequenos momentos gaming, em doses muito moderadas.

    Enfim, coisas da idade :D