1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. A secção Microsoft/Windows encontra-se actualmente em processo de reestruturação.
    Remover anúncio

MultiBoot >> Vista / XP

Discussão em 'Windows 7 e anteriores' iniciada por GoDNesS, 2 de Julho de 2008. (Respostas: 2; Visualizações: 2095)

  1. GoDNesS

    GoDNesS Power Member

    Boas!
    Como é que consigo ter aquele menu que aparece para escolhermos o S.O. que queremos Iniciar??
    Tenho o Vista e XP instalados em partições diferentes. Actualmente o XP está a iniciar sozinho porque instaleio novamente.
    Já fui as propriedades de Arranque e recuperação mas só me aparece um S.O.
    Tentei com o BCDedit do Vista mas zero...(isto antes de fazer uma instalação nova do XP)

    Alguma ideia?
    tks!
     
  2. GoDNesS

    GoDNesS Power Member

    Então ninguem me ajuda? :'(

    Não me fiz perceber? :/
     
  3. marros

    marros Power Member


    Faz o download deste programa gratuito, lê com muita atenção tudo e terás o teu problema resolvido, tenho dito..
    http://neosmart.net/downloads/software/EasyBCD/EasyBCD 1.7.2.exe



    A Microsoft muda de idéia no sistema de inicialização do computador a cada versão de Windows. O Windows 95, 98 e Me não podem ter duas ou mais instâncias instaladas na mesma máquina, nem mesmo coexistirem, pois usam os mesmos arquivos de inicialização – apenas o último instalado é que será iniciado. No Windows NT e no seu sucessor, 2000, ocorre algo parecido (o último instalado é o que será iniciado), mas aqui eles já podem coexistir. Ao instalar o Windows 2000, ele permite iniciar tanto o NT como o 2000, mas se você instalar o NT, perderá acesso ao 2000. O Windows XP seguiu o mesmo estilo, idem com o Windows Server 2003, que por sua vez é baseado no XP – se instalar o XP em dual boot com o Server 2003, o Server 2003 não será iniciado (apesar de ser listado no menu de boot do XP). No Vista, a MS repetiu a velha história. O Vista assume o controle do boot ao ser instalado, mas de forma diferente. A recomendação, em geral, é instalar o sistema mais novo por último, quando você quiser manter uma configuração de dual boot (ou mesmo com mais de 2 sistemas).
    Visando facilitar a inicialização em alguns tipos de dispositivos diferente de PCs, a MS mudou o sistema de inicialização com o Windows Vista. Não há mais o ntldr, carregador do Windows NT/2000/XP/2003. É usado o BCD, Dados de Configuração de Inicialização. Ele é dito como mais versátil do que o sistema do ntldr (NT Loader), por permitir a inicialização do sistema mesmo em dispositivos que não usam uma BIOS de PC para serem iniciados.
    A configuração do BCD é bem diferente do arquivo boot.ini. Para começar, não pode ser editada diretamente, por ser salva num arquivo binário. Até o Windows Server 2003, os sistemas Windows instalados eram listados no arquivo boot.ini. Qualquer alteração era fácil de ser feita, mesmo usando um outro sistema (como um liveCD), bastando um editor de textos – desde que o boot loader estivesse devidamente instalado no MBR, o setor do HD que redireciona o comando do PC na inicialização para o sistema operacional.
    Para editar o BCD, há o bcdedit, um utilitário de linha de comando do Windows Vista. Você deve rodá-lo como administrador (executando o prompt de comando como administrador). Com parâmetros passados ao bcdedit, você pode adicionar ou remover entradas, ou modificar os “parâmetros” que são passados para o sistema durante a inicialização.
    Isso traz alguns problemas: muita gente não é “fã” da linha de comando, sendo assim o bcdedit é visto como “difícil” pela maioria. Para solucionar essa questão, existe um configurador gráfico para o boot do Vista, o EasyBCD, um software freeware suportado pela NeoSmart.
    O EasyBCD permite configurar facilmente a inicialização do Windows Vista, permitindo adicionar ou remover entradas (além de editá-las), definir o tempo padrão de espera antes de iniciar o sistema padrão, ou apenas visualizar como anda a configuração.

    Com ele a modificação do bootloader do Vista fica bem fácil (o nome do programa já diz, “Easy BCD”). Na primeira tela, ele mostra um resumo da configuração, com os sistemas instalados:
    [​IMG]
    No exemplo tenho duas entradas, uma do Windows Vista, e uma outra do Windows XP. Clicando no botão “Change Settings” (“Alterar Configurações”), à esquerda, você pode definir o sistema padrão, e editar o nome dele, como aparecerá na tela de inicialização:
    [​IMG]
    O sistema padrão também pode ser alterado pela interface provida com o Windows. Basta acessar as propriedades do “Computador”, clicando no item “Computador” do menu Iniciar com o botão direito do mouse e escolhendo a opção “Propriedades”. A seguir, clique em “Configurações avançadas do sistema”, e na próxima tela, no botão “Configurações” da seção “Inicialização e recuperação”, que por sua vez está na aba “Avançado”:
    [​IMG]
    Porém, pela interface do Windows não é possível adicionar ou remover novas entradas. Em algumas situações, isso é necessário. Um exemplo que passei recentemente foi instalar uma versão de 64-bit do Windows Vista, em dual boot com uma do Windows XP de 32-bit. Ao instalar o Vista a partir do XP, ele adiciona o XP ao menu de boot. Mas ao instalar a partir do boot do DVD, ele não adiciona quando não o detecta. Como o instalador do Vista de 64-bit não pode ser executado no XP de 32-bit, eu fui obrigado a dar boot com ele e então instalar o sistema numa nova partição, já existente. Feito isso, o XP não era mais iniciado, nem listado no menu de inicialização do Vista.
    Para resolver com o EasyBCD, basta ir para a seção “Add/Remove Entries” (“Adicionar ou remover entradas”):
    [​IMG]
    Você tem a opção de configurar o redirecionamento para uma instalação do Windows (outra versão), do Linux, Mac, entre outros sistemas – não posso garantir a funcionalidade de todos. Para adicionar o Windows, selecione a versão desejada na lista “Type”, defina a unidade em que ele está instalado, e clique no “Add Entry”. Feito isso, clique no botão “Save”. A entrada será adicionada.
    Para que o XP seja iniciado (ou o 2000, ou o 2003), os arquivos ntldr e ntdetect.com deverão estar na partição de inicialização (a partição “ativa”, ou “bootable”. como consta em alguns particionadores - frescuras do mundo Windows). Caso eles não estejam presentes, você deverá copiá-los de uma instalação existente do Windows, ou então baixá-los no site do programa EasyBCD (ele emitirá um aviso e fornecerá um link, se os arquivos não forem encontrados no HD). Feito isso, a versão anterior do Windows deverá ser listada no menu e poderá ser iniciada, sem maiores problemas.
    Para o caso de um sistema Linux, você pode usar os métodos de reparação do programa de inicialização provido com o sistema – seja o Grub, Lilo ou outro. No caso de manter um Linux em dual boot com Windows, vale mais usar o bootloader do Linux, por ser mais versátil e literalmente “não egoísta”.
    O EasyBCD permite ainda alterar algumas outras configurações. Na seção “Advanced Options” (“Opções Avançadas”), você pode marcar ou desmarcar algumas flags para o Windows (selecione a instância do Windows a ser alterada na lista suspensa antes de marcar ou desmarcar as opções):
    [​IMG]
    Estas opções são passadas para o sistema na inicialização, e nas edições anteriores ao Vista podiam ser adicionadas como “parâmetros”, no arquivo boot.ini, na linha de chamada do sistema. No Vista elas também podem ser configuradas com o bcdedit, via linha de comando, caso necessário; mas falar do bcdedit fica para uma outra hora.
    Comentando um pouco as opções dessa tela. A opção DEP ativa um sistema de proteção baseado em hardware, que protege arquivos do Windows na memória, para evitar alguns tipos de invasões. Ela pode ser desativada (escolhendo “Always Off”) nos casos em que traga problemas, ou incompatibilidade com algum software que você porventura use. Assim como é possível desativá-la, você pode forçar a execução para todos os aplicativos (“Always On”), apenas para os aplicativos do Windows (“OptIn”, que é o padrão), ou para os aplicativos do Windows e também aplicações de terceiros (“OptOut”). Normalmente deixe ativada, pode trazer uma segurança a mais. Esse recurso foi introduzido com o Windows XP SP2.
    O item “Allow unsigned driver installation on Vista 64-bit Edition” não funcionou comigo. A versão de 64-bit do Windows Vista só permite a instalação de drivers assinados digitalmente pela MS, o que quer dizer que eles foram testados pela MS e dados como compatíveis com o Windows Vista. Um driver não assinado, que não passou nos testes da MS, não pode ser usado no Vista de 64-bit. Esse item do EasyBCD visaria forçar o uso desses drivers, provavelmente ativando a flag correspondente na entrada do Windows em questão no BCD. Todavia, ao teclar F8 durante a inicialização do Windows (antes das barrinhas de progresso, ainda na tela preta), você pode selecionar uma opção para desativar a imposição de assinatura de drivers, para permitir que drivers não assinados sejam carregados. A opção ao teclar F8 é válida apenas para a sessão atual, sendo perdida a cada reinicialização ou desligamento. Essa obrigatoriedade traz diversas queixas, ao mesmo tempo que torna o sistema mais “confiável”, por não executar drivers maliciosos, modificados propositalmente (infectados) ou corrompidos. Por outro lado, gera queixas sobre o “monopólio” da MS, afinal se a empresa se recusar a assinar drivers de determinado fabricante, os usuários não poderiam usar tal hardware com o Vista de 64-bit. É um caso um tanto quanto chato; eu tenho uma placa de som on-board da SoundMax que funciona no Vista com os drivers para XP, mas eles não podem ser instalados no Vista 64-bit porque não foram assinados – desativando a imposição de assinatura, o som funciona normal.
    As outras opções são mais avançadas, normalmente você não precisará delas. Algumas podem ser ativadas também pela aba “Inicialização”, do msconfig. O SOS é o “modo de segurança”. As duas sobre debug são úteis para geração de logs, verificação de problemas avançados com drivers ou quando o sistema não inicia normal. A penúltima permite limitar ou especificar a quantidade de memória a ser usada (em casos de problemas físicos a partir de determinado ponto defeituoso num pente de memória), e a última limita a quantidade de CPUs a serem usadas – em sistemas multiprocessados.
    Para saber mais sobre o bcdedit, consulte a ajuda do Windows Vista, pesquisando por “boot.ini” no conteúdo da “Ajuda e suporte”. Uma das primeiras perguntas respondidas é “O que aconteceu com o arquivo boot.ini?”.
    Na seção “Manage Bootloader” (“Gerenciar carregador de boot”), você pode fazer backup das configurações do BCD atuais e salvá-las num arquivo, que poderá ser restaurado futuramente com o EasyBCD:
    [​IMG]
    Além disso, ele permite reinstalar o carregador de boot do Vista, ou então desinstalá-lo, para usar o do XP. Use esse recurso com cuidado. Se você tiver problemas ao usar essa opção, valeria a pena reparar o boot usando o CD/DVD do sistema operacional.
    No Vista, isso pode ser feito via interface gráfica, ao dar boot com o DVD acessando a opção de reparo, em vez de nova instalação. No XP, você precisa acessar o console de recuperação rodando do CD, e então dar os comandos fixmbr e fixboot. A reparação via mídia de instalação do Windows também é útil quando nenhum dos sistemas iniciam, o que impossibilita o uso do EasyBCD.
    Por fim, na seção “Diagnostics Center” (“Centro de Diagnósticos”), você pode usar o EasyBCD para recuperar o estado original do BCD do Vista, além de recriar possíveis arquivos que estejam faltando. Para usá-lo, você deverá já ter um Windows instalado, então a solução serve mais para reparar o boot do sistema que não estiver iniciando.
    O último botão do EasyBCD (“Useful Utilities”) tem basicamente atalhos para aplicações úteis, como abrir as informações do sistema, painel de controle, o Tweak VI (caso instalado), ou o prompt de comando. Há também um botão para ativar ou instalar o iReboot, um programa que adiciona um ícone residente na área de notificação (perto do relógio), que permite reiniciar o computador com um clique rápido, escolhendo o sistema a ser iniciado no próximo boot (similar ao que algumas distros Linux usam nos menus para reiniciar a máquina).
    [​IMG]
     

Partilhar esta Página