1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Análise Ngs phantom pc gamepad

Discussão em 'Análises, Artigos e Guias' iniciada por HyperRush, 5 de Fevereiro de 2009. (Respostas: 0; Visualizações: 2122)

  1. HyperRush

    HyperRush Power Member

    Por: Jorge Moleiro (HyperRush) Review abreviada
    [​IMG]
    Oh, não! O meu gamepad morreu! E agora? – São as palavras cheias de dor e sofrimento citadas por um “retrogamer” que passa mais de 10 horas em frente ao monitor, a jogar maus, bons e incríveis VideoJogos, pouco importa! O que interessa é jogar, jogar! Eis a compra do dia: O Phantom GamePad da NGS!
    Em primeira vista, o design pareça lembrar uma espaço-nave, parecido com o velhinho SideWinder da Microsoft, mas o Phantom é uma versão melhorada para pior de esse produto.
    Este comando tem a arquitectura do Dualsock da Sony Playstation: 12 botões padrão, mais 3 botões extra: 1 para programação automática, o 2º para a função turbo e o 3º para desligar todas a funções, e por fim, dois analógicos com a função de vibração (Rumble). Muito interessante! Está na hora de instalar o driver e software, e verificar o comportamento do mesmo.​
    Funções Básicas:

    Nada como ir ao painél de controlo, e ir aos Controladores de jogos. Na primeira página, é possível testar se as funções básicas do comando funcionam perfeitamente.
    Primeira impressão: O Direccional é pouco preciso, pois em rotação a 360º parece-me muito tardio a responder, em relação ao analógico, é muito ergonómico, e cumpre bem a sua função. Os botões frontais estão um pouco juntos, mas não interferem uns com os outros. É possível primir só com dedos os 4 botões juntos (1,2,3,4), sem magoar o dedo. Ergomia heim? Bom ponto!
    Os botões superiores (5,6,7,8), devido ao design, estão juntos, mas notavél que os botões 7 e 8 têm tendência a ficarem presos, o que interfere muito no gameplay por exemplo em jogos de luta. Calibrar os botões do comando, é uma função básica possível em qualquer sistema Windows, por isso passo à frente.
    Funções Dualsock (Rumble):

    Na página Vibration Test, testar os motores de vibração é a devoção agora a ter em conta. O Gamepad possui dois motores, em no lado esquerdo e outro no lado direito. E claro é possível testar ambos os motores. Boa notícia: Primindo o D-pad, este também vibra! Função indisponível por exemplo no s comando da Speedlink com Dualshock.

    O Gamepad em funcionamento:
    As suspeitas confirmam-se! Afinal o D-Pad é muito sensível! O que é péssimo em jogos 2D, é um osso duro de roer, imagine fazer o golpe Haduken (Baixo-direita+ Soco), o personagem salta! E mais: Os botões 9 e 10 estão colados aos das funções, e se haver uma mínima distracção, é sinónimo de confusão.

    Em jogos 3D, os problema mudam de figura, torna-se agradável jogar com este comando, o “Rumble” é satisfatório, mas podia ter um pouco mais de força.
    Conclusões:
    Fiquei um pouco desiludido, porquê? Não é o melhor nem é o pior. O design pobre tirou pontos a esta aposta da NGS. É notável a sua qualidade duvidosa, que devia de ser preciso e mais “rijo” em temos de botões e precisão. Existem apostas mais vantajosas como o Speedlink Strike2, mas também sofre ligeiramente do problema crónico em quase 90% dos gamepads para PC: O D-pad!
    Nota: 0 a 10: 6

    Fabricante: NGS Technology (www.ngs.eu)​
    Produto: Phantom GamePAD USB PC​
    Requisitos: Windows 98 ao Vista​

    [FONT=&quot]Preço: 9.90 €[/FONT]
     
    Última edição: 5 de Fevereiro de 2009

Partilhar esta Página