1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Nova história de (quase) horror, desta vez com a Apple espanhola

Discussão em 'Apple Geral' iniciada por Demiurgo, 16 de Outubro de 2006. (Respostas: 19; Visualizações: 1455)

  1. Demiurgo

    Demiurgo Xerife de Nottingham

    Isto não há nada como dar uma no cravo e outra na ferradura.

    A Apple, graças à imbecilidade da lei espanhola sobre garantias de produtos (que transpous mal a directiva correspondente), apenas dá um ano de garantia aqui em Espanha.

    Ou melhor, dá um ano como nós conhecemos a garantia aí em Portugal: problema detectado, computador levado à loja e eles que arranjem.

    Para o segundo ano (isto é lindo...) cabe ao comprador arranjar uma declação de um técnico (presumo que acreditado pela Apple...lol) efectuada perante notário (ai as burocracias) como o problema x teve origem na produção.

    Em direito, chamamos a isto inversão do ónus da prova e prova (quase) diabólica.

    Basicamente o que se passa com o meu PB de ano e meio é um acumular de pequenos problemas: o sleep não funciona muito bem, algumas teclas quando estão quentes parece que têm artroses e o gravador de cds cada vez que lhe meto um disco parece o monstro das bolachas.

    Enfim, nada que me impeça de utilizá-lo.

    Para executar a minha garantia de dois anos tenho de ir directamente a Portugal, da mesma forma que um apple comprado na noruega tem 5 anos de garantia e para se executar a dita, só nesse país.

    Acho que aqui todos conhecem o bem que funciona o apoio técnico da nossa interlog (da última vez foram 2 ou 3 meses por uma porcaria de um teclado bluetooth!).

    Obrigado Apple por só dares um ano de garantia global (da marca) nos teus produtos (e por venderes o apple care a preços de assalto).

    Obrigado também por apenas em 2008 irmos ter uma linha de apoio portuguesa.
     
  2. 96khz

    96khz Power Member

    Alguma informação adicional sobre este assunto? Algum link que nos possa revelar?
     
  3. Demiurgo

    Demiurgo Xerife de Nottingham

    Não, nada mais. Foi só o que me disse o tipo da linha técnica da apple espanhola (o qual, graças ao outsorcing se encontra na Irlanda lol).

    Vale o que vale.

    PT
     
  4. peterdub

    peterdub Power Member

    e em portugal qual é o tempo de garantia sobre um produto ?
     
  5. JMRR

    JMRR Power Member

    particular - 2 anos
    empresa - o que a marca der
     
  6. Savage

    Savage Power Member

    Correcção:
    Particulares-> Minímo 2 anos (pode ser mais se a marca quiser).
    Empresas-> Minímo 1 ano (pode ser mais se a marca quiser).
    :)
     
  7. nothing

    nothing Power Member

    Bem, estás mesmo com azar em relação à assistência Apple.

    Assim, vais ter que recorrer novamente à Interlog, não? Argh..
     
  8. JMRR

    JMRR Power Member

    yup é mesmo isso.

    o que é uma palhaçada, por exemplo se a factura for de uma empresa que tenha o nome do titular, por exemplo: Antonio Campos Pinheiro (a inventar), a maior parte das marcas conta a garantia como 2 anos, não vão verificar, no entanto a compra foi feita para uma empresa.

    Ou se apanhares com a epson que no final de um ano se a impessora deixar de ligar, não dão garantia pois não é defeito de fabrico, é o mesmo que dizer, se usar e avariar a culpa é sua.
     
  9. Demiurgo

    Demiurgo Xerife de Nottingham

    Nothing,

    Não sei, já imprimi a legislação espanhola e logo a tarde no escritorio vou verificar isso.

    Não sei porquê mas cheira-me que vou ter de enviar uma cartita para o departamento legal da apple espanhola a pedir explicações...

    PT
     
  10. ajax

    ajax Banido

    Estou a ver que são precisos muitos e bons advogados em Espanha.
     
  11. Sox

    Sox Power Member

    Que chaxada! Ir a um notário? :lol: ... grande gargalhada que eu soltei por aqui ao ler isto!
     
  12. gajo nú

    gajo nú Power Member

    Não lhe chamaria uma estória de horror, mas lá que é ridícula lá isso é verdade.
     
  13. Demiurgo

    Demiurgo Xerife de Nottingham

    Já tive a ler com atenção a legislação espanhola, a qual (e retiro as minhas anteriores palavras) é bastante similar à portuguesa e parece transpôr correctamente a directiva.

    Tem piada ir às apple stores espanhola, inglesa e portuguesa e comparar os termos e condições (link no fundo da página de entrada da store) das três lojas.

    As duas primeiras são idênticas: a apple dá um ano de garantia (ponto 10.1), mas esta garantia não afecta os direitos legalmente devidos aos consumidores (ponto 10.3). Também era melhor que afectasse...

    A portuguesa dá uma garantia de dois anos e tem (do ponto de vista do jurista) uns termos e condições melhor redigidos.

    Os espanhóis limitaram-se a traduzir (e de uma forma não totalmente perceptivel) o texto inglês.

    Afinal de contas também consigo dizer bem da apple imc :-D.

    Por fim, vou ligar para a apple espanhola a pedir o contacto do departamento jurídico. Quero que me sustentem juridicamente o motivo pelo qual se recusam a reparar equipamentos no segundo ano de garantia.

    Isto, sem ir ainda à responsabilidade do produtor/fabricante (também prevista nas legislações espanhola e portuguesa) e que permite ao consumidor, em certos casos, saltar o vendedor e ir directamente accionar a garantia junto do produtor/fabricante.

    Adivinha-se uma troca de mails bem divertida.


    Gajo,

    Se algum dia estiveres no estrangeiro e te suceder o mesmo...vais ver que a estória passa rapidamente a ser de horror :-D.

    PT
     
  14. Demiurgo

    Demiurgo Xerife de Nottingham

    A estória transforma-se definitivamente em horror.

    Ontem estive outra vez às turras com a 2ª linha de suporte técnico da apple que me brindou com algumas pérolas:

    "Usted não é cliente apple porque comprou o portátil em Portugal." (Ipsis verbis, tirando a tradução, claro)

    "Este serviço (o apoio técnico e o contacto do departamento legal da apple) é apenas para clientes espanhóis."

    "Portugal é um mercado de segunda linha para a Apple."

    "Se quer o segundo ano de garantia, vá à loja FNAC onde comprou o computador."

    "Portugal e Espanha não partilham o mesmo rei."

    "Eu conheço perfeitamente a lei espanhola mas não vou discutir direito consigo."

    E quando lhe falei na responsabilidade do produtor, prevista na lei espanhola e também na portuguesa: "A si não se aplica a lei espanhola, pois não comprou cá o portátil."

    Nunca tinha tido uma conversa tão agressiva com um suporte técnico (confesso: também não fui a pessoa mais simpática à face da terra).

    Naturalmente vai seguir cartinha para o departamento jurídico da Apple situado algures em França.

    Mas penso que já percebi quais as motivações da Apple para ter esta leitura abjecta da lei de protecção dos consumidores espanhola:

    1 - Apple Care: Um seguro para 2º e 3º ano de vida do portátil que dá um lucro gordinho para a Apple (por ex., o custo para um MBP são 409 euros)

    2 - Diminuir naturalmente os custos com reparações E no caso português deixar a batata quente do custo da reparação durante o segundo ano nas costas do importador (Apple IMC).

    A segunda razão pode explicar a lentidão nos serviços de reparação da Apple IMC e, eventualmente, más reparações ou reparações de segunda qualidade quando comparadas com a qualidade das reparações aqui em Espanha.

    Aqui em Espanha, dentro da garantia de 1 ano, em qualquer loja Apple trocam a peça avariada em 2-3 dias desde que haja em stock no armazém situado na Holanda. E não discutem com o cliente. Se está avariado, troca-se e já está (lógica decorrente do facto do custo não fica na loja franchisada, mas sim na Apple que não cobra essas peças à loja).

    E antes de devolverem o bicho, torturam-no com uma bateria de testes.

    Parece-me ser um serviço que dá mais e maiores garantias do que o equivalente português.
     
  15. Hackaroxp

    Hackaroxp I quit My Job for Folding


    Existe algum equivalente Português?
     
    Última edição: 15 de Novembro de 2006
  16. Demiurgo

    Demiurgo Xerife de Nottingham

    Hackaro,

    Sim a Apple IMC é o "equivalente" português. Não é a mesma coisa, apenas desempenha as mesmas funções.

    PT
     
  17. timber

    timber Zwame Advisor

    Vai actualizando isso por favor

    Gosto bastante de seguir estas touradas

    Já agora e tu saberás isso melhor que eu penso que as garantias são simplesmente europeias. eles tem que arranjar um produto comprado de Lisboa a Varsóvia não?
     
  18. Demiurgo

    Demiurgo Xerife de Nottingham

    timber

    Aí é que está o busilis. Como a Apple internacional considera que só dá um ano de garantia "comercial" de cariz "mundial", se alguém compra uma máquina em países com garantia legal superior e tem um problema no período superior ao primeiro ano, eles recusam-se a repará-la num país em que só vigore a garantia de um ano.

    Vejamos exemplo prático: portátil comprado em Portugal, Irlanda ou Noruega (2, 3 e 5 anos de garantia legal) com uma avaria nesse período superior a um ano.

    Se estiveres em Espanha eles dizem-te simplesmente para ires ao país de origem resolver o problema, pois a Apple só dá um ano de garantia "comercial" e na sua (abjecta, deturpada e vergonhosa) leitura, a lei espanhola também só a obriga a dar um ano.

    Ora vejamos o exemplo prático inverso: portátil comprado em Espanha com um ano de garantia. Dentro do período de garantia estamos em Portugal com o portátil e ele tem uma avaria. Como em Portugal tecnicamente não há Apple, duvido que a Apple IMC fosse reparar o portátil EXCEPTO se a tal estiver obrigada pelo contrato de importador que tem com a primeira (o que desconheço se existe).

    Estou seriamente a pensar em meter uma acção de defesa do consumidor aqui em Espanha contra a Apple.

    PT
     
  19. timber

    timber Zwame Advisor

    Continuo a ter uma dúvida mesmo vendo isso à luz da leitura da Apple

    Se tu compraste em Portugal (ou na Polónia) segundo esse sistema deles terias 1 ano de garantia Apple e 1 ano de garantia Europeia.

    Ora a partir desse momento qualquer país UE não seria obrigado a honrar o segundo ano de garantia? Ou não no caso da Espanha devido à critividade legislativa que vens vindo a relatar?.
     
  20. Demiurgo

    Demiurgo Xerife de Nottingham

    timber,

    O problema é que o segundo ano não é de garantia europeia é uma garantia legal decorrente (no nosso caso) da legislação portuguesa.

    As directivas no geral - e esta em particular - não dão às pessoas direitos directamente. Implicam apenas ao Estado o dever de legislar nesse sentido. E mesmo que o Estado não legisle ou legisle mal, não podes invocar os direitos dados pela directiva contra outro particular.

    Até porque em primeira linha a garantia legal de 2 anos em Portugal é uma obrigação do vendedor.

    Quanto à tua segunda dúvida é para isso que existe na directiva, na legislação portuguesa e na espanhola uma coisa chamada responsabilidade do produtor (em termos técnicos, do fabricante) e é nessa tecla que eu tenho vindo a bater.

    Claro que a Apple assobia para o ar...

    PT
     

Partilhar esta Página