1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Gráfica nVidia Pascal (Mobile, TITAN X, GTX 1080(Ti), 1070, 1060, 1050 )

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por V3ctor, 25 de Março de 2014. (Respostas: 5818; Visualizações: 418745)

  1. V3ctor

    V3ctor Moderador
    Staff Member

    NVIDIA announces its tiny next-gen GPU, Pascal, with 3D Memory

     
  2. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Anuncio importante.

    - Pela foto, além de 3D Memory, terá on-package memory, junto do GPU, que terá ainda mais bandwidth que a memória principal. As duas coisas já se sabiam que iam ser usadas pela Intel (Na verdade, L4 já é usado no Haswell R).
    - NVLINK é interessante, não só pelo aumento da bandwidth como coerência a partir da segunda geração. Eu diria que devia ter coerência desde a primeira geração. O problema que vejo é a aceitação por parte da AMD e Intel do NVLINK. Não estou a ver integrarem no cpu este bus, por isso ainda não percebo como vai ser colocado no mercado. A não ser que o cpu seja um ARM da nVidia.
     
  3. Miguel_Pereira

    Miguel_Pereira Power Member

    Pois, o NVLink é que não percebo. Talvez venham a existir boards com compatibilidade especifica.

    E o tamanho reduzido... Não poderá vir a trazer problemas de cooling?
    Mesmo com os consumos reduzidos, não acredito que nos topo de gama venham a reduzir assim tanto.
     
  4. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Não faz sentido. Repara, vamos imaginar um chipset com NVLINK. Como é que depois o chipset se liga ao cpu? DMI, que actualmente não é mais que Pci-Ex. Logo, voltava-se a ter aí o bottleneck.
    O NVLINK para funcionar, especialmente com coerência, tem que ter suporte por parte do cpu. E é aí que não percebo este anúncio.
    Anunciar o NVLINK sem um cpu que o suporte, não faz sentido.

    Não vejo outra solução. Das duas uma:
    - AMD e Intel vão suportar NVLINK. Ficaria muito surpreendido.
    - A nVidia vai lançar um cpu para servidores. Se quiserem suportar NVLINK em Desktops, então um cpu também para desktops.

    Não ligues muito por enquanto aquele tamanho. Aquilo é uma board de desenvolvimento e aposto que para um Tesla. O Intel Phi já tem versões mais ou menos com aquele tamanho. Parecem uma placas MXM, com cooler passivo, em que as fans do servidor arrefecem o GPU.

    [​IMG]

    Do que foi mostrado do Pascal, penso que tem como target o mercado de servidores. O NVLINK deixa-me a pensar. Não vejo outra hipótese que não a nVidia lançar um cpu.
     
    Última edição: 25 de Março de 2014
  5. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Alguns detalhes via Anandtech:

    http://anandtech.com/show/7900/nvidia-updates-gpu-roadmap-unveils-pascal-architecture-for-2016

    Temos os Power a suportar NVLINK, mas parece-me muito pouco, mesmo para o mercado de servidores. Se querem mais, têm que anunciar um cpu da própria nVidia.
     
  6. V3ctor

    V3ctor Moderador
    Staff Member

  7. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Faz e são processadores muito bons, mas completamente fora do alcance do comum consumidor e mesmo da comum empresa. Também ainda tem fábricas.

    Faz os Power. O próximo é o Power8 e é uma beleza:
    http://www.theregister.co.uk/Print/2013/08/27/ibm_power8_server_chip/

    Como disse, são excelentes processadores, mas cada vez mais um nicho. Não acredito que a nVidia crie o NVLINK só a pensar nos Power.
     
  8. helderxl

    helderxl Power Member

    Muito bom . Gostei do titulo : " You won't find this in your phone" :D
     
  9. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Este em particular não, nem de perto, mas PPC é muito usado no mercado embedded. Por exemplo a Nintendo Wii ainda usa PPC. Controladoras Raid da LSI são PPC, entre muitos outros exemplos.
    Em telemoveis, não me recordo de nenhum exemplo onde tenha sido usado PPC.

    O ano passado foi criada uma aliança à volta de PPC. Estão a tentar ganhar maior relevância no mercado. No entanto não vejo a nVidia a apostar algo tão importante como o NVLINK só no mercado PPC.

    A Intel tem o QPI e não estou a ver a aliar-se à nVidia no NVLINK.

    A minha aposta vai que no mercado de servidores HPC a nVidia aposte o NVLINK com PPC e um cpu ARM próprio. Faz todo o sentido.
    No mercado consumidor, o NVLINK pode ser usado para agregar GPUs como é feito com o SLI, mas com um bus mais rápido. Falta saber se a nVidia tem coragem de lançar um cpu próprio no mercado consumidor que aproveite o NVLINK.
     
  10. V3ctor

    V3ctor Moderador
    Staff Member

    De certeza que a nVidia está a pensar no Project Denver. Estes ARM's servem apenas como pontes de ligação entre os gpus.

    Além de que já está a tentar implementar este bus, anos antes do GPU "Volta" que irá usar esse tipo de bus. Com a tech implementada anos antes (negociar com fabricantes de motherboards?) a chegada dos GPU's Volta será simples e com uma plataforma já estudada e com bugs "ironed out". Isto no mercado de consumidor.

    A Intel não deve permitir o NVLink nos seus cpu's, era basicamente dar o mercado dos servidores à nVidia, tendo os seus próprios CPU's "set aside", servindo apenas para calculos básicos.
     
  11. Nemesis11

    Nemesis11 Power Member

    Nos meus posts esqueci-me de dois pontos do lado da Intel.

    - Primeiro, segundo os rumores do Intel Knights Landing (Próxima versão do Xeon Phi) haverá uma versão bootable. Isto é, num sistema single socket não há inter connect entre o Gpu e Cpu, porque ele é o Cpu. Um conjunto grande de processadores X86 na mesma die com unidades vectoriais AVX-512.
    - Mas quando é preciso ligar multiplos Intel Knights Landing (Super computadores) há uma solução, que não é o QPI. A Intel em 2012 comprou a unidade de Inter connect da Cray, mais os seus 74 empregados. Os interconnects da Cray são coerentes ao contrário da primeira versão do NVLINK.

    Mas isto tudo da Intel é no mercado Servidores HPC. Faz sentido o NVLINK nesse mercado.

    Não estou totalmente convencido que o NVLINK venha para o mercado consumidor, ligando-se ao Cpu. Entre as gráficas (SLI) faz sentido.
    Com cpus da Intel, não vejo como possa funcionar. No fim, tem que haver sempre um link para o processador. E, ou há um bottleneck, ou um link da Intel que tenha a mesma capacidade e por agora, publicamente não há nada parecido por parte da Intel para o mercado consumidor.
    No mercado consumidor, NVLINK entre o cpu e gpu só faz sentido se a nVidia lançar um cpu próprio e é neste ponto que não sei se eles têm coragem para tal. Atenção, não falo de um ARM mobile. Algo que faça frente aos processadores desktop da Intel.
     
  12. MoDu

    MoDu Power Member

    O NVLink deixa-me com bastantes sensações de deja vu, é o AGP outra vez, ligação especial para gráficas, em vez do multi-usos e mais capaz pci-e. E para não variar da parte da NVIDIA, é uma solução proprietária...

    Tirando isso, a parte do GPU eficiente espremido parece-me bem.
     
  13. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    http://www.computerworld.com/s/arti...essor_but_delays_Volta_GPU_Parker_mobile_chip
     
  14. muddymind

    muddymind 1st Folding then Sex

    Informações renovadas no GTC2015

     
  15. Hellgardia

    Hellgardia Power Member

    http://wccftech.com/nvidia-pascal-features-mixed-precision-3d-memory-nvlink/
     
  16. dadav5

    dadav5 Power Member

    Sendo leigo nesta matéria o que vejo é que o CPU vai limitar e muito os GPU's no futuro, mesmo os processadores mais recentes e potentes.
    Se o DX12 não retirar do cpu a carga que o DX11 o obriga actualmente vamos estar cada vez mais limitados pelos processadores a não ser que a Intel/AMD saquem da cartola algo com mais capacidade para acompanhar os gpu's que cada vez são mais poderosos e eficientes, chega-se a um ponto em que provavelmente mais vale riscarem os CPU's da equação e passar todo o processamento para o GPU ou vários GPU's.
    Se analisarmos bem as coisas o que vemos é que o poder do GPU é desperdiçado, pois pelo que os gráficos acima demonstram o GPU está a milhas de distância em termos de transferência de dados, o pci-e, o cpu e mesmo as novas ddr4 parece que comunicam por código morse comparado com o GPU, mesmo as velocidades de transferência de dados do NV link não me parecem suficientes para retirar todo o potencial dos futuros GPU's.
     
  17. SideWalker

    SideWalker Colaborador
    Staff Member

    Nem por isso. Estes gpus vão servir para puxar frames decentes a resoluções muito elevadas, tipo 2560p, 4k. Para isso, até os cpus actuais servem.
    Agora, se queres usar isto para jogar a 500fps a 1080p, és capaz de não conseguir, sim. Mas tb não vejo a utilidade disso. ;p
     
  18. miguelbazil

    miguelbazil Moderador Ninja
    Staff Member

    A questão é perceber o que tem impacto onde. O CPU importa na simulação, e o GPU no cálculo visual. As simulações de base não vão crescer assim tanto de peso pelo aumento da resolução, portanto penso que o CPU não será dos maiores limitadores para subir na resolução. Já o cálculo visual sim, pois vais ter uma área maior para mostrar. E aí é como disse o SideWalker, estas melhorias nos GPU's acima de tudo são boas para manter boas opções com resoluções maiores. A parte do CPU só deve crescer mais quando o cálculo da física é feito nele, mas a simulação em si não deve crescer assim tanto (cresce um pouco, mas nada por aí).
     
  19. Dark Kaeser

    Dark Kaeser Power Member

    http://www.quantaqct.com/information/pressrelease/pressrelease?pressrelease_id=58

    Como é que é eles vão implementar o NVLink num x86?
     
  20. dadav5

    dadav5 Power Member

    Pois, como disse anteriormente sou um leigo neste assunto, mas pelo que percebi e por isso ter escrito o que escrevi, para que tudo aquilo que a nvidia anuncia funcione vão ter de mudar de forma dramática o funcionamento do resto do pc.
    Não podemos meter um motor V12 de um ferrari num fiat 500 sem mudar o resto do carro...
     

Partilhar esta Página