1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

NVIDIA Reports Record Revenue, 36 percent increase..

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por Zarolho, 10 de Agosto de 2007. (Respostas: 32; Visualizações: 1818)

  1. Zarolho

    Zarolho Power Member

    NVIDIA reports a 36 percent increase from last quarter


    NVIDIA today reports increased revenue for its second fiscal quarter of 2008. The company claims this is a quarter-over-quarter 36 percent increase for a record $935.3 million in revenue, up from $687.5 million. Net income for the second fiscal quarter was $172.7 million, computed by the generally accepted accounting principles, or GAAP. The company claims a non-GAAP net income of $198.1 million.

    "NVIDIA delivered an outstanding quarter, with record revenue, record gross margin, and record net income. These results reflect the growing importance of the GPU as well as great execution across the company," said Jen-Hsun Huang, president and CEO of NVIDIA.

    NVIDIA continues to maintain a market share lead, according to the latest Mercury Research numbers. The latest research shows NVIDIA claiming a 66 percent share of the standalone market and 65 percent of the total desktop standalone market. The company also holds a 64 percent share of the DirectX 9 and 75% of the DirectX 10 market, although AMD only recently launched DirectX 10 products last May and did not ship mainstream parts until the June-July timeframe. Additionally, the company claims a 68 percent market share in notebook markets.

    The company attributes its market share growth to the growing size of the GPU market, the Vista experience is better with a GPU, DirectX 10 applications taxing systems and the advent of Blu-ray and high definition video, according to Huang during the Q2 2008 earnings conference call.

    “Our mainstream DX10 GPUs entered the market a solid one-two quarters ahead,” Huang said. “The momentum is very strong. The market share data reflects that.”

    NVIDIA declined to comment on its next-generation graphics processor. However, the company remains committed to the usual launch rhythm, which usually has a high-end part in the fall and mainstream parts to follow in the spring.

    The fabs used by NVIDIA are at capacity, according to the company. “We would like more wafers, so there is a limitation there,” Huang said. However, the company does not plan on qualifying new foundry partners at this time.

    http://www.dailytech.com/NVIDIA+Reports+Record+Revenue/article8371.htm
     
  2. blastarr

    blastarr Power Member

    A este ritmo, por volta do Q4 vão ter lucros acima de um bilião de dólares.
    Se conseguiram subir 36% na tradicional época baixa que é sempre o Q2...
    Mais interessante foi a revelação de que contrataram 299 novos empregados no Q2, dos quais 200 foram para a área de pesquisa e desenvolvimento.
     
  3. ToTTenTranz

    ToTTenTranz Power Member

    "Revenue News" != "Hardware News" bleh

    É bom que cresçam agora. Vão precisar de muito dinheiro para se aguentarem quando chegarem os híbridos, onde não vão ter concorrência possível. Não pelo seu estado actual, pelo menos.
     
  4. blastarr

    blastarr Power Member

    Alguém anda desatento...:rolleyes:
    http://seekingalpha.com/article/44094


    Ou seja, grande parte do crescimento foi contra IGP's... da Intel. E apenas têm chipsets mobile para plataformas AMD -a versão Intel chega daqui a uns meses-.
    O que é que um chipset com IGP integrado tem contra um Hybrid SLI, por exemplo ? (que pode manter um IGP e uma GPU discrete no mesmo sistema) ? Nada.

    Nesse aspecto, qualquer coisa tipo "Fusion" é irrelevante. É apenas uma CPU no mesmo package da Northbridge e o principal beneficiado até pode ser o fabricante de GPU's, pois sobra mais espaço na motherboard de um laptop para slots MXM ou bus de memória da GPU mais largos -caso esteja soldada directamente na board-, por exemplo...
    O crescimento económico está nas GPU's discrete, pois é aí que a performance real aumenta de facto, não nos IGP's da Intel e da AMD.
     
  5. Scarecrow

    Scarecrow Power Member

    Mas isto é uma novidade de hardware porquê?

    Metam isto numa thread qualquer da nVidia.. é só uma notícia.
     
  6. blastarr

    blastarr Power Member

    Toma lá a tua novidade de hardware.
     
  7. timber

    timber Zwame Advisor

    Apesar do nome do sub-fórum não ser totalmente claro (mea culpa) deve dizer que o espírito do nome é mais "Hardware & Novidades" que "Novidades de Hardware".

    O nome é um reconhecimento do óbvio. A maioria das novidades que interessam ao enquadramento da techzone são de hardware.

    Os resultados da nVidia (da intel, da AMD,...) apesar de não serem uma novidade de hardware tem o seu interesse.
     
  8. Rudzer

    Rudzer Power Member

    Devo ser dos poucos que gosta de saber este tipo de noticias...

    Engraçado ver o quão limitado é o interesse de supostos "entusiastas" que passam aqui praticamente o dia todo...ironico até...mas adiante...
     
  9. Ansatsu

    Ansatsu Power Member


    vai pelo que te digo, os híbridos apenas vão existir para os Low End.

    Porque para os mid end e high end vai existir sempre os GPU's separados.


    É que em híbrido existe, muitas limitações, e a principal começa logo pela RAM.
     
  10. ToTTenTranz

    ToTTenTranz Power Member

    Errado. Fusion é CPU + GPU.

    E para 90% do mercado, Fusion = "Adeus GPU, adeus IGP". Só não vê isso quem não quer.
    A Intel vai pelo mesmo caminho, o que deixa a nVidia com o High End e os telemóveis. Mas isso já todos sabemos.




    Mas que falta de visão..
    Qualquer pessoa que acompanhe os avanços e caminhos sabe que o futuro está num único chip com múltiplos cores optimizado para todo o tipo de funções. A chave está na eficiência máxima dos transístores e gates dos CIs de modo a obter melhor performance/watt.
    Mas falamos daqui a 5 anos. Veremos onde é que está a nVidia nessa altura.


    Mas que futuro estamos a falar?
    Se é daqui a 1-3 anos, tens razão.
    Para 4-5 anos, se calhar já podes riscar daí o mid-end.
    E high-end é o quê? 3% do mercado de PCs? Nem a ATI nem a nVidia conseguiriam sobreviver sem as receitas do low e mid end para cobrir as despesas de R&D do High End.
     
    Última edição: 10 de Agosto de 2007
  11. blastarr

    blastarr Power Member

    Olha, se deixar com os telemóveis, aínda melhor. É um mercado muito maior do que o dos PC's...
    Ah, e Fusion = arquitectura x86 + IGP com arquitectura dedicada, tudo a "lutar" pela -já relativamente pouca- largura de banda de um controlador de memória dual-channel DDR2 ou DDR3.
    Ou seja, não vai mudar nada em relação ao que existe hoje.

    Falta de visão ?

    :lol:

    Quando é que vais ter buses de 384 e 512bit dedicados num desses cores ?
    E quando é que um mini-core para funções IGP vai ter a mesma performance de uma GPU dedicada com a mesma área de toda a CPU no mesmo processo de fabrico ?
    Estás a implicar que o desenvolvimento nas GPU's discrete vai ficar parado durante uns 10 anos até que as IGP's comecem a aproximar-se da sua performance ?
    Aínda hoje o Intel X3100 mal consegue chegar à performance de uma Geforce 3 Ti200.

    Give me a break...:rolleyes:
     
    Última edição: 10 de Agosto de 2007
  12. ToTTenTranz

    ToTTenTranz Power Member

    Eu também acho que sim..

    Não te confundas, não é "interesse limitado". É desinteresse total mesmo.
    Sim, gosto de saber dos avanços tecnológicos e não, não me interesso minimamente por economia. Tenho veia de engenheiro e não tenho veia de economista, so sue me. (estou no curso certo, ao menos isso)

    E o pior é quando estas notícias são postas aqui com o único propósito de promover as marcas de eleição de certos users, pois estes sabem que se a notícia fosse para o Geral ninguém lhes ligava nenhuma. Isso para mim é spam..
    Como nota, não acho que o Zarolho esteja incluído nesse "grupo". Quem o faz e porquê já nós sabemos..

    Anyway, eu acho que este tipo de notícias não devia vir para aqui. Pronto tenho direito à opinião e já a dei.
     
    Última edição: 10 de Agosto de 2007
  13. ToTTenTranz

    ToTTenTranz Power Member

    Não vai mudar nada? Isso não é falta de visão?
    A machadada na nVidia não ser o Fusion e correspondente da Intel. Isso é só o princípio, depois os sucessores com certeza não vão usar simplesmente DDR3 com bus de 2*64bit. Com a compra da ATI, o uso de um equivalente a um ringbus em CPUs da AMD é perfeitamente possível daqui a 2 ou 3 gerações.



    Para perceberes terias que ter a capacidade de te abstrair das arquitecturas usadas nos últimos 10 anos, e pensar só no que temos actualmente e vamos ter para o futuro..
    Eu já estive numa e outra palestras sobre computação em paralelo e na faculdade convivo frequentemente com pessoas que trabalham em desenvolvimento de circuitos integrados e o que eu disse não é uma ideia minha mas sim uma constatação universal para quem está ligado à indústria de microprocessadores.

    O desenvolvimento dos GPUs discrete não vai ficar parado. Vai evoluir e bem. Falta é saber para que direcção é que vai evoluir a longo prazo. E essa direcção é a fusão com o CPU.

    Mas se tu queres viver na ilusão de que os PCs daqui a 15 anos ainda vão ser constituidos por motherboards com sockets para CPUs e slots para placas gráficas, be my guest. Estás errado, mas és livre de pensares o que quiseres.
     
    Última edição: 10 de Agosto de 2007
  14. blastarr

    blastarr Power Member

    Aínda bem.
    Se este fórum existir daqui a 15 anos, aqui estarei para te dar a novidade.
    Entretanto, os slots PCI-Express já estão confirmados para a geração 3.0, algures entre 2009 e 2010...
    Tu tens a visão Apple, de que os utilizadores de PC's gostam de plataformas fechadas.
    Eles andam com visões de que isso é realidade há quase 25 anos, mas as vendas dos seus PC's desktop "encapotados", sempre a descer, são prova do contrário.
    Até foram obrigados a mudar de arquitectura de hardware por causa disso (a desculpa de que o PowerPC não é eficiente em termos energéticos foi claramente negada pelo POWER 6, pelo CELL e pelas CPU's da Wii e da Xbox 360, entre outros, -até a placa de rede KillerNIC tem um-).
    Na realidade eles mudaram porque o mercado x86 é muito mais vasto e dinâmico do que o mercado PPC, e o software 3rd Party também existe em mais quantidade/variedade.

    Plataformas fechadas e sem possibilidade de expansão/modificação after-market nunca resultam. Nunca.
     
    Última edição: 10 de Agosto de 2007
  15. ToTTenTranz

    ToTTenTranz Power Member

    É precisamente aqui que falha o teu raciocínio. Limitas-te ao que é anunciado para produção mas não fazes a mínima ideia do que está a ser estudado actualmente. Sabes o que se vai passar daqui a 2 anos, mas para o que acontece daqui a 5 estás completamente no escuro.



    Plataformas fechadas? De certeza que era para esta thread que querias dizer isso?
     
  16. timber

    timber Zwame Advisor

    O que o ToTTenTranz está a falar não é uma plataforma fechada, é simplesmente uma plataforma diferente.
     
  17. blastarr

    blastarr Power Member

    Então ilumina-me com fontes credíveis acerca dos próximos 10 a 15 anos -e não fontes vindas de slides do marketing (cujo track-record está à vista -segundo empréstimo de USD 1.5B+ em menos de 6 meses-...) de "you-know-who"...
     
    Última edição: 10 de Agosto de 2007
  18. Rudzer

    Rudzer Power Member

    Tou a ver que continua tudo na mesma por aqui...

    Daqui por uns anos olha para trás e ve o quão ridículo e picuinhas estás a ser :)
     
  19. Zarolho

    Zarolho Power Member

    Eu creio que tu nem ninguém deve pensar dessa forma, pelo menos acho um pouco limitado o facto de uma pessoa recusar-se a estudar e analisar outras áreas de interesse somente porque não são áreas do seu dominio. Isso na minha opinião torna-se ainda mais critico quando está em questão áreas fundamentais como a economia, financeira e gestão.

    São áreas criticas e fundamentais a qualquer mercado e industria. Nomeadamente temos sempre oportunidade de atravês dos numeros das projecções e resultados das empresas, sentirmos e conhecer o "pulso" sobre o estado actual e as perspectivas futuras de qualquer industria e sobretudo da industria de Hardware que é de ambito deste fórum.

    Os resultados financeiros, os investimentos financeiros, as politicas e opções estratégicas (não tecnicas) das empresas que são emitidos e publicados pelas empresas ou pelos média desta industria, são na minha opinião muito importantes e excelentes indicadores sobre o caminho que está a ser trilhado pelas empresas e o que nos espera no futuro.

    Na minha opinião quem "ama", sente e respira hardware e sobre tudo tecnologia não pode ficar indiferente a este tipo de informação, eu pelo menos sigo sempre com particular interesse e é com muita curiosidade e gosto que "consumo" estes dados.

    Relativamente á questão que estás a discutir com o Blastar, devo dizer que em grande parte concordo e comungo da mesma analise que tu fazes em relação ao mercado de GPUs e sobre qual será o papel da nVidia a médio-prazo no mercado.

    Mas só lamento uma coisa em ti particularmente e aproveito agora para dize-lo... Noto que és uma pessoa atenta e curiosa relativamente ás áreas tecnologicas e que faz uso da palavra com argumentos fundamentados... Mas, é pena na minha honesta opinião a forma, agressiva e um pouco "ácida" como por vezes escreves quando entras em "colisão" com alguém ou no que diz respeito a uma matéria que esteja em discussão da qual estejas em desacordo.

    Assim torna-se dificil dar-te a devida atenção sobre os teus pontos de vista por mais correctos e interessantes que eles sejam.

    Cumps
     
    Última edição: 10 de Agosto de 2007
  20. ToTTenTranz

    ToTTenTranz Power Member

    Opah.. são raciocínios diferentes. Claro que não desvalorizo completamente a importância do estado económico das empresas mas acho que era bastante mais saudável separar o trigo do joio, para não se usarem notícias de umas para fazer publicidade em detrimento de outras, que é muitas vezes o caso.


    Nunca sou agressivo com alguém que não tenha sido agressivo comigo primeiro, ou que saiba à partida que vai ser agressivo comigo à primeira oportunidade (ou seja, com historial de confrontos).
    Infelizmente é a minha maneira de lutar fogo com fogo. Só posso lamentar o meu comportamento e tentar corrigir o mesmo no futuro.
     

Partilhar esta Página