1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

O que é (preciso para se ser) um Web Developer?

Discussão em 'Web Development' iniciada por Kayvlim, 1 de Novembro de 2007. (Respostas: 14; Visualizações: 5145)

  1. Kayvlim

    Kayvlim Undefined Moderator
    Staff Member

    Boas!

    Esta já é uma dúvida que tenho há muito tempo.

    Sem rodeios,
    O que é um Web Developer? É diferente de Web Designer? E o que é que tem de saber? O que é que é preciso ter para se ser reconhecido como tal? Curso (que qualquer um pode tirar)? Para além de desenhar o "esqueleto" dum site, também tem de fazer a parte gráfica?

    Comecei a mexer em HTML há já bastante tempo, pelo que me sinto à vontade, e em JavaScript também, há anos (se bem que me lembro de pouco, como me pus a mexer em AJAX recentemente, "reaprendi"). Passei recentemente para PHP e MySQL, e sinceramente acho que já domino razoavelmente bem.
    O máximo que fiz foram sites com mais programação por trás do que propriamente design, ou seja, "funcionalidades em detrimento do aspecto visual"; e, de tempos a tempos, faço pequenas modificações num fórum (SMF) para acrescentar/modificar funcionalidades.
    Acima de tudo, quando tenho problemas, regra geral, já sou suficientemente autónomo para me desenrascar sozinho.

    Quem faz sites também tem de fazer o aspecto? Ou isso fica encarregue de outros?
    O que é que é preciso saber-se no mínimo para se poder ser reconhecido como um web designer? Para além de ter um bom portefólio, que é algo que me falta :x

    Um curso dá jeito, obviamente. Mas é obrigatório? Esta também é uma área do "Ou tens curso ou não vales nada"?

    Tenho pensado em trabalhar mais a sério nesta área, mas não se bem por onde devo seguir agora.

    Ideias? Conselhos?
    Avisos? :P

    Obrigado ;)
    angelofwisdom
     
  2. anjo2

    anjo2 Power Member

    Web-Developer, alem de fazer o desenho do site, faz também o código do mesmo, ou pode até ser só mesmo código.

    Não precisas de um curso, precisas sim de um portfolio.
     
  3. Demio

    Demio Power Member

    Olá,

    Já há dois anos que trabalho nesta indústria deixa-me dizer-te desde já que estás no bom caminho.
    Para conseguires singrar aqui tens ou de ser muito bom programador ou muito bom designer (saber um pouco dos dois é um bom começo), mas tens de te especializar a não ser que estejas a planear fazer biscates para sempre (site ali prá loja da esquina, etc). Ou especializas-te em design ou programação, escolhe o que gostares mais e aquilo com que tens mais jeito.

    Foi o que fiz, e agora estou a trabalhar como programador para uma empresa americana com grande volume de negócios, e só consegui chegar aqui porque já trabalho com PHP há quatro anos (dois dos quais profissionalmente).

    Áh, e não tenho nenhum curso ou certificado (estou a tirar Eng. Informática no IST), mas sim um currículo considerável devido aos meus últimos anos a fazer "biscates" (só este ano é que consegui dois grandes contratos :)).

    Para começar aconselho-te a procurares biscates no Rent a Coder ou no Script Lance. Depois de teres mais experiência, envia o teu currículo a empresas que estejam à procura de developers, pode ser que tenhas sorte (sim, devo admitir que tive alguma sorte a encontrar estes dois últimos contratos, mas sem sorte também não se vai a lado nenhum ;)).

    Espero ter-te elucidado um pouco :)
     
    Última edição: 1 de Novembro de 2007
  4. HecKel

    HecKel The WORM

    Pegando um pouco no que o Demio disse, podes perfeitamente ser WebDeveloper sem perceberes de WebDesign ou seres WebDesigner sem perceberes de Programação.

    Claro que precisas de ter umas noções, um WebDesigner não vai fazer um site todo abstracto e depois o WebDeveloper que se amanhe.

    Quanto a recomendações não te posso dar, a minha experiência neste momento resume-se a trabalhos para mim e umas rectificações em fórums SMF (actualmente só um).

    Tive 2 estágios na Somague TI onde estive essencialmente a programar em ASP, mas o primeiro estágio foi fornecido pela minha escola secundária e o segundo foi auto-proposto, limitei-me a esforçar-me no secundário para o merecer, não fiz mais por isso. Portanto também não é uma opinião muito válida, mas serve de referência caso queiras sondar alguns professores.
     
  5. mascker

    mascker Power Member

    Boas,

    Programo em full-time à cerca de 3 anos, e não percebo nada de design e sinceramente nem tenho de perceber. É para isso que existem os webdesigners.

    É claro que se tiver que fazer um design, faço, mas sei que não é do melhor que há, e os que faço é para colegas, nunca apenas o design, mas o design mais a programação.

    Não tirei nenhum curso, aprendi com a experiência e lendo MUITOS manuais.

    Um curso não é obrigatório, mas também depende onde o tiras...

    Num artigo escrito na Fortune diziam que o futuro só terá espaço para os especialistas.

    Tens que estudar muito, errar e voltar a refazer tudo, errar novamente e fazer até ficar bem.

    Para te evidenciares nesta área tens que estar um passo à frente dos outros e tentares perceber quais serão as tecnologias em destaque no futuro e dar pelo menos uma vista de olhos. Não subestimes as novas linguagens.

    O melhor exemplo disso é o Ruby on Rails.

    Eu prefiro o PHP, mas li sobre Ruby, instalei e fiz umas coisas. Depois saí. Eu que programo PHP não me convenceu, mas para novos developers deve ser considerada....

    Eu lembro-me que o e-107 já em 2001 fazia uso do AJAX. Antes da maioria dos outros fazerem ideia do que isso era...


    O mercado está a ficar "cheio" de "programadores seniores" que sabem instalar um joomla.

    Especializa-te, não digas que consegues fazer um trabalho se sabes que não consegues, e sobretudo não falhes num produto que queiras vender.

    Hoje se falhas e alguém mete isso na net, está tudo lixado.

    Vê o exemplpo do que aconteceu a uma ou outra empresa de hosting aqui no fórum.


    Depois de alguns anos de programação e sendo um programador intermediário-avançado não será muito difícil arranjar trabalho...


    Saudações
     
  6. Kayvlim

    Kayvlim Undefined Moderator
    Staff Member

    Boas!
    A minha pergunta tinha um pouco a ver com isso. É que eu gosto é de programar. Não tenho propriamente jeito para o design.
    O que tinha em mente era uma pessoa fazer o tal "esqueleto", outra pessoa fazer o design, e a primeira limitava-se a programar as funcionaliades do site E a aplicar o que a segunda fez.

    Aí está uma "pequena" diferença: eu até posso precisar o dia em que comecei PHP - 2 de Junho. Faz amanhã [actualização: ainda não acabei de escrever o post, e agora é "hoje" :x ] 5 meses que comecei a aprender PHP, e muito menos tempo em MySQL. Apenas acho que consigo ser um bom programador, porque não só me consigo desenrascar sozinho, normalmente, como, a nível de segurança (sou um pouco obcecado :x ), até cheguei a perceber que era possível "adulterar" um query a uma BD baseada em SQL através dos métodos que havia aprendido então. E só mais tarde é que soube que esta "prática" era denominada de SQL Injection e era muito utilizada. Acabo, no fundo, por fazer uma programação muito orientada à segurança, que muitos acham inútil :x

    Acho que era isso que precisava de "ouvir" agora :x

    Sorte ... gostava de saber o que isso é -_-'

    Nunca percebi bem como trabalha o Rent a Coder, e nunca tinha ouvido falar do Script Lance. Acho que vou dar (outra) vista de olhos, desta vez com olhos de VER.

    Muito :) obrigado!

    Olha eu ali, no primeiro caso :P

    Naturalmente :)

    Precisamente como eu ;)

    Sondar alguns professores? Como assim?

    Yay :P

    O meu medo era precisamente ter de ser eu a fazer o design. Sim, claro que sei fazer "isto" ou "aquilo", mas nunca sai grande coisa. Quanto muito, acaba por ser um desenrasque até alguém fazer melhor.

    ... que é como eu estou a aprender. Experimentar tudo e mais alguma coisa, mas sempre com recurso a manuais. São poucos, mas bons :P

    Isso é quase um lema de vida para mim. Como nunca tive um raio de uma aula relacionada com computadores para além de TIC, é sempre por tentativa, erro e retry que tenho aprendido. E nem me saí tão mal quanto isso :x

    Preciso de as conhecer :/ ando a ver se aprendo algumas linguagens, mas ainda "só" sei VB, Perl e PHP, e fraquíssimo C/C++ e Pascal. Isto não é futuro... é quase passado.

    Já ouvi falar, mas nunca vi nem sei bem o que é.

    Obrigado a todos pelas respostas :) sinto-me bastante mais capaz agora. Acho que o que me falta é oportunidade e sorte :x
    Quanto a portfólio, talvez comece agora a pensar nisso...
     
  7. HecKel

    HecKel The WORM

    O estágio que tive na Somague TI de facto foi fornecido pela escola secundária, mas os estágios não caiem do céu aos trambolhões..., e muito menos estágios de 100contos/mês (na altura ainda era o escudo) para um estagiário que acabou de concluir o 12º ano.

    O meu chefe deu aulas na minha escola, e uma das minhas profs deu aulas na mesma altura que ele. Assim se estabelecem contactos.

    Claro que o estágio que eu tive foi facultado pela escola, não escolhi nada, apenas as notas de cada aluno decidiam o tipo e local de estágio. Mas os professores são uma boa fonte de conhecimentos, e se eles conhecerem a tua forma de trabalhar não vão ter problemas nenhuns em te propor como aluno estagiário.

    Pode parecer pouco..., mas é excelente para o curriculum.

    Salvo erro estás no curso Geral, certo? Aí é capaz de se tornar mais complicado visto que não deves ter muitos professores da área de Informática, se é que tens..., mas nada como perguntar ;)
     
  8. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Tens 18 anos, right? o que é que __hoje__ pensas que irias gostar de estar a fazer daqui a 10 anos?
     
  9. exit

    exit Power Member

    Perguntaram por ai se ter um curso ajuda... Posso falar por experiência própria, toda a gente sabe que num curso nesta área não aprendes nada, ou és auto didacta ou não te vale de nada! Ninguém que te ensina programação ou a mexer em determinado software se tu não estiveres interessado em aprender e se estas interessado em aprender nada como ir para casa ler tutoriais e praticar... e como já disseram, depois é fazer freelance e construir um portefólio! Simples...
     
  10. Kayvlim

    Kayvlim Undefined Moderator
    Staff Member

    Pois, estou no de Ciências e Tecnologias. Não tenho absolutamente nenhuma disciplina relacionada com Informática. Talvez consiga falar com o meu stor de TIC do 10º, mas da última vez que falei com ele (porque queria participar num projecto que acho que era o "Webmaster" da Microsoft), ele recusou logo ser o meu professor "supervisor". Acabei por não participar...

    Mas talvez comece a ver se algum dos meus prof's actuais tem conhecimentos. É algo a considerar...

    Obrigado pela ideia :)

    Hoje penso o mesmo que penso há cerca de 10 anos (sensivelmente, quando já [pensava que] tinha ideia do que era programar). Que quero programar para o resto da vida, já que é o que sei fazer de melhor, e é o que mais gosto de fazer.
    Talvez aos 28 anos eu também queira programar. Talvez não, mas acabará por ser algo por aí. Acho que o meu destino já está traçado :P

    Se for como acabaste de dizer, então concordo mesmo com o Demio quando ele diz que estou a ir pelo bom caminho :D
     
  11. slack_guy

    slack_guy Power Member

    O que é que é quase passado? Pascal?
    Se sabes Perl, vê se isto te interessa.
     
  12. Kayvlim

    Kayvlim Undefined Moderator
    Staff Member

    Principalmente VB (com VB, refiro-me ao que terminou no 6). Pascal, apesar de tudo, também vejo um pouco como passado. PHP é presente, mas será passado no futuro (que frase mais estúpida :x ). Acho que o C/C++ será intemporal :P

    Isso até me interessaria, mas acho que daí, só sei mesmo Perl, e quase nada de Apache. Prefiro não me meter muito em algo que não percebo, mas obrigado pelo link :)
     
  13. ShadeX

    ShadeX Power Member

    A linguagem é largamente irrelevante a menos que estejas a fazer de uma chave de fendas um martelo. Contasse pelos dedos as linguagems "especificas", o resto é general purpose.

    Agora, uma coisa é certinha, uma linguagem x pode ter uma funcionalidade y que te safa 100hrs de trabalho só por si. Ou o contrário, não ter uma funcionalidade y que te gasta 100hrs de trabalho a implementar.

    Por norma tens de ser pragmático e pensar "vou usar x porque y". Isso implica que conheças a linguagem que vais usar para poderes assentar a decisão em aspectos prático.

    Em caso de duvida usa a que tiver melhor relação performance/simplicidade.

    A unica ocasião em que uma linguagem se revela potencialmente problemática é quando não te deixa fazer algo de modo nenhum. Se tens uma linguagem que não faz x mas te providencia mecanismos para poderes fazer tu mesmo x, não tens problemas. Se não tem e não te deixa, tens problemas.
     
  14. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Isso é verdade em geral. No particular, cada empresa adopta um conjunto limitado de linguagens para desenvolvimento, de acordo com critérios que agora não vêm ao caso. Nos casos que eu conheço, mesmo em empresas multinacionais, existem uma ou duas linguagens principais aplicadas no desenvolvimento das aplicações. Usam outras como acessórias, dependendo das necessidades.
    Dito isto, sou da opinião que mais vale saber-se uma ou duas linguagens na 'ponta dos dedos', e ir mantendo-se actualizado com as restantes, do que saber um pouco de 10 linguagens sem se dominar uma a, pelo menos, 80%.
     
  15. ShadeX

    ShadeX Power Member

    True, true... Mas não invalida ocasionalmente perderes umas horas a olhar para uma linguagem qqr "esotérica" nem que seja para abrir horizontes. Eu por exemplo nunca usei Euphoria para nada de interressante, no entanto olhei com muito bons olhos para a maneira como eles usam "dados" e para a perspectiva quase totalmente typeless da linguagem.
     

Partilhar esta Página