1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. Consulta o Portal de Jogos da ZWAME. Notícias, Artwork, Vídeos, Análises e muito mais.

    Remover anúncio

Partilha O último jogo

Discussão em 'Jogos - Discussão Geral' iniciada por hashshashin, 2 de Agosto de 2010. (Respostas: 2871; Visualizações: 287598)

  1. DannyLumix

    DannyLumix Power Member

    Bem terminei agora mesmo a main story do Red Dead Redemption 2 e que jornada! A história é espectacular e consegue manter-nos agarrados, sempre com curiosidade para ver como a história desenvolve.

    A nível gráfico fico impressionado como corre tão bem e com gráficos tão bons numa PS4 Slim, pequenos pormenores como as pegadas no piso molhado, o rasto das rodas das carruagens na lama, o sujo nas armas, etc.

    Mapa gigantesco com tudo o que de bom e mau isso traz. Diria que dos poucos defeitos que encontrei no jogo foram as viagens a cavalo que a dada altura já se tornam um bocado entediantes embora o mapa com um ambiente tão variado, mais os random events, atenuem um pouco isso.

    De resto é um jogo do Rockstar, acabando a história principal ainda sobram montes de minigames western, fora as caçadas, pesca, etc.

    Posto isto, recomendo a quem está na dúvida, joguem esta Masterpiece, sem dúvida do melhor que joguei este ano.
     
  2. Miguel_Domingos

    Miguel_Domingos Power Member

    PS3:

    GOD OF WAR: ASCENSION


    Para finalizar a saga antiga deste magnífico franchise, lá tive eu de passar o Ascension, apesar de muito mal me terem falado sobre ele… E com razão! Não deixa saudades, pois até os Ghost of Sparta e Chains of Olympus foram bem melhores e mais interessantes.


    PONTOS POSITIVOS:

    - Cenários bem construídos e detalhados;
    - A banda sonora com a qualidade a que já estamos habituados;
    - Adição do sistema de um mini-jogo nos finishings, no qual temos de ir dando golpes no inimigo e desviando dos ataques dele, antes do golpe final, como se fosse um combate de boxe.

    PONTOS NEGATIVOS:

    - A jogabilidade no aspecto defensivo está muito mal, pois o sistema de defesa com o L1 é praticamente inútil, ao contrários dos jogos anteriores, o que nos leva a abusar do "agarrar e arremessar" com o R1;
    - História completamente desinteressante e contada aos saltos entre o passado e o presente, o que ainda dificulta mais a sua compreensão. Que filler medíocre! Pelo making-of dá claramente a sensação que o esforço da Santa Monica Studios foi todo para o novo modo multiplayer e o single player foi a despachar;
    - Falta da tradicional cena da sexo para ganhar red orbs. :P


    SAI DO TEMPLO COM: 6/10
     
  3. Sakonji

    Sakonji Power Member

    Já os passei há uns meses, mas aqui vai:
    One Piece Unlimited Cruise 2 (Wii) - 7.5 ou 8/10
    Sem guias é um péssimo jogo. Demasiado grinding é requerido para progredir entre zonas e algumas vezes nem sabemos ao certo os itens necessários para tal. Por outro lado, o gameplay é bem divertido, há umas vasta gama de ataques e habilidades para desbloquear, o humor é decente e os bosses porreiros. Gosto muito da possibilidade do VS mode para 1 e 2 jogadores (algo nada normal em jogos de ação/aventura como este).
    Como não sou fã de musou games, é o melhor One Piece que já joguei (não sendo o maior fã da série, sempre gosto das personagens e é uma pena não a saberem aproveitar).

    Digimon Adventure (Psp, traduzido a 100% por fãs) - 8/10
    Para fãs da série é fenomenal, sendo uma boa recriação da mesma. No entanto, o gameplay é muito repetitivo e não vai oferecendo novidades e a parte final (pós história da série e filme) é uma desilusão, visto que não aproveitam os outros protagonistas das várias séries de uma forma minimamente satisfatória.

    O Yakuza Kiwami ainda queria fazer mais algumas side-quests e etc, mas em princípio será mais um 8/10.
    Boa história (final bem chocante), mas de resto não é nada de novo.
    Gostei bem mais do Yakuza 0, mas era algo que já esperava.


    Também fui matar saudades do Tekken Tag 2 (da ps3) com uns amigos e online (pena os poucos jogadores) e fiquei mesmo satisfeito com jogo.
    Creio que é o Tekken que mais prazer dá a jogar (e eu joguei todos tirando o da PS4).
    Um sólido 8.5. :D
     
    Última edição: 21 de Setembro de 2019
  4. Jack-O-Lantern

    Jack-O-Lantern Colaborador
    Staff Member

    [​IMG]

    Gears 5 (Xbox One X) - 9/10 (campanha single player)

    Tendo terminado a campanha single player, deixo aqui uma breve análise deste surpreendente título. Este é um verdadeiro showcase gráfico da Xbox, com uma mistura de ação e aventura, numa elevada produção, com um resultado muito positivo. No aspeto gráfico, Gears 5 tem muita qualidade e todos os cenários estão muito bem detalhados e que apetecem explorar. Em termos da implementação HDR, está impecável. Por outro lado, a parte sonora, está muito envolvente e imersiva, com os efeitos tridimensionais muito bem implementados.
    A jogabilidade é muito fluída e dinamica, com alguma variedade de inimigos e muitas armas para escolher. O ritmo do jogo é bastante fast paced nos encontros com os inimigos, mas agora com a inovação da introdução de espaços semi open world, onde podemos explorar outras áreas com um skiff (eu gostei imenso de navegar com o skiff) e fugir do ritmo linear habitual. A história está interessante e o voice acting está impecável também.
    Em suma, para mim, este é um verdadeiro jogo-pipoca de grande produção à Hollywood, com um custo irrisório quando jogado pelo Gamepass, e uma referencia a ter em conta na biblioteca dos melhores jogos console exclusive da Xbox.
     
  5. David.S

    David.S Power Member

  6. LionHeart.

    LionHeart. Power Member

    Gears of War 4 - PC/Windows 10 - 8.8/10

    Gráficos bonitos, jogabilidade frenética e uma dificuldade insana no modo mais difícil. Tal como gosto.

    Muito bom jogo, entrei com o pé direito nesta saga!

    Entretanto já me pus a par da história dos anteriores para de pois poder seguir em frente com o Gears 5!
     
  7. Leao379

    Leao379 Power Member

    Final Fantasy XV: 8/10
     
  8. FNvS

    FNvS Power Member

    Control (PS4pro) - 8.5/10
     
  9. Jack-O-Lantern

    Jack-O-Lantern Colaborador
    Staff Member

    [​IMG]

    Sea of Solitude (PC) - 6.5/10

    Sea of Solitude é um jogo intimista e envolvente que conta a história de Kay, uma jovem transformada em monstro que procura enfrentar os seus pesadelos, medos, inseguranças e antigos "fantasmas" num percurso onde esta se procura libertar e encontrar a resposta para os motivos que a levam a tal isolamento. Essencialmente, Sea of Solitude acaba por ser um jogo relativamente linear, onde apesar de poder existir alguma exploração nos cenários, cujo grafismo é bastante apelativo, as recompensas não são assim tão interessantes, pelo que, a meio do jogo, procurei centrar-me mais no seguimento dos objetivos da história.
    O jogo tem pontos interessantes, seja pela arte do mesmo, seja pela tentativa de contar uma história acerca de sentimentos de um modo que cative. Contudo, alguns aspetos penalizam o interesse que tive nele. Em primeiro lugar o voice acting de Kay é bastante mau. Não gostei nada, o que leva logo a um "afastamento" da personagem. Depois, o tema do jogo, no mundo indie já começa a estar muito batido. É notório que o jogo marcou o seu autor: divórcio dos pais, insegurança da juventude, violência no namoro, depressão e instabilidade emocional, o enfrentar dos monstros exteriores e interiores, mas ao longo do jogo, estava sempre com a sensação de que, a novidade era pouca. Já vi e joguei tudo isto e o interesse assim fica diminuído, sobretudo pela previsibilidade dos temas. O jogo não é "mau", mas torna-se desinteressante.
    Em suma, jogo não muito recomendado e que vale enquanto catarse do autor do jogo, para os monstros que este enfrentou ao longo da sua infância e adolescência.
     
  10. Medievil

    Medievil Power Member

    PS4 Pro - God of War (2018): 9/10

    É a obra-prima que todos ouviram falar e é claramente merecedor de todos os elogios que recebeu. Porém, confesso que esperava uma maior variedade de bosses. O desfecho também soube a pouco.

    O 2º continuará a ser o meu preferido, mas que venha a sequela que bem promete!
     
  11. Blatzvid

    Blatzvid Power Member

    Uncharted 4: 9,5/10

    Finalmente arranjei tempo para este jogo e que jogaço, fiz a campanha entre ontem e hoje e fiquei agarrado a cada momento. Passa para o nº2 do meu gosto pessoal no que toca á quadrilogia, apenas atrás do 1º
    Trata-se de um jogo com mais cutscenes que os anteriores, mas que ajuda a dar aquele toque realístico e cinematográfico.
    O final foi espetacular, apesar de ficar sempre com a nostalgia de ser o fim. Agora segue-se o Legado Perdido.
     
  12. Leao379

    Leao379 Power Member

    Ps4 pro: Resident Evil 7: 8/10

    A perspetiva em primeira pessoa foi uma boa novidade, e a história está interessante. Embora seja "assustador" no início, essa sensação vai-se dissipando com o desenrolar do jogo.
     
  13. Snake Link

    Snake Link Power Member

    [​IMG]
    Borderlands 3
    8/10
    Para quem conhece o mundo de Borderlands já sabe que é um jogo cheio de coisas estúpidas mas ao mesmo tempo com imensa diversão pela frente.
    Gostei imenso do jogo, fui jogando com amigos em co op o que fez com que o jogo fosse ainda mais divertido.
    O jogo tal como os outros tem boas missões e missões mesmo parvas, mas o jogo é mesmo assim. Depois de ter terminado este digo que não é o melhor, diverti-me mais a jogar o Borderlands 2.

    O jogo está cheio de relíquias, relíquias estas que são imensos easter eggs sobre imensa coisa, desde séries, videojogos, filmes, cultura pop... Até armas sobre uma série de sucesso entra neste jogo.

    A campanha ainda é bem grande, acabei o jogo com 40h mas fui fazendo também imensas side quests. Uma das coisas que não gostei no jogo foi o facto de ter imensas áreas separadas. Ou seja, temos de andar sempre de área para área, de planeta em planeta, para mim isso fartou-me um bocadinho.
    Para juntar a isso haviam mapas em que ficava deslumbrado com os cenários e outros que achava meh.

    Infelizmente o jogo está com imensos problemas, eu ao início tive mesmo grandes problemas com o jogo e até tive de formatar a consola porque o jogo mesmo antes de depois de formatar deu-me um erro que nunca tinha visto num jogo. Na PS4 dizia para desinstalar o jogo e remover o CD, aconteceu duas vezes durante o jogo. Cheguei a perder o save e tudo. Até que de um momento para o outro, e sem ter saído nenhum patch o jogo já dava.
    Também existem imensos problemas de queda de frames, que são péssimos, imenso lag nos menus do jogo e certos mapas ao jogar com amigos sentia-mos imenso lag ao jogar, sendo quase impossível de se jogar direito.

    Tirando estes problemas gostei do jogo e recomendo a quem goste de um bom jogo de co op e que se queira divertir imenso.
     
  14. ZarakiDS

    ZarakiDS Power Member

    Óbvio. Quanto mais habituado ao ambiente ficas menos assustador se torna.

    Pergunta sincera, dá-me exemplos de jogos ou filmes de terror, ou que pretenda criar desconforto ao jogador, que seja "assustador" do inicio ao fim?

    Eu sempre senti que no inicio pode haver desconforto, mas depois ficas "anestesiado". Acho que não há como criar essa sensação 100% do tempo.
     
  15. Vic

    Vic Power Member

    A questão dos jogos de terror não conseguirem ser "assustadores" até ao fim era uma questão que eu próprio já me tinha colocado a mim mesmo.

    Provavelmente terá mesmo a ver com essa questão da adaptação ao ambiente o que a longo prazo faz causar menos desconforto.

    Acabei o The Evil Within há cerca de uma semana e se no inicio ás vezes dava vontade de desligar a consola por não querer avançar mais para não levar com outras surpresas, mais para o fim já estava era focado na vertente de acção do jogo e não tanto na parte do terror.

    Talvez o jogo que me tenha levado praticamente até ao fim a sentir-me desconfortável foi mesmo o Outlast. E ainda assim os verdadeiros "sustos" são também no inicio.
     
  16. Leao379

    Leao379 Power Member

    Por exemplo o Outlast. Neste caso chega a uma altura em que estás tão bem armado e não estás com um grande receio de nada. Mas nada disso faz com que seja um mau jogo.
     
  17. RuiBK

    RuiBK Power Member

    Alien Isolation.
     
  18. SVM

    SVM Power Member

    Eu consigo-te dar um jogo:

    Alien Isolation.

    Talvez por sempre ter sido fã dos filmes e da temática, foi o jogo mais aterrorizador que joguei até aos dias de hoje.

    Numa noite em que estive a jogar até bastante tarde, cheguei a pensar que podia estar para ter um ataque de coração, porque fiquei com palpitações durante horas e nunca na vida tal me tinha acontecido.

    A tensão de um gajo querer "picar o save" com o bicho sempre à espreita foi a maior que alguma vez senti num videojogo.

    Quando o acabei andei semanas a pensar no assunto e confesso que apesar da minha idade, em algumas noites senti medo de estar sozinho em casa! :winknu:

    Resident Evils e afins, desde o primeiro e segundo que joguei criança que não metem qualquer "susto" :wink:
     
    Última edição: 11 de Outubro de 2019
  19. _GM_

    _GM_ Power Member

    Também digo Alien Isolation. É o único jogo de terror que me deixou constantemente assustado. Lembro-me da primeira vez que o jogo colocou o Alien à solta para matar. Eu literalmente gastei mais de 30min a esconder em algum armário, até o Alien voltar para as condutas de ar, depois saia do armário, e após dar uns 10 passos, lá ele volta a aparecer e eu voltava a esconder no mesmo armário.

    Tive que ganhar coragem para depois jogar. Cada vez que o sacana me matava, desviava o olhar do ecrã. Só mesmo ouvindo os passos dele a correr em minha direcção já sabia que estava morto, nem me dava ao trabalho de fugir. Ah, e nunca joguei o jogo às escuras. Quando sair o jogo na Switch ei de comprar e jogar às escuras. Só para ver até quando é que me vou aguentar tem ter de mudar calças :biglaugh::biglaugh::biglaugh:
     
  20. ManSCP

    ManSCP Power Member

    O Alien Isolation perde um bocado esse factor susto quando já se tem a "arma", mas de qualquer maneira dá sempre uma certa tensão.