1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. COVID-19 Mantenham-se seguros: Pratiquem distanciamento físico de 2 metros. Lavem as mãos. Usem máscara.
    Informação sobre COVID-19. Ajuda a combater o COVID-19 com o [email protected] e com o [email protected].
    Remover anúncio

Análise OCZ Blade 2000 goes Core i7

Discussão em 'Hardware - Análises, Artigos e Guias' iniciada por [email protected], 5 de Julho de 2009. (Respostas: 13; Visualizações: 4096)

  1. M@ster

    [email protected] Power Member

    Autor: Vítor Antunes ([email protected])
    Produto: OCZ Blade 2000
    Data : 05-07-09




    ZWAME Análise

    [​IMG]

    OCZ Blade 2000 @ Core i7



    Descrição

    Na sequência da análise realizada na Plataforma AMD, com a seguinte configuração:
    CPU: AMD Phenon II X4 805
    Board: ASUS M4A79T Deluxe
    Rans: 2x 2048 OCZ Blade 2000
    Grafica: ASUS 4870 x2 TOP

    A ZWAME apresenta agora testes destas excelentes memórias numa plataforma Intel Core i7.
    Relembrando que são apresentadas num kit triple-channel de 6 GB, em módulos de 2 GB e com latências de 7-8-7-20 a 2000 mhz, 1.65v.
    Garantindo assim total compatibilidade com a plataforma Core i7, além de uma performance máxima.



    Especificações


    • Part Number: OCZ3B2000LV6GK
    • Capacidade: 6 GB (6144 mb), 2 GB (2048 MB) por módulo
    • Tipo de memória: DDR3 SDRAM
    • Tipo de KIT: Triple Channel (3 módulos).
    • Velocidade suportada: 1000 mhz (2000 mhz efectivos)
    • Latência de origem: 7-8-7-20
    • Voltagem recomendada: 1.65v
    • Dissipadores: Alumínio anodizado preto.
    • IC's de memória: Elpida Hyper IC
    • JEDEC profiles: sim
    • EPP/XMP profiles: não
    Links

    Site oficial


    Fotografias

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Apesar de já apresentadas, e bem, pelo meu colega e amigo JPgod na análise que fez em plataforma AMD, volto a frisar a sua beleza
    e qualidade de construção, os belíssimos dissipadores em alumínio a preto, cujo design deu origem a série "Blade".​

    [​IMG]

    Vistas de trás podemos observar as estrias que ajudam melhorar a dissipação térmica, bem como os 2 parafusos de montagem do dissipador.

     
  2. M@ster

    [email protected] Power Member

    Everest

    1066 @ 7-7-7-20 1T
    [​IMG]

    1600 @ 7-7-7-20 1T
    [​IMG]

    2000 @ 7-8-7-20 1T
    [​IMG]


    Podemos verificar que tirando a velocidade de 1066 @ 7-7-7-20 1T, que está idêntica ao sistema da AMD,
    as outras duas, 1600 @ 7-7-7-20 1T e 2000 @ 7-8-7-20 1T, deixam o sistema AMD muito aquém do que seria esperado.
    O nosso desejo é que a AMD se junte em à Intel muito em breve nos sistemas "Tri-channel", estamos convencidos que
    a sua performance ia aumentar muito e isso seriam boas notícias para todos nós.

     
  3. M@ster

    [email protected] Power Member

    Sandra

    1066 @ 7-7-7-20 1T

    Cache e Memória

    [​IMG]

    [​IMG]


    Bandwidth

    [​IMG]

    [​IMG]



    Latência

    [​IMG]

    [​IMG]


    1600 @ 7-7-7-20 1T

    Cache e Memória

    [​IMG]

    [​IMG]




    Bandwidth

    [​IMG]

    [​IMG]


    Latência

    [​IMG]

    [​IMG]



    2000 @ 7-8-7-20 1T

    [​IMG]

    Cache e Memória

    [​IMG]

    [​IMG]



    Bandwidth

    [​IMG]

    [​IMG]



    Latência


    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]
    http://valid.canardpc.com/show_oc.php?id=598578


    Conclusão

    Como já tinha sido referido na análise em sistema AMD, são umas das melhores memórias DDR3 do mercado, utilizando sistemas Core i7.
    Como um preço aproximado de $450 numa loja online conhecida, fica fora do alcance da maioria das bolsas, mas garantem uma excelente performance.



    Destaco pela Positiva:

    • A performance;
    • Capacidade de aguentar latências muito apertadas;
    • A qualidade e design dos dissipadores;
    • Garantia vitalícia.


    Destaco pela Negativa:
    • O preço, mas quem quer bom tem que pagar;
    • A caixa podia ser mais bonita tendo em conta o preço pago por um Kit destes.


    Pela sua qualidade e performance Recomendamos as OCZ Blade 2000 7-8-7-20


    [​IMG]


    Agradecimento

    A ZWAME agradece à OCZ pela disponibilidade do material para teste.

    Copyright © Zwame, Lda 2009. Reprodução proibida sem autorização prévia.
     
  4. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Bem, como se previa, full power em core i7. A largura de banda até assusta. Essas faziam as delícias de um i7 975 :D

    Mas devias ter testado isso a 1600-1066 com timmings entre 5-5-5 e 6-6-6 :D
     
  5. Crusher

    Crusher Power Member

    Penso que poderias também adicionar benchmarks em jogos em baixa resolução ou settings assim como testar em outro tipo de programa. Sandras e Everests sempre mostram grandes resultados nos benchmarks de memória, mas isso não costuma reflectir-se em outras aplicações.

    Só uma sugestão.

    Não dá para manter por exemplo a velocidade do CPU a 4000MHz e mexer à vontade nos clocks das memórias?
     
  6. M@ster

    [email protected] Power Member

    Isso pode ser feito numa próxima abordagem ;)

    Não dá para mexer assim tão à vontade, porque a board não gosta muito de alguns tipos de combinações, e para se achar uma combinação ideal, pode-se levar horas.

    A ideia foi completar a análise feita pelo JPgod e fazer uma comparação, é o que está feito ;)
     
  7. JPgod

    JPgod Moderador
    Staff Member

    Precisamente. O meu teste também tiveram a velocidade do CPU a variar para diferentes clocks.

    Utilizar mais programas vai ter em causa os outros parâmetros, o que fica algo distorcido. Sandras e everests sao a forma mais rápida e simples de mostras as diferenças de acordo com a frequência.
     
  8. Crusher

    Crusher Power Member

    Bem tinha-me esquecido do facto destas memórias não terem gostado do sistema Phenom II do JPGod e sim acho que está bem assim... só foi mesmo para mostrar que as memórias eram capazes de funcionar a velocidade de fabrica.

    Os benchmarks de memória do Sandra ou do Everest só testam de facto a performance de memória (ignoram praticamente o processador instalado no sistema), daí os ganhos subirem de forma linear quando se sobe apenas frequência das memórias.

    Há uns anos atrás quando havia muitos mais fabricantes de chipsets em jogo e quando os controladores de memória estavam integrados nestes, estes benchmarks eram excelentes para detectar debilidades nos controladores de memória, o que acabava também por se reflectir na performance outros benchmarks sintéticos ou aplicações do dia a dia.

    Por exemplo o chipset nForce 2 apesar de suportar dual channel, na verdade não se ganhava muita performance neste modo em aplicações reais, muito por culpa do FSB do AthlonXP se ter ficado pelos 400MHz, quando em dual channel o bus de memória era de 800MHz (dual channel DDR400MHz). Neste modo dual, o Sandra mostrava muita vantagem em relação ao single channel no nForce2, no entanto o nForce2 foi sempre mais rápido a partida no Sandra contra os chipsets VIA da altura, o que se acabou por confirmar em outros benchmarks. Aliás foi por esta altura que começou a críticar mais estes benchmarks de memória.

    O que quero dizer é que também não estou a pedir uma montanha de benchmarks porque sei que isso leva tempo a fazer, no entanto para quem investe em hardware importa saber como se porta o mesmo hardware em ambiente real e se compensa de facto o investimento. Não discuto com alguém se o intuito em adquirir este tipo de memórias seja apenas para overclock e bater records, porque nesse caso sabemos que para fazer overclocks mais extravagantes terá sempre que se investir bastante.
     
  9. RSC

    RSC Suspenso

  10. RSC

    RSC Suspenso

  11. horus19

    horus19 Power Member

    Querias a voltagem mais baixa???
     
  12. 100Stress™

    100Stress™ Power Member

    Boas!

    Eu acho que ele ficou surpreendido por ser uma voltagem baixa, acho eu!
     
  13. Vicious

    Vicious Power Member

    Obrigado por mais uma boa review, excelentes memórias ;)