1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Opensource Adobe

Discussão em 'Web Development' iniciada por madskaddie, 28 de Fevereiro de 2008. (Respostas: 34; Visualizações: 1973)

  1. esquiso

    esquiso Power Member

    Caminho da direcção certa. Eles não podem só errar, também têm que acertar de vez em quando :D
    Resta saber se é apenas mais uma iniciativa para encher chouriços e para apresentar novidades de longe a longe ou se é uma aposta -séria- da Adobe.
     
  2. xtr3me

    xtr3me Power Member

    É mesmo isso. É uma optima novidade, mas é preciso ver se eles realmente fazem alguma coisa ou se é para inglês ver.
     
  3. VuDu

    VuDu Power Member

    Quie que tem?
    Passou-me ao lado :|
     
  4. Nomearod

    Nomearod Power Member

    Grão a grão...

    :)
     
  5. rpnetwork

    rpnetwork Power Member

    Adobe a disponibilizar o seu SDK para desenvolvimento de aplicações, e a dirigir projectos open-source
     
  6. jatbas

    jatbas Power Member

    Claro que é uma aposta séria, não tenham muitas dúvidas nisso.

    o SDK do flex 3 é gratuito, apenas não têm um gui especializado para programar, como o flex builder 3, mas de resto está lá tudo.

    O BlazeDS é uma versão mais leve do Live Cycle, mas totalmente suficiente para grande parte das soluções que se implementam, tirando uma ou outra necessidade mais "especial de corrida" como mecanismos de detecção de conflitos de dados.

    Com estas duas "ferramentas" estás lançado no mundo do Flex a custo 0 :) o que é muito bom, nem que seja apenas para uma fase inicial :)
     
  7. metralha761

    metralha761 1st Folding then Sex

    E para quando eles começam a lançar software para linux?
     
  8. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Puseste o dedo na ferida... ;-)
     
  9. VuDu

    VuDu Power Member

    Ferida?? Lol acho é que tá a bater à porta de uma casa abandonada. A única coisa parecida a uma novidade nesse aspecto foi a resposta da nvidia à publicação de documentação da amd/ati e isso aconteceu porque existe concurrencia... o que acho que a adobe não tem, pelo menos em "quantidades" que a perturbem.
     
  10. neonl

    neonl Banido

    Só lhes faz é bem. A abertura de código é sempre um passo em frente, se não andarem muito paciência mas já é um bom começo.

    Depois, o software para GNU/Linux é outro negócio. E é muito improvável mesmo a medio/longo prazo (quando muito a muito-longo-prazo se algumas premissas mudarem) posto que não tem grande enquadramento (como já foi dito na outra thread) fazer um software proprietário (sim, porque as aplicações deles continuam a ser maioritariamente proprietárias) para correr numa plataforma livre (embora, de facto, haja algumas excepções).

    O facto de abrirem estes "bocadinhos" tem a vantagem de ajudar os peixes miúdos a fazer um software mais sólido e mais profissional o que - já - nos afecta como utilizadores de GNU/Linux.
     
  11. Romani48

    Romani48 Power Member

    se os "nabos" da corel se lembrassem do Linux já tinham...

    mas como ninguém se quer mexer neste aspecto...
     
  12. neonl

    neonl Banido

    Romani48... isto é mais complicado que a Adobe ou a Corel se lembrarem do Linux. A questão é que a maior parte (penso que não estou em erro, não falo só daqui do fórum mas sim a nível global) dos users full-time de GNU/Linux não tem assim tanta vontade de ter aplicações proprietárias pagas a correr nativamente, porque se isto acontece depois já é uma espiral e não acaba; ao princípio faz-se algumas estratégias de mercado para conquistar os utilizadores e no fim já está tudo a usar aplicações proprietárias pagas a bom preço, ou então a usá-las gratuitamente de forma ilegal como se faz em Windows (p.e.).

    Continua a ser um problema de mercado e de compensar e fazer sentido do ponto de vista, também, ético. Se as empresas do software de design mais importantes querem entrar no mundo do GNU/Linux façam-no pela porta principal: a abertura (aos poucos) de código, e até mesmo colaborando com os projectos principais free. Seria algo como a Adobe e a Corel a "ajudar" o GIMP e o Inkscape, coisa que já acontece em pequena escala.
     
  13. VuDu

    VuDu Power Member

    Então como explicas o sucesso do MAC? Há muuuitas aplicações profissionais pagas, e nesse aspecto o o MAC tem vindo a ter um sucesso relativo.
     
  14. neonl

    neonl Banido

    Claro. Eu não digo que não viessem a ter sucesso, eu digo é que iam destruir, ou pelo menos mandar muito abaixo, todo o "monopólio" do open-source que há no GNU/Linux e que todos pretendemos manter.

    O Mac, embora baseado numa plataforma open-source é um sistema proprietário onde a maior parte das aplicações são profissionais, pagas e closed-source.
     
  15. VuDu

    VuDu Power Member

    Tipo não... ninguém quer manter monopolio nenhum, Linux não é anti-Microsoft... Senão como podia o Linux ter sucesso no meio comercial? Para quê servidores linux só para correr meia duzia de aplicações open-source?
     
  16. petersaints

    petersaints Power Member

    Com fundamentalismo de não se correr software proprietários em Linux é que este nunca passará de um SO paralelo para Geeks e Nerds... Lá por haver software proprietário em Linux não quer dizer que se pare o development do GIMP (face à existencia do Photoshop nativo), só para dar um exemplo.

    Se Linux é dar escolhas então que sejam os utilizadores a escolher se querem utilizar determinado software em Linux (mesmo que seja proprietário). Sinceramente neste momento a unica coisa proprietaria de Windows que me faria mesmo falta em Linux são os jogos.... Mas isso é para mim. Se for para design grafico e CAD muita gente precisará do Photoshop e do AutoCAD a correr em Linux. Só para dar um exemplo...

    E WINE não é mais que uma solução do tipo por um calço no pé de uma mesa "manca".
     
  17. neonl

    neonl Banido

    Eu não queria ser tomado por fundamentalista e acabei por dar essa ideia :rolleyes:. Acontece.

    O que eu quero dizer é que o software proprietário se chegar ao GNU/Linux em massa vai, necessariamente fazer um "dump" ao software open-source; não é uma questão de dar escolhas. De certa forma o GNU/Linux é, efectivamente, um sistema para alguns embora haja (e ainda bem que há) muitos esforços para generalizar o seu uso, mas sempre orientado para melhorar o universo open-source, não para trazer mais aplicações pagas e proprietárias.
     
  18. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Em tempos a Corel fez umas experiências (Corel LinuxOS) mas 'deu com os burrinhos na água'. Ou seja, não andam a dormir. Estão acordados, mas voltados para outra direcção.
     
  19. Romani48

    Romani48 Power Member

    pois.. mas está mal..
    antes de tudo, tens o SO sem o pagar, o que já é uma boa base.. e se tivesses de usar uma aplicação proprietária, que realmente trouxesse o remate final para a troca em milhares de worksatations de windows/mac para linux.. acho que nenhum linux user ia dizer que não..

    nem eu o diria..

    e digo te mais.. para mim é mesmo só os jogos, o office e o corel/photoshop.. se não trocava para linux right away..

    tens tudo o que podes desejar.. desde talvez a maior base de apoio a nivel global (relativamente), até aplicações para tudo e mais alguma coisa..

    só não te fazem o café porque.. porque..

    enfim.. apostar na evolução do GIMP, do Inkscape, etc..
     

Partilhar esta Página