1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

orçamentos em design

Discussão em 'Design e Multimédia' iniciada por zepplin_design, 25 de Novembro de 2009. (Respostas: 85; Visualizações: 69695)

  1. Olá comunidade, sou aqui novo e precisava de umas luzes...
    Isto está muito difícil de encontrar trabalho, emprego ou estágios, por isso estou a pensar remar contra a maré e criar o meu proprio posto de trabalho, porém existem "n" questões, como por exemplo: - Quanto cobrar por um trabalho?
    Bom eu li aqui imensas opiniões relativamente aquilo que se deve cobrar e isso tem a haver com a falta de uma única entidade responsável pela regulação do design que se pratica em Portugal e talvez no mundo, pois este é exercido, não por profissionais habilitados ou licenciados, mas por qualquer um que tenha jeito para "fazer uns ricos" com um ou vários softwares...
    Mais grave é a lacuna que faltou à nossa formação: - a ORÇAMENTAÇÃO.
    E por muito que procure aqui na www, não consigo encontrar um valor tipo para cada uma das peças que iremos apresentar ou propor ao nosso cliente ou futuro, tanto como projecto solicitado, como por nós proposto.

    Aquilo que eu aqui pedia, a ajuda de um membro ou mais, era que me elucidassem tanto dos valores como das peças existentes.
    Agradeço antecipadamente
    Diogo
     
  2. Drackey

    Drackey Power Member

    Posso dizer que não é so em design...lol Eu fiz o curso de som e Imagem e ando numa lenga lenga de procura de trabalho e nos biscates que apareçem não tenho referencia de preços que possam ser praticados alem do de borla...lol
     
  3. JoaoRamalho

    JoaoRamalho Power Member

    tentem ver os preços em sites de freelancers
     
  4. Bran_McNobre

    Bran_McNobre Power Member

    Acho que orçamentos é mesmo muito relativo e dependem muito de como pretendes traduzir a tuas capacidades (criativas, técnicas, nível de eficiência, etc.) em conjunto com a dimensão do projecto e os meios que necessitas.

    Tenta, antes de tudo, esquematizar os objectivos, os meios que necessitas e o tempo disponivel.

    Depois cria uma timetable com prazos realistas e fazes contas:

    - se pretendes ganhar X por hora quanto irá dar o total?
    - se te parece muito excessivo até quanto podes descer o total? E quanto dará esse total quando dividido pela quantidade de horas que necessitas?

    Estabeleces esses patamares e depois fazes um ficheiro (em Excel ou onde te der mais jeito) onde colocas todas essas variantes. Depois simplificas um pouco esse ficheiro e apresentas ao cliente (mantendo o teu patamar máximo e minimo para ti). Assim podes negociar mostrando ao cliente que te preocupaste e que o que apresentas é justificado.

    É claro que, por vezes, o valor profissional que o projecto em si poderá trazer para o teu portfólio pode compensar o facto de fazeres o projecto quase em pro bono.. mas isso são decisões pessoais.

    O importante é lembrar, creio eu, que tens de ter algum prazer e realismo na criação do orçamento, mas ter essencialmente algum gozo na negociação acreditando que todos podem ficar a ganhar. Se o cliente não é acessivel nesse ponto então às vezes mais vale nem iniciar o projecto - ou então prepara-te para muitas noites sem dormir =)

    Se puderes tenta falar com alguém que já fez orçamentos e se possível também com alguém ligado à área da contabilidade. Dá uma vista de olhos em sites para freelancers e até nos sites com templates - podem servir de referência - lembra-te só, por favor, que o teu trabalho é, normalmente feito "à medida", não é um template.

    Boa sorte. =)


    OFF TOPIC:

    Tendo em conta que sou designer da área de visual só te posso tentar ajudar nessa área, partilhando a minha experiência.

    Atenção que o que digo aqui é pessoal e baseado no que tenho vivenciado profissionalmente, pelo que não quero ser tomado como alguém que vem para aqui dar conselhos como se tivesse "visto a Luz".

    Acho que devias tentar sempre arranjar trabalho, fora do mercado freelancer. Nem que seja como estagiário (é claro, cuidado com os patron chulos que andam para aí). Isto tem inúmeras vantagens:

    - Podes continuar a fazer uns trabalhos enquanto freelancer desde que não entre em conflito com os teus compromissos contratuais, quer em termos de tempo, quer éticos.

    - Aprendemos muito, por vezes com pessoas dentro e fora da tua área, cuja experiência, provavelmente, será valiosa.

    - Evoluimos muito em termos de relacionamento humano e profissional.

    - Provavelmente vais levar com uns quantos "embates" - desde levar na cabeça por falha tua até à possibilidade de te chamarem alguns "nomes".. Mas por vezes é melhor estar dentro de uma equipa nessas situações do que sozinho (leia-se "do que como freelancer").

    - Probabilidade (ainda que aparentemente remota para a nossa geração..) de "subir" na empresa, por mais nano-micro-piquena-e-média que seja.

    - Por vezes dão espaço para fazermos algumas experiências (normalmente, conforme a confiança que têm em ti aumentar) - uns cartões de visita novos para a empresa, um re-design ou um revamp do website e quem sabe... talvez até uma revisão da imagem corporativa! =)


    Caso optes mesmo pelo mundo freelancer tenta não estar sozinho. É claro que isto é pessoal, mas aguentar reuniões, visitas a clientes, trabalho comercial, apresentações, gestão de tempo e prazos, questões financeiras e legais, etc.. pode ser estafante. E ter mais alguém a aguentar o barco num projecto é sempre muito bom, principalmente porque começar um projecto é fácil - concluí-lo (bem) é que é dificil.

    As minhas desculpas se isto não acrescenta nada à tua experiência. Só não gosto de pensar que outros "camaradas" tenham de passar por certas situações em que já me vi envolvido.

    Só espero ter sido útil.

    Abraço.

    fim do OFF TOPIC =)
     
  5. Dark Fenix

    Dark Fenix Power Member


    Finalmente consigo ler algo neste tópico de Design e Multimédia que seja útil, e não apenas disparates de quem provavelmente não lida com estas situações no dia a dia, desculpem ser directo, mas sinceramente é isso que penso quando leio CERTOS e determinados comentários que por aqui passam.

    Concordo que iniciar sozinho em freelancer é super complicado e acho que não devia ser a primeira opção!
    Existem muitas empresas a contratar estagiários e nem todos são patrões chulos, é preciso paciência e determinação, eu por exemplo, estou a procura de uma oportunidade profissional em design gráfico a 6meses, e só esta semana consegui, entretanto, tenho trabalhado noutros sítios!

    No meu caso, o orçamento é feito a medida do projecto e aviso-te já que se realmente queres arriscar prepara-te para muitas dores de cabeça com clientes que não querem os teus valores, porque não conseguem entender porque têm de pagar o tipo de letra, ou aquela imagem que queres usar, ou até mesmo, porque raio têm de pagar a tua formação ou a electricidade que gastas... é uma area complicada, e só com prazer é que se vence os desafios que aparecem todos os dias.

    Abraço
     
  6. Bran_McNobre

    Bran_McNobre Power Member

    =) Obrigado! Também é fixe saber que andam por aí colegas que partilham os mesmos problemas e experiências.

    Podes crer! Eu já trabalhei como administrativo numa empresa de frio industrial e num call center - que por acaso acabou por ser, ao fim de um tempo, a minha oportunidade para entrar no Dpt. de Mkt da empresa (tive de aprender com a minha namorada a modelar e a produzir renders em 3D Max numa semana - todos os dias depois do trabalho - e depois a pesquisar muito, muitos tutorials, mas valeu a pena)

    ..ou o software, ou as deslocações, ou os materiais ou... =D

    Há coisas que, de facto, ás vezes mais vale não colocar no orçamento..

    'nough said...
     
  7. michael c

    michael c Power Member

    Já foram ditas muitas coisas úteis. Dado que estou aqui num intervalo de um projecto que estou a realizar (enquanto freelancer) deixem-me também dar a minha opinião sobre isto. Fazer orçamentos quando se começa como freelancer é realmente das coisas mais complicadas que existe. Não existe consenso e dar preço a algo é realmente uma tarefa que nessa fase parece um autêntico pim pam pum. No entanto, a experiência ensinou-me que é na verdade simples fazer um bom orçamento e não é necessário ser-se nenhum génio para ter um valor aceitável e de acordo com as normas comerciais e de mercado vigentes.

    Para tal, começa por definir um valor hora. Este valor hora deve ser definido de forma consciente e responsável e não de ânimo leve. Não deves pensar que podes logo começar a ganhar 20 ou 30 euros à hora se isso não for coerente com a tua produção por hora e, acima de tudo, com o output ao nível da qualidade do trabalho final que vais entregar ao cliente. Não estarias a ser sério com o cliente e acima de tudo contigo. Quando me iniciei como freelancer em 2006 comecei por definir um valor de 5€ por hora. Obviamente hoje já não trabalho por esses valores e obviamente que não enriqueci neste tempo mas o valor permitiu-me o "agarrar" de alguns trabalhos que me deram mais experiência e maturidade e que me permitiram assim crescer como profissional e estabelecer contactos que hoje são importantes para mim.

    O valor hora é das coisas mais importantes que podes definir. Isto porquê? O teu valor hora permite-te de certa forma padronizar o tipo de cliente como que queres trabalhar. Quer isto dizer que por vezes trabalhar muito barato também não é bom pois vais atrair um tipo de cliente que pode nem interessar. E sim, lamento, mas nem todos os trabalhos e nem todos os clientes interessam. Se existem clientes que ao inicio ainda na fase de discussão de orçamento dão mais dores de cabeça do que lucro, então mais vale nem começares a trabalhar com eles. Não agarres tudo o que aparece pois, como referi, a verdade é que nem tudo interessa.

    Quando fizeres uma analise rigorosa do que neste momento vale o teu trabalho e experiência e analisares também com que tipo de cliente queres neste momento trabalhar, terás o teu valor hora. Lembra-te que ele pode não ser definitivo. Eu por exemplo opto por no final de cada ano, no final de cada mês de Dezembro portanto, fazer um balanço do que foi o meu ano de trabalho enquanto freelancer e nesse âmbito revejo o valor hora se necessário...para cima ou até para baixo. Tudo depende de como o ano corre, isto porque um freelancer é acima de tudo um camaleão que se adapta de forma constante ao meio. Ao contrário do que se possa pensar, ser freelancer é eventualmente das profissões mais duras que podes ter. Ainda mais se o fizeres exclusivamente e viveres inteiramente dos projectos de freelancing.

    Após teres então chegado ao valor hora deves "partir" o projecto em muitas partes. Deves avaliar o que estás a fazer de fio a pavio, avaliar as necessidades do projecto, quais as diversas rúbricas. Vais precisar de comprar imagens, sons, tipos de letras? Sim? Então faz uma rubrica para isso e define um valor para a compra desses itens. Depois analisa em termos de serviços o que vais fazer no âmbito do projecto. Deixo-te um exemplo simples para que possas entender melhor do que estou a falar:

    A empresa CoolingFreeze, empresa dedicada ao comércio e venda de arcas frigorificas pediu-te para lhe fazeres um website. A primeira coisa que vais fazer é o chamado "briefing" em que basicamente fazes o levantamento de tudo o que o projecto necessita, isto com o cliente. A comunicação que desenvolveres com o cliente é fulcral. Sempre que possivel usa o email para oficializares as coisas. Isto é, só conversa não basta. Foste a uma reunião com ele? Optimo. Faz uma acta de reunião com os principais pontos discutidos, envia-lhe para o email e pede que ele te valide que os principais pontos discutidos na reunião foram aqueles. Ele pediu-te um header azul às bolas cor-de-rosa com a foto XPTO? Muito bem, mete isso na acta da reunião e pede para ele validar. Enfim, gere o cliente, tenta mantê-lo satisfeito mas lembra-te sempre de procurar uma posição de defesa. Se não o fizeres e deixares tudo nas entrelinhas o projecto vai correr mal e vais demorar uma eternidade a entrega-lo. Enquanto freelancer és para além de executante, gestor de todo o processo! Portanto define timings, define prazos limite para determinadas tarefas, desta forma mantens o cliente em sentido, e mais importante que isso, mantens-te a ti ocupado sem facilidades nesse aspecto, isto vai obrigar-te a trabalhar de forma contínua e empenhada, o que é vital para qualquer freelancer que queira obter sucesso.

    Após o briefing chegou-se então à conclusão que o cliente da CoolingFreeze pretende basicamente um site em que possa ter algumas imagens dos produtos divididas por categorias, um texto de apresentação da empresa, bem como a sua visão, missão e valores e ainda algumas imagens das instalações e das pessoas que lá trabalham. Na parte dos contactos deve existir um formulário de envio directo de email para a empresa. As diversas zonas do site, 4 no total: Home, Empresa, Produtos, Contactos devem ter um banner diferente em flash para dinamizar e situar o visitante no site e na respectiva área que se encontra. Na home terás uma secção de noticias onde o cliente depois ocasionalmente deverá poder inserir noticias com base em texto e uma fotografia. A parte da fotografia global do site será também da tua responsabilidade e o cliente quer que faças tudo desde a parte dos produtos, fotos de conceito para os banners em flash e ainda fotos das instalações e algumas cenas de colaboradores a desempenhar o seu trabalho na fábrica e nos escritórios. Os textos irão ser cedidos pelo cliente mas ele pede que faças de copy e lhe dês alguma criatividade ao nível da escrita para os tornares interessantes. O alojamento e dominio o cliente deixou também nas tuas mãos e já fizeste com ele o levantamento do dominio pretendido que será www.coolingfreeze.com. Todo o site deve ser gerível por um backoffice. O logotipo da empresa irá ser-te cedido em formato EPS para que o possas aplicar no site. Contudo, o cliente faz questão que apliques o logotipo na sua variação tradicional e uses apenas variações positivas ou negativas do mesmo no footer do site.

    Este é o teu briefing. Vamos agora ao orçamento.:p

    Indo então por partes vais agora construir o teu orçamento com base neste levantamento de necessidades que fizeste na fase de briefing. Vais então colocar tudo por rubricas, esmiuçando o briefing.

    Valor hora: 10€ (Os valores que se seguem são meramente exemplificativos para que possas perceber, não os leves em consideração)

    E pronto, esmiuçando a questão chegaste ao valor final. Tens o valor para apresentar ao cliente. Se estiveres em regime de recibos verdes não te esqueças de retirar a este valor 20% (nas tuas contas, não no que vais apresentar ao cliente) para o IRS e, caso estejas em regime de IVA, de lhe acrescentar o IVA à taxa legal em vigor.

    Como vês, nem é dificil fazer um orçamento. Tem o cuidado de o enviares num PDF em papel timbrado personalizado e, caso te vás encontrar pessoalmente com o cliente, de o imprimires para entrega em mão e analise conjunta no local.

    Por ultimo, ser freelancer não é fácil. O mito que existe de que podes fazer o que te apetecer enquanto freelancer é isso mesmo...um mito. Ser freelancer é extremamente exigente, os prazos apertados dos projectos vão fazer com que passes horas e horas seguidas em frente ao computador, percas fins de semana e tenhas pouco tempo para ti de maneira que te podes preparar para engordar uns kilos.:p

    Mas, quando obtens sucesso e se te dedicares é possivel em Portugal fazer vida como freelancer e viver exclusivamente disso. Tendo uma rede de contactos com clientes finais e também agências de todo o país, é realmente possivel sobreviver como freelancer. Mas não é o caminho mais fácil...longe disso e muito pelo contrário.

    Ainda assim, depois de estabilizares valores horas e teres clientes certos, é bem remunerado no geral e, mais importante que isso, é muito divertido e se tens gosto pela parte da gestão do projecto e processo e gostas de estabelecer relações comerciais, então, força...vai em frente que se realmente gostas disso, é mais de meio caminho andado.:p

    Se usares MAC OS X, tens uma série de softwares muito bons que te podem ajudar na tarefa de fazeres orçamento. Pessoalmente já experimentei para produção e gestão de orçamentos o billings e para gestão dos meus processos o things. Experimentei ambos por cerca de um mês e são fantásticos e por isso a partir de Janeiro de 2010 irei usar ambos para facilitar a tarefa de orçamentação e gestão de projecto. Fica a dica.

    Boa sorte.

    michael c
     
    Última edição: 3 de Dezembro de 2009
  8. Dark Fenix

    Dark Fenix Power Member

    Bem, eu elegia esta resposta como a melhor de todas, e emoldurava-a! concisa, directa e resumida, tem TUDO O QUE MAIS IMPORTA sem deixar questões para duvidas, Miguel, muito obrigado, eu trabalho na área, ainda não tenho muito trabalho como freelancer, posso dizer que estou na fase dos 5€, LOL e do trabalho para desenrascar o amigo, do qual me começo a fartar porque horas sem dormir para aquecer não ajudam...

    Gostei muito do que escreves-te e ta la tudo, não é preciso acrescentar mais ;)

    Pela parte que me toca, obrigado pela dica :D
     
  9. Bran_McNobre

    Bran_McNobre Power Member

    Subscrevo por completo as palavras do Dark Fenix! Quem me dera que existissem professores que partilhassem essa informação de forma tão concisa e prática nas aulas das FBAULs e dos IADEs deste país de forma a que o pessoal pudesse sair mais preparado para a selva que é o mundo profissional - principalmente agressiva em certos pontos nas áreas criativas.
     
  10. michael c

    michael c Power Member

    Obrigado pelo feedback aos dois, ainda bem que o post pôde ser útil. Penso que é uma questão que merecia ainda uma maior analise mas penso que no global está adequada a quem procura uma resposta simples à questão de como fazer um orçamento. Não deixa contudo e sem qualquer dúvida de ser uma questão complexa pelo que complementar com mais informação é sempre bom. Se existirem por aí outros freelancers com algo a dizer que se cheguem à frente.:p

    Bons orçamentos a todos. Ah, e sim, esta área da criatividade será eventualmente das áreas mais agressivas para se trabalhar. Existe imensa oferta e é uma área ainda muito pouco valorizada no geral pelo tecido empresarial português que como sabemos é composto na sua maioria por PME's. Portanto é preciso estar preparado pois não é uma área nada fácil. Trabalha-se muitas vezes para aquecer e ainda pior que isso, tem mesmo de se engolir muitos sapos pois quem manda é o cliente. Ele representa o dinheiro e por isso, mesmo aconselhando para o que é melhor ao nível técnico, no final a decisão está do lado dele. Mais importante às vezes que um bom trabalho é cumprir com prazos e ser profissional. Por vezes isso vale mais do que uma obra de arte digna do Picasso. Isto é algo que tenho aprendido com o tempo e que continua a tentar interiorizar...é estranho que assim seja mas é a realidade.

    Cumps,
    michael c
     
    Última edição: 4 de Dezembro de 2009
  11. Boas!

    Gostei imenso de ler o que aqui foi escrito!
    Estou agora a iniciar-me na área de Design e como tal, este grande conselho foi muito bem recebido da minha parte :) Apesar do que pretendo ser mais ligado ao Design de produto, certos aspectos aqui referidos (senão mesmo todos), serão na mesma muito bem aproveitados para trabalhos futuros.
    Por isso, agradeço imenso a disponibilidade, sabedoria e partilha dessa mesma sabedoria da vossa parte.

    Obrigado ;)
     
  12. mfp21

    mfp21 Power Member

    Vou já meter este post na minha mesa de cabeceira! :p

    Obrigado.
     
  13. Drackey

    Drackey Power Member

    Gostei apesar de a minha área ser diferente dá para ter uma ideia do freelancer em acção e projectos que tem que fazer. Gostava de ver também noutras areas a darem também exemplos para termos uma ideia. hehehe
     
  14. Excelentes conselhos..
    Faz tudo isto...and the sky is the limit (lol)

    boa sorte
     
  15. Rach n' Roll

    Rach n' Roll Power Member

  16. Pedro_dias

    Pedro_dias Power Member

    Olha, vou.te dar uma dica do que fazer, em sites a cima dos 1000€ ofece-se o alojamento durante um ano e nao te preocupes pork nao sao 100€, sao a volta de 25€ por ano, depois para alem do tempo que perdes a fazer tens de ver que tipo de site é html, flash, ..., e depois do nivel de tecnologia (programaçao) se te exigirem muita cobras mais, mas como és novo na area nao te aconselho a passares muito dos 1000 pk se konseguires 1000€ ja é bom para quem é novo.
    se precisares de mais dicas (preços daquilo que estas a fazer) diz que nos ajudamos
     
  17. minha gente, antes demais quero agradecer por este post, pois é algo que desconhecia e fiquei bastante elucidade em relaçao a alguns aspectos do "sistema" (:P)

    o meu problema esta dentro desta area mas é mais relacionado com outro aspecto. Eu faço uns pequenos videos em animaçao 2d para o youtube e uma empresa viu e pediu-me um orçamento para fazer um video de cerca de 2minutos para o seu site, mas nao imagino sequer o valor que ei de cobrar :S

    Gostava de aproveitar este trabalhinho pois estou farto de trabalhar para um desses patroes chulos que ja falaram por aqui e apesar de ter começado com isto da animaçao por brincadeira até era algo a pensar se desse para ganhar bem a custa disto :)

    obrigado
     
  18. Pedro_dias

    Pedro_dias Power Member

    Bom primeiro tem de ver a tamano da empresa (reconhecimento no mercado) quanto mais a empresa for reconhecida mais tu podes pedir (é uma grande resposabilidade assumir compromissus tao grandes logo mais dinheiro). Depois tens de ver que tipo de video querem, se é algo facil, dificil, se têm muitos requesitos e quantos mais requisitos mais podes cobrar também. Quanto a preço a base acho que 300€ esta bom para começar.
     
  19. Boas, vendo aqui todo este tópico e dados que aqui partilharam. Fica uma pergunta mais directa. Pediram-me para fazer um logotipo para um evento que vai acontecer para o ano. Com elevado estacionário e Manual de Normas. Ando nisto há 7 anos e já sei bem o que faço. No entanto sempre trabalhei de graça ou para a escola. Não sei muito bem quanto pedir. Alguma sugestão? =/
     
  20. Ajuda em Orçamento para site, logotipo, brochuras e cartões

    Boas noites...
    Queria uma ajudinha para fazer um orçamento.
    Pois uma empresa pediu me para fazer um orçamento para site, logotipo, brochuras e cartões, que irei fazer.

    Quais os tópicos importantes para este trabalho?

    Obrigado.

    Cumprimentos,
    CíntiaSofia
     

Partilhar esta Página