Orçamentos em Design

crywolf

Folding Member
Boas pessoal, alguém faz layouts para blogues? Precisava de orçamentos. Tem sido muito complicar arranjar alguém que faça estes trabalhos. Tenho urgência. Enviem-me por mensagem privada.
 

Tanatus

Power Member
Boas, aconteceu-me exactamente o mesmo, tenho um cliente (microempresa) que me pediu um orçamento sobre várias coisas entre as quais, actualização de uma página web, Logótipo e outros, o problema é que andei a pesquisar na net e não encontro referencias, só a referida questão dos 15€ -35€/hora.

Entretanto encontrei a tabela da ADEGRAF (brasileira) que disponibiliza uma base para novos freelancers da área de Design de Comunicação, que obviamente vem em Reais, nós os Portugueses não temos nenhuma associação que nos disponibilize um preçário base também?

Igualmente aceito sugestões.
 

michael c

Power Member
Não existem mesmo referências de preços. É relativo...um logótipo pode custar 100€ como pode custar 2000€. A base tem mesmo de ser o valor hora e depois multiplicarmos pelas horas que considerarmos que vamos demorar.
 

michael c

Power Member
Já agora, e porque pode ser interessante para quem começa, caso tenham acesso a iOS, existe uma aplicação que vos permite chegar a um preço mediante indicação de diversos parametros da vossa vida e do projecto em orçamentação. Fica então o link para a app MyPrice , deêm uma vista de olhos e se tiverem um iPad ou um iPhone quem sabe pode ajudar a resolver algumas dúvidas :) É grátis.
 

crywolf

Folding Member
Precisava de alguém que me fizesse um layout para um blogue. A temática do blogue é sobre lifestyle. Alguém tem portfólio para apresentar? Contactem-me por mensagem privada.

O blogue fica alojado no blogger.
 
Olá a todos, sou nova por aqui e este é o meu primeiro post :P

Sou designer multimédia freelancer (júnior) e depois de muitas "dores de cabeça", acabei por definir um preço hora razoável que me permite "agarrar" alguns clientes.
Trago duas questões que quero discutir convosco.

Não querendo especificar muito nem influenciar ninguém, vou vos deixar um exemplo: um cliente de uma micro empresa pede-me um conjunto de peças, à qual fiz o orçamento de 150€, tendo em conta as horas de trabalho que previ investir nesse projecto. Ora, a meio do projecto reparo que afinal vai demorar mais tempo. Qual é a forma mais correcta de comunicar ao cliente "Afinal são 200€?" Claro que o erro é meu, pois talvez tenha calculado mal o valor, mas todos aqui devemos saber que muitas vezes os projectos demoram mais tempo do que aquele que esperávamos, e por isso, temos de cobrar mais...

Outra questão:

Pegando no mesmo exemplo dos 150€, o cliente analisa o resultado final, mas afinal não quer aquela faixa para a esquerda, mas sim ao centro. Depois afinal quer a verde, e não a azul. Ou porque simplesmente, não fizemos mesmo como ele queria, e nos passou no briefing. Até que ponto é correcto cobrar pelas alterações? Por um lado, CLARO que sim, são horas de trabalho que têm de ser pagas, mas por outro lado, por vezes acabo por me sentir "culpada" de não ter feito logo à primeira aquilo que o cliente queria, e com o preço das alterações, irá então ultrapassar o preço inicial do orçamento, o que vai bater à minha primeira questão que vos coloquei. Compreendo que são horas do meu trabalho que quero ver pagas no final, mas por outro lado, colocando-me do lado do cliente, também não gostaria de estar a pagar um trabalho que não está a ficar como queria... AINDA por outro lado, com os erros é que aprendemos :P são questões muito complicadas...Será melhor fazer então o orçamento dos 150€ e colocar como asterisco " + x€ por alteração? "Gostava de saber as vossas opiniões, pois estes são dois obstáculos com que me deparo com muita frequência...
 

edusantos

Power Member
@dGi, Primeira Questão: Em vês de dares um valor fixo, fornece uma estimativa de quanto poderá custar, e dás uma margem de valores 150€-250€. ;)

Segunda Questão, eu vejo iterations como algo fulcral para todo o processo de design, acho que isso já deveria estar +/- estipulado no preço. Tenta colaborar mais activamente com o cliente durante o processo criativo de forma a compreender melhor o objectivo que este possui, e assim poderás dar as tuas sugestões de forma a chegarem a uma solução que agrade a ambos.
 
@dGi, Primeira Questão: Em vês de dares um valor fixo, fornece uma estimativa de quanto poderá custar, e dás uma margem de valores 150€-250€. ;)

Segunda Questão, eu vejo iterations como algo fulcral para todo o processo de design, acho que isso já deveria estar +/- estipulado no preço. Tenta colaborar mais activamente com o cliente durante o processo criativo de forma a compreender melhor o objectivo que este possui, e assim poderás dar as tuas sugestões de forma a chegarem a uma solução que agrade a ambos.


Obrigada pela resposta :)
Neste caso, quando inicio um projecto, já estou esclarecida daquilo que o cliente pretende... os obsctáculos são mesmo o "mudar de ideias", quando telefonam e dizem "Olhe afinal gosto mais do logotipo X com o tom de verde do logotipo Y" quando já tinha tudo feito. Isso não posso controlar, e acontece-me por vezes.

Obrigada pela ajuda
 

edusantos

Power Member
Percebo o que queres dizer. :)

Contudo, acho que é importante dar a entender ao cliente que o gosto dele/dela não pode de todo ser considerado um factor importante aquando da criação da logomarca. É que uma logomarca independentemente do gosto do cliente deveria reflectir da melhor forma possível os valores da empresa e/ou organização sem estar limitado pelo facto de o cliente gostar de verde, quando a melhor cor a ser utilizada seria o vermelho (por exemplo).

Para estes casos esclarece que alterações em cima da hora quando o trabalho já estava em vias de ser aprovado, que acresce um valor X.

Infelizmente há muita gente que pensa que somos nada mais do que macacos-trabalhadores que sabem mexer no Illustrator e Photoshop e para nada mais servem (ERRADO). Depois admiram-se que ficam com um trabalho mediocre.
 
Percebo o que queres dizer. :)

Contudo, acho que é importante dar a entender ao cliente que o gosto dele/dela não pode de todo ser considerado um factor importante aquando da criação da logomarca. É que uma logomarca independentemente do gosto do cliente deveria reflectir da melhor forma possível os valores da empresa e/ou organização sem estar limitado pelo facto de o cliente gostar de verde, quando a melhor cor a ser utilizada seria o vermelho (por exemplo).

Para estes casos esclarece que alterações em cima da hora quando o trabalho já estava em vias de ser aprovado, que acresce um valor X.

Infelizmente há muita gente que pensa que somos nada mais do que macacos-trabalhadores que sabem mexer no Illustrator e Photoshop e para nada mais servem (ERRADO). Depois admiram-se que ficam com um trabalho mediocre.


Claro que sim, o nosso curso / licenciatura ou o que seja serviu muito para nos fazer perceber quais as cores, formas, etc a usar em cada caso. O pior é quando escrevemos um "testamento" por email (ou mesmo explicamos por telefone ou pessoalmente) a explicar o porquê de ser verde e arredondado, e as vantagens que pode trazer à imagem da empresa, e mesmo assim a resposta é "Ah não, prefiro assim."
Às vezes os meus argumentos e paciência esgotam-se e acabo por fazer ao gosto do cliente, mesmo sabendo que não estou de acordo com alguns aspectos.
É difícil :(
 

michael c

Power Member
Não querendo especificar muito nem influenciar ninguém, vou vos deixar um exemplo: um cliente de uma micro empresa pede-me um conjunto de peças, à qual fiz o orçamento de 150€, tendo em conta as horas de trabalho que previ investir nesse projecto. Ora, a meio do projecto reparo que afinal vai demorar mais tempo. Qual é a forma mais correcta de comunicar ao cliente "Afinal são 200€?" Claro que o erro é meu, pois talvez tenha calculado mal o valor, mas todos aqui devemos saber que muitas vezes os projectos demoram mais tempo do que aquele que esperávamos, e por isso, temos de cobrar mais...

Não é. Se deste um orçamento fixo entregaste o ouro ao bandido. :) Não deves de facto alterar as regras do jogo a meio. Por norma, de uma proposta FIXA fazem parte os seguintes itens:

- Valor Fixo do Projecto
- Condições da Prestação do Serviço em que deves ter uma alíena que diga qualquer coisa como: na presente proposta estão incluídas até X versões diferentes da Peça Z sendo que cada proposta adicional requisitada tem o custo de Y.

Nunca trabalhar sem cobrar pelo menos de 30 a 50% antes do início dos trabalhos é uma regra de ouro a que deves manter-te fiel pois isso compromete-te a ti e sobretudo ao cliente que não deixará o processo parado a meio ou desaparecerá de um dia para o outro. Se o cliente recusar pagar essa percentagem antes do inicio do projecto não trabalhes simplesmente para ele pois esse cliente estará de má fé. Outra solução, que em Portugal tem muito pouco aceitação porque vivemos num mercado muito tradicional, é trabalhares à hora e não dares um orçamento mas sim uma estimativa de horas, sendo que depois fazes o relatório diariamente/semanalmente e vais facturando no decorrer do processo conforme combinares com o cliente.


Pegando no mesmo exemplo dos 150€, o cliente analisa o resultado final, mas afinal não quer aquela faixa para a esquerda, mas sim ao centro. Depois afinal quer a verde, e não a azul. Ou porque simplesmente, não fizemos mesmo como ele queria, e nos passou no briefing. Até que ponto é correcto cobrar pelas alterações? Por um lado, CLARO que sim, são horas de trabalho que têm de ser pagas, mas por outro lado, por vezes acabo por me sentir "culpada" de não ter feito logo à primeira aquilo que o cliente queria, e com o preço das alterações, irá então ultrapassar o preço inicial do orçamento, o que vai bater à minha primeira questão que vos coloquei. Compreendo que são horas do meu trabalho que quero ver pagas no final, mas por outro lado, colocando-me do lado do cliente, também não gostaria de estar a pagar um trabalho que não está a ficar como queria... AINDA por outro lado, com os erros é que aprendemos :P são questões muito complicadas...Será melhor fazer então o orçamento dos 150€ e colocar como asterisco " + x€ por alteração? "Gostava de saber as vossas opiniões, pois estes são dois obstáculos com que me deparo com muita frequência...

Esta parte é complexa. Tu tens de te comprometer a apresentar por exemplo até 2 versões diferentes da peça e combinar também previamente um número fixo de revisões para a peça sendo que a partir desse ponto o cliente terá custos adicionais que também têm de estar previamente determinados na proposta.

A questão com os clientes, no que concerne a proposta fixa é simples na verdade: sermos sempre sérios e transparentes no processo e nunca falharmos para que o cliente também não tenha margem de erro. Ou seja, todas as situações que possam acontecer devem estar previstas na proposta para que em caso de dúvida possas indicar ao cliente as "regras do jogo" que ele previamente aceitou e assim ele não se sentir enganado.

Em relação ao valor hora, se tens pouca experiência, baixa-o e adiciona mais horas. Nunca dês um orçamento baseado no número de horas real, isso nunca acontece dessa forma. Se trabalhas, por exemplo, a 10€/hora e prevês 10 horas de trabalho para um determinado serviço de design, adiciona mais 30% de margem de segurança, ficando no total o orçamento neste exemplo a 130€ e não a 100€. O mais provável é demorares mesmo mais do que as 13 horas que estás a cobrar com o buffer, mas pelo menos o teu prejuízo será menor.
 
Não é. Se deste um orçamento fixo entregaste o ouro ao bandido. :) Não deves de facto alterar as regras do jogo a meio. Por norma, de uma proposta FIXA fazem parte os seguintes itens:

- Valor Fixo do Projecto
- Condições da Prestação do Serviço em que deves ter uma alíena que diga qualquer coisa como: na presente proposta estão incluídas até X versões diferentes da Peça Z sendo que cada proposta adicional requisitada tem o custo de Y.

Nunca trabalhar sem cobrar pelo menos de 30 a 50% antes do início dos trabalhos é uma regra de ouro a que deves manter-te fiel pois isso compromete-te a ti e sobretudo ao cliente que não deixará o processo parado a meio ou desaparecerá de um dia para o outro. Se o cliente recusar pagar essa percentagem antes do inicio do projecto não trabalhes simplesmente para ele pois esse cliente estará de má fé. Outra solução, que em Portugal tem muito pouco aceitação porque vivemos num mercado muito tradicional, é trabalhares à hora e não dares um orçamento mas sim uma estimativa de horas, sendo que depois fazes o relatório diariamente/semanalmente e vais facturando no decorrer do processo conforme combinares com o cliente.




Esta parte é complexa. Tu tens de te comprometer a apresentar por exemplo até 2 versões diferentes da peça e combinar também previamente um número fixo de revisões para a peça sendo que a partir desse ponto o cliente terá custos adicionais que também têm de estar previamente determinados na proposta.

A questão com os clientes, no que concerne a proposta fixa é simples na verdade: sermos sempre sérios e transparentes no processo e nunca falharmos para que o cliente também não tenha margem de erro. Ou seja, todas as situações que possam acontecer devem estar previstas na proposta para que em caso de dúvida possas indicar ao cliente as "regras do jogo" que ele previamente aceitou e assim ele não se sentir enganado.

Em relação ao valor hora, se tens pouca experiência, baixa-o e adiciona mais horas. Nunca dês um orçamento baseado no número de horas real, isso nunca acontece dessa forma. Se trabalhas, por exemplo, a 10€/hora e prevês 10 horas de trabalho para um determinado serviço de design, adiciona mais 30% de margem de segurança, ficando no total o orçamento neste exemplo a 130€ e não a 100€. O mais provável é demorares mesmo mais do que as 13 horas que estás a cobrar com o buffer, mas pelo menos o teu prejuízo será menor.


Vou ter isto em conta, michael c, obrigada pela ajuda. :)
É uma área muito complicada. Ainda há poucos dias fiz um orçamento a um cliente já tendo em conta margem de manobra e não me respondeu mais. Deve achar caríssimo 150€ por um logotipo... ;) (sem contar com estacionário, etc)
 

michael c

Power Member
Vou ter isto em conta, michael c, obrigada pela ajuda. :)
É uma área muito complicada. Ainda há poucos dias fiz um orçamento a um cliente já tendo em conta margem de manobra e não me respondeu mais. Deve achar caríssimo 150€ por um logotipo... ;) (sem contar com estacionário, etc)

De nada. Estamos a atravessar um momento complexo em que é preciso inteligência na abordagem das questões. Em todo o caso, 150€ por um logótipo, é oferecido numa bandeja, isto se for uma solução minimamente profissional. Isso são valores mesmo MUITO baixos. Se o cliente não respondeu é porque não valia a pena, não penses mais nisso. :D
 
De nada. Estamos a atravessar um momento complexo em que é preciso inteligência na abordagem das questões. Em todo o caso, 150€ por um logótipo, é oferecido numa bandeja, isto se for uma solução minimamente profissional. Isso são valores mesmo MUITO baixos. Se o cliente não respondeu é porque não valia a pena, não penses mais nisso. :D

A questão não é falta de profissionalismo, muito pelo contrário, mas acredita se com este preço só consigo dois ou três clientes e não consigo ter mais, se aumentasse não conseguiria mesmo nada... tendo em conta que entrei recentemente no mercado, não posso praticar o mesmo preço de quem já tem esta vida há 5, 10 anos :\
 

edusantos

Power Member
@dGi tens portfolio online? Behance por ex?

Trabalha bem o teu portfolio, empenha-te bastante, inicialmente se não tiveres clientes investe esse tempo a criares projectos pessoais para teres um portfolio mais sólido, com o tempo terás mais visibilidade, mais clientes e poderás ser mais rígida nos teus valores.
 

V1r7u4L

Power Member
Boa noite pessoal, alguém quer e consegue fazer uma carta de apresentação de uma empresa, mas uma coisa "em condições" com pés e cabeça?? Quem quiser fazer, basta me enviar orçamento por PM.

Obrigado, entretanto darei mais informações caso necessitem.
 
Boa noite

Tenho ainda pouca experiência na área do motion design, e os trabalhos que executei até agora foram em contexto académico, ou em contexto de estágios/contrato de trabalho.
Assim sendo gostaria que me aconselhassem a quanto devo pedir por uma animação de carácter mais infográfico, ou mesmo tipográfica, deste género, por exemplo: http://www.youtube.com/watch?v=Tbjpb1Z5XM4. Será que me podem indicar que valores pediriam?

No contacto com o cliente devo discriminar o preço por hora?
Ou tempo perdido em cada software? (AE, PS, AI, etc)
Ou apresento-lhe apenas o preço total por cerca de 2min de vídeo?

Obrigada desde já pelos possíveis conselhos :)
 

rodrigocampos

What is folding?
Boas, procuro um web designer para fazer uma site relacionado com surf e alojamento, o assunto é algo urgente visto que tem que ser feito muito antes do Verão.

Se pudessem recomendar alguém e o seu orçamento, eu agradecia.
 

Bunker1978

Power Member
Boas.

Preciso de alguem para fazer um site.
Não preciso de uma coisa muito complexa mas sim especifica.

Se recomendarem alguem agradecia, de preferência alguem que já tenha algum portfolio para cuscar.

Contactem por PM e enviem contacto de skype para falarmos melhor

Abraço!!!
 
Topo