1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Partições & Partições Lda

Discussão em 'Novidades GNU/Linux & *nix World' iniciada por VuDu, 24 de Abril de 2007. (Respostas: 9; Visualizações: 969)

  1. VuDu

    VuDu Power Member

    Boas,
    depois de ver pela net varias sugestões a apontar nesse caminho e querendo ter uma "home" partilhada com o XP decidi andar a mexer nas partições e deixar o disco catita :)
    Aproveitando o lançamento do feisty, instalava-o de raiz mas antes mudava as partições ao meu gosto.

    Idealmente passaria de:

    1 : 8Gb -> windows (ntfs/fat32)
    2 : 12Gb -> linux (ext3)
    3 :
    4 : 1Gb -> swap (swap)
    5 : MuitosGb -> data (fat32)

    para:

    1 : 64Mb -> grub (ext3)
    2 : 8Gb -> windows (ntfs/fat32)
    3 : 4Gb -> linux (ext3)
    4 :
    5 : 6Gb -> home/vudu (fat32)
    6 : 1Gb -> swap (swap)
    7 : MuitosGb -> data (fat32)

    Ficava com uma partição só para o grub, que facilita a vida se andarmos a formatar a / ainda queremos poder bootar para o windows.
    Ficava com uma partição para a home/vudu em fat32 para poder ter tralha partilhada sem andar com programas no windows para ler ext3.

    Teoricamente tudo muito bem o problema é que agora ele detecta-me o disco assim:
    Código:
    Disk /dev/sda: 60.0 GB, 60011642880 bytes
    255 heads, 63 sectors/track, 7296 cylinders
    Units = cylinders of 16065 * 512 = 8225280 bytes
    
       Device Boot      Start         End      Blocks   Id  System
    /dev/sda1   *           9        1052     8385930    c  W95 FAT32 (LBA)
    /dev/sda2               1           8       64228+  83  Linux
    /dev/sda3            1053        1575     4200997+  83  Linux
    /dev/sda4            1576        7296    45953932+   f  W95 Ext'd (LBA)
    /dev/sda5            1576        2480     7269381    b  W95 FAT32
    /dev/sda6            2481        2611     1052226   82  Linux swap / Solaris
    /dev/sda7            2612        7296    37632231    b  W95 FAT32
    
    Partition table entries are not in disk order
    Gostei do promenor da última linha... que não estão por ordem sei eu... :lol:
    Não é que isso "mate" ninguém, mas alguém conhece como mudar essa ordem? Queria ter os /dev/sdaX ordenados como estão no disco.

    Problema mesmo a serio tive com as permissões da /home/vudu, pelos vistos ele montou a minha home - tudo bem - mas deixou as permissões para o root, ou seja, login pelo gdm táké-tu!

    Solução: alterar a fstab...
    mas agora pergunto:
    - qual serão as definições predefinidas para por na fstab para uma partição só "minha";
    - será melhor montar lá a /home na partição com permissões genericas e depois ficar com todos os users lá dentro?
    - há alguma maneira de pela instalação do ubuntu ficar tudo a funcionar out-of-the-box? ou tenho de andar a configurar tudo à mão depois da instalação?

    Procura-se feedback :kfold:
     
    Última edição: 24 de Abril de 2007
  2. grafo

    grafo Folding Member

    nao precisas de particao para o grub, para teres o windows bootavel basta abrires o windows antes de formatares a particao do linux, carregar F8 logo no inicio, ligas com a command line e escreves FIXMBR... dpeois formatas a vontadinha.
     
  3. madskaddie

    madskaddie Power Member

    permissões-->

    Lança o liveCD do Ubuntu, monta a particao da home (isto se calhar é automatico) e

    $sudo chown user -R /dir/montada


    deve ser o suficiente.

    ATENÇÃO: as permissoes são guardadas como um inteiro (uid, gid) e nao como uma string. Por isso se o user A for 1000 no sitema anterior e agora B for 1000, entao a permissao é para o B.

    Em relaçao ao disco... nunca me passou... Já agora, quando tentei instalar um windows fora da primeira particao primaria (hda1/sda1) ele mandou-me dar uma volta e lá perdi eu tempo... por isso não sei se o que pretendes dá para fazer.

    Ter uma particao /boot é bom para ela não ser montada automaticamente (acho que o gentoo faz isso por defeito). Julgo ser mais uma não automatização para evitar trabalhos com alguns intrusos. Não esquecer que as imagens do kernel ultimamente têm ido para lá... over safety measures, i guess

    Outro ponto onde não tenho certeza mas ouvi umas dicas: para computadores onde a swap seja utilizada verdadeiramente (não comparemos com windows que é desleal ;) ), convem ter a particao swap mais ao centro (por tanto nos primeiros sectores) para ter tempos de acesso menores. Ainda não percebi a física deste argumento (dimensões menores?? uma zona central é sempre mais curta que uma periférica, mas o disco não roda com velocidade angular constante??)... por isso se alguém souber alguma coisa sobre isto, que diga de sua justica
     
  4. sdvferreira

    sdvferreira Power Member

    viva, eu penso que consegues fazer isso automaticamente com o gnome particion editor...

    download






    [​IMG]



    [​IMG]


    [​IMG]
     
  5. VuDu

    VuDu Power Member

    Dessa maneira, não é preciso repetir isso a cada reboot?


    Agora que criei a partição de boot e uma vez que quando usava gentoo (e julgo que fedora tb) já tinha as particoes assim, quero mesmo continuar a usar este esquema.
    O que me chateia é saber se valerá ou não a pena usar a tal partição para a home e como é que deve de ser usada.
    Pensei que o Ubuntu reconhecesse automaticamete a partição para a home (uma vez que não deve de ser nada de inedito) e tratasse das permissões automaticamente... :(

    Em relação ao Windows acho que basta ser uma partição primaria... como as 3 primeiras são primarias... e uma delas é a do windows não há prob. Mas se eu vir que há stress, quando formatar o windows da proxima vez, se for preciso troco a ordem com a do boot e fica a do windows em primeiro.
    A swap não me interessa, ela não tem quase actividade nenhuma, é praticamente só para o hibernate ;)
     
    Última edição: 24 de Abril de 2007
  6. madskaddie

    madskaddie Power Member

    Neps, isto é uma "técnica de reparação de estragos". É genérico e serve para (quase) tudo! Quando não dá ainda tens o chroot (consegues passar de uma instalacao para outra on the fly, mantendo o kernel)...grande ferramenta! Neste caso das permissões podes ter o problema que disse (então ao mudar de distro até dá dores de cabeça até um tipo se lembrar deste problema dos (uid,gid)'s ).

    No ubuntu, como em qualquer distro que ja experimentei, dá para configurar (nas configs manuais das particoes). Se não fizeste manualmente na instalacao, junta a linha ao fstab e está feito!

    Eu não tenho partição para "/home", mas se acontecer algum azar e tiver que formatar a particao "/" (no win nem pensava duas vezes: tinha e acabou)...goodbye data. A razao para nao ter é que estou cansado de faltar espaco e nunca tive nenhum azar.
    De resto, como gosto de experimentar uma distrozita de vez em quando tenho 2 particoes (grandes) para "brincar" (que uso tb para backups). Com isto quer dizer que divido o mal pelas aldeias.
     
    Última edição pelo moderador: 24 de Abril de 2007
  7. APLinhares

    APLinhares OpenSource Moderator
    Staff Member

    De facto tens partições a mais. Na pratica apenas precisas de / , /home (se kiseres teres sempre os ficheiros pessoais á parte, que eu aconselho) e o swap.
    Agora, as partições nunca são automaticamente reconhecidas, tens de adicionar, no caso do ubuntu, á unha. Mas nao custa nada editar o fstab e la as colocar, com os parâmetros default.
    Mas ha distros que, com 1 gui, as adicionas e seleccionas os parâmetros, mas sempre detecção manual (mas mudam as permissões).
     
  8. VuDu

    VuDu Power Member

    Bem, neste caso não considero que sejam a mais porque cada uma tem um proposito bem definido.
    Em relação à do boot, como já disse, quero ter a liberdade de poder mudar de distro, lixar a partição do linux, etc... sem me preocupar com fixmbrs e assim... já para não falar da vantagem de não ter de montar essa partição no arranque :) E como já falaram que há distros l33ts (aka gentoo) que funcionam assim por default, não vejo porque não poderei usar assim noutra distro.


    Em relação à home, quero ter dados partilhados com o Windows sem necessitar de tools externas para além de que formato a partição do Linux com alguma frequencia e assim não me tenho de preocupar com backups de .bashrc, profiles do firefox, etc...

    O meu problema terá sido, talvez, ter montado a partição em /home/username em vez de ter montado na /home. Nesse caso provavelmente já não teria estes problema, porque ao ser-me criada a pasta /home/username as permissões já ficariam correctas... isto sou eu a especular sobre o problema.

    Em relação ao que falaram, talvez não seria má a ideia de fazer da partição "grande" a minha home em vez de criar outra à parte, o problema é que tenho tralha "sagrada" nessa partição e não quero explo-la a pseudo-bugs do linux. Ainda à uns tempo, numa das betas do Feity, no nautilus, usando o teclado dava para apagar os ficheiros (sem mover para o Trash) sem qualquer pedido de confirmação. Já para não falar que o Trash do nautilus é inutil ao ponto de não sabermos de onde o ficheiro foi apagado e de poder fazer restauro a todos de uma maneira automatica.
     
    Última edição: 25 de Abril de 2007
  9. luder

    luder Power Member

    Também pensava assim, mas aparentemente o melhor é ter a swap no meio das outras partições. Na verdade, isto não deve ter assim muita importância, até porque depende da forma como os discos de cada fabricante funcionam...
     
  10. VuDu

    VuDu Power Member

    Basta usar um programa para monitorizar a utilização da swap para ver que nos sitemas de hoje em dia as teorias não servem de nada.

     

Partilhar esta Página