1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  1. O Perl é minha 'pseudo-linguagem' de eleição. Facil, rapido e muito «flexivel» em todas as plataformas de trabalho. Fiz daqui o meu santuário e 'per agros' na busca de informação.

    Fiz uma ferramenta para rede, que me permite fazer 'connect' a um skt de tcp á porta que quiser, posso fazer um linha de comandos e 'injectar' no skt, podendo ou não ter 'retorno' desse envio.
    Isto diz «algo» a mais alguém daqui? Ou nem por isso?

    Obrigado

    [email protected]
     
  2. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Perl não é uma pseudo-linguagem.
     
  3. spastikman

    spastikman Banido


    Acho que ele chamou-lhe pseudo-linguagem na medida em que é utilizada sem ser compilada, sendo interpretada.

    De qualquer modo, o que me parece que tenhas feito, é algo parecido com um cliente de telnet. Se assim é ... vale pela aprendizagem apenas :P
     
  4. Correcto e afirmativo, mas hoje em dia já se pode criar .executaveis sem levar tudo 'atrás' e sem o compilador presente, acho isto fabuloso (atenção não sou programador, apenas curioso)

    Esta necessidade surgiu aquando de um teste de fiabilidade, onde, após passado o 1º logon numa rede não existia mais nada, nem o 'help' de podia correr, apenas se tinha acesso a algumas 'paths' e pouco mais.
    Fazendo «perl -v» na 'shell' onde estava tinha lá o compilador presente, bastou algumas/muitas linhas de programação in-loco et voilá, já se podia seguir em frente num local onde nada parecia existir.
     
  5. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Bom, não sei se é isso que se ensina na escola hoje em dia, mas essa distinção é um perfeito disparate. Ainda mais hoje em dia, em que as linguagens de programação interpretadas - Perl, Python, Ruby, PHP - assumem uma importância e dimensão inquestionáveis - leia-se: contexto Web.

    E quando é que 'postas' o código? ou é 'closed-source'? :-)
     
  6. O código, sim claro. E »always open«
    Mas antes, será que me podes auxiliar nos seguintes pontos:
    - Expressões Regulares;
    .Interacção de texto 'dentro' de 'strings'
    .A função de 'split' em código pré-compilado em funções definidas

    Tenho dificuldades também, quando faço integração para objectos (em M$) usando o .vbs 'windows', faço uso do GDI, tudo isto em .pl tendo presente na maquina o compilador. Não uso para já os 'ports' nem .exe.

    Tenho por aqui feito, algumas 'sub::libs' simples e 'leves'. Tens alguma para troca?

    Obrigado

    [email protected]
     
    Última edição: 6 de Dezembro de 2007
  7. inginheiiro

    inginheiiro Power Member

    que duvidas tens em regexp?

    Windows GDI usa o Perl::Win32 (Activestate obviamente)
    http://tiger.la.asu.edu/Quick_Ref/PerlWin32_quickref.pdf

    trocar libs? :) , usa o cpan

    /ing
     
  8. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Chuta!

    Err.... neste campo não jogo... windows não é comigo, sorry.
     

Partilhar esta Página