1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. COVID-19 Mantenham-se seguros: Pratiquem distanciamento físico de 2 metros. Lavem as mãos. Usem máscara.
    Informação sobre COVID-19. Ajuda a combater o COVID-19 com o [email protected] e com o [email protected].
    Remover anúncio
  3. Informação: A partir das 00:30 (hora de Lisboa) desta Terça-feira, 24 de Novembro, o fórum e restantes sites da ZWAME (Comparador, Jogos, Portal, etc) estarão inacessíveis por alguns minutos.
    Se necessário faremos actualizações via Twitter e Facebook.
    Remover anúncio

Pessoal das consultoras - ajuda please!

Discussão em 'Programação' iniciada por morb, 17 de Novembro de 2020 às 17:57. (Respostas: 11; Visualizações: 603)

  1. Boas,

    Com certeza teremos aqui muito pessoal a trabalhar para empresas consultoras de IT. Eu tenciono criar um website com uma função bastante inovadora e com um UX/UI lindo de morrer, naturalmente vou precisar de recorrer a uma consultora para me criar essa plataforma.
    No entanto, eu já considerava criar a minha própria empresa de consultoria em IT recrutando assim especialistas na área, sendo que parte da equipa iria trabalhar nessa plataforma que eu referi acima e outra parte iria estar alocada a clientes externos.

    Ora, eu sei que PT está inundado dessas consultoras do tipo Altran, Bold, Habber, Aubay, Olisipo, etc.

    No entanto, sei que os salários são bastante baixos, e tendo eu vivido e trabalhado no UK, tenho outra mentalidade, sempre fui bem remunerado lá e sempre fui mais produtivo, e o que eu pretendo fazer em PT seria manter essa cultura de motivação.
    A minha questão para vocês que trabalham nesse ambiente é: o que é que há para melhorar nesta área de consultoria?

    É que eu não pretendo fazer cold calling a vender serviços, prefiro tentar perceber primeiro com que problemas as empresas se deparam atualmente, e ficar-vos-ia agradecido se pudessem partilhar as vossas experiências.

    Thanks
     
  2. ThePlague92

    ThePlague92 Power Member

    Se vais abrir uma consultora, não vais conseguir melhorar (ou melhorar tudo, vá) o que elas têm a melhorar.

    Se calhar convém começares por fazer pequenas coisas de forma diferente e depois então, quando tiveres a empresa estabelecida e margem de manobra, começas a melhorar verdadeiramente as coisas.
     
  3. Pequenas coisas tais como...?
     
  4. Ace-_Ventura

    Ace-_Ventura Power Member

    morb estás a confundir consultoria com outsourcing (sim, eles gostam de se chamar consultoras eu sei).
    O que falas já existe há muitos anos. São as empresas de projetos chave na mão ou que enviam 1 equipa inteira para o cliente para vários projetos.
     
  5. ThePlague92

    ThePlague92 Power Member

    Um dos principais problemas das consultoras (e nem falo da parte de outsourcing) é o balanço entre vida profissional e vida pessoal. Como tens de entregar o projecto na data combinada com o cliente, e essa data nunca é muito realista, já se sabe que horas extra vão ser exigidas. Ora, isto é algo que acontece, mas muitas empresas tentam não pagar as horas e nem sequer dão dias extra de folga. Melhora isso, por exemplo. Ou pagas as horas/dás dias extra de férias ou então acorda datas realistas com os clientes, que tenham margem de manobra caso surjam problemas ao longo do desenvolvimento (problemas normais, claro, não uma catástrofe).

    Sê logo "remote friendly". Eu sei que agora se tem de trabalhar remotamente mas continuam a haver muitas empresas que mesmo assim não têm boas estratégias implementadas para lidar com isto.

    Evita esquemas de ajudas de custo e derivados só para subir o salário líquido e tenta pagar tudo no bruto.

    Dá aumentos sem as pessoas terem de fazer "chantagem" e sem esperar pelas avaliações anuais. Se um trabalhador teu demonstrou capacidade, qualidades e empenho acima da média então merece ser recompensado no curto prazo, não é esperar pela avaliação anual, que pode estar bem longe, para o aumentar. E dá aumentos de jeito, já agora.

    E por fim, não tenhas outsourcing, sê consultora mesmo consultora.

    Estas seriam algumas das coisas em que eu, se abrisse uma empresa, tentaria ser diferente para melhor.

    Edit: Eu até tentaria fazer algo que poderia trazer grandes benefícios, que era ter semanas de apenas 35 horas semanais. Ou então fazer como a Holanda e deixar o pessoal trabalhar 32h ou 36h ou 40h semanais, havendo ajustes salariais, claro.
     
    Última edição: 18 de Novembro de 2020 às 19:25
  6. Mr Correia

    Mr Correia Power Member

    O problema é que assim não consegues ganhar projectos porque o cliente vai escolher outras consultoras que saem mais baratas (porque já estão a contar com extra time não pago da parte dos consultoras, entre outros). É um problema do sistema e não há muito que se possa fazer.
     
  7. ThePlague92

    ThePlague92 Power Member

    Aí tens razão, mas podes tentar ter uma carteira de clientes que tenha uma mentalidade diferente. Ou que paguem as horas extra ou que tenham noção dos prazos e não metam prazos super-curtos.
     
  8. Obrigado pelas opiniões.
    Relativamente às condições para os "consultores" eu sei o que fazer já que tenho uma mentalidade mais "nórdica". Já agora, aproveito para dizer que o meu target será o mercado internacional. No entanto, os desafios das empresas clientes cá em PT devem ser semelhantes e eu estava a tentar perceber se mais uma empresa de outsourcing/consultoria faria sentido de forma a resolver problemas que outros não conseguem, por exemplo em termos de cibersegurança. Só quem trabalha na área saberá melhor, daí eu ter perguntado.
     
  9. ThePlague92

    ThePlague92 Power Member

    Meteres-te em cibersegurança logo de início não me parece boa ideia. É uma área para a qual precisas de boas pessoas e tens muita concorrência já. E se algo corre mal pode destruir-te a reputação da empresa. Além disso, não há nenhum problema que outros não consigam resolver, acredita. Se te queres destacar da concorrência tens de o fazer de outras formas e não pensando que só tu consegues resolver aquilo.

    Em relação a quereres estar focado no mercado internacional, lembra-te do porquê de as empresas contratarem consultoras em Portugal e que mesmo assim vais ter de lutar para dar aos teus trabalhadores uma boa relação entre vida pessoal e profissional.

    Resumindo, vai ter muitos desafios pela frente e muitas das coisas que queres implementar (até das que eu disse) não serão possíveis ao início, mas tens de tentar fazer o melhor para dar logo boas condições de início e, isto é o mais importante, é melhorar sempre as condições com o passar do tempo, porque muitas empresas ao início andam com a lengalenga do "Ai e tal, temos de fazer horas a mais porque precisamos de fidelizar os clientes, mas isto depois muda" e nunca muda.

    Boa sorte.
     
  10. Porque é que as empresas estrangeiras contratam serviços em Portugal? Baixo custo, é isso?
     
  11. ThePlague92

    ThePlague92 Power Member

    Óbvio. Custos mais baixos, habituados a fazer horas extra sem sermos pagos, falamos bem inglês, uma boa relação qualidade/preço.

    Imagina que moravas num país nórdico e estavas a começar uma empresa e tinhas pouco capital disponível. Se calhar contratavas 2 ou 3 devs lá e depois o resto era de uma consultora de um país em que os salário fossem muito mais baixos e as horas extra não fossem pagas e derivados.

    Resumindo, nós somos a Índia da Europa para países como esses, é isto que temos de perceber, infelizmente.
     
  12. Bem, a nossa cultura laboral favorece de facto os empregadores. Por isso mesmo eu não quero ser empregado por conta de outrém em PT. Aliás, cá só tive más experiências e no UK sempre fui bem tratado, não precisei de recorrer a práticas de bajulação para subir na carreira.

    Obrigado pelo vosso feedback. Assim tenho uma noção do que precisa de ser melhorado a nível de condições para os "consultores".