1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. Encontrem os preços mais baratos dos componentes no Comparador ZWAME. Partilhem o link nas sugestões que apresentam.
    Remover anúncio

Portáteis para a escola até 1000€

Discussão em 'Aquisições/Upgrades Portáteis' iniciada por jncevcosta, 2 de Setembro de 2007. (Respostas: 1; Visualizações: 831)

  1. jncevcosta

    jncevcosta Power Member

    Boas!
    Já que anda aqui muita gente que quer comprar um portátil para a escola, aqui vai uma pequena review de várias máquina até 1000€, disponibilizada pela Exame Informática deste mês!

    LG R405-GP17P (899€)
    É de louvar a opção da LG no que toca ao ecrã: a diagonal de 14.1" é mais do que suficiente para uma resolução de 1280x800 pixeis. É um formato que permite um bom equilibrio entre dimensão do portátil e ergonomia do ecrã. Uma boa solução para quem procura um portátil muito economico para ser utilizado sobretudo em cima de uma secretária, mas que ainda assim sse preocupa com a mobilidade. E, nestee aspecto, as más quatro horas de autonomia são muito bem-vindas. No que a duração da bateria diz respeito, o R405-GP17P deixa a restante concorrência directa a léguas. E grande parte desta vantagem deve-se à inclusão da tecnologia TurboMemory (1Gb), que permite diminuir o tempo de funcionamento do disco rigido, poupando assim a bateria. E tem outra grande vantagem: diminui significativamente, em parte, o facto desta máquina ser fornecida com apenas 1GB de RAM.
    Aspectos como a configuração bem equilibrada para o público a que se destina, o design cuidado, a esgonomia acima da média e o baixo preço garantem a esta máquina uma excelente relação qualidade/preço.

    TOSHIBA SATELLITE A200-1BQ (999€)
    Apesar de ser um portátil de menos de 1000€, a qualidade de construção a que a Toshiba já nos habituou salta à vista. Muito provavelmente é aquele que tem o design mais apelativo e consensual do grupo. O sistema de dobradiça, os altifalantes estilizados, o tom cinza do teclado, os leds informativos, o azul escuro de alto brilho na parte posterior do ecrã... O que não faltam são apontamentos estéticos que fazem a diferença.
    Apesar de não utilizar a mais recente plataforma da Intel (Santa Rosa), o desempenho está entre os melhores do grupo. O controlador gráfico Geforce FX Go 7300 não permite aventuras nos jogos 3D, mas sempre oferece mais qualquer coisa do que os controladores gráfico
    s integrados da Intel, nem que seja na reprodução de video. E, é claro, permite acelerar convenientemente a interface g´rafica Aero. Os 2GB de RAM melhoram substancialmente a experiência Vista. Os utilitários de configuração e controlo da Toshiba serão uma ajuda preciosa para os utilizadores menos experientes e mesmo os utilizadores mais avançados gostarãode tirar partido dos atalhos do touchpad dual mode.

    ASUS A8HE-4PO88E (899€)
    Um portátil sólido e relativamente leve considerando a concorrência. No entanto, a parte superior do portátil (o lado posterior do ecrã) é propensa a riscos. Este Asus utiliza um dos novos Pentium Dual Core, que não são mais do que versões do Core 2 Duo mais económicas e "castradas" de algumas tecnologias. Por exemplo, o front side bus (FSB) é de 533 MHz, ao invés de 667 MHz ou 800MHz, e a memória cache é de apenas 1MB, ao invés de 2 MB ou 4 MB. Não é, portanto, um processador poderoso. A baixa frequência do FSB tem consequências sobretudo sobre o desempenho da memória.
    Pela positiva, este é um dos portáteis mais frescos do grupo, especialmente ao nivel dos apoios para os pulsos. O teclado e o touchpad têm uma ergonomia acima da média e o ecrã permite imagens de elevada qualidade. O gravador de DVD integrado suporta tecnologia Lightscribe.

    INSYS 6154SU T5 (999€)
    Como limitar o desempenho e a autonomia de um portátil equipado com um processador Intel Core 2 Duo? Fácil, é só monta-lo sobre uma plataforma tecnologicamente ultrapassada. É o que infelizmente, acontece com esta máquina da Inforlândia. O processador até é bom para a categoria, mas o chipset da VIA deixa muito, mas mesmo muito a desejar.
    Logo para começar, a plataforma nem suporta memória em duplo canal. Apesar de o controlador gráfico ser melhor do que uma solução integrada pura, assistimos a constantes bloqueios nos jogos mais exigentes. Nem foi possivel levar o 3D Mark 2006 até ao fim. O chassis da máquina tem uma qualidade percepcionada sofrivel, o calor emanado pelo dissipador traseiro chega a queimar... enfim, razão de sobra para chumbar esta máquina. Salva-se o disco rígido, que além de muito espaço demonstrou ser rápido e a qualidade da webcam integrada, capaz de produzir boas imagens.

    INMOVE WFL91 (999€)
    Mais um portátil com TurboMemory, mais um portátil que conseguiu ultrapassar as 4 horas no teste de autonomia. De facto, as vantagens desta tecnologia quando aplicadas aos notebooks, são tão evidentes que não só não percebemos porque é que mais fabricantes não a utilizam.
    O design "quadradão" e a fraca qualidade aparente do chassis são duas características que não ajudam a vender este produto e transmitem claramente a mensagem que estamos perante uma máquina "barata". Por outro lado, a utilização da tecnologia mais sofisticada disponivel no mercado, nomeadamente da plataforma Intel santa Rosa, onde nem falta o controlador Wireless 4965GN (Draft n), torna o Inmove WFL91 interessante para aquele que procuram a última tecnologia, mas que não podem pagar o preço dos modelos de topo.
    Partilha com o clasus a utilização do CPU mais poderoso deste da memória e de uma maior qualidade do chassis, fazem com que esta máquina seja desequilibrada.

    MSI M673-042PT (899€)
    O único representante das cores da AMD neste teste. Estranho se considerarmos que esta +e uma categoria de baixo preço, onde a AMD é muito competitiva. Sinal clarode poderio da Intel no mercado português. A MSI preferiu distribuir os "ovos por vários cestos" ao invés de gastar grande parte do orçamento no CPU. Em principio, esta é uma boa forma de fazer as coisas. E é também a razão pela qual este é o único portátil deste grupo capaz de correr jogos recentes, nem que seja a resoluções baixas. O dinheiro poupado no CPU permite montar uma placa gráfica melhor, uma Geforce GO 7400. E não são só os gráficos que estão à responsabilidade da Nvidia. Também o chipset é fornecido por este fabricante.
    O design não impressiona, mas também não compromete. É um portátil sóbrio e sólido q.b.. A inclusão de um teclado numérico completo é util e só foi possivel porque a MSI aproveitou toda a área disponivel - o telcado vai até aos limites do chassis. No global, um portátil bem equipado para o preço pedido - nem falta uma porta DVI.

    CLASUS BALANCE SR-256 (999€)
    o chassis e os compnentes deste notebook são muito semelhantes aos utilizados no Invove WFL91. Até os botões de atalho junto ao teclado e o botão activar/desactivar o controlador de redes sem fios são semelhantes. Como o Inmove, este Clasus tem a vantagem de ser um "Santa Rosa", o que lhe dá maior longevidade. Nem, falta o controlador de redes wireless draft N, que, em principio, permite uma maoir largura de banda e um maior raio de alcance. Uma análise mais atenta revela que o fabricante dos barebones é o mesmo. No entanto, há diferenças favoráveis ao modelo utilizado neste Clasus, nomeadamente a saída de TV, a webcam integrada, a ranhura ExpressCard e, mais importante, a qualidade de construção. Aliás, a simples utilização do preto ao invés do cinza para o plástico em redor do teclado é suficiente para melhorar o design da máquina. Como seria de esperar considerando as caracteristicas ja enunciadas, a autonomia da bateria é boa. O facto de utilizar apenas 1 único módulo de memória significa que o sistema não tira partido do desempenho acrescido do sistema de duplo canal. Por outro lado, esta opção facilita a adição de mais RAM, porque um dos dois slots es´ta livre.


    Espero que estas reviews possam ajudar em alguma coisa. Volto a repetir que estas reviews foram disponibilizadas pela revista Exame Informática deste mês.


    Fiquem bem

    jncevcosta
     
  2. Nukke

    Nukke Power Member

    Não têm classificações aos portáteis nem conclusão?

    Enfim, as reviews dão sempre jeito, mas é uma vergonha como a EI tem acesso a estas máquinas e me faz estas reviews para putos de 10 anos. Eu tinha vergonha. Ainda assim, obrigado pela review jncevcosta.

    Nukke.
     

Partilhar esta Página