1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. Encontrem os preços mais baratos dos componentes no Comparador ZWAME. Partilhem o link nas sugestões que apresentam.
    Remover anúncio

Poupe até 250€ na compra do seu Portátil (IRS)

Discussão em 'Aquisições/Upgrades Portáteis' iniciada por Amesterdamer, 1 de Agosto de 2007. (Respostas: 40; Visualizações: 7495)

  1. Amesterdamer

    Amesterdamer Power Member

    Como quem compra um portatil compra um Computador completo, fica logo com direito a abater no IRS do ano corrente à compra tendo retorno de 250€ na compra do portátil. Muita gente desconheçe este decreto lei e o povinho continua sem saber. Fiz a minha parte em divulgar... se se justificar podiam ponderar em deixar isto em sticky pois assim a mensagem passa muito facilmente.

    aqui fica:

    [​IMG]

    http://www.dgo.pt/oe/2006/Proposta/Lei/Lei-2006.pdf
     
  2. Amesterdamer

    Amesterdamer Power Member

    Ontem comprei o meu portátil (HP dv9575ep) na suprides e fiquei "contente" por nem sido sequer necessário dizer para adicionar na factura "Uso pessoal". Já estava na factura e assim simplifica tudo para todos...

    Ou seja, paguei 1329€ pelo portatil, em 2008 vou ter retoma de 250€ em IRS ficando o portátil com o preço final (real) de 1079€

    Cheers
     
  3. Kity

    Kity Power Member

    Boas,

    Eu por acaso ja sabia disso, pois na ***** quando comprei um portátil para a minha amiga eles disseram logo que teria direito a isso.:)

    Boa iniciativa em colocares aqui para o pessoal saber:)
     
  4. Amesterdamer

    Amesterdamer Power Member

    Acho que devia ficar em sticky independente do número de comentários que receba, penso eu de que.... :P
     
  5. luikki

    luikki Power Member

    é um tema já com barbas.....
    e é uma medida ilusória...ninguém vai ter uma "retoma2 de 250 € no irs, exactamente da mesma forma que não recupera as verbas que dispende com saúde ou com educação.....
     
  6. Amesterdamer

    Amesterdamer Power Member

    Uma coisa é certa, ser declarado no IRS mal não vai fazer, e vai entrar nas contas e penso que esses 250€ funcionam a nosso favor. Depois depende do que cada um declara... pq impostos todos pagamaos
     
  7. N1ZN

    N1ZN Power Member

    Não é ilusório. Eu meti a minha máquina digital no IRS, na parte do material informático, e dos €198 que ela me custou, devolveram-me €150.

    Além disso não é retoma de €250, podes é meter até €250 para retoma, o que é diferente.
     
  8. PuNiShEr

    PuNiShEr [email protected] Member

    Tenho vindo sempre a usufruir desta "benece" no irs, sempre é melhor declarar do q não declarar neh?! sempre sao 250€ bem vindos...

    Cumps
     
  9. quero_um_nick

    quero_um_nick Power Member

    c) Que o sujeito passivo ou qualquer outro membro do seu agregado familiar frequente qualquer nível de ensino;

    Isto é que me mete confusão... se não estivermos a estudar(nem ninguém da família) não temos direito ao retorno no IRS?
     
  10. camadas

    camadas Power Member

    Acho que é claro o que diz, se não estas a estudar ou qualquer membro do teu agregado familiar não tens direito a tal coisa.

    Cumprimentos
     
  11. IndridC

    IndridC Power Member

    Viva,
    já agr os meus parabens pela intenção em divulgar isto!!!

    A minha duvida é: eu estou agr a estagiar... e já descontei para o irs.... no próximo ano tenho de fazer entregar a declaração, ou ainda estarei agregado aos meus pais? (cm ainda vou ser estudante pro ano..... posso estar ligado a eles ainda)

    é que cm é preciso a factura em nome da pessoa que vai meter pro irs preciso de saber se a factura virá em meu nome, ou dele :P

    Eventualmente pode sempre vir em nome dele.... se nao declarar eu pode declarar ele, a minha duvida está é que cm ele tem rendimentos mto superiores aos meus (cm é normal :P) nao receba esse dinheiro do irs (ou receba menos do que se fosse eu a declarar).
     
  12. filipemigueldia

    filipemigueldia Power Member

    Mais uma vez, um tópico informativo e interessante. Desde há um tempo pra cá, qd pensei em comprar portátil tenho-me informado sobre este assunto. Creio que começa a ser do conhecimento geral esta política do governo/estado.

    Agora, o q acho q falta é as próprias lojas alertarem para o caso, pq as pessoas nem se lembram de pedir pra por a expressão "para uso pessoal" qd chega a hora de pedir factura.

    Foi com algum agrado q na minha pesquisa por um portátil fui dar a uma loja, a *****, e no seu site tem lá um tópico mesmo a alertar para isto, a cena do "uso pessoal" para efeitos de dedução no IRS.
    Pelos vistos na Suprides tb já fazem isso. Era de bom senso todas as lojas fazerem tal coisa. Iria ajudar os compradores e como tal todos os contribuintes.

    Para a frente com a política de avisar sobre o serviço...

    I rest my case...
     
  13. karlitos

    karlitos Power Member

    podes fazer irs com os teus pais até ao fim da vida, entras como dependente e apresentas os teus rendimentos, pode é chegar a uma altura que nao compensa fazer IRS em conjunto devido ao montante dos rendimentos.
     
  14. Amy

    Amy Power Member

    Vou usar esta thread para não abrir outra.

    Quem comprou um portátil e meteu no IRS teve mesmo uma retoma de 250€?
     
    Última edição: 19 de Setembro de 2008
  15. N1ZN

    N1ZN Power Member

    Eu meti e não recebi nada, acho que é só para estudantes. O que é estranho, porque no ano anterior tinha posto a máquina digital e recebi.

    Provavelmente este ano não passou...
     
  16. Amy

    Amy Power Member


    Sim sim, é verdade, lá diz que alguém no agregado tem de frequentar qualquer nível de ensino.
     
  17. XpiritO

    XpiritO Power Member

    Só podes usufruir dessa "benece" uma única vez entre os anos de 2005, 2006, 2007 e 2008. Portanto não faz sentido dizeres que «tens vindo a usufruir», porque de facto só podes usufruir por 1 (uma) vez.

    Não tenho 100% certeza disto, mas estou em crer que apenas é dedutível à colecta a despesa realizada com computadores (desktop ou portáteis) e periféricos (impressoras, colunas de som, monitores, etc). Julgo que as máquinas fotográficas (ou de filmar) não estão abrangidas por este artigo, não sendo, por isso, passíveis de dedução.
     
  18. GtAkReYz

    GtAkReYz Power Member

    Ainda não estou completamente dentro do assunto, este é o meu segundo ano como contribuinte e ainda estou a tentar perceber os meandros da coisa.

    No entanto, posso desde já garantir que não se recebem 250€ na compra de computadores. O que acontece é que, no caso de haver alguém no agregado que estude, pode-se descontar 50% dos custos de aquisição (até 250€) aos rendimentos auferidos. Depois, com base nesses rendimentos já descontados desse valor é que é calculado o IRS, e paga-se (ou recebe-se...) os impostos respectivos sobre esses rendimentos.

    Portanto, a única coisa que muda é que é como se o contribuinte tivesse recebido menos 250€ de rendimentos naquele ano (porque os reinvestiu no computador), não tem que declarar tantos rendimentos, por isso paga menos imposto.

    Muito simplificadamente (estes valores não são para ser levados a sério), se uma pessoa tiver 10.000€ de rendimentos no ano, descontando 250€, fica com 9.750€ de rendimentos tributáveis. Supondo que o IRS tira por exemplo 10% (valor totalmente ao calhas!), se dantes teria que pagar 1000€ de IRS, com o desconto passa a pagar "apenas" 975€. Ou seja, na verdade só poupou 25€ e não 250€.

    Por isso, não se deixem iludir pelos "250€ de poupança" e não gastem mais na expectativa de os receber de volta!
     
  19. N1ZN

    N1ZN Power Member

    Eu também tinha essa ideia, mas posso garantir-te que aconteceu assim. Fiz a simulação no simulador de IRS, com a máquina e sem a máquina. Ia receber mais cento e tal euros se colocasse a máquina nesse campo. Arrisquei, coloquei e pagaram-me esse valor. Isto nos rendimentos de 2006.

    Nos rendimentos de 2007 coloquei o portátil e nada, nem um cêntimo.
     
  20. IndridC

    IndridC Power Member

    WTF?????

    Tão simples quanto isto:
    Fazem as continhas todas. Há duas hipoteses, ou recebem X ou vão pagar Y. Depois é só somar 50% do valor do computador até um máximo de 250 (ou seja 500€ de valor do computador) ao X ou Y. Se forem receber vão receber mais 50%, se forem pagar, pagam menos 50% (que é o equivalente a receber o dinheiro....)

    Não há confusões..... Usem o simulador experimentem com diferentes valores de rendimentos (os que estão abrangidos nas condições do decreto de lei) que vão receber (ou deixar de pagar) 50% do computador.

    :P
    Eles não foram ver o teu processo....
    Se fosse iam pedir a factura do equipamento informático/computador.... não tinhas, não ias receber!!

    No Segundo ano já não recebeste nada porque já "tinhas recebido" no ano anterior.
     
    Última edição: 19 de Setembro de 2008

Partilhar esta Página