1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Preciso de ajuda com esquema ADC!

Discussão em 'Electrónica' iniciada por ajp2000, 3 de Junho de 2009. (Respostas: 20; Visualizações: 5491)

  1. Boas!

    Alguém poderá da ruma ajuda?
    Vou tentar ser preciso no pedido. Preciso de esquema de um conversor ADC/ analógico digital.
    Que possa ler microamperes (de 0 a 200), numa porta RS232, paralela ou USB.
    Já experimentei um com o ADC 0804, mas só lê 0 a 5v.
    Se algum "crânio" tiver ideia de ajudar e se precisar de mais elementos eu esperarei.

    Cumprimentos e muito obrigado
     
  2. Tyran

    Tyran Power Member

    Queres um conversor analógico digital certo?

    Não estás meio confuso? Primeiro falas em amperes (corrente) depois já falas em volts (tensão)...
     

  3. Boas!

    Agradeço desde já qualquer ajuda, vou tentar ser mais preciso. Sou um mísero hobista da electrónica.
    Quando falei em corrente o que eu pretendo é o seguinte:
    Montei um simples "aparelho micro amperímetro" que com 12 voltes em serie permite ler a "energia" dos pontos de acupunctura;
    Quando falei em tensão, estava a referir-me ao adc0804 que tem uma entrada de 0 a 5 v e não consigo ler qualquer sinal (que vai de 0 200 micro amperes) no PC.
    Em primeiro lugar o meu conhecimento é muito reduzido, e não sei como resolver o problema.
    Há aparelhos no mercado que fazem isto mas custam 400, 500, ... euros.
    Nota: Estudo Medicina Chinesa e gostava de conseguir ligar ao computador, tenho o ficheiro em excel e também que me faça o programa.
    Obrigado.
     
  4. condde

    condde Power Member

    Boas!

    Numa cadeira da universidade, estou a fazer um voltímetro digital. Mas este tem que estar ligado a um microcontrolador, uma vez que os valores ( 0V a 5V ) que lemos "entram" pelo porto de entrada, são convertidos numa ADC igual à que referiste, são geridos e descodificados pelo microprocessador e depois "saem" para os leds por um porto de saída.
    O microcontrolador e os dados convertidos pela ADC são geridos e processados por software em C.
    Para ler correntes com esta configuração, bastava trocares umas linhas de código ao código do voltímetro.
    Caso esta configuração te interesse, posso te mandar o esquema completo e o código.

    Cumps!;)
     
  5. Boa Noite Amigo!

    Estou aberto a todas as ajudas, claro que espero essa tua colaboração e mais que possam aparecer de forma a eu resolver o meu problema.
    Um abraço e muito obrigado.[​IMG]
     
  6. condde

    condde Power Member

    Boas!!

    Aqui vai o esquema:

    [img=http://img20.imageshack.us/img20/6317/esquemag.th.jpg]


    Presentes neste esquema, para além de resistências e condensadores variados, encontram-se os seguintes circuitos integrados:
    Portas lógicas.:
    http://rapidshare.com/files/242243778/74LS32.pdf.html
    http://rapidshare.com/files/242245086/74LS04.pdf.html

    Porto de entrada.:
    http://rapidshare.com/files/242245842/74LS244.pdf.html

    Porto de saída.:
    http://rapidshare.com/files/242246181/74HCT374.pdf.html

    Descodificador de endereços.:
    http://rapidshare.com/files/242246703/74LS138.pdf.html

    Conversor analógico digital.:
    http://rapidshare.com/files/242247196/AC2-Adc0804.pdf.html

    Display de 7 segmentos.:
    http://rapidshare.com/files/242247934/LA-601.pdf.html

    MOSFETs.:
    http://rapidshare.com/files/242248364/VN2222L.pdf.html

    Este hardware foi montado numa breadboard e ligado a uma placa (DET186) fornecida pelo docente, através da ficha de ligação cuja representação se encontra no esquema.
    Esta placa, entre outros componentes, contém memória e o micro-controlador:

    http://rapidshare.com/files/242251397/80188.PDF.html


    Vou tentar explicar o funcionamento sucintamente.
    Numa primeira fase, utilizando o descodificador de endereços, atribuímos um endereço ao I/O e
    à memória. Depois o valor lido pela adc, entra no porto de entrada, vai para o barramento, chega ao processador, é gerido através de software e é mandado de volta para o barramento, desta vez para o porto de saída, já com o formato ajustado para visualização nos displays. Os mosfets estão lá, para ligar/desligar os leds. Alternadamente eles apresentam ou o número das unidades ou o das décimas.
    Em fases seguinte do trabalho, deixamos de usar o descodificador de endereços e passamos a utilizar as linhas PCSx que vêm do processador, deixando o mesmo gerir o endereçamento e simplificando o circuito.
    Depois fomos optimizando o sistema, diminuimos a taxa de refrescamento dos leds ( 25 vezes por minuto e já vemos os leds permanentemente acesos ), introduzimos interrupções para a adc sinalizar o processador aquando o final de conversão, etc.



    Para adaptares esta montagem para as tuas necessidades basta alterares o software, para em vez de imprimires tensões, imprimires correntes.

    Aqui vai uma imagem do circuito completo:

    [img=http://img132.imageshack.us/img132/2678/montagemt2comkit.th.jpg]

    Se ainda estiveres interessado nesta montagem, mais logo posso mandar-te o código em C.

    Espero poder ter ajudado!;)
    Cumps
     

  7. Boa Noite!
    Agradeço a tua pronta ajuda, já recolhi a informação toda.
    Será que não haverá outra "coisa" mais simples? Tal como disse no início, sou um hobista da electrónica, não sei se um amplificador que amplifique o sinal para o ADC conseguir ler, seria mais simples.
    de qualquer maneira os meus sinceros agradecimentos.

    Aqui vai o link de um comercial que deve ser bastante simples, este de ligar à porta USB.

    http://www.su-jok.eu/?device,6
     
  8. Jorge Candeias

    Jorge Candeias Power Member

    Um PIC18F4550 tem um core USB e um ADC dentro dele, mas tens de escrever o código para o CPU ler do ADC e enviar por USB, e tens de fazer um programa para o PC para ler da porta USB e mostrar o valor.

    Essa probe que mostraste ainda tem isolamento electrico entre a ponta e o circuito, isso faz-se com um Isolation amplifier (tipo um AD204JY)


    Cumps
     
  9. Amigo Jorge:

    Dá mais algumas indicações, o esquema para começar, pois o programa acho que tenho um amigo que me fará isso.
    Aguardo mais notícias.
    Cumps.
    O meu email: [email protected]
     
  10. elfo106

    elfo106 Power Member

    Boa noite, vi agora o teu problema e algumas das soluçoes apresentadas. Isto na eletrónica há imensas formas de se conseguir a mesma coisa, a que me pareceu mais simples e igualmente eficaz foi esta apresentada pelo Jorge Candeias, no entanto eu vejo aqui um problema que pode ser critico (por favor alguem me corrija se estiver a dizer bacurada), como pretendes ler variaçoes de tensao (sei que dizes corrente, mas eu acredito que estejas a fazer alguma confusao, por favor confirma bem se é tensao ou corrente que queres medir...) na ordem dos micro o adc da pic nao vai distinguir entre estar por exemplo nos 100uV e nos 200uV porque é uma grandeza tao pequena que para ela é igual, ou se nao for, o erro é grande. Vou tentar explicar melhor, as pics tem um pino de Vref que é a tensao de referencia para o ADC se seguir, uma especie de valor maximo esperado. No teu caso o ideal era por nesse Vref 200uV mas não me parece viavel porque nao conheço nenhuma forma de conseguir de forma +- precisa esse valor. Como isto te deve estar a fazer alguma confusao, vou tentar dar um exemplo bastante abstracto mas que te deve ajudar a compreender o que estou aqui a tentar dizer...imagina que existe uma regua gigante com 20KM, essa regua está marcada de km em km e tu poe la um objecto muito pequeno (por exemplo 10cm) e quers saber o comprimento desse objecto. Como a diferença de escalas é muito grande ficas sem saber o tamanho com precisao...tanto pode ter 5cm como 3m que tu com aquela tal "regua" nao consegues saber ao certo.

    Soluçao, a meu ver talves um amplificador operacional de instrumentaçao te deva ajudar, porque atribuis a um certo valor pequeno de entrada, um valor de saida maior, e dps sim, ligas á pic que falaram....por exemplo, 0v sao 0v de saida, e os 200uV sao 5v á saida, como a tensao é linear, se na saida tivers por exemplo 2.5v ker dizer que o teu aparelho está a enviar 100uV, numa grandeza d 0 a 5v a pic trabalha bem, basta pores os 5v no Vref que até facilita porque é a tensao de alimentaçao da pic e facilmente se arranja um regulador para isso.

    Desde ja peço desculpa pelo testamento :002: mas espero ter ajudado qualquer coisa, provavelmente ficast mais baralhado do que o que ja estavas, nao tenhas problemas em por as tuas duvidas, se o pessoal achar que pode ser uma opçao eu tento arranjar-te um esquema com isto e calcular valores para o teu uso.
     
  11. Jorge Candeias

    Jorge Candeias Power Member

    Essa parte da amplificação estava já a incluir no amplificador de isolamento, é um AMPOP, mas está isolado electricamente do resto do circuito. Se bem que 200µV... urghhhh parece-me demasiado pouco (amplificação de 70~90dB). Muito provavelmete teria que realizar filtros jeitosos para tirar o ruído (que deve ser mais forte que o sinal :P), especialmente os 50Hz da rede.

    Isto com estas coisas todas já não é simples, e muito menos encontras esquemas, terias que projectar um...


    Cumps
     
    Última edição: 13 de Junho de 2009
  12. elfo106

    elfo106 Power Member

    desculpa, nao percebi...50hz da rede?? é suposto estar ligado á rede? quanto ao amplificador de isolamento, nao conheço, podes explicar por alto como funciona? a principal confusao é como é que um amplificador está isolado do resto do circuito (neste caso pontas de acupunctura) e ao mesmo tempo, amplificar o sinal
     
  13. Jorge Candeias

    Jorge Candeias Power Member

    O amplificador de isolamento é um ampop, mas não é alimentado directamente. Lá dentro estão 2 minitransformadores com uma relação 1:1 (no caso de ser electromagnético, (pode ser óptico)) a separar as 2 partes do circuito:

    Num lado tens o ampop, uma ponte de diodos, e um modulador em amplitude;
    Do outro está um oscilador, e um desmodulador.

    O oscilador liga-se ao transformador 1 e do outro lado é rectificado, e o ampop é alimentado com essa tensão rectificada.

    A saída do ampop é modulada e o sinal resultante coloca-se no transformador 2, onde é desmodulado do outro lado (do lado onde se alimenta o circuito).

    As entradas de sinal do ampop são directas.


    O esquema interno do AD204JY:
    [​IMG]
    Não existe ligação electrica dum lado para o outro...
    _________

    Em relação aos 50Hz, existem em todo o lado (excepto na america que são 60...), e qualquer condutor que exista desprotegido (tipo o corpo humano) vai sofrer influência dele (e dos outros todos, mas os 50Hz é o ruido mais forte de todos). Se tu te ligares ao osciloscopio (LOOL) vai lá aparecer uma sinusoide de 50Hz em que a amplitude depende da corrente que circula nos fios à tua volta e da distancia entre corpo<->fios


    Cumps
     
    Última edição: 13 de Junho de 2009
  14. elfo106

    elfo106 Power Member

    esclarecido, obr. quanto aos 50hz...isso tudo se o aparelho der tiver que ser ligado á rede, se for a pilhas ou bateria esses problemas nao se poem
     
  15. Jorge Candeias

    Jorge Candeias Power Member

    Poem-se sim... O circuito até pode estar bem blindado, mas o corpo humano não... Vai levar com os 50Hz, e vão passar para o circuito, quando se tocarem.


    Cumps
     
  16. elfo106

    elfo106 Power Member

    facil, poe-se um "crocodilo" num dedo e liga-se á massa :002:
     
  17. Jorge Candeias

    Jorge Candeias Power Member

    Não chega. O corpo humano é muito resistivo. O crocodilo à massa só ia eliminar localmente o sinal da rede, a não ser que envolvas o sujeito numa malha de cobre e ligues então a malha à massa.


    Cumps
     
  18. elfo106

    elfo106 Power Member

    nao devia ser muito bonito de se ver :D, em relaçao ao amplificador isolador, consegue-se fazer como no de instrumentaçao, atravez de resistencias externas, determinar uma tensao de entrada uma saida com um valor á nossa escolha?
     
  19. Jorge Candeias

    Jorge Candeias Power Member

    Claro. Tirando a trapalhada dos isolamentos aquilo é um ampop normal. O de instrumentação é ligeiramente diferente...


    Cumps
     
  20. elfo106

    elfo106 Power Member

    tipo, penso que um ampop normal consegues é dizer o ganho, e nao atribuir valores de referencia...pode ate ser parecido mas nao é igual. o de instrumentaçao ja permite atribuir essas referencias, estou a falar bem?
     

Partilhar esta Página