1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

PRESS RELEASE: Parlamento português prepara independência do fornecedor em software

Discussão em 'Novidades GNU/Linux & *nix World' iniciada por rikhard.fsoss, 4 de Outubro de 2007. (Respostas: 18; Visualizações: 1051)

  1. rikhard.fsoss

    rikhard.fsoss Banido

    copy paste do http://blog.softwarelivre.sapo.pt/ mas a info é importante para Portugal e para quem gostaria como eu de ver o nosso país afirmar-se no mundo novamente, de desbravar caminho como à seculos atrás....infelizmente....não se tem visto nada disso e só uma subserviência cega ao sr bill gates.... vamos a ver...

    P.S. não sou do PCP, aliás neste momento já não acredito em nada que os pseudo-politicos dizem.

    Hoje, dia 4 de Outubro de 2007, pelas 15h será discutida e votada a proposta de resolução 227/X que aprova a iniciativa “Software Livre no Parlamento”, proposta pelo deputado Bruno Dias do grupo parlamentar do Partido Comunista Português. Apesar do seu nome, esta proposta de resolução apenas dá os primeiros passos que possibilitam uma migração para software livre, resolvendo alguns obstáculos que impediriam uma migração.
    Esta proposta apresenta um plano de alto-nível que permitirá avaliar as alternativas existentes de uma forma justa e equilibrada. A ser aprovada, toda a informação e documentação publicada na Assembleia da República estará acessível em formatos que seguem normas abertas. Isto significa que a Assembleia da República e os cidadãos que usam a informação deste órgão de soberania deixam de estar dependentes de um fornecedor específico para terem a garantia de que o documento que estão a ler corresponde ao que foi gravado.
    As outras medidas incluem a instalação de soluções de software livre em paralelo com as existentes de software proprietário, melhorando assim o suporte a normas abertas e a funcionalidade dos postos de trabalho. As
    pessoas não foram esquecidas, havendo a preocupação de preparar uma infraestrutura de formação para os utilizadores.
     
  2. LnxSlck

    LnxSlck Power Member

    Já não era sem tempo
     
  3. LinuxWarrior

    LinuxWarrior Power Member

    pois, o pior é que isto ainda falta ser aprovado...
     
  4. flsantos

    flsantos Power Member

    Já vem o Gates cá a Portugal outra vez...
     
  5. lothar_m

    lothar_m Power Member



    Note se que isto ainda é apenas uma proposta e que a respectiva aprovação não está garantida. Aliás, tendo em mente o vergonhoso beija mao dos nossos governantes aquando da recente passagem do bill gates por cá, temo que os lobbies instalados consigam bloquear esta proposta.
     
  6. LinuxWarrior

    LinuxWarrior Power Member

    E se tivermos em conta o que se passou em Portugal com o OOXML, em que o Istituto de Informatica, ou la como aquilo se chama é um organismo do estado... estamos mal...
     
  7. Gunn3r

    Gunn3r Power Member

    O que li disso é que quando foi a discussão/votação não havia ninguém da SUN, IBM, Novell e demais defensores do .ODF dentro da sala, porque e cito "não havia cadeiras disponíveis na sala."

    Que vergonha...
     
  8. Nomearod

    Nomearod Power Member

    Esperemos que seja aprovada. Mas também não acredito... Portugal tem muitas parcerias com a Microsoft, mas vamos ver...
     
  9. luikki

    luikki Power Member

    nem fadas ...nem pai natal... nem menino jesus ....
    a proposta é boa! mas, no rectângulo, os tubarõe$ go$tam muito do gate$...
    se não fosse assim, os táteis que o "engenheiro" finge que dá... viriam com outro tipo de software em lugar do m$...
     
  10. VuDu

    VuDu Power Member

    Já ha noticias dos resultados da votação da proposta?
     
  11. madskaddie

    madskaddie Power Member

    Vão alterar pontos, em nome da liberdade de escolha... ve-se mesmo que é para não usarem! Cada deputado que usasse win/office devia pagar a licença... em nome da justiça. A formação devia ser igual para ambos

    bastards!

    Situações como França/Itália estarão fora de questão...

    #EDIT: Não sei como ficou a parte mais importante: Disponibilização em odf de TODOS os documentos do parlamento mas parece-me pelo debate que não quiseraram eliminar e isso é bom ;)
     
    Última edição: 4 de Outubro de 2007
  12. SoundSurfer

    SoundSurfer Power Member

    Resta saber agora qual o "formato aberto" que querem usar para publicar o diário da república...

    PS: estou a ver que a maior parte das pessoas nem sequer leu o conteúdo da notícia.. típico.
     
  13. madskaddie

    madskaddie Power Member

    Resultados: quorum: 156; Aprovado por unanimidade mas **com alterações**
     
  14. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Isto vai lá... devagariiiiiiiinho... mas vai lá :-)

    Um exemplo do que deveria acabar imediatamente (se calhar até já está resolvido e eu estou a martelar no prego errado - se for o caso, pff digam-me): para fazer uma simulação online do IRS é (era?) preciso o IE. Quem decidiu que tinha de ser assim devia ser multado exemplarmente.
     
  15. [knap]

    [knap] Power Member

    Vai ser o OOXML. :D

    Ps: Não faço ideia.
     
  16. mundano

    mundano Power Member

    Para ser sincero a mim pouco ou nada me interessa o que eles usam no Parlamento.. O que me interessa é que as coisas funcionem..

    Agora, interessa-me que seja aprovada a parte que obriga à disponibilização da documentação em formatos abertos e standard. Isso aliás, já devia ser lei há muitos anos...


    Porque, a mim não me incomoda nada o que os outros usam ou deixam de usar, incomoda-me é que as pessoas produzam informação que deveria ser universal, mas não é só por causa de formatos proprietários...
     
  17. nuno_nunes

    nuno_nunes Power Member

    Que boa iniciativa por parte do governo...
     
  18. madskaddie

    madskaddie Power Member

    Governo???? wtf? Aqui a única coisa que o governo fez foi por os deputados do partido a queimar grande parte das coisas...
     
  19. rikhard.fsoss

    rikhard.fsoss Banido

    concordo contigo, o problema mesmo é que há demasiados interesses e a m$ está sempre pronta a aquecer as maoszinhas a esta gente, ainda por cima vem aí o frio ;)

    é autarcas que vão aos EUA, é vendedores de hardware que têm almoços e jantares em hotéis, como um um dia me disse qdo lhe perguntei pq não mostravam às pessoas o GNU/Linux, resposta "o linux não me paga fins de semana em hoteis de luxo".

    enfim,

    cumps,
     

Partilhar esta Página