1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Primeiro transístor híbrido

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por blastarr, 21 de Janeiro de 2006. (Respostas: 12; Visualizações: 1300)

  1. blastarr

    blastarr Power Member

  2. Sumerset

    Sumerset Power Member

    Old Things...

    No japão já conseguiram criar memórias numa unha morta e ler o conteudo da mesma. O desenvolvimento a seguir era fazer o mesmo mas numa unha que estivesse ainda viva.

    Já tou a ver as empresas com medo da espionagem industrial a obrigarem os empregados a cortarem as unhas e passa-las por um campo magnetico... :x2:
     
  3. blastarr

    blastarr Power Member

    Mais um desenvolvimento surpreendente nos nanotubos de carbono:
    http://nanotechwire.com/news.asp?nid=2821

    Um material quase sem resistência eléctrica, várias vezes mais forte do que diamante, mas muito mais maleável do que os plásticos...?

    Venha ele. :)
     
  4. LeeMan

    LeeMan Power Member

    é tudo muito bonito mas nunca demora menos de 10-15 anos a ser realmente aplicável...
     
  5. blastarr

    blastarr Power Member

    Pelo contrário.
    Se já estiveres a usar um monitor LCD de 6ª ou 7ª geração (com menos de 2 anos), é provável que já tenhas lá dentro alguma forma de nanotubos de carbono. :)
    Como é que achas que os tempos de resposta evoluíram tão rapidamente nos últimos 12 meses ? ;)
     
  6. LeeMan

    LeeMan Power Member

    Eu posso não entender nada de nanotubos de carbono mas iria jurar que os LCDs trabalham com cristais líquidos. E iria jurar ainda mais que o cristal líquido é que em última análise influencia a a velocidade de resposta do dispositivo...

    Mas já agora explica-me lá onde é que entram os nanotubos. Desconhecia totalmente que entravam em LCDs de 6º e 7º geração...
     
  7. blastarr

    blastarr Power Member

    E como é que os cristais líquidos produzem a imagem ? com uma matriz de transístores (o princípio é o mesmo das placas usadas em gráficas e motherboards, mas aqui são substituídas as placas opacas por materiais transparentes de polímeros + iluminação reflectida, e os transístores da matriz são fabricados com os mesmos equipamentos que já se usam para criar nanotubos de carbono (embora aínda só existam na forma convencional no mercado).

    LCD's totalmente em nanotubos de carbono, só em protótipos:

    http://news.com.com/Texas+company+demos+carbon+nanotube+TV/2100-1041_3-5853193.html

    http://www.eetimes.com/news/design/technology/showArticle.jhtml?articleID=169400773
     
  8. Tuaregue

    Tuaregue Power Member

    é pá eu sou um gajo da area da tecnologia, mas esta cena de nanotubos, nano robots, mete-me medo muito medo.
     
  9. LeeMan

    LeeMan Power Member

    Concluindo. Os LCDs de 6ª e 7º geração não têm nanotubos. Estamos de acordo até aqui? Não me conseguiste provar o contrário.

    Porque como funcionam o CLs e como são fabricados TFTs e até nanotubos isso eu sei.

    Só não sei em que medida o nanotubo está ligado ao tempo de resposta.

    Era isso que eu queria saber...
     
  10. blastarr

    blastarr Power Member

    Menos resistência eléctrica = menor tempo de latência durante a mudança de estado "On-Off" de cada pixel.

    E além disso, um LCD feito com nanotubos permite que a sua imagem seja visualizada de todos os ângulos, e não apenas num intervalo relativamente curto como os LCD's convencionais.
     
  11. LeeMan

    LeeMan Power Member

    Realmente li os artigos mas não vi nenhum esquema de funcionamento e como tal é dificil avançar muito...

    Em teoria a menor resitência reduz o threshold e por conseguinte a mudança de estado torna-se mais rápida. (Atenção q o Cristal líquido terá sempre um límite na velocidade em que muda de estado...)

    Na prática não "vejo" como os nanotubos podem fazer isso. Mas tb é improvavel que isso seja divulgado uma vez que entramos no segredo industrial. Por isso é q na net só se encontram artigos cientificos/ pedagógicos...
     
  12. Sumerset

    Sumerset Power Member


    Tens que te lembrar de uma coisa dizeres que pode ser visualizado de todos os angulos é falso nunca se irá atingir os 180º de visualização pelo simples facto de isso ser impossivel! Numa superficie plana a luz não poderia ser projectada paralelamente a partir da mesma superficie e é isso que os 180º significam.

    Além disso os desenvolvimentos nos tempos de resposta dos ultimos tempos têm apenas uma explicação refinamento nas tecnicas de fabrico dos transistores. Não existem nanotubos nenhuns aplicados nos TFTs de hoje. Só em prototipos tal como tu mostraste.

    O que eu realmente gostaria de ver era as promessas que fizeram sobre os TFTs de baixo consumo tempos de resposta melhores que CRTs e qualidades de imagem tb melhores finalmente cumpridas pq até agora vamos na 7,5 geração de TFT e de qualidade ainda não se viu nada... Só os consumos baixos mas nada do prometido pelos fabricantes. Já para não falar nos eternos problemas de DEAD PIXEL embora agora com os melhoramentos que introduziram já sejam menores... No entanto é sempre mau comprar um Benq 17" e passado 1 mês ver que se tem 4 DEAD PIXEL e descobrir que a Benq apenas troca monitores com mais de 7 DEAD PIXEL. Já vi isto acontecer a um cliente de uma loja que soube de tudo à minha frente...
     
  13. Zar0n

    Zar0n Power Member

    Só estão a evoluir com a ajuda de tecnicas manhosas k as x ate dão ruido no video, alem de k é so no GTG de resto ainda estão em mais de 20ms ás x 30ms ate par monitores bem recentes.
     

Partilhar esta Página