1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

programadores depois dos 30 estão normalmente a caminho da incineradora cerebral

Discussão em 'Programação' iniciada por Armadillo, 5 de Dezembro de 2007. (Respostas: 8; Visualizações: 1189)

  1. Armadillo

    Armadillo Folding Member

  2. HecKel

    HecKel The WORM

  3. Armadillo

    Armadillo Folding Member

    Na minha opiniao tudo depende das condiçoes de trabalho e do gosto que se tem a programar.
    Por exemplo, se tiver um bom gestor de projecto, muitos documentos com todas as especificaçoes do meu trabalho, se me derem espaço para a minha criatividade, uma cadeira Aeron ,2 monitores de 21", 3 paredes e 1 porta tou aqui pra durar.

    Nao peço mais nada...

    Por mais estupido q o trabalho seja, se a analise existir e tiver logica (parece q me estou a contradizer) a implementaçao torna-se muito facil.
     
  4. slack_guy

    slack_guy Power Member

    Tenho 37, programo desde os 17. Já devo estar dentro do caldeirão :-)
     
  5. NoMercy

    NoMercy Power Member

    Não :)
     
  6. EuCoRi

    EuCoRi Power Member

    Isso obviamente depende da pessoa e da carga de trabalho. O que preferem? Ganhar 1000€/mês a trabalhar 40 horas semanais ou ganhar 2500€ e estar a trabalhar todas as noites depois do jantar, incluindo aos sábados (excluindo as 50-60 horas semanais)?

    Enquanto o segundo tem a vantagem monetária também se trabalha o dobro. E acho que todos sabemos que criar programas complexos quando estamos esgotados, sem moral, e sem vontade a nossa produtividade cai a pique o que implica que o número de horas necessárias para acabar o dito projecto aumenta em flecha.

    Eu considero isto uma pessoa a caminho da incineradora cerebral, porque é uma questão de tempo até o corpo começar a quebrar.
     
  7. xupetas

    xupetas Banido

    direitos de autor sff pela frase senão chamo a asae e fecho esta merd* toda!!!!
     
  8. oscarolim

    oscarolim Power Member

    Temos comida po Natal :D

    Eu penso que depende muito do que fazemos.
    Ainda me falta 6 para ir po caldeirão, mas apesar de não querer deixar de programar tão cedo, também quero entrar por outras áreas (gestão de sistemas, redes). É preciso obviamente saber ponderar o que queremos da vida.
    Verdade seja dita, com 24 há dias em que apetece "partir esta m**** toda" :p, mas são dias ehehe
     
  9. Terrible_One

    Terrible_One Power Member

    Claro que não, existem empregos bem piores, olha os controladores aéreos, :joker:
     

Partilhar esta Página