1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

[Projecto] Impressora 3D RepRap Prusa

Discussão em 'Electrónica' iniciada por ajmartins, 15 de Março de 2013. (Respostas: 4522; Visualizações: 236107)

  1. Exhit

    Exhit Power Member

    Achei que esses vídeos fossem muito genéricos e não fazia ideia que pudessem ser usados para a ANET A8. Quando chegar a casa dou uma olhadela e se tiver dúvidas venho cá chatear :P. Agradeç

    Já agora, quais sãos os melhores CURA settings para a impressão de "tetos" ou "pontes"? Eu fiz uma peça (um Zip Toggle para malas: http://www.thingiverse.com/thing:1797006), a questão é que quando passa para a parte de cima da impressão, tem que fechar a caixa, aí começou a descambar um pouquinho (podia ter ficado BEM pior). Depois tive que pegar numa lima de corta unhas (aquelas coisas que ninguém usa) e desbastar manualmente o interior. Usei o High Profile (com LH 0.1 e 80% infill) deste vídeo:

    Recomendam mais LH? Eu acho que não, senão fica muito pesado e é pior para a impressão.
    Aumento a velocidade de alguma coisa? Acho que será por aqui, aumentando um pouco a velocidade.

    Quanto à minha experiência, já passei pelo seguinte:


    *Dia 1*
    1. Montagem: Das 17 horas até às 00 horas e 30 minutos. Mais ou menos 7 horas e 30 minutos de tempo de montagem.

    2. A PSU não andava a ligar. Quando desligava o cabo POWER da MAINBOARD, já ligava. Vou mas é dormir.


    *Dia 2*
    1. Acontece que de uma versão para outra, os gajos inverteram as polaridades na MAINBOARD e eu tinha as polaridades trocadas (segui os vídeos de instrução da versão errada).
    1. Um dos Zmotors andava a bloquear enquanto o outro continuava, fazendo com que todo o eixo X ficasse torto, naturalmente. Resolvi então refazer a colocação das Threaded Rods nesses motores, porque alturas diferentes podem criar ângulos diferentes e fazer com que um dos motores bloqueie e apertei ainda mais os parafusos. Também troquei os pins na mainboard Zmotor1 e Zmotor2, podia haver uma qualquer diferenciação. Nota: Z Post Fast não bloqueava, mas em imprimir eventualmente bloqueava. Que tilt -.-

    2. Ao trocar de filamentos, o plástico, ainda quente, bloqueou o Throattube (tinha feito pesquisa anteriormente para a troca de filamentos, mesmo assim aconteceu-me isto). Tentei várias vezes desbloquear com aquecimento do extruder, não resultou. Eram 22 horas e estava tudo fechado. Isto ainda me tirou umas horas de sono porque fiquei frustrado por não ter resolvido a questão prontamente -.-


    *Dia 3*
    Tive que ir comprar uma chave-inglesa (o meu primeiro DIY, não tenho ferramentas nenhumas :P), desapertar o Nozzle Head, retirar o Throattube, retirar o Throattube interior e, com as chaves hexagonais (a mais pequena que veio), desentupir o Throattube inteior. O pior disto tudo é que não coloquei o Throattube como estava antes e tive que voltar a fazer Leveling da Hotbed.
     
    Última edição: 9 de Janeiro de 2017
  2. jbaiao

    jbaiao Power Member

    Para quem está a iniciar este processo, é muito mau usarem filamento em cor branca.......
    Usem o preto para calibrações. É a cor pior em tudo, desde temperatura a falhas de layer, etc....
    Quando tiverem o preto a 95% de qualidade, tudo o resto é uma "palhinha".

    Alguns dos testes e afinações que estou a fazer, o que para mim ainda está a 90%.....

    [​IMG]
    [​IMG]
    [​IMG]

    Estas experiencias são feitas com variação de velocidades, temperaturas e retract.
    Relativamente ao software, testei o CURA, SIMPLIFY e SLIC3R e para mim o melhor de todos tem sido o SLIC3R.
    Com o SLIC3R tenho as paredes externas perfeitas e as velocidades altas (impresso a 60mm/s).
    Relativamente ao CURA e SIMPLIFY, acredito que seja falta de alguma afinação minha, mas nunca consegui bons resultados, quer na itopie como na hephestos.

    O único contra do SLIC3R é o tempo que leva no corte da peça, porque de resto a nível de menus e afinações é o mais completo.

    Aconselho também que nos primeiros passos optem apenas por um software, torna-se mais fácil perceberem as variáveis e respetivos resultados.
     
  3. jbaiao

    jbaiao Power Member

    Para o amigos que andam às voltas de esquemas dos mosfet.
    Deixo aqui o esquema feito por mim que utilizei para fazer a placa:

    [​IMG]

    Resultado:

    [​IMG]

    Aconselho a reforçarem as pistas, nesta placa usei fios de 0.25 porque era o que tinha mas devia ter optado por fio mais grosso.

    Já agora.... o led faz falta, principalmente para quem não tem led na heat bed. Com o led é possível saber que está ou não a passar corrente.
    Por exemplo, o @RM7 comprou uma MK3 que não tem led smd soldado. Se tiver um led neste circuito pode acompanhar se a corrente circula ou não.
    Mas vai de cada um.......... e de acordo com as suas necessidades.
     
    Última edição: 9 de Janeiro de 2017
  4. yougurt

    yougurt Power Member

    @Exhit , de cura tenho muito pouca experiencia, mas vou deixar algumas indicações do que uso com o simplify ( o melhor para suportes ) , e depois tentas perceber se no Cura tens settings semelhantes.

    [​IMG]

    Para mim, aqui o setting mais importante é a definição das dense support layers, por duas razões: poupança de filamento e criar uma "cama" para o filamento da area da ponte.

    Ou seja, habitualmente uso um support infill percentage relativamente baixo ( 20 a 30% ou menos), mas depois abuso nas dense layers ( defino para 5 a 7 layers ) com um infill percentage de 60 a 70%.

    Em esquema:
    [​IMG]

    A ideia é que fique algo assim:

    [​IMG]
    [​IMG]
    [​IMG]

    VÊs no topo e em algumas partes da base ( as que estavam em contacto com a print) o tal dense infill. FOi só puxar os supports e saiu tudo.
    Esta print, na altura estava em testes com estas coisas, e podia ter diminuido substancialmente o infill "intermedio".
    POr fim, deves depois fazer experiencias com o separation from part. Existe ali um sweet spot entre capacidade de apoio e facilidade de retirar os suportes da peça final.
     
  5. diogoc

    diogoc Power Member

    Então e não pode acontecer quando se faz o "home" que o sensor indutivo fique numa posição fora da cama?
     
  6. FiwiPITO

    FiwiPITO Power Member

    @diogoc não, o Sensor tem que ficar sempre na cama, senão o que vai acontecer é que o Bico vai bater na cama e provavelmente estragar alguma coisa.
     
  7. yougurt

    yougurt Power Member

    Pode acontever se estiver mal configurado no marlin e como imaginas e tal como o Fiwi disse, o extruder vai bater, porque o sensor nao activa!
    por isso é que podes/deves configurar no marlin os pontos de medição e o offset do sensor em relacao à nozzle.
    [​IMG]
    http://www.instructables.com/id/Enable-Auto-Leveling-for-your-3D-Printer-Marlin-Fi/?ALLSTEPS

    A imagem é apenas a titulo de exemplo, nao sao os valores que uso.

    nesta fase de set up e afinacao do sensor é fundamental ter calma e mentalmente visualizar bem o que se vai fazer! A maozinha sempre no botão de power, para nao empenar nada. As vezes basta o sensor estar 1 mm a mais para cima, para a ponta da nozzle forçar na cama!
     
    Última edição: 9 de Janeiro de 2017
  8. diogoc

    diogoc Power Member

    Certo. Mas quando fazes home ele faz X0, Y0, Z0, por isso em X0 e Y0 o sensor já pode estar fora
     
  9. Exhit

    Exhit Power Member

    @yougurt , tenho dúvidas nalguns pontos. São nomes de conceitos bem diferentes, não sei se querem dizer a mesma coisa. O problema é mesmo que o teto e o chão têm uma distância entre si muito pequena.

    Eu vou tentar colmatar algumas deficiências com settings mais modestos. Após algumas alterações, o que acham destes settings para as primeiras impressões? Alguma coisa a alterar?

    [​IMG]

    EDIT: estou a imprimir um estabilizador T para o topo, com estas settings, está a ficar com muito bom aspecto.

    Outra questão. Eu começo a ter a sensação de que, % infill muito alta, com pouca calibração, dá m*[email protected], estou correcto?
     
    Última edição: 9 de Janeiro de 2017
  10. FiwiPITO

    FiwiPITO Power Member

    @diogoc o Sensor Nunca Pode Ficar Fora da Cama quando está a fazer as Medições. Tens que definir o sitio onde ele fica como o @yougurt te explica em cima.

    @Exhit Deves Começar por uma coisa de cada x, isto é, Primeiro começava por imprimir um Cubo e verificar as medidas S/ a Retração, depois experimentava calibrar a retração e a travel speed, existe aqui no Topico uma boa explicação sobre isso...

    Porque cada passo vai ajudar-te a compreender melhor as velocidades de Tudo, Impressão/retração/travel etc etc.
     
  11. yougurt

    yougurt Power Member

    @diogoc , no Home (G28) não tens problema com o x e o y porque sao endstops diferentes e à partida o Z estará sempre mais ou menos no centro da mesa.
    Tenho o sensor à esquerda da extrusora, e quando faz o home do x, tambem fica o sensor fora da cama..

    Agora, com o comando para "lêr" os pontos a medir (G29), aí sim é fundamental ter os pontos bem definidos no marlin, para nao dar buraco.

    Feito isto , só falta o G92Z.... , em que os .... é a distancia da nozzle à bed que ainda é necessario descer. POr exemplo G92Z2.55 se quiser que a nozzle desça 2,55mm ao iniciar a print. (Com valores negativos, sobe)

    @Exhit, até me arrepiei todo!!! Olha aqui o que dizes:
    O que dá érda é a pouca calibração, não o resto!
    Eu sei que é chato, a vontade é partir logo para as prints, mas não se pode construir uma casa a comecar no telhado!
    ABc
     
    Última edição: 9 de Janeiro de 2017
  12. jbaiao

    jbaiao Power Member

    @Exhit qual é o diâmetro do teu nozzle?
    A layer não deve de ser superior a 75% do valor do nozzle.

    Nozzle 0.3 - Layer 0.22
    Nozzle 0.4 - Layer 0.30
     
  13. jbaiao

    jbaiao Power Member

    Pessoal novo nisto das impressões em 3D.

    Parem um pouco e dediquem-se a calibrações!

    Mas como é que vocês querem ter uma peça com qualidade se não se dedicarem a estudar as opções dos vossos softwares e principalmente calibrar as definições mínimas de step (cubo 20x20)?
    Outra coisa que vejo muito, é quererem usar velocidades altas...... isto é errado para primeiros passos! Comecem com velocidades na ordem dos 40mm/s, e quando acharem que a qualidade é estupenda então passam para 50mm/s e quando aqui virem que melhoraram também, passam para 60mm/s... e para o pessoal das prusas este é o limite de velocidade!
    Depois existe uma coisa muito importante e que todos se esquecem. O PID já o afinaram? Existem dois, uma para o hotend e outro para a heatbed.......

    A titulo de exemplo (e atenção que não sou nenhum expert), eu na itopie ando à 15 dias em calibrações. Todas as noites perco cerca de 4 horas (sim 4 horas!) em testes e ainda não considero ter atingido 90% da qualidade que pretendo!
    Como é que vocês em apenas meia dúzias de dias querem ter logo uma qualidade brutal sem se dedicarem aos elementos base.........

    Desculpem o desabafo, mas à umas paginas para cá o tópico tornou-se bastante repetitivo......
     
  14. Filipe campos

    Filipe campos Power Member

    Eu quase somente uso o cura, mas tenho algumas dica que podem ser usado em qualquer slider e podem vir a ser uteis ou não..
    Essa dicas são para imprimir PLA e não ABS

    -Para imprimir objectos de decoração e que não vão ser pintados uso pelo menos 3 layer (shell thickness), noutras situações uso 2 layers. Para um nozzle de 0.4mm é uma questão de por 1,2mm para obter 3 layers. Caso não fizer isso vai ser notar a camada interior de infill.
    -uso "z hop when retracting" de 0,30mm. Vai levantar o nozzle 0,3mm depois de um retração e antes de mover. isso evita alguns riscos nas camadas finais e também pequenos blobs nas paredes.
    - o infill nunca uso mais de 25% e menos de 10%. 25% já é muito resistente
    -uso sempre a mesma velocidade "outer shell speed" e "inner shell speed", isso evita falta de bocados de filamentos na camada exterior devido a mudança de velocidade do extrusor.
    -Quem tiver o skock da E3D, usar sempre o fan ligado (menos na primeira camada) e pelo menos a 50%. O slider liga o fan quando necessario, mas noto sempre melhor resultados quando tenho a sempre ligada.
    -Uso o plugins "tweak at Z" para diminir a temperatura da cama de 65 para 55ºc e baixar de 205 para 195 ao fim de 0.6mm (corresponde a 2 ou 3 camadas)
    -Numa corexy rodar os objectos a imprimir no angulo de 45º, isso faz que as paredes exteriores saiem mais perfeitas. Numa corexy quando somente um motor roda o carriage faz uma linha 45º em relação a cama.
    -no campo "end-gcode" podem adicionar GCODE para mover a cama para o seu maximo, isso faz que a cama esteja toda a frente numa prusa ou toda em baixo numa corexy. permite mais facilmente tirar o objecto e faz que os rolamentos da cama usem uma parte dos rodds que normalmente nunca iriam usar, bom para lubrificar e evitar ferrugem.
     
    Última edição: 9 de Janeiro de 2017
  15. Djizasse

    Djizasse Power Member

    Última edição: 9 de Janeiro de 2017
  16. jbaiao

    jbaiao Power Member

    @diogoc para o sensor, usa este vídeo do thomas, com toda a certeza vais tirar as duvidas.
    É um vídeo muito completo:

     
  17. jbaiao

    jbaiao Power Member

  18. Djizasse

    Djizasse Power Member

    Baião, o layer height não deverá ainda ser um múltiplo da resolução mínima do eixo Z?

    E já agora, em vez do Mosfet indicado no meu esquema, vou usar o HUF75345P3 que nem dissipador deve precisar.
    Ah! Eu não percebo quase nada disto, mas ajeito-me com o ferro de soldar ;)
     
    Última edição: 9 de Janeiro de 2017
  19. Exhit

    Exhit Power Member

    @Filipe campos,

    Obrigado por essas dicas. Montes delas acertaram na mouche de algumas questões que tinha na cabeça.

    Eu ainda estou à espera que chegue o paquímetro pela net, portanto medir test cubes por agora, está quieto.


    Breaking news:


    Não tenho palavras para descrever o quão azarado sou. À pala do CLOG no Throattube, tive que tirar tudo, como já tinha explicado. Tive o maior cuidado possível para tirar tudo sem dobrar ou partir (estava super atento ao ângulo de rotação ao atarrachar/desatarrachar). Estava a imprimir (estava a correr lindamente, um bocado de ooze, mas de resto estava a ficar a minha melhor print, começo a ver PLA a sair por cima do extruder block. Vou ver à net o que se passa e dizem que é capaz de ser ou Temp ou apertar mais a nozzle. O pessoal dizia: cuidado para não partir.

    Apertei.

    O nozzle head parte dentro do Extruder Block. Basicamente, acho que vou ter que mandar vir um Extruder Block, Nozzle Head e um Throattube (just in case), a não ser que alguém tenha ideia de como me livro deste Nozzle dentro do Block. Eu já vi os eazyouts, mas não tenho este equipamento. Se calhar tenho que ir a uma loja de hardware.

    Era só um update, não uma questão... A questão é se mando vir do mesmo site que mandei vir a printer.
     
    Última edição: 9 de Janeiro de 2017

Partilhar esta Página