1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. A secção Microsoft/Windows encontra-se actualmente em processo de reestruturação.
    Remover anúncio

Qual foi o 1º Software de Ripagem de Áudio para Windows?

Discussão em 'Análises, Artigos e Guias - Microsoft' iniciada por carlos.fcpb, 7 de Março de 2017. (Respostas: 17; Visualizações: 907)

  1. carlos.fcpb

    carlos.fcpb Power Member

    Olá,

    Alguém sabe qual foi o primeiro software de ripar música, feito para Windows?

    Quero saber a partir de que ano é que se começou a utilizar a ripagem de áudio.

    Sei que no Windows ME de 2001, já vinha o Windows Media Player 7 que dava para fazer Rip's.

    Sempre tive na ideia que se começou a partir de 1998... Terá sido antes?

    Cumprimentos! :)
     
  2. blaster_00

    blaster_00 Power Member

    Ripagem desde que existe leitor de cd que era possivel copiar 1:1 o conteúdo para .wav.
    Rip com conversão para mp3... primeiro de todos o software do próprio instituto (Fraunhofer) que criou o mp3 l3enc, Julho 1994. Usava-se a command line, não tinha GUI.
    https://en.wikipedia.org/wiki/L3enc
     
  3. MOUSETM

    MOUSETM Power Member

    não sei qual é o interesse, mas apartir de 1998 não foi de certeza, apartir de 2001 sim e mesmo assim o WM7 apesar de já conseguir fazer isso, não dava em todos, isso veio a melhorar com o windows xp e outros programas para o efeito mais específicos, mas já não me recordo , nessa época ainda se ripava pouco os cd's de audio, eram feitas copias directas de cd para cd, e não era toda gente pois um leitor de cd's ainda era caro na época quanto mais um gravador...
     
  4. rjSampaio

    rjSampaio Power Member

    epa eu usava o gravador de audio do windows 98... ligava a saida do leitor de cds portátil a entrada de microfone do pc...
     
  5. netjack

    netjack I'm cool cuz I Fold

    O primeiro programa que me lembro de ter usado foi o AudioCatalyst, ainda no tempo do meu pentium 200, o ano ja não me lembro, mas acho que ainda não estavamos no novo milénio. O primeiro pode não ter sido, mas foi um deles.
     
  6. cRaZyzMaN

    cRaZyzMaN Power Member

    penso que finais dos anos 90, não me recordo ao certo, mas já lá vão uns anos
     
  7. Mu7e

    Mu7e Power Member

    Meu primeiro leitor mp3, capacidade 64MB + 32MB no cartão.

    Acho que quase ninguém tem a noção de quanto isto me custou (em contos)!
    [​IMG]
     
  8. cRaZyzMaN

    cRaZyzMaN Power Member

    eu tive discman que lia cd's com mp3, custou mais de 400 contos
     
  9. Mu7e

    Mu7e Power Member

    O primeiro software que usei acho que foi o Musicmatch Jukebox!

    A sony e os seus formatos proprietários, só muito tarde colocaram no mercado leitores de mp3, entretanto a creative vendia leitores como pães quentes!

    Para mim foi algures nesse ano que rippei o primeiro cd!

    xing, o pior encoder mp3!
     
    Última edição: 9 de Março de 2017
  10. carlos.fcpb

    carlos.fcpb Power Member

    Pois também me lembro do Musicmatch Jukebox, porque cheguei a usá-lo... E tinha a impressão que tinha saído em 1998 esse software! ;)
     
  11. Mu7e

    Mu7e Power Member

    @carlos.fcpb :beerchug:

    Cedo troquei o mp3 pelo mpc (musepack) e o conhecido EAC.
    Agora e uma vez que preço do GB caiu bastante, tenho os meus álbuns todos em flac.
     
  12. carlos.fcpb

    carlos.fcpb Power Member

    Eu tenho à volta de 200 CD's originais ripados no PC em MP3 a 320Kbps, e a pasta ocupa-me 53.1GB!

    Se fosse em FLAC ocupava-me o dobro ou o triplo!
     
  13. Mu7e

    Mu7e Power Member

    Última edição: 11 de Março de 2017
  14. VelhoDoRestelo

    VelhoDoRestelo Power Member

    MusicMatch essa tao bela aplicacao!!! Muitos Mix CD's fiz a partir da colectanea que tinha (mais de 400 Cd's originais) com essa aplicacao... Usava para rip e leitor de MP3, nao usava mais nada...

    Agora e Winamp para leitor, ja nao faco rip's faz anos!!!
     
  15. berniejoe

    berniejoe Power Member

    Eu ainda tenho um conjunto grande de álbuns em MP3 ripados no meu PC (na altura acho que usava o Winamp e o LAME Encoder). Depois comecei a usar o Windows Media Player e passado uns tempos (talvez nos tempos do Windows XP) passou a ser esse o meu software de eleição para ouvir música, penso que foi por aí que passámos a poder ir buscar automaticamente os nomes das faixas e a capa do CD online.

    Mas se querem mesmo saber já mal uso o Windows Media Player e o meu PMP (Sony Walkman X), embora ainda lá tenha uma boa biblioteca de música. Simplesmente porque fora de casa só oiço música no carro e normalmente é rádio. Em casa acabo por recorrer ao Spotify.

    EDIT: Depois de googlar, acho que também usei o AudioGrabber, mas depois acabei por substituí-lo pelo Winamp. Certamente que tal foi por volta de 1998/1999. Em 2002 ainda andava com o Discman atrás. Só depois disso é que passei para um leitor de MP3 (da Creative).
     
  16. SideWalker

    SideWalker Colaborador
    Staff Member

    Que me lembre, sempre usei o Exact Audio Copy em conjunto com o LAME para rippar e converter CDs. Isto, desde bem cedo no milénio.
    Já não me lembro do ultimo que converti, no entanto...
     
  17. Gustavo.Almeida

    Gustavo.Almeida Power Member

    Lembro-me duma altura em que usava um programa para passar de CD para wav e outro de wav para MP3 mas não me recordo dos nomes.

    Quanto a leitores, eu tive um Creative DAP Jukebox com 4 ou 6 GB, em 2001. A capacidade era brutal mas com um disco no interior e o tamanho sacrificava na portabilidade. Pensar que hoje num telemóvel tão mais pequeno se tem tanto mais espaço. :)
     
  18. Mu7e

    Mu7e Power Member

    Entre outros, tive um Creative Nomad (ligação usb e firewire), um Archos XS202 e Cowon iAudio X5, penso que os disco eram de 1.8'', o do Cowon era porque quando a bateria morreu arranjei uma caixa para aproveitar o disco.

    Em termos de qualidade de som o melhor que tive foi um Cowon J3, na altura já com ecrã AMOLED.

    Agora os leitores portáteis valem pelo DAC que têm são chamados de HR.DAP (High Resolution Digital Audio Player) ou DSD/DXD players, como exemplo vejam a serie Plenue da Cowon ou então a gama da iBasso.
    Também a Onkyo, a Sony, a Pionner e a Fiio subiram a fasquia em termos de oferta.
    Soberbos no design e na capacidade de conduzir headfones de qualidade, este tipo de equipamento ainda não está ao alcance de todos.
    Têm um custo superior ao yepp na altura em que o comprei.

    [​IMG]

    Quem não é audiófilo e melómano não precisa de algo assim!
    Para quem é e pretende algo do género que também tenha características de smartphone,
    exemplo: Onkyo Granbeat DP-CMX1 por ~1200 $ (Qual a vossa opinião?)





    DSD
    SACD (DSD64) 64 2,822,400 (2.8 MHz)
    Double-rate (DSD128) 128 5,644,800 (5.6 MHz)
    Quad-rate (DSD256) 256 11,289,600 (11.2 MHz)
    Octuple-rate (DSD512) 512 22,579,920 (22.5 MHz)
    DXD
    e.g: 24bit/352.8kHz PCM


    [​IMG]


    1 DXD file (600MB)

    [​IMG]
     
    Última edição: 12 de Abril de 2017

Partilhar esta Página