1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.
  2. Consulta o Portal de Jogos da ZWAME. Notícias, Artwork, Vídeos, Análises e muito mais.

    Remover anúncio

Opinião Quão importante para ti são os FPS num jogo?

Discussão em 'Jogos - Discussão Geral' iniciada por Zeckett, 3 de Junho de 2019. (Respostas: 33; Visualizações: 936)

?

Qual o mínimo que exiges de FPS?

  1. Não tenho mínimo... Quero é os melhores gráficos possíveis!

    0 vote(s)
    0,0%
  2. 30 FPS, desde que fluído...

    12 vote(s)
    17,9%
  3. 30 FPS = singleplayer / 60 FPS = multiplayer

    11 vote(s)
    16,4%
  4. 60 FPS é o mínimo que exijo

    26 vote(s)
    38,8%
  5. 144 FPS PC MASTER RACE!!!

    3 vote(s)
    4,5%
  6. O máximo possível. 144 não chega para as minhas necessidades!

    2 vote(s)
    3,0%
  7. Não vejo grande diferença entre as variações de FPS

    2 vote(s)
    3,0%
  8. Não me interessa

    9 vote(s)
    13,4%
  9. Outro...

    2 vote(s)
    3,0%
  1. Zeckett

    Zeckett Power Member

    Ora bem, achei interessante começar esta discussão, pois tenho uma opinião (birra) sobre este assunto, e estando a chegar a 2020, com a nova geração de consolas aí à porta, estou curioso em saber qual a tendência aqui do fórum.

    Andei a lurkar tópicos de vários jogos recentes, bem como os tópicos das novas consolas e vi que as opiniões variam muito.

    Eu exijo 60 fps, apenas com uma excepção. Que é na limitação óbvia de hardware (ex: Nintendo Switch), onde aceito os 30 fps, desde que fluído. Houve jogos em que já sofri essa falta de fluidez...

    Contudo, vi por mim a fugir a jogos limitados por 30 fps na PS4, desde que passei a jogar no PC, por volta de 2015. Birra ou não, fugi ao conforto do sofá para ter uma melhor experiência no PC, voltando apenas à PS4 para jogar exclusivos, onde não tinha grande escolha se os quisesse jogar.

    E é aí que também quero chegar, a melhor solução para as limitações da consola (na minha opinião) seria poder escolher entre qualidade dos gráficos e desempenho. Toda a gente ficava feliz. Os embirrados como eu tinham os seus 60 fps e os que gostam mais do grafismo acima de tudo, podiam ter os seus 4k xpto.

    Quais as vossas opiniões?
     
  2. orator

    orator Power Member

    Done!

    60fps sem excepção.

    A quantidade de vezes que já li neste forum que de 30 para 60 não se percebe a diferença, é algo que me deixa sem palavras....

    Cumprimentos
     
  3. Sacripanta

    Sacripanta SuperModeradorzinho
    Staff Member

    Não me interessa. Desde que não dê por isso, tanto podem ser 31 como 4345565765876.
     
  4. Kuchiki Byakuya

    Kuchiki Byakuya Power Member

    Eu gosto de ter no mínimo 60fps, para ter uma experiência que sinta fluidez. O ideal é 80-90 fps, acima disso é bonus. Mas tb depende a forma como é entregues os fps. Pode-se ter altos fps e stuttering, logo não vale a pena. Para mim uma experiência fluída é o melhor. Abaixo de 60 é para esquecer. Já joguei em consola a 30 fps. Aguenta-se bem, mas nada mesmo como pegar no PC e ver a beleza de 60 ou mais fps :D
     
  5. Necrom

    Necrom Suspenso

    Os primeiros pcs que tive não eram propriamente grandes espingardas, pelo que me habituei a jogar com framerates bem baixas quando não havia outra hipótese. Num caso (Second Life) era muito frequente andar com 10-15fps, por vezes mais baixo, mas para o estilo de jogo que é não faz grande diferença.
    O pc que tenho de momento quando o comprei conseguia correr praticamente tudo a 60 ou mais, hoje em dia desde que consiga mais de 30 nos jogos mais pesados já fico feliz.
    Freezes e lag incomodam-me mais que a framerate.
     
  6. YoungGrumpyMan

    YoungGrumpyMan Power Member

    Sou desta opinião. Se não der por eles (e, frequentemente, não dou), não me interessa que seja 30 ou 60. Só me incomodam quebras muito pronunciadas, nomeadamente se os frames caírem para 15 ou 10, mas não me importo nada que se mantenham nos 30. Já joguei imensos jogos com frames nos 30 e não me lembro de tal coisa me ter incomodado. Só mesmo se caírem para menos do que isso (por exemplo, na Floresta dos Korok no Breath of the Wild).
     
  7. queiroga12

    queiroga12 Power Member

    Normalmente o que vejo é que o pessoal que liga mais aos fps é o pessoal do PC. Estão habituados a FPS altos, e se olham para um jogo numa consola faz-lhes confusão. Pelo menos a mim faz muita mesmo. Ao contrário, não acho que se note tanto a diferença, quem está habituado à consola e vê um jogo no pc acha que a diferença é pouca.

    A mim custa-me bastante, especialmente em FPS (o tipo de jogo) passar de 100 (o que jogo no meu pc) para seja lá o que for que corre na PS4, parece que vejo tudo aos saltos
     
  8. Scan_Ferr

    Scan_Ferr Power Member

    Muito importante. Pelo menos 60 fps. 30 então é jogável.
     
  9. Morais

    Morais Power Member

    Varia conforme a precepção de cada um, dependento tipo de painel usado pelo monitor / televisor, tipo de jogo e forma de o controlar, seja comando, rato e teclado, volante...

    Quem está habituado a 30 não se importa com 30, quem está habituado a 60 não suporta 30 e quem está habituado a 144 não se importa muito com 60 mas preferia um valor superior, matemáticamente o salto e melhoria no tempo de resposta é exponencialmente seuperior de 30 para 60 em comparação de 60 para 144.

    No entanto há que fazer distinções, correr a 80 frames por segundo num painel de 144hz com freesync / gsync é vastamente superior a correr a 100 num painel 144hz sem variable refresh rate, até arrisco-me a dizer que 70 frames por segundo superam uns 120 num jogo mais parado, isto entre um monitor / GPU com VRR contra um sem.

    Depois varia conforme o motor gráfico / netcode de um jogo, num jogo com 100 ticks é claro que correr a 100 frames é superior a correr a 60, mas depois tens o World of Warcraft Classic / Vanilla que deve ter o equivalente a algo como 20 ticks e o resto é apenas o motor grafico a correr as animações pre-defenidas.

    Pessoalmente só procuro correr acima de 80 frames por segundo, tenho um GPU / monitor com VRR, prefiro correr a 134 (tenho o sistema bloqueado a tal para dar 100% uso do VRR), claro, mas ai é mais porque se corro abaixo disso é sinal que o GPU / CPU bateram no máximo e levo com o barulho das ventoinhas...
     
    Última edição: 4 de Junho de 2019
  10. Jahfoxtes

    Jahfoxtes Power Member

    Os 60 parecer ser mínimo ideal... Noto a diferença qd passo PC para PS4 (mesmo jogo), ou qd voltei a jogar PS3 já depois ter PS4 (tbm mesmo jogo) na altura. Depois de adaptação os 30 parecem normais, mas os 60+ é uma experiência muito melhor
     
  11. JAC_TUGA

    JAC_TUGA Power Member

    60 FPS é o indicável mas desde que o jogo esteja fluído por mim tudo bem.
     
  12. kaib

    kaib Power Member

    Acho que os 60 fps é o sweet spot mas nova geração implica também que haja um jump na qualidade dos gráficos seja ele em mais e melhores efeitos e mais componentes no ecrã etc portanto alguma coisa vai ter que ser sacrificada a não ser que introduzam a tal opção de sacrificar a qualidade gráfica e correr nos 60 fps e o revés melhor qualidade gráfica com menos fps mas não mais que isso pois se há coisa que odeio nos pcs é o sem fim de opções gráficas.

    Sempre tive pc e consola, os jogos que joguei na consola nunca achei que a minha experiência fosse pior devido aos fps pelo contrário todos os jogos que retenho na memória e que deixam nostalgia no que toca a titulos single player foram jogados em consola e na minha opinião a plataforma de eleição para jogos singleplayer continua a ser as consolas..., a sony e os seus exclusivos são um bom exemplo de trabalho de qualidade mas já antes da sony reinar assim o era.

    Como disseram há alguns factores que influenciam a nossa percepção mas desde que o jogo esteja bem optimizado e o pessoal não seja mesquinhas de meter um monitor lado a lado para comparar, a vista e o cérebro habituam-se e há outros factores que se "sobrepõem" aos fps, os jogos não se resumem aos fps, o som a qualidade gráfica a história a gameplay são tudo coisas que pesam e se forem apresentadas de forma "agradável" sem quebras a experiência é boa o suficiente.

    O paradigma da "malta" dos pcs têm muitos contras, esse mundo é de extremos, busca incessante por performance e fps muito dinheiro gasto para às vezes o retorno ser praticamente "nulo" ganhos miseráveis descontentamento e dinheiro mal gasto em hardware que podia muito bem ser gasto em jogos.

    As consolas não deviam ser comparadas aos pcs porque o objectivo é ser mais simplista chegar ligar e jogar estar a querer comparar e exigir 100 fps para um sistema que é pensado para ser comedido e simples de utilizar para qualquer pessoa não é realista ainda mais tendo em conta os preços que se praticam.
    As "consolas" sempre fizeram o seu trabalho e em muitos aspectos até melhor que a plataforma pc isto no que toca à qualidade dos titulos.

    Na minha opinião o ideal é ter pc e consola tudo depende das posses e prioridades de cada um, quem apenas toma decisões por embirranços perde muito pois os fps não contam histórias nem enriquecem nenhum jogo.
     
    Última edição: 6 de Junho de 2019
  13. Kuchiki Byakuya

    Kuchiki Byakuya Power Member

    Que generalização grande para falar de uma pequena parte do mundo do PC gaming....
     
  14. kaib

    kaib Power Member

    Eu já tive nessa pequena parte também de fazer gastos e conheço ainda quem esteja...,mas quando falei não foi no sentido de gastarem dinheiro a montes mas sim no sentido da opinião que algumas pessoas têm, segundo essas pessoas as consolas nem deviam existir tal não é a convicção.
     
  15. Kuchiki Byakuya

    Kuchiki Byakuya Power Member

    Sim, mas tinhas escrito a malta do pc. Como se fossem todos iguais, e jogássemos todos o mesmo.
     
  16. Zeckett

    Zeckett Power Member

    Nichos há sempre. Também vão haver jogadores de consola a abominar o PC.
     
  17. kaib

    kaib Power Member

    Já tamos um bocado offtopic mas prontos como jogadores a realidade devia ser apreciar os jogos e não tratar as plataformas como se uma picaria de carros se tratasse e tudo se resumisse aos fps, aliás muitos desses factores são mais importantes para quem é profissional e joga online esports coisa que na consola é subjectivo e até supostamente é mais equilibrado porque o hardware é todo semelhante, há mais factores mas nas consolas a balança fica mais equilibrada ou pelo menos era suposto.

    Sendo as consolas que "ditam" as gerações a cada ciclo convém haver melhorias visuais e tendo em conta o preço das consolas nunca irá ser possivel a preços decentes vender um sistema que permita o máximo de resolução com 60 fps estáveis.

    Acho que é uma realidade que o pessoal têm de aceitar pelo menos por enquanto..daqui a uns anos talvez a coisa mude.
    De qualquer forma acho que com o hardware que vai tar disponivel irão sair grandes jogos, a ps4 nos dias de hoje é considerada uma torradeira e mesmo assim ainda saem jogos actualmente para a consola que não só têm muito bom aspecto como são considerados por muitos os melhores jogos do mercado dentro do seu género como é o caso do GOW, spider man e mais uns quantos que sairam, e até ao fim do ano ainda sairão mais.

    Eu dou primazia à evolução gráfica e ambientes mais ricos se fosse possivel alguns correrem a 60 fps era perfeito se não correrem é coisa que não preocupa desde que a experiência a nivel visual/gameplay e som esteja uns niveis acima dá média.
     
    Última edição: 6 de Junho de 2019
  18. timber

    timber Zwame Advisor

    É exactamente a minha opinião. Como também não gosto muito de jogos on line então ainda menos relevante é.

    Desde que eu esteja satisfeito a jogar qq coisa está boa. Por isso votei 30 estável que acho que é o que melhor explica o meu ponto de vista.
     
  19. Morais

    Morais Power Member

    Discordo completamente de todo o misticismo que alguns têm em relação ao PC Gaming, essa noção nasceu no final dos anos 90 em que realmente o possuir uma consola era algo vastamente superior ao possuir um PC, o ultimo estava a passar por uma evolução literalmente exponencial e um sistema topo de gama tornava-se ultrapassado num par de anos, e a falta de uniformização e a instabilidade do hardware e software também não veio ajudar nada à festa, conseguir correr um jogo lançado há 5 anos atrás era algo muito complicado, especialmente na transição entre MS-DOS e Windows 95 e depois de Windows 95 / 98 para Windows XP e ainda também do Windows XP para Windows Vista / 7 / 8 e agora Windows 10.

    No entanto digo que actualmente se trata de um misticismo por várias razões, primeiro a Valve resolveu a questão da aquisição de jogos com o Steam, tornando o PC na plataforma com a maior colecção de jogos existente e a forma mais fácil de os obter e manter actualizados, o Good Old Games veio ajudar à festa ao recuperar quase tudo relevante que foi lançado antes do Steam, resolvendo todos os problemas de compatibilidade que antigamente existiam, a Playstation 5 irá suportar jogos da Playstation 4, bem.... um PC de 2020 irá suportar algo como quarenta anos de jogos.

    Seguimos para a questão do investimento, e esta está ligada à questão dos jogos a que se têm acesso, a noção de que é necessário estar sempre a actualizar e a comprar material novo para alimentar o PC Gaming é algo que morreu há mais de uma década, talvez mais, o meu computador tem uma base de 5 anos, só o GPU é que é "recente", mas só o comprei por luxo e não por necessidade, o anterior GTX 970 ainda iria correr muitos dos jogos que aqui tenho a 60 frames por segundo sem nenhuma dificuldade.... até acrescento que possivelmente irei conseguir correr todos os jogos lançados para a Playstation 5 com um rendimento equiparável, talvez até superior, e não me vejo a actualizar este sistema por mais uns 2 / 4 anos.



    Retomando o tópico inicial, é muito importante reforçar que tudo depende da perspectiva de cada um, é claro que uma pessoa que joga num sofa, que sempre jogou num televisor, televisor esse que muitos nem sabem que têm um Modo de Gaming e depois compram uma SNES Classic e dizem que a emulação está má porque os jogos têm muito mais latência do que estavam habituados com a consola original, ahem... é claro que vão dizer que mais do que 30 frames por segundo é coisa de elitista, que não entendem o porque de alguns até cometerem a loucura de querer comprar um monitor de 144hz...

    Monitores com mais de 60hz precedem a Playstation 2, eu jogava Return to Castle Wolfenstein num CRT com algo como 80hz, possivelmente 100hz, com a saida dos TFT e as primeiras gerações dos TN é que demos um salto colossal para trás em termos de suavidade da imagem (mas demos na mesma porque um CRT pesava 25kg e custava uma fortuna para produzir enquanto um TFT custava uma ninharia e pesava menos de 2,5Kg). Jogar a 144hz é matematicamente mais suave do que jogar a 60hz, mas não é o factor importante aqui, o factor importante é o tempo de resposta e a reprodução da imagem em termos de sincronização com o sistema, correr um jogo a 200 frames por segundo / monitor de 144hz ajuda imenso mas isso já não é o mais importante...

    Variable Refresh Rate, algo que as consolas mais recentes começam a suportar, graças ao que a nvidia fez com o gsync e a AMD veio massificar com o freesync, veio oferecer algo que nem os CRT do passado possuíam, sincronização nativa entre o monitor e o sistema, e é isso que é importante, ai sim uma Playstation 4 pode muito bem superar um PC com um monitor de 144hz, basta o ultimo não suportar uma forma de VRR, se bem que é muito raro, já não se fazem monitores sem VRR há anos, agora até um monitor 1080p de 60hz vem com freesync...



    Resumindo, eu tenho um PC porque não procuro gastar dinheiro, pelo contrário, procuro poupar dinheiro, um actual sistema que nem 1000 € deve valer permite-me aceder a 40 anos de jogos, e se quisermos falar em certos detalhes como emulação e afins... bem, digamos que é fácil ter-se acesso a todos os jogos que saíram para todas as consolas até a Playstation 3, eu não acho que só vale a pena jogar os jogos que acabam de sair, como se têm vindo a provar muitos dos jogos que são lançados nem são grande coisa e muitos deixam imenso por desejar....

    Vou dar um exemplo prático, estou a jogar o Splinter Cell Blacklist, um jogo de 2013 e o Yazuka Zero, jogo de 2015, e dentro de dois meses vou ficar colado no World of Warcraft Classic, um jogo de 2004, se vou jogar algo mais recente? Tenho jogado o Black Ops 4, um jogo de 2018 que corre a 100% num PC com um CPU lançado em 2014, de resto é ir jogando o meu backlog, a minha ultima grande compra foi o... talvez o Battle for Azeroth, ish... que desilusão.



    Li agora sobre a Playstation 5 vir trazer grandes evoluções... não vai, por uma razão muito simples, há anos que o hardware deixou de ser o limite, é a capacidade de produzir para ele, as empresas simplesmente não suportam os recursos necessários para tal e sofrem de uma falta de originalidade fenomenal, melhorar o hardware de uma consola não vai mudar isso, no passado as diferenças eram consideráveis porque havia evolução constante, agora o que é que temos? Ray Tracing, algo que existe há anos mas apenas não havia material que o suportasse, sim, os jogos ficam muito engraçados... mas isso não salva falta de originalidade e diversão num jogo...
     
    Última edição: 6 de Junho de 2019
  20. RuiBK

    RuiBK Power Member

    Tanto ultraje e a pessoa que mandou a laracha acerca do PC gaming é um PC gamer...
     

Partilhar esta Página