PlayStation Rise of the Ronin (Koei Tecmo/Team Ninja)

Tudo o que é anunciado exclusivo playstation tem sempre logo um hype acima da média, normal, às vezes nem sempre corresponde.

Na publicidade que dá na tv parece bom , a sony é mestra no marketing :)
 
7.5 médio e não é mais baixo que os sites da PS é corrido a 9, basta ser exclusivo.
Daqueles first-partys que podiam ser Day One Plus.
Mas porque dizes que deveria ser mais baixo? Como vês este não é corrido a 9 como referes, 7.5 não quer dizer que é um péssimo jogo.
 
Parece que escolhi bem em ir para o DD2, talvez mais tarde com algum desconto o compre.
Por acaso comprei os dois num 3x2 e acho que vou começar por este. Apesar de as notas serem mais baixas, o que vi das reviews os pontos fortes e fracos apontados parece-me um jogo que vou gostar mais do que o DD2.
 
Mas afinal isto é um jogo difícil ou não?

Sim, é um soulslike tipo Nioh ou Wo Long. Contudo, devido ao maior foco narrativo, existem três níveis de dificuldade. O normal está mais ou menos em linha com a dificuldade de Nioh (tu jogaste, assim tens um ponto de comparação). Existe um modo mais difícil para quem quiser um desafio extra e existe também um modo mais fácil.
 
Sim, é um soulslike tipo Nioh ou Wo Long. Contudo, devido ao maior foco narrativo, existem três níveis de dificuldade. O normal está mais ou menos em linha com a dificuldade de Nioh (tu jogaste, assim tens um ponto de comparação). Existe um modo mais difícil para quem quiser um desafio extra e existe também um modo mais fácil.
Ah, então é isso. É que calhei de ver um guia de troféus que me apareceu e deram 3/10 de dificuldade.
Agora entendo toda publicidade por parte da Sony, a malta mais casual que sempre quis experimentar este tipo de jogo foge deles pela dificuldade, assim conseguem vender o jogo a mais público.
Até acho uma boa medida.
 
Ah, então é isso. É que calhei de ver um guia de troféus que me apareceu e deram 3/10 de dificuldade.
Agora entendo toda publicidade por parte da Sony, a malta mais casual que sempre quis experimentar este tipo de jogo foge deles pela dificuldade, assim conseguem vender o jogo a mais público.
Até acho uma boa medida.

mas ao quererem fazer um jogo mais acessível perderam identidade, o video do FightingCowboy explica bem isso.

acaba por não agradar aos fâs naturais e nem aos casuais nomeadamente pelos fracos gráficos e open workd desinspirado.

vou jogá-lo de qualquer forma mas não era o que estava à espera da team ninja, adorei os nioh e wo long para que fique claro.
 
Ah, então é isso. É que calhei de ver um guia de troféus que me apareceu e deram 3/10 de dificuldade.

E não só. Tanto quanto sei, não existe nenhum troféu missable.

mas ao quererem fazer um jogo mais acessível perderam identidade, o video do FightingCowboy explica bem isso.

acaba por não agradar aos fâs naturais e nem aos casuais nomeadamente pelos fracos gráficos e open workd desinspirado.

vou jogá-lo de qualquer forma mas não era o que estava à espera da team ninja, adorei os nioh e wo long para que fique claro.

Mais ou menos. A dificuldade está lá para quem quer. Fazer parry a inimigos com um variado leque de ataques, múltiplos hits, golpes especiais e, ao mesmo tempo, lidar com stamina e stances não é de todo fácil. A única identidade que se perde é no setting que é mais realista que os anteriores jogos que tinham elementos sobrenaturais.
 
Rise of the Ronin Game Director Teases Hard Mode Difficulty, 'Challenging' Post-Game Content
Team Ninja says fans of its work will find Rise of the Ronin’s hard mode to be just as difficult as some of the studio's past games, and there will be plenty to keep players entertained before and after the credits.

Development Producer and Game Director Fumihiko Yasuda and Producer Yosuke Hayashi spoke about their upcoming 19th-century-set action game during a recent chat with IGN. We asked how its hard mode option, Twilight, compares to other similar action games, and it sounds like veteran players looking for an extra challenge will feel right at home.

“The equivalence of hard difficulty that's in the game is that it provides an experience that's similar to our previous titles in terms of combat difficulty,” Yasuda said.

He continued, saying Twilight will offer “a similar sense of intensity,” but there will also be more to do after the credits roll: “There's also post-game content that is challenging that players can also enjoy.” While Hayashi says the team wanted to create an experience "that could be enjoyed by a wide range of players," it sounds like those looking to test their skills won't be disappointed.

Part of what will keep players on their toes is Rise of the Ronin’s variety. Although this more grounded Team Ninja title won’t feature heavy fantasy elements like we’ve seen in some of the studio's past games, Yasuda teases an array of enemies to encounter.

“The player, as well as the enemies that appear in the game, use a wide variety of weapons, whether they be close-range weapons, or ranged weapons,” he explained. “There's also a wide variety of combat styles. Actually, some of the weapons have a certain affinity with the certain combat styles. It will be up to the player to discern and assess which affinities work well and employ their own approach from this wide variety that's available to them.”

As players guide the Blade Twins through Rise of the Ronin’s story, they’ll visit three major cities. Yasuda tells us that access to these locations is tied to player progression, meaning there’s a specific order in which you’ll unlock each area. You will, however, be able to return to each city after it's been visited.

The Blade Twins themselves are customizable from the beginning. Players should make sure to create a character they’re happy with, as Yasuda explains that they won’t be able to be tinkered with until later in the story: “At the beginning of the game, the player is able to customize and create the two Blade Twins, and then in the middle of the game, there's also a specific location that the players can go to recreate their character if they would like.”
 
Back
Topo