1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Samsung anuncia baterias a água e hidrogénio

Discussão em 'Novidades Hardware PC' iniciada por essence, 16 de Agosto de 2008. (Respostas: 31; Visualizações: 2904)

  1. Bem , o mercado pelo menos evolui , mas gastar dinheiro na bateria (que vai ser bem cara já , pelo menos supõem-se) e nos eventuais cartuchos ... Upa upa !
    Não vai ter saída nenhuma .
     
    Última edição: 16 de Agosto de 2008
  2. PT_kamikaze

    PT_kamikaze Power Member

    ja em estou a ver andar com uma garrafinha de agua para carregar o telemovel lool

    agora a serio

    muito bom todas as marcas deviam seguir o exemplo e tentar apostar mais nas energias renováveis
    mas como isto vai mais tarde ou mais cedo vao ter de faze-lo
     
  3. eckz

    eckz Banido

    pois estou de acordo contigo kamikaze deviam mesmo todas as marcas criar baterias com energias renovaveis
     
  4. leopard

    leopard Banido

    Isto só qnd atingir a segunda ou terceira geração é que vai ser um boom de vendas. Até lá acho que vai ser pouco prático.
     
  5. byakya_sama

    byakya_sama Power Member

    Não acho prático de todo.

    Será que ninguém pensa na água que se vai gastar com essas coisas? Como se tivéssemos água infinita... A vento não me parece viável e solar seria uma opção, mas além de provavelmente ser caro, não seria conveniente em países onde não há muito sol...

    Mantenham-se com as convencionais, ou criem umas mais práticas. A água é que não.
     
  6. Sumerset

    Sumerset Power Member

    Também acho que baterias a água não são viaveis a longo prazo.

    A melhor coisa seria investir no desenvolvimento de redes de energia renovaveis, pois embora exista muita coisa em termos de produção, a nível de transporte existem muito pouca coisa eficiente.
     
  7. Guz937

    Guz937 Power Member

    vá lá, pensem um pouco no que propõem... Baterias a energias renováveis? tipo quê? Sol: ok ponho movel ao sol pa carregar, qndo o vou buscar, desapareceu. Vento: bora lá correr um bocadinho pa carregar o telemovel... Água: sim esse recurso monstro que existe no mundo, porque não usá-lo para o telemovel... grande LOL...
    Deixem estar como está neste momento e invistam em "como adquirir eletricidade de maneira não poluente". Isso sim seria de louvar.


    -Foste à casa de banho e tiveste um acidente?
    -Não, o meu telemovel deu o badagaio...
     
  8. d3baser

    d3baser Power Member

    Não temos agua infinita, mas temos agua que sobre para estas coisas.

    Quando se fala de falta de agua, esta-se a falar de agua potável. Para estas brincadeiras há bastante agua.
     
  9. LOOOL !
    Já estamos a imaginar .

    Alguém referiu , lembrei - me agora , que temos falta de água potável , mas que tínhamos água de sobra pra este tipo de coisas . Água não-potável ? Será que funciona ? Eu cá não sei ...
     
  10. mido

    mido Power Member

    Água potável falta se o Estado que gere o país quiser, é preciso que o país invista nisso.

    Quanto à água ser utilizada em baterias é muito bom, além do mais a reacção é cíclica, a agua acaba por ser sempre reposta, e acima de tudo é uma fonte de energia estável ao contrário do sol pois nunca é constante e do vento. Hoje em dia grande parte da energia criada em Portugal vem de centrais onde queimam gás natural, ou outro tipo de centrais, sendo assim seria de louvar um recurso onde não fossem necessários recursos fosseis, o que nos libertaria do médio oriente e de Espanha (Portugal "aluga" imensa energia, a qual e depois cobrada obviamente a Espanha).

    Em suma a independência a nível energético só traz vantagens logo quanto mais facilidade em obtermos energia e de forma eficaz, mais benefícios temos.
     
  11. OdracirPT

    OdracirPT Power Member

    É boa a ideia das baterias a água e hidrogénio, mas substituir o cartucho de hidrogénio a cada 5 dias... Imagino o trabalho. :(

    Espero que corrijam esse problema.
     
  12. Mitch

    Mitch Banido

    o combustível aqui não é a água, é o metal que serve de catalisador à reacção de hidrólise. esse metal também se gasta...
     
  13. Hawk

    Hawk Power Member


    Exactamente, ao mesmo tempo que o metal favorece a velocidade em que se dá a produção de hidrogénio há um desgaste contínuo do metal e consequentemente gasto de água, depois de canalizado (o hidrogénio) este mistura-se com o oxigénio formando uma reacção eléctrica, que num me parece assim tão forte nem tão contínua para alimentar um portátil ou qualquer outro aparelho de grande necessidade energética, no entanto é uma boa notícia poderá estar aqui um inicio de revolução industrial no mercado de baterias/pilhas etc
    Quanto ao uso de água potável ou não potável, penso que o que interessa é formar o oxigénio, é claro que uma água que tenha menos substâncias de destruição (num são os termos mais correctos, mas refiro-me a águas com sal ou águas mais ácidas que no normal), favorecem sem dúvida a durabilidade do produto.

    Offtopic:
    Acho que com um pouco de aplicação dos eng. mecânicos e electrónicos será possível aplicar este tipo de energias a automóveis, com depósitos maiores de água e metais de alta durabilidade, mas penso que possa estar mesmo aqui um fonte de energia não poluente que na minha opinião tem bastante futuro...
     
  14. bane

    bane Power Member

    O hidrogénio não faz uma reacção eléctrica com o Oxigénio... Ele queima o oxigénio (combustão). E este tipo de tecnologia já tem avançado bastante porque produz energia suficiente para tornar os carros eléctricos competitivos com os de combustão (já que os eléctricos são muito mas muito mais eficientes que os de combustão).

    Com isto dito, é mais do que óbvio que a combustão do hidrogénio é mais do que suficiente para alimentar um portátil (na realidade é o que leva as naves espaciais para fora da órbita da terra).

    É mau a parte de ter que andar a substituir os cartuchos, mas pode ser que com o tempo passemos a comprar cartuchos de hidrogénio e não de metal (mais baratos).
     
  15. Hawk

    Hawk Power Member

    Penso que a reacção química passa por algo deste género: 2H2 + O2 -> 2H2O + energia , ou seja uma reacção irreversível, na qual penso eu já ser necessária corrente eléctrica para dar aqueles reagentes...


    Já agora alguém que me explique isto...

    A reacção que a água faz com o metal é um reacção de combustão lenta, logo daqui ira resultar hidrogénio...

    Mas então para quê substituir o cartucho de hidrogénio se este é produzido pela água e pelo metal, bastaria colocar um depósito recarregavél...
     
  16. mido

    mido Power Member

    Não sei responder à pergunta que fizes-te, mas afirmas-te acima que a reacção é irreversível e isso não verdade ela reversível
     
  17. bane

    bane Power Member

    Em baixo vais ver que não é irreversível, tens razão na reacção química e essa mesma reacção chama-se combustão, os reagentes separam-se da água com uma energia eléctrica sim (novamente em baixo vou explicar), essa reacção produz electricidade porque o átomo de hidrogénio se separa fica H+, ou seja, por cada átomo de hidrogénio libertam-se 2 electrões.


    Já agora alguém que me explique isto...

    O metal é um catalisador da reacção 2H20 -> H2 + 02 (sim a reacção oposta), o metal só serve para diminuir o custo energético da reacção de forma a combustão do hidrogénio produza mais energia do que a energia necessaria para separar a água.
     
  18. jjmaia

    jjmaia What is folding?

    ??? Onde é que a agua é gasta? Agua -> H2 + O2 (O2 dissolve-se na ATM) -> H2 + O2 ATM -> Energia + Agua.

    Só uma coisa me incomoda:

    H2 + O2 ATM -> Energia + Agua

    Energia + Agua -> H2 + O2 ATM
     
  19. bintoito

    bintoito Power Member

    Este processo nada mais é do que uma reacção de oxidação - redução; daí ter de se substituir o cartucho a cada x tempo. o que acontece, de um modo mt sumário, pq tb não me lembro dos passos todos agr é; o metal (mto provavelmente uma liga metálica), sendo mais electronegativa que a H2O, oxida-se, ie, vai roubaros electroes da molécula de agua, que mantêm unidos os 2 atomos de H ao de O. Ao acontecer isto, os electrões migram para a superficie da placa metálica, sendo que neste "movimento" é produzida a diferença de potencial, que é o responsável pela produção energética, ou electrica se quiserem. O problema é então que com o passar do tempo o metal vai oxidando, perdendo assim a capacidade de reduzir a agua; daí, infelizmente, não se dar o tal ciclo "eterno" que o jjmaia referia. Era bem bom!!!

    Alguém referiu aí que não concordava com este tipo de fuel cells..ok, lá terás as tuas razões, mas pensa o seguinte:
    para produzir as pilhas de litio, ou quaisquer outras, não te podes é esquecer de que é preciso ir buscar estes metais por vezes a km's de profundida, com todos os impactos energéticos e ambientais que, para teres a opinião que tens, nem vale a pena o trabalho de os enumerar....

    Pena é não haver mais investimento neste tipo de tecnologia, nomeadamente na formação para assim se aprofundar mais estas vitais pesquisas. Mas enquanto houver petróleo....
     

Partilhar esta Página