1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Santander pede e apoia fusão entre ZON e Sonaecom

Discussão em 'ISPs' iniciada por Aless, 30 de Setembro de 2008. (Respostas: 0; Visualizações: 497)

  1. Aless

    Aless Power Member

    O maior banco espanhol subiu a sua recomendação para a Sonaecom para 'Comprar' de 'Manter' e cortou o preço-alvo para 2,40 euros de 2,50 euros e subiu a recomendação para a ZON para 'Manter' de 'Subponderar' tendo descido o preço-alvo para 6,20 euros de 8,50 euros.

    "As sinergias directas são fáceis de perceber do ponto de vista de Opex (despesas operacionais). As poupanças potenciais da migração dos clientes de ULL - Oferta Desagregada do Lacete Local - da Sonaecom para a rede da ZON atingiriam os 450 M€", estima o Santander.

    "Do nosso ponto de vista a consolidação tornou-se uma necessidade e isto aumenta as probabilidades de uma significativa criação de valor", refere o Santander.

    "Vemos a Sonaecom como mais atractiva em termos de avaliação e porque não tem a capacidade financeira para fazer uma oferta em 'cash' para a ZON, o que pensamos que será mais provável de ser reflectido num retorno atractivo para os seus accionistas do que no caso da ZON", adianta.

    O Santander aponta que uma fusão, que teria de ser amigável, levaria a que a ZON representasse entre 60 a 70% da nova entidade que teria como maior accionista a Sonaecom com uma posição de 14%.

    No entanto, os accionistas que controlam a ZON iriam deter 30% da Sonaecom/ZON contra os 20% dos accionistas que controlam a Sonaecom.
     

Partilhar esta Página