1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Script Ubuntu Perfeito

Discussão em 'Novidades GNU/Linux & *nix World' iniciada por nuno_nunes, 11 de Maio de 2009. (Respostas: 15; Visualizações: 3385)

  1. nuno_nunes

    nuno_nunes Power Member

    Finalmente concluí o script “Ubuntu Perfeito”, se você ainda não sabe o que ele é, bem ele é um script de programação que contém um roteiro de modificações a serem feitas no sistema, na prática automatiza a instalação de vários componentes que normalmente vamos incluindo ao longo do tempo. A vantagem em usar esse script é que você faz isso uma única vez e não é surpreendido pela falta de algum componente. O script procura atender primariamente usuários da distribuição Ubuntu, sejam elas 32bits ou 64bits. É provável que funcione também em distros baseadas em Debian (UTF-8), mas não há garantias.
    A seguir, vamos as instruções de instalação.

    Download do Script para Ubuntu 8.x (Hardy e Intrepid) :
    Ubuntu 8.x : ubuntu-perfeito.deb

    Download do Script para Ubuntu 9.x (Jaunty Jackalope e Koala) :
    Ubuntu 9.x : http://sourceforge.net/project/showfiles.php?group_id=246324&package_id=316566

    Download de pacotes extras que são descarregados pelo script e geralmente não estão presentes em nenhum repositório :

    Pacotes extras : Pacotes Miscelaneas extras

    Arquivo .ISO do Ubuntu 9.04 atualizado até 04/05/2009 já com o script aplicado :
    http://hamacker.wordpress.com/2009/...904-ja-com-o-script-ubuntu-perfeito-aplicado/

    Instalação :

    O modo de instalar o Script Ubuntu Perfeito é simples, você pode optar por descarregar o arquivo .deb do link acima e dê um duplo clique sobre ele. Ou então quando for iniciar o download, solicitar abri-lo com o gDebi :

    [​IMG]

    Após o duplo clique -para quem optou por download- ou abri-lo com o gDebi, bastará clicar botão [Instalar] :

    [​IMG]

    Para completar a instalação lhe será solicitado a senha de administrador, o qual você deverá fornecer.
    Após a instalação poderá executa-lo através do menu do GNOME->Sistema->Administração->Ubuntu Perfeito
    Daí em diante, o script será executado normalmente e basta orientar-se pelas instruções na tela, marque as tarefas que deseja aplicar e em seguida clique no botão [OK] :

    [​IMG]

    É imprescindível estar conectado à internet antes de executar qualquer tarefa pelo script.
    Algo que eu recomendo é fechar todas as outras janelas antes de executar este script, acontece que este script abre alguns subjanelas (popups) e se você estiver trabalhando com alguma janela ativa, esses popups ficarão por traz dessas janelas ativas, assim ocultando-as, poderá acontecer de achar que o script ainda está execução quando na realidade está parado precisando de sua intervenção. Se você vai deixar executando o script e fará outras coisas paralelamente então tudo bem, mas esteja atento a sua barra de tarefas para não deixar o script parado.

    Bash script, é uma ótima linguagem para automatizar tarefas, especialmente em servidores. No “Ubuntu Perfeito” você encontrará muitas expressões, comandos, funções, janelas de diálogos de vários tipos, I/O, enfim muita coisa como fonte de aprendizado.
    Se tiver dificuldades pós-instalação, não esqueça de ler este pequeno FAQ.
    Vamos ver alguns detalhes desse script ? Vejamos…

    Eis a tela inicial :

    [​IMG]

    A primeira opção, intencionalmente é a “configuração de proxy”. Isso porque o script faz download de programas e no caso de redes protegias por proxy é mandatório autenticar-se primero. Se este for o seu caso, apenas deixe marcado essa opção. Para os demais, essa opção deverá ser mantida desmarcada.

    A segunda opção, intencionalmente, quando marcada indica que você possui um monitor LCD. Esta opção só é usada para indicar a forma como as fontes deverão ser renderizadas… o script vai tentar aplicar o melhor tipo de renderização possível, é claro que ele não acerta sempre porque muitos monitores possuem variação. É por isso que se você não gostou do resultado de suas fontes, poderá ir em Sistema->Preferencias->Aparência e na guia [Fontes] poderá ajustar a melhor renderização para o seu caso.
    Toda a instalação é feita em forma de tarefas, algumas você poderá desmarcar se não houver interesse. Depois das tarefas concluídas, serão removidas do menu e mesmo que você o execute no dia seguinte, só exibirá no menu as etapas ainda a serem realizadas (isso deu um trabalhão).

    As opções que requerem downloads demorados vem por omissão desmarcados, é o caso da instalação do BrOffice3, VirtualBox, GoogleEarth e os modelos do “Escritório Aberto“.

    O script tá preparado para diferenciar se um sistema é 32 ou 64bits, e pode executar procedimentos diferentes para cada um destes, isso porque alguns programas na versão 64bits são costumeiramente problemáticos, por exemplo a instalação do Flash 10 e o plugin sun-java.

    Mas o espirito do script não é apenas descarregar programas e instalar, Repare os nomes das pastas abaixo :

    [​IMG]

    Percebeu ? Não ? Os nomes das pastas estão em minúsculos e sem nenhuma acentuação, veja no original :

    [​IMG]

    Ficou claro agora ? Mas ainda não é tudo, o script também descarrega alguns modelos de documentos do sítio “Escritório Aberto“, assim você poderá usar o menu de contexto do gnome para criar novos documentos baseados nestes modelos, veja :

    [​IMG]

    Para simplificar a aplicação de ícones, fontes de letras e temas na área de trabalho. Foram criados esses três atalhos no menu de preferencias do GNOME :

    [​IMG]

    São apenas 3 ajustes pré-configurados, quando os 3 atalhos são aplicados a aparência do desktop fica mais ou menos assim (pode variar os ícones) :

    [​IMG]

    Para alguns usuários dos programa Skype, Pidgin e gerenciador de clipboard, tais programas deveriam ser carregados sempre no inicio. Satisfazendo essa necessidade, o script ao instalar tais programas pergunta se deseja inclui-los no “autostart” do sistema.
    Alguns programas, como o flash 10 também estão sendo promovidos no Ubuntu, não importando se é 32 bits ou 64bits, veja :

    [​IMG]

    Eita que é um porre fazer o sun-java rodar num ambiente 64bits, o recomendado é usar o OpenJDK, mas sabemos que alguns sítios na internet possuem restrição a essa versão de java. A única opção portanto é usar um navegador 32bits dentro do Ubuntu 64bits, parece fácil ? Mas não é, depois de alguma experiência com o navegador Firefox32, concluí que ele pode dar uma péssima experiência para usuários mais novatos, isso ocorre porque o Firefox32 usa a mesma profile do seu firefox64, mas sabemos que as extensões de um podem não funcionar no outro ou pior, comportar-se estranhamente num ou no outro. Sei que tal problema com o firefox32 pode ser solucionado criando uma profile especifica para o firefox32 e outra para firefox64, por essa razão o script cria dois atalhos para carregar o firefox, cada um desses atalhos usa uma profile diferente, pode parecer complexo, mas um usuário intermediario se dará bem trabalhando assim, até mesmo porque em ambos pode ser instalado a extensão FEBE que permite fazer o backup de uma profile e restaura-la em outra. Portanto ou você usa o plugin openjdk ou usa o sun-java+firefox32, mas fica aí registrado que deve utilizar duas profiles separadas para cada versão. Se voce é novato e sabe que vai fazer besteira com esse “negocio” de profiles então é melhor deixar que a Sun Microsystem resolva isso lançando um plugin sun-java 64bits, vamos depender da boa vontade dela até quando ? Felizmente, na internet vem diminuindo o uso applets java que só funcionem no sun-java. Outrossim, o plugin sun-java funciona no ambiente 64bits como poderá ver o teste :

    [​IMG]

    Obviamente, a imagem acima é tirada do Firefox 32bits que o próprio script instala. Mas se voce for usar apenas o navegador 64bits, o java também estará lá :

    [​IMG]

    Obs: A página de teste identificou o java como sendo o sun-java, porém, o java que está sendo carregado é o icedtea6-plugin.
    O Firefox foi agraciado neste script com a possibilidade de descarregar e instalar de forma automática extensões populares, incluindo o idioma e dicionário português-brasileiro que por alguma razão vem desatualizado no Ubuntu 64bits, veja :

    [​IMG]

    Se estiver instalado o [Br]OpenOffice 3, o script se oferecerá para instalar estas 3 extensões : Googroo (corretor gramatical), Vero (Verificador Ortográfico contemplando os ajustes do Acordo Ortográfico) e Solver :

    [​IMG]

    [​IMG]

    [​IMG]

    Há 3 opções de tocadores de multimédia : Totem (padrão), Mplayer e VLC. O script pergunta por qual deles você deseja optar.
    Novos temas também são instalados, por exemplo, o NewWave, Dust e Kin. Para o gerenciador de login (GDM) foi acrescido o tema NewWave e Ubuntu Professional v2 que é muito bonito por sinal. Muitos, mas muitos outros papéis de parede também foram acrescidos.

    O script possui algumas particularidades como não preocupar-se apenas na instalação do programa, mas preocupar-se também que ele esteja pronto para uso. Este é o caso do VirtualBox, não basta apenas instala-lo, mas é preciso gerar o módulo para ele e acrescentar os usuários do sistema ao grupo [vboxusers], e isso o script faz. Os programas que gerenciam o nível de tinta também precisam do mesmo cuidado. Veja bem, que graça há em baixar temas e papeis de parede se eu não relaciona-los em Sistema->Preferencias->Aparência ? Deste modo, tenho feito com que o script não se preocupe apenas em instalar, mas também deixar apto para uso.

    Alguns papéis de parede já são auto-adicionados :

    [​IMG]

    Como ultimo item eu acrescente a tarefa entretenimento que apenas instala um pacote de remakes de MSX para Linux, eles já foram publicados aqui, são eles : RoadFighter, Goody (32bits somente), Goonies(temporariamente a página de download está fora do ar), Maze of Galious (somente 32bits) e F1-Spirit :

    [​IMG]
    Jogo RoadFighter

    [​IMG]
    Jogo Goonies

    [​IMG]
    Jogo F1-Spirit

    Para matar a saudade de vez, deveria ter penguim adventure, combinaria com o Tux :)
    Esta versão está concluída, o meu objetivo era deixa-lo pronto até o lançamento do Ubuntu Intrepid. Poderá utiliza-lo desde já, no entanto, terá uma melhor idéia do que este script faz rodando-o a partir duma instalação fresca e limpa. Isso não quer dizer que você não deva executa-lo se o seu sistema já está pronto ou que já tenha executado este script outras vezes, na realidade, poderá executa-lo quantas vezes quiser, pois ele manterá o que já foi feito, mesmo que você mande executa-lo 500 vezes a mesma coisa.

    Fonte: http://hamacker.wordpress.com/script-ubuntu-perfeito
     
    Última edição: 11 de Maio de 2009
  2. positive_mind

    positive_mind Power Member

    bom post!
    isto é a versao UBUNTU do easylife do FEDORA, mas melhorado.
     
  3. LCTN

    LCTN Power Member

    Esses jogos são bacanos, já os instalei aqui, obrigado:D
     
  4. Underground909

    Underground909 Power Member

    Algum cuidado se exige ao correr (como root ainda por cima) um programa cuja única fonte é um blogue em que o autor até declara desde logo que não se vai identificar nem dar quaisquer informações acerca da sua pessoa, a não ser um endereço do gmail.

    Sempre que possível, é percorrer o código para ver se aquilo faz o se pensa que faz e nada mais.

    Nos casos em que sabemos que alguém confiável fez alguma revisão do código, e aparentemente deu a sua aprovação (ainda que passiva), ainda podemos ter alguma confiança marginal. Mas este é um dos casos em que isso não vai acontecer, desde logo por o software estar direccionado apenas para os utilizadores lusófonos, o que restringe bastante o universo de potenciais interessados, e desses, só poucos vão alguma vez ter conhecimento desse software e desse blogue.

    Com estas e com outras, um dia ainda vamos ver headlines a dizer "afinal sempre há vírus (malware) para Linux".
     
  5. Já conhecia à algum tempo, mas prefiro não usar, talvez apenas usar como fonte para algumas ideias. Sempre que instalo algum Ubuntu (e são muitos :001:), tenho sempre o gostinho de fazer a instalação, correr uma linha de consola que instala o essencial e mais alguma coisa, linha essa "criada", isto é, recolhida a partir de vários sites e da minha experiência pessoal, assim fica o sistema quase que assinado... É o amor à consola :D

    Quanto à segurança, é mesmo aconselhável dar uma olhadela... Mas se for mesmo de confiança (como acredito que é), é fantástico para quem começa (paradoxalmente, para quem começa, caso seja algo malicioso, os iniciantes são o principal alvo... )

    Abraço,
    dany
     
  6. rana

    rana Power Member

    Olá amigos, alguém já conseguiu instalar esta versão de ubuntu num netbook toshiba nb100?
    Eu já tentei mas não me conseguia ligar à net...

    Cumps.
     
  7. Homem do Saco

    Homem do Saco Power Member

    Parece que ninguém reparou sequer no que disseste.

    Eu prefiro jogar pelo seguro, em vez de instalar todo o script que me aparece na net só porque alguém o vem aqui anunciar.

    Parece-me que a única coisa que este script faz é instalar uma série de pacotes que não vêm instalados por defeito no ubuntu, para isso prefiro instalar directamente os pacotes...

    Parece-me que o meta-pacote ubuntu-restricted-extras instala isso quase tudo...
     
  8. PapiMigas

    PapiMigas Power Member

    Sem querer ferir as susceptibilidades de ninguém acho este comment de mau gosto. 99% dos usuários usa software com codigo que não sabe, nunca analisou nem nunca vai entender... Seja em Microsoft seja *Nix seja Mac... O unico código que analisei e sei é o código da estrada. E como eu, quase todos os que viajam na net... Estamos entregues a iluminados que nos entregam programas que quiseram e conseguiram fazer. E ninguém me garante que por de trás de alguma janelinha não esteja a correr alguma coisa maliciosa...
    Se me perguntarem se eu confio em algum? A minha resposta é não.
    Se por isso não vou usar qualquer software? Não posso deixar de usar...
    Se por consequência vou aprender a ler código? Nem pensar, não tenho tempo nem paciência!
    Quero é fazer as minhas tarefas diárias no trabalho, ler o mail, jogar um pouco se tiver tempo e ver uns filmes ou ouvir música...

    Em vez de dizer que o código deste "iluminado" pode ser malicioso e rejeitar logo à partida porque só há um GMAIL que tal ler esse código e dar a sua opinião se é confiável ou não??
    Se esta ferramenta tiver bastante procura mais cedo ou mais tarde torna-se oficial.
    Não se pode esquecer que o mundo *nix é feito de pessoas como esta.
    Se estver à espera que geeks "iluminados" (mas com o cerebro cinzento) que dormem com a shell mas tremem ao falar com alguém frente a frente dêem cor, brilho e funcionalidade ao meu desktop bem que posso esperar sentado...
    E o mais fabuloso disto tudo é que só instala quem quer!

    Cump
     
    Última edição: 15 de Maio de 2009
  9. PrOdG

    PrOdG Power Member

    A diferença é que qualquer utilizador com 2 dedos de testa sabe que mesmo não percebendo nada de programação deve procurar utilizar software de fontes confiáveis.

    O Underground909 apenas alertou para o facto de não haver uma única fonte de confiança a aconselhar o programa e o próprio autor não parecer estar muito interessado em identificar-se. Com a agravante de ser um ficheiro que precisa de correr como root.

    Pode nem ser o caso deste programa, mas executar uma aplicação nestas condições é pedir problemas.
     
  10. PapiMigas

    PapiMigas Power Member

    Claro, sem dúvida. Eu não instalava. Mas já usei automatix (há uns anos) sem saber que código corria. Li algures que punha tudo o que se precisava... e usei.
    O que eu quero dizer é:
    Em vez de mandar postas de pescada porque não analisar o maldito script e dar uma opinião?
    Alertar para o uso de scripts com pass de root? Isso faz parte dos mandamentos de segurança não? E o facto de haver uma organização por trás dá mais segurança? Se ele conhecesse o autor pessoalmente fazia o mesmo discurso? É nestas coisas que a comunidade *nix falha redondamente. Por vezes morde-se a si mesma. Por exemplo, quem eu vejo a falar pior do ubuntu é pessoal que conhece e usa linux ha muito tempo. Esquecem-se é que foi graças a isso que o linux finalmente apareceu no mapa dos desktops...
     
  11. Homem do Saco

    Homem do Saco Power Member


    Não é uma questão de analisar o código ou não.

    É preciso bom senso na decisão de se instalar ou não um pacote de software. Se me aparece um post num blog com link para um script que diz que é bom, mas eu não preciso dele e ainda por cima não existe qualquer referência de segurança a ele, porque raio o vou instalar ou sequer perder tempo com ele?

    Quando alguém me dá um link estranho no msn não vou sacar o executável e correr o antivirus para ver tem virus ou não, simplesmente passo à frente. Infelizmente, muitas pessoas só por verem alguma coisa pra instalar agarram nisso e instalam. Essa é uma das principais formas de propagação de malware na internet.

    Este tal "ubuntu perfeito" pode não ser malware (e penso que não é, mas não vou perder tempo a ver isso), mas esta atitude de ver um post deste tipo e ir a correr experimentar é em tudo igual à propagação desses virus em windows. Uma vez que este script até deve pedir a password para entrar em sudo, era muito fácil colocar um virus ali no meio a correr como root.

    Pessoalmente, não instalo este script porque:
    1. Não confio nele, apesar de não achar que seja malware, gosto muito da estabilidade do meu ubuntu para a colocar em risco ao instalar não sei bem o quê
    2. Preciso disto para que?
     
  12. PapiMigas

    PapiMigas Power Member

    Totalmente de acordo ;) Mas não é levianamente que vou tecer opiniões. Se quero opinar primeiro investigo e depois sim, falo. :)
     
  13. PrOdG

    PrOdG Power Member

    Ninguém está a comentar o programa em si, mas sim o facto de haver utilizadores a executar a aplicação sem sequer se preocuparem em saber se era seguro fazê-lo. Ninguém precisa de olhar para o código do script para saber que é um risco de segurança executar uma aplicação nas condições desta thread. E é isso que se está a discutir, não se esta aplicação em particular é segura ou não.

    Aproveitando a dica do Automatix: por mais foleiro que fosse, sempre tinha uma página própria com Wiki, Fórum, descrição da equipa de desenvolvimento, etc. Bastante diferente de "bem, têm aqui o .deb, executem com permissões de root, qualquer coisa tá aqui o meu gmail".

    Se achas que a comunidade *NIX falha redondamente quando questiona a implementação/correcção/segurança das aplicações que são distribuídas, não me parece que estejas bem dentro do que é o open source. Podes sempre mudar para o paradigma Windows: corres o que eles te mandam correr, e é basicamente isso. Já ninguém questiona ninguém.


    PS: se querem responder ao post imediatamente anterior ao vosso, carreguem no "Reply" e não no "Quote"..
     
  14. PapiMigas

    PapiMigas Power Member

    1-Eu sabia que ia ser mal interpretado... Este fórum serve para trocar ideias e discutir pontos de vista. Se alguém levou a mal as minhas palavras, apresento as minhas desculpas pois o objectivo não é atacar ninguém mas sim expor a minha visão...

    2-
    Não concordo. Repara:
    Ninguém está a comentar o programa porque ninguém olhou para o código. Mas para dizer
    é fácil... chama-se critica destrutiva.

    3-
    Das duas uma: ou sabes ler código ou então confias na palavra de alguém. E se se está a discutir que scripts como este podem ser inseguros, este está incluído...

    4-
    Não estás a falar a sério pois não...

    5-
    Eu não queria lá muito responder a esta parte mas lá terá que ser.
    Isto não foi questionar. Foi pôr de lado logo à partida. E quando falei em comunidade estava-me a referir aos utilizadores deste fórum (não frequento outros :D ) É uma questão de expressão/interpretação...
    Além disso eu não gostei de ver algo a ser criticado sem ser analisado. Repara, os utilizadores lusófonos são milhões... Se houver algo malicioso neste script decerto é logo publicado...
    Se o instalo? Não, nem uso ubuntu. E mesmo para a minha distro não instalo seja o que for sem ver primeiro criticas e opiniões... e mesmo assim posso ser enganado!
    Ah, essa do windows teve muita piada :D mas não obrigado!
     
    Última edição: 15 de Maio de 2009
  15. Homem do Saco

    Homem do Saco Power Member

    Apenas uma coisa...


    É inconcebível estar à espera que lá por algo ser código aberto, cada pessoa que não tem referências de segurança sobre isso vá abrir e analisar todo o código à procura de algo malicioso.

    O código malicioso pode estar escondido e disfarçado no meio de milhares de linhas. Pode até ser descarregado mais tarde por algum meio que pareça inocente, etc...

    E além disso, não é obrigatório todos os users saberem ler código.

    Por isso, não vamos por aí.
     
  16. APLinhares

    APLinhares OpenSource Moderator
    Staff Member

    mau, não continuem com essa discussão sff.
    Ambos os aspectos fazem sentido: Gnu/Linux tornou-se rapidamente popular tb em grande parte devido aos enumeros scripts deste género que facilitaram a vida a muito utilizador, inexperiente ou não; mas de facto convém sempre relembrar que, quando maior a popularidade, maior é o risco de segurança até em pequenas coisas como estas (até porque (in)segurança alimenta muita gente). E uma dos factores que Gnu/Linux tem a favor é a acrescida segurança face a outros SO's.
     

Partilhar esta Página