1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

smartphones que mais emitem radiação

Discussão em 'Telemóveis' iniciada por HighlanderIII, 28 de Novembro de 2018. (Respostas: 35; Visualizações: 848)

  1. HighlanderIII

    HighlanderIII Power Member

    Última edição: 28 de Novembro de 2018
  2. dm222

    dm222 Power Member

    E novidades? A samsung sempre foi a melhor.

    A apple dos piores
     
  3. martikos

    martikos Power Member

    Aqui está uma das razões principais pela qual ainda não comprei um smartphone novo. Nenhum dos que gosto consegue ter níveis de SAR que eu considere aceitáveis, sendo os Oneplus as maiores desilusões. Em alternativa, Mate 10 Pro, mas mesmo assim os valores não me agradam completamente.
     
  4. dm222

    dm222 Power Member

    sabem se os valores colocados por eles são valores anunciados pela marca e testados pela UE, ou de testes deles?
     
  5. rjSampaio

    rjSampaio Power Member

    Mas não estão todos dentro dos valores legais e considerados seguros?
    Ou existe algum estudo (certamente não comprovado) que os mesmos são perigosos?
     
  6. martikos

    martikos Power Member

    No que diz respeito à saúde, o que não falta são coisas neste mundo consideradas "seguras"/"saudáveis" e que na realidade não o são.

    Em jovens/adultos há cancros que podem levar 10/20/30/40 anos para aparecerem, por isso que a maioria ainda não se preocupa com o SAR dos tlms, para já.

    Contudo, já numa criança, a história é bem diferente e este pode desenvolver-se muito mais rápido. Uma criança com menos de 10 anos nunca devia usar um smartphone. O risco de desenvolver tumor cerebral é elevado. Não tenho estudos para te apresentar, apenas sigo bons médicos cujo trabalho também inclui o estudo de artigos cientificos sobre estes e outros temas. Mas se for ao google académico de certeza que deve haver alguma coisa por lá.
     
  7. rjSampaio

    rjSampaio Power Member

    Eu como não sou da area não posso opinar, apenas sigo o que é considerado testado e comprovado até indicações validadas do contratrario.

    Como tal, e sem poder eu desaprovar, digo que é seguro.
     
  8. dm222

    dm222 Power Member

    rjSampaio os testes de SAR são efectuados a x cm do telemovel, se fosse encostado à cabeça nenhum tinha os valores considerados seguros.
     
  9. cRaZyzMaN

    cRaZyzMaN Power Member

    usem phones com fio
    e nada de dormir ao lado do telefone
     
  10. rjSampaio

    rjSampaio Power Member

    Portanto estas a dizer que contrariamente as leis de valores máximos / estudos realizados / consenso cientifico , os telemóveis são perigosos?
    É possível...

    any way,
    O que disseste esta errado, pelo simples facto de se fazer sempre 2 testes, encostado a orelha e ao corpo (ao corpor normalmente ~ 0.5m). A própria fonte diz isso, no caso do A1 por exemplo é 0.76W/Kg ao corpo.
     
  11. dm222

    dm222 Power Member

    no proprio manual de instruções dos telemoveis vem para não encostar o telemovel ao corpo...

    os testes de SAR nunca são feitos encostado, são feitos a uma distancia.

    [​IMG]
     
    Última edição: 29 de Novembro de 2018
  12. rjSampaio

    rjSampaio Power Member

    olha outro...
    Mas ninguém se da ao trabalho de ler as fontes?

    Eu ajudo...

    http://www.bfs.de/EN/topics/emf/mob...tion/sar-mobile-communication.html?nn=6008110

    https://webstore.iec.ch/publication/25336
    IEC 62209-1:2016

     
  13. dm222

    dm222 Power Member

    no primeiro texto diz "Right next to the ear", isso não é encostado.... se fosse encostado seria "against the ear", parece que há aí um problema na tua intrepretação do que está escrito...

    no segundo texto diz aí que os protocolos estão definidos, novidade!! mas não diz quais sao os protocolos, não serve de nada... que estão definidos toda a gente sabe senão nem valia a pena testar.
     
    Última edição: 29 de Novembro de 2018
  14. rjSampaio

    rjSampaio Power Member

    tanto pode haver um problema na minha interpretação como na tua... mas acho que só um de nos se deu ao trabalho de ler a fonte...

    O que meti em baixo é o standart e o texto o abstract, queres saber como é medido exactamente? vai ler...
     
  15. SaaG

    SaaG Power Member

    o meu telemóvel - 0.96 w/kg - ouvido / 0.65w/kg - corpo
    confesso que é daquelas que não dou importância quando compro um smartphone.. e provavelmente devia..
     
  16. dm222

    dm222 Power Member

    Eu normalmente costumo analisar antes de comprar...

    Agora este esqueci-me lol

    Passei de 0.2 para 1.2... 6x mais
     
  17. Poxa eu tenho o Xiaomi A1 :(
    O que vale é que não costumo dormir com o telemóvel ao pé
     
  18. martikos

    martikos Power Member

    E ainda há quem durma com ele debaixo da almofada... a carregar!
     
  19. dm222

    dm222 Power Member


    When Henry Lai, the professor whom Carlo tried to get fired, analyzed 326 safety-related studies completed between 1990 and 2005, he learned that 56 percent found a biological effect from cell-phone radiation and 44 percent did not; the scientific community apparently was split. But when Lai recategorized the studies according to their funding sources, a different picture emerged: 67 percent of the independently funded studies found a biological effect, while a mere 28 percent of the industry-funded studies did. Lai’s findings were replicated by a 2007 analysis in Environmental Health Perspectives that concluded industry-funded studies were two and a half times less likely than independent studies to find a health effect.



    https://www.thenation.com/article/h...cell-phones-are-safe-a-special-investigation/
     
  20. rjSampaio

    rjSampaio Power Member

    wow, finalmente fizeste alguma pesquisa...

    Chegaste a ler a conclusão do estudo dele?

    É que ele não conclui que a radiação era nociva, ora vejamos:

    • Analisou 326 estudos e viu que não havia consenso claro, pois a diferença de 50/50 era apenas 6% (já agora, esses 326 estudos são todos os estudos alguma vez feitos? seja como for 6% é uma anomalia estatística em tão poucos
    • Separando os estudos por independentes, a diferença é maior, neste caso 16% maior, mas ainda assim pouco conclusivo, ja os encomendados apenas 28% dizem ter algum efeito.
    Moral da historia, aparenta haver uma relação entre quem encomenda os estudos e qual o seu resultado.

    Mas repara outra coisa, tanto os encomendados como os independentes, a vasta maioria apenas encontrou ligação entre a radiação e efeitos biológicos, mas ninguém (excepto uma minoria) afirma que são efeitos nocivos e graves, e esse o ponto final do priemiro link que meteste.

    Ya, chegaste a ler os teus proprios links?
    any way, obrigado pelo 1, gostei de ler.
     

Partilhar esta Página