1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

Sun revê estratégia de licenciamento comercial de tecnologia Java

Discussão em 'Programação' iniciada por RavenMaster, 17 de Março de 2005. (Respostas: 4; Visualizações: 631)

  1. RavenMaster

    RavenMaster Power Member

    "A Sun vai alterar as condições de licenciamento da linguagem para Java para fornecedores de software, tornando-as menos restritivas. O objectivo é, segundo a fabricante, oferecer uma maior flexibilidade na utilização comercial do código fonte da tecnologia.

    Ao alterar as condições de licenciamento da Java, a Sun deverá estar igualmente a pensar numa maior compatibilização entre a linguagem e os programas open-source, segundo consideram analistas citados pela C|Net.

    "A divisão entre aplicações comerciais e não-comerciais tem cada vez mais tendência a desaparecer, por isso não me surpreende que tal pensamento esteja na origem da simplificação geral do regime de licenciamento", diz Stephen O'Grady, da RedMonk.

    A Sun tem dois programas de licenciamento para a linguagem de programação, a Sun Community Source License (SCSL) e a Java Research License (JRL), distinguindo respectivamente a utilização comercial da académica.

    "A JRL é a simplificação não-comercial da SCSL e pretendemos agora simplificar a SCSL na sua utilização comercial", afirma Jean Elliott, director de marketing da Java 2 Standard Edition. "Gostaríamos de a deixar para trás [a SCSL] porque achamos que é demasiado complicada".

    Ao que indicam hoje várias publicações online, já está confirmado que, dentro de um a dois meses, a Sun disponibilizará dois novos sistemas de licenciamento: a Java Distribution License (JDL) e a Java Internal Use License (JIUL), que substituirão a SCSL.

    A JDL será uma licença de absoluta utilização comercial, mas muito mais fácil de interpretar do que a SCSL, garantem os responsáveis da Sun, enquanto a JIUL é uma licença de uso "in-house" e de modificação do código fonte do J2SE. Esta última licença destina-se, por exemplo, a programadores que descubram um determinado bug no código fonte e não possam aguardar que a comunidade Java corrija o problema numa futura versão. "

    link
     
  2. xtr3me

    xtr3me Power Member

    Já estava na altura !
     
  3. enok

    enok [email protected] Member

    digo mais... aleluia!
     
  4. NoMercy

    NoMercy Power Member

    Quase cederam à pressão do open-source.
     
  5. NoMercy

    NoMercy Power Member

    Agora que reparei no http://tek.sapo.pt/ , queria reiterar a minha posição demonstrada neste post desta thread . Ao que parece, o sapo afinal tem um canal para assuntos relacionados com técnologia, mais especificamente, informática. O problema é que olhando para a página inicial do sapo não consigo descobrir como é que se vai dar ao http://tek.sapo.pt/ . A unica coisa que vejo na página inicial é informação que não considero, geralmente, útil e sendo assim, abandono logo á partida a página. Penso que, se querem que canais como o tek sejam mais visitados, têm que lhes dar mais visibilidade, especialmente na página principal.
    Ainda assim, mesmo tendo o sapo um canal dedicado à técnologia informática, nem todas as questões e sujestões que levantei no referido post ficam sem efeito. Penso que sinceramente, deviam olhar para o modelo da bbc e tentar adaptá-lo ao conteúdo e estratégia do sapo. Pelo menos na forma de organizar a informação, para mim, teria muito melhores resultados e tornar-se-ia muito mais útil.

    Está um pouco offtopic, mas penso que, visto a noticia ser do tek.sapo, um comentário a algo que tinha dito antes, não é completamente desmedido.
     
    Última edição: 18 de Março de 2005

Partilhar esta Página