1. Este site usa cookies. Ao continuar a usar este site está a concordar com o nosso uso de cookies. Saber Mais.

The Two Types of Programmers

Discussão em 'Programação' iniciada por HecKel, 29 de Novembro de 2007. (Respostas: 15; Visualizações: 1364)

  1. HecKel

    HecKel The WORM

    Acabei de ler um artigo na Coding Horror (ca nome apelativo :P) até com algum interesse..., mas o que me fez publicitar este artigo aqui foi mesmo a parte que dá o titulo ao artigo, curti bastante da definição dos dois tipos de programadores:

    Recomendo a que leiam o artigo todo, até dá que pensar...

    In: http://www.codinghorror.com/blog/archives/001002.html
     
  2. fonte

    fonte Power Member

    N sei se concordo com o ponto de vista deste artigo... Hoje em dia acho que já não tao fácil definir a diferença entre os vários tipos de programadores (acho que divilos em dois grupos é ridiculo).
    E digo isto tendo em conta a minha situação: aprendo java, c, php, etc, pq alguem ao planear o curso decidiu, tendo em conta a realidade em Portugal, que era essa a necessidade. No entanto também foi na universidade que descobri o Haskell (e acho que nunca teria descoberto se não tivesse chegado ca) e fiquei maravilhado. Acho que é das coisas mais incriveis que ha na area da programação.
    Ou seja, acho que a tentativa seria ter um 100% e nao os 20% e 80%. No entanto a longo prazo os 20% estão condenados, uma vez que a engenharia de software continua em ascensão e aí serão os 80% a mão de obra de peso (leia-se "batedores" de código). Os restantes 20% serão talvez adaptados a outros cargos mais de planeamento e desenho de software (para estes acaba o bater codigo).
    É a minha opinião e por isso vale o que vale...

    PS: Quanto a Engenharia de Software, acho que o pessoal tem falado disso no tópico "quanto ganha um programador de java".

    LESI
     
  3. AragTey

    AragTey Power Member

    O artigo reflete a vida real no mundo da programação....há os que trabalham para viver e os que vivem para trabalhar :)

    Olhando para mim..vejo-me na fronteira entre os dois grupos (como penso que será com a maior parte das pessoas). Ou seja supondo que todos temos um pouco de ambição profissional (nem que seja querer ganhar mais), na programação, como quase em todas as profissões, é necessário investir tempo livre na nossa formação e aquisição de conhecimentos para nos mantermos (ou la chegar) no topo da crista (no caso do artigo refiro o saber o que é o Linux e não estar agarrado á Microsoft).

    Agora entre isso, e brincar aos compiladores de Lisp no fim de semana, porque é "giro"....ui vai lá vai.....isso já não acho nada normal...e são os tais que vivem para trabalhar.

    Um pouco de curiosidade e estudo ao longo da vida não faz mal a ninguem.

    P.S. Tou a comentar apenas sobre o post do HecKel....não tenho tempo para ler o artigo....mas já tá imprimido e vou lendo no caminho para casa....talvez quando o ler por completo mude de opinião.
     
    Última edição: 29 de Novembro de 2007
  4. Armadillo

    Armadillo Folding Member

    Acho q o artigo nao reflecte totalmente o q se passa na vida real (pelo menos n retrata o q s passa comigo).
    Neste momento, aonde estou a desenvolver, estamos literalmente "agarrados" aos sistemas MS e *nix. Temos q desenvolver software para consumo interno nas duas plataformas.

    As nossas telecomunicacoes sao baseadas em *nix, o ERP em MS (mas agora espantem-se, em Access2 - estamos a falar de um sistema de 1994), LojaWWW em MS-SQL com ASP e CRM em PHP/Ruby, e todos os sistemas estao perfeitamente integrados...Ah, e vamo-nos meter agora com Mac's.

    Temos q trabalhar com C, PHP, Ruby, VB3, VB6, ASP.NET, ASP, VB2003/5 e ActionScript, e possivelmente no futuro com Objective-C.
    Tb ja tamos a trabalhar com VS2008 (apenas ferramentas "pessoais" mto pqnas, para nos podermos adaptar as novas tecn. MS).
    Somos apenas 3 programadores a dar resposta a este sistema.

    A nivel de telecomunicaçoes temos q desenvolver modulos especificos q correspondam as nossas necessidades, ou seja, recompila o kernel do linux outra vez...

    É obvio q n trabalhamos com Haskell ou Lisp, simplesmente n eh rentavel...
    Era so o q faltava agora tar a desenvolver uma aplicacao de gestao em Brainfuck, so pq eh preciso por os miolos atrabalhar de vez em qaundo :p
    Como todos sabem, n se inventa a roda de cada vez q precisamos dela... ...
    N iamos tar a desenvolver uma linguagem nova para cada caso q temos, a n ser q fosse estritamente necessario e s só fosse uma linguagem intermedia(tipo funcar com n linguagens, por exemplo php e asp) q funcionasse em multiplas plataformas.

    Eh obvio q ao fim d semana tb fazemos brincadeiras com programacao (ou n), mas nada de lisp, mete vb6 praí q o gaijo ate eh fixote.

    Eh tudo mto relativo isso dos 80%-20%...

    ____
    edit: Ainda bem q nos agarramos a uma bd MS, pq senao ainda tavamos prai a trabalhar com dbase e isso seria mto mau...
     
    Última edição: 30 de Novembro de 2007
  5. limao69

    limao69 Power Member

    De facto deixou-me a pensar, fico feliz por ser 80%. :P

    Cumprimentos,

    SL.
     
  6. Armadillo

    Armadillo Folding Member

    N me consigo conter...

    Penso q o autor do artigo esta a tentar fazer eh, mais uma vez, a separar os programadores q utilizam plataformas MS, chamando-os burros (pq fazem tudo o q a Microsoft diz, o que eh falso) e q os programadores q utilizam *nix eh q sao espertos, pq fazem os seus compiladores. Pelo q tenho visto na minha ainda curta experiencia de programador eh q quem so usa uma plataforma esta a perder mta coisa boa. Ideal eh usarmos o q de melhor cada plataforma tem.

    Usem tudo o q vos der jeito, n fiquem agarrados a uma so plataforma. Nao sigam evangelizaçoes extremistas de plataformas...
    Democracia informatica!
    Macwinix ao poder!!!


    Desculpem qq coisa...
     
  7. theforbidden1

    theforbidden1 Banido

    Eu é que não me consigo conter,
    Rapaz se nem sequer consegues escrever como aspiras a programar bem? Tens noção do ridículo da palavra que eu destaquei a rosa? Olha que no mundo da programação não é só programares para ti, aquilo tem que ficar minimamente legível para um colega teu.
     
  8. Armadillo

    Armadillo Folding Member

    tenho pena q n consigas ler 'eh', apenas n gosto de usar acentos por consideracao a utilizadores mais sensiveis.
    Visto q n pareces ser mto sociavel e n tomaste em conta o " Desculpem qq coisa...", aconselho-t a teres mais cuidado com o q dizes, pq no mundo real as coisas n funcionam como tu queres.

    se queres comentar o meu post, manda, agora a forma como escrevo...

    PS: 1.Que colega?para ser rigoroso quem tem q ler o codigo eh um compilador/interpretador (eu escrevo para os computadores, n para pessoas)
    2.esqueces-te-te da virgula, depois de "Rapaz".
    3. gostava de ter a tua vida para ter perdido tempo a seleccionar os "eh" e "q" que os outros escrevem.

    Mais uma vez,desculpem qq coisa.
     
  9. AragTey

    AragTey Power Member

    /Off topic

    Por acaso a mim irritam-me as pessoas que em vez de contribuirem para o discussão na tread, vêm por post para corrigir o pessoal :P

    / On topic

    Como referi ontem não li o artigo todo...mas já tive tempo para o fazer, e penso que afinal o que o autor quer, não é, definir os programadores, mas sim apontar para a dificuldade em que geralmente os melhores no ramo, sentem em transmitir ideais e ideais, e as boas ideias e desenvolvimentos acabam por nunca sair daquele grupo, estando então mortos á nascença.

    A melhor maneira de atingir esse propósito são estes foruns...mais generalistas onde existe um maior interacção e melhor troca de conhecimentos entre pessoas que nada sabem, e as que alguma coisa sabem.
    Numa visao mais prática e exagerada comparando o TZ e o Portugal a programar, podemos ver a TZ com esse forum generalista que poderá cativar pessoas e o [email protected] como o forum dos 20%.

    Outra coisa que ele oponta é a efectiva repressão que as grandes consultoras fazem sobre os programadores....extraindo todo o "sumo" e força que estes têm .... limitando-os até que por fim acabam por cair no 80% em que quando chega o fim de semana, só querem é sopas e descanso.

    Eu também preferia ser professor :lol:
     
  10. HecKel

    HecKel The WORM

    Bem, como sabes, eu ando lá pelo [email protected] :P

    E curiosamente até abri esta mesma thread lá (porque será? :P)

    Pessoalmente, discordo de ti. Lá o pessoal tenta ser mais dos 20%, é um facto, muitos adoram programar e fazem isso sempre que têm oportunidade (não fosse a programação ser a temática do fórum), mas não é tanto assim para o lado dos 80%.

    Quanto à minha categoria..., já fui mais dos 20% do que sou agora..., antes programava sempre que tinha tempo, agora programo para trabalhos da faculdade e pouco mais :(

    Gostava de ficar mais perto do grupo dos 20% do que na realidade estou...
     
  11. raVemjr

    raVemjr I'm cool cuz I Fold

    Bem não sou obcecado por Linux, mas tenho-o (até como plataforma preferida para programar).
    No entanto não sou um tipo agarrado a Open Source ou até a programar, mas gosto de o fazer.

    Em que grupo estou eu? :P
     
  12. AragTey

    AragTey Power Member

    Eu não critiquei o Portugal a programar, nem as pessoas que por la andam, também ando por lá, apenas acho que um forum como este da TZ em que temos temas mais generalistas (Jogos. Modding, etc....) consegue atingir um maior leque de pessoas e entao assim os tais 20% conseguem chegar a mais pessoas.

    Pessoas que se juntem ao forum por causa dos jogos ou assim, podem um dia passar pela thread da Porgramacao e assim despertar alguma curiosidade e arte que até então desconheciam.

    De qualquer maneira acho que fazem os dois falta...uns porque permitem chegar a mais pessoas e outros mais restritos que permitem conversas e discussões mais profundas e que são necessárias aos desenvolvimente de qualquer tecnologia.
     
  13. paulojreis

    paulojreis Power Member

    off-topic: tu tás a implicar por ele usar "q" em vez de "que" ou "pq" em vez de "porque"? mas em q planeta vives tu? vê se cresces um pouco mentalmente, não me custa nada apresentar-te uma data de pessoas q, apesar de abreviarem o "que" para "q", escrevem umas 100 vezes melhor q tu.

    on-topic: o artigo - ainda q tendo um fundo de verdade - não é propriamente imparcial. há uma crítica latente às soluções microsoft - principalmente qd fala do sourcesafe. mas, analisando a mensagem principal, acho q vou usar as palavras de um user q comentou um pouco acima: "ainda bem q estou nos 80%" - eu ao menos tenho vida!
     
  14. xtr3me

    xtr3me Power Member

    Acho o artigo demasiado redutor.

    De qualquer maneira, é mais ou menos o que já disseram aqui. Há gente que encontra um meio termo. Gosta de programar, exige de si mesmo uma boa programação, com todas as boas práticas, mas que não respira programação, não anda sempre em cima das new trends (apenas quando precisa de fazer alguma coisa que as envolve) ...

    E também acho o artigo demasiado tendencioso para o lado non-microsoft.

    Pessoalmente fico feliz por "pertencer aos 80%". Vou desenvolvendo o que vou precisando, relativamente bem (claro que se não fizesse mais nada na vida sem ser programar, acredito que desenvolveria código perfeito), sem "cavar" e com soluções relativamente refinadas e eficientes e mesmo assim tenho tempo para outras coisas, inclusivé fora da programação. Confesso que não é a área que me puxe mais, apesar de (ao contrário de muita gente) não ter medo nem me "desmarcar" de bater código.
     
  15. ricmrq

    ricmrq Power Member

    eu faço parte dos 80% :p:p
     
  16. cmmr

    cmmr [email protected] Member

    Concordo.

    Deveria haver um meio termo ou até mais.

    No meu caso programo JAVA e PHP em Linux (60% do tempo) mas dou aulas de programação onde quase tudo recai sobre o MS VS.net o que me obriga a programar bastante neste ambiente para me sentir à vontade ao explicar determinados conteúdos.

    Aprendi todas estas linguagens sozinho, (muitas vezes nos fins de semana sem nada de interessante para fazer).

    Onde me incluo?:p

    cumps
     

Partilhar esta Página